Mini Aventuras do MINI Speedy Gonzalez - Mini 1000 HLE - 1984

Francisco Relvas

Boy Racer
Portalista
Já foi à estrada, as velas já têm melhor aspecto e o motor já não falha a partir das 5000 rpm:
Ver anexo 1162713

As 1ª, 2ª e 3ª velocidades foram puxadas até às 6500 rpm e a 4ª não deixei passar das 5500 rpm, portou-se lindamente! ^_^

Só por curiosidade; com uma folha de cálculo "excel" determinei teoricamente a velocidade máxima alcançada em cada relação de caixa:
Ver anexo 1162715
:cool:

A junção do colector de escape com o tubo do mesmo e que sempre que é substituída a junta da culassa, se solta :eek::
Ver anexo 1162716
Fixar esta junção será a próxima tarefa.:)
149 em terceira??!! o_O
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Este rato é mesmo Speedado! Devia ter ido ao Kartodromo de Portalegre ofuscar o Boguinhas! Deve ser uma loucura na pista.
Bem gostava de ter ido a Portalegre e pelo que vi nos vídeos não será um qualquer Speedy que de ânimo leve ofusca o Boguinhas.



Há uns anos atrás seria assim:

20 de Fevereiro a seguir ao almoço:

- Teresa, que achas de darmos um salto a Castelo Branco a visitarmos os teus tios, levavamos a tua mãe, ela iria gostar.

Longe de mim segundas intensões, até porque não seria a 1ª vez, nem a 2ª e muito menos a 3ª. :ph34r:

- Boa ideia, vou ligar à minha mãe a dizer que se prepare que já a vamos apanhar. Quantas mudas de roupa levamos?

- Eh pá, faz a conta, regressamos dia 24.

- Ok!

Depois de apanharmos a sogra, após 2h 30m no máximo 3h estamos lá! :)

Dia 21, aturar as velharias; ao final da tarde:

- Eh pá, ò Teresa, estou a ver aqui no computador que uns gajos porreiros do Portal combinaram uma almoçarada para amanhã em Portalegre e eu aqui tão perto.

- Pois… estou a ver que já te fartaste das velhas… podes ir, não farás falta, cuidadinho na viagem!

- Olha uma coisa, não se arranjaria por aí um queijinho, umas azeitonas, um naco de presunto e umas garrafitas de vinho… disso que o teu tio costuma ter, só para eu não ir de mãos a abanar… e depois repomos o stock? :)

- Estou a ver… claro que sim!

Dia 22, em Portalegre a meio da tarde e depois de muita borga envio um SMS:

- Olá Teresa, tudo bem? Por aqui não pode estar melhor! Olha, isto afinal vai durar até depois do jantar, por isso não contes comigo hoje.

Pouco depois o meu telemóvel toca; uiii… é ela: :eek:

- Tou? Tás a brincar comigo? Nem penses que vais passar aí a noite, podes jantar mas vens dormir a casa... é que nem penses!!! :mad:

- Ok minha generala, regresso a seguir ao jantar. Nem um beijinho? Nem boa viagem? :blush:

- Vai-te catar, menino, se eu não te conhecesse...! Caaasa!!!! :mad:

A muda de roupa que levei às escondidas afinal não será necessária. :confused:


Para mal dos meus pecados e infelizmente, hoje esta história não poderia ser mais do que total ficção! :(

O tio (“Brás”) já se juntou, fará três anos, ao pai Domingos para voltarem a jogar à lerpa e a mãe Amélia, no ano passado, achou que os dois cunhados com tanta jogatana e discussões Portos/Benficas estavam a precisar de um pouco de ordem, como era costume, e sendo assim decidiu ir ter com eles; a sobreviva tia Teresa já não está muito bem de saúde para nos aturar.

É a PDV! :p:xD:


149 em terceira??!! o_O
Teoricamente! :thumbs up:

Só o deixo chegar às 7000 rpm esporadicamente e na 1ª velocidade, por norma as trocas das marchas são no máximo às 5500 rpm e a 4ª raramente a deixo chegar às 6000 rpm. ;)
 

António Barbosa

Red Line
Portalista
Já foi à estrada, as velas já têm melhor aspecto e o motor já não falha a partir das 5000 rpm:
Ver anexo 1162713

As 1ª, 2ª e 3ª velocidades foram puxadas até às 6500 rpm e a 4ª não deixei passar das 5500 rpm, portou-se lindamente! ^_^

Só por curiosidade; com uma folha de cálculo "excel" determinei teoricamente a velocidade máxima alcançada em cada relação de caixa:
Ver anexo 1162715
:cool:

A junção do colector de escape com o tubo do mesmo e que sempre que é substituída a junta da culassa, se solta :eek::

Fixar esta junção será a próxima tarefa.:)
Curiosamente temos a a árvore de cames igual em termos de perfil, o perfil 731 é igual ao 800, apenas variando o encaixe na bomba de óleo!
Camshafts.jpeg
 

Moises Trovisqueira

MTrovisqueiraF
Portalista
Bem gostava de ter ido a Portalegre e pelo que vi nos vídeos não será um qualquer Speedy que de ânimo leve ofusca o Boguinhas.



Há uns anos atrás seria assim:

20 de Fevereiro a seguir ao almoço:

- Teresa, que achas de darmos um salto a Castelo Branco a visitarmos os teus tios, levavamos a tua mãe, ela iria gostar.

Longe de mim segundas intensões, até porque não seria a 1ª vez, nem a 2ª e muito menos a 3ª. :ph34r:

- Boa ideia, vou ligar à minha mãe a dizer que se prepare que já a vamos apanhar. Quantas mudas de roupa levamos?

- Eh pá, faz a conta, regressamos dia 24.

- Ok!

Depois de apanharmos a sogra, após 2h 30m no máximo 3h estamos lá! :)

Dia 21, aturar as velharias; ao final da tarde:

- Eh pá, ò Teresa, estou a ver aqui no computador que uns gajos porreiros do Portal combinaram uma almoçarada para amanhã em Portalegre e eu aqui tão perto.

- Pois… estou a ver que já te fartaste das velhas… podes ir, não farás falta, cuidadinho na viagem!

- Olha uma coisa, não se arranjaria por aí um queijinho, umas azeitonas, um naco de presunto e umas garrafitas de vinho… disso que o teu tio costuma ter, só para eu não ir de mãos a abanar… e depois repomos o stock? :)

- Estou a ver… claro que sim!

Dia 22, em Portalegre a meio da tarde e depois de muita borga envio um SMS:

- Olá Teresa, tudo bem? Por aqui não pode estar melhor! Olha, isto afinal vai durar até depois do jantar, por isso não contes comigo hoje.

Pouco depois o meu telemóvel toca; uiii… é ela: :eek:

- Tou? Tás a brincar comigo? Nem penses que vais passar aí a noite, podes jantar mas vens dormir a casa... é que nem penses!!! :mad:

- Ok minha generala, regresso a seguir ao jantar. Nem um beijinho? Nem boa viagem? :blush:

- Vai-te catar, menino, se eu não te conhecesse...! Caaasa!!!! :mad:

A muda de roupa que levei às escondidas afinal não será necessária. :confused:


Para mal dos meus pecados e infelizmente, hoje esta história não poderia ser mais do que total ficção! :(

O tio (“Brás”) já se juntou, fará três anos, ao pai Domingos para voltarem a jogar à lerpa e a mãe Amélia, no ano passado, achou que os dois cunhados com tanta jogatana e discussões Portos/Benficas estavam a precisar de um pouco de ordem, como era costume, e sendo assim decidiu ir ter com eles; a sobreviva tia Teresa já não está muito bem de saúde para nos aturar.

É a PDV! :p:xD:



Teoricamente! :thumbs up:

Só o deixo chegar às 7000 rpm esporadicamente e na 1ª velocidade, por norma as trocas das marchas são no máximo às 5500 rpm e a 4ª raramente a deixo chegar às 6000 rpm. ;)
Ou António, que andas a fumar men?!!!:xD::xD::xD:
 

José_Braga

Portalista
Premium
Portalista
Bem gostava de ter ido a Portalegre e pelo que vi nos vídeos não será um qualquer Speedy que de ânimo leve ofusca o Boguinhas.



Há uns anos atrás seria assim:

20 de Fevereiro a seguir ao almoço:

- Teresa, que achas de darmos um salto a Castelo Branco a visitarmos os teus tios, levavamos a tua mãe, ela iria gostar.

Longe de mim segundas intensões, até porque não seria a 1ª vez, nem a 2ª e muito menos a 3ª. :ph34r:

- Boa ideia, vou ligar à minha mãe a dizer que se prepare que já a vamos apanhar. Quantas mudas de roupa levamos?

- Eh pá, faz a conta, regressamos dia 24.

- Ok!

Depois de apanharmos a sogra, após 2h 30m no máximo 3h estamos lá! :)

Dia 21, aturar as velharias; ao final da tarde:

- Eh pá, ò Teresa, estou a ver aqui no computador que uns gajos porreiros do Portal combinaram uma almoçarada para amanhã em Portalegre e eu aqui tão perto.

- Pois… estou a ver que já te fartaste das velhas… podes ir, não farás falta, cuidadinho na viagem!

- Olha uma coisa, não se arranjaria por aí um queijinho, umas azeitonas, um naco de presunto e umas garrafitas de vinho… disso que o teu tio costuma ter, só para eu não ir de mãos a abanar… e depois repomos o stock? :)

- Estou a ver… claro que sim!

Dia 22, em Portalegre a meio da tarde e depois de muita borga envio um SMS:

- Olá Teresa, tudo bem? Por aqui não pode estar melhor! Olha, isto afinal vai durar até depois do jantar, por isso não contes comigo hoje.

Pouco depois o meu telemóvel toca; uiii… é ela: :eek:

- Tou? Tás a brincar comigo? Nem penses que vais passar aí a noite, podes jantar mas vens dormir a casa... é que nem penses!!! :mad:

- Ok minha generala, regresso a seguir ao jantar. Nem um beijinho? Nem boa viagem? :blush:

- Vai-te catar, menino, se eu não te conhecesse...! Caaasa!!!! :mad:

A muda de roupa que levei às escondidas afinal não será necessária. :confused:


Para mal dos meus pecados e infelizmente, hoje esta história não poderia ser mais do que total ficção! :(

O tio (“Brás”) já se juntou, fará três anos, ao pai Domingos para voltarem a jogar à lerpa e a mãe Amélia, no ano passado, achou que os dois cunhados com tanta jogatana e discussões Portos/Benficas estavam a precisar de um pouco de ordem, como era costume, e sendo assim decidiu ir ter com eles; a sobreviva tia Teresa já não está muito bem de saúde para nos aturar.

É a PDV! :p:xD:



Teoricamente! :thumbs up:

Só o deixo chegar às 7000 rpm esporadicamente e na 1ª velocidade, por norma as trocas das marchas são no máximo às 5500 rpm e a 4ª raramente a deixo chegar às 6000 rpm. ;)
Eheheh, é verdade, há uns atrás era assim, agora elas vêm conosco.:xD::xD::xD:
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Em quarentena e ligado à tomada para manter a bateria:
Quarentena.jpg

A 2 de Março, depois de umas voltas, o Speedy entrou na garagem e não voltou a sair até hoje por entretanto ter entrado em quarentena. Era para ter saído ontem para me levar ao hospital de Braga para mais uma consulta de rotina às 16h 30 e conhecer o resultado da última análise ao PSA (colheita feita a 11/3). Não foi necessário (ora bolas, era um excelente motivo para lhe esticar as pernas), de manhã o médico teve a atenção de me telefonar a aconselhar-me a não sair por pertencer a um grupo de risco tendo a consulta sido adiada para data a agendar e deu-me a conhecer o actual valor do PSA (0,0 ng/ml), sendo uma óptima notícia.


Saiu hoje para me levar ao supermercado a buscar o que já estava em falta; como é costume a seguir a uma boa notícia vem sempre uma má, em andamento, por várias vezes e por fracções de segundo o motor calou-se voltando a trabalhar logo de seguida sem precisar do motor de arranque, cheira-me a mais um irritante problema eléctrico; o sacaninha não gosta de ficar tanto tempo parado e revolta-se! Há perto de meio ano que a luz interior e o farol de marcha-atrás de vez em quando não acendiam, ao mesmo tempo ou, ora um ou o outro; aproveitei um destes dias passados para arregaçar as mangas e dar com os gatos, eram deficientes ligações nos fios de alimentação que me fizeram perder muito tempo a encontrá-las:
Bugs eléctricos.jpg

Até debaixo do Speedy andei para testar o interruptor do farol de marcha-atrás que fica num sítio tramado, ainda pensei em aproveitar para reparar a junção do escape que ficou um pouco folgada após a substituição da junta da culassa, mas logo desisti por mal caber debaixo do carro sem poder aumentar o espaço, prefiro gastar €5,00 na casa dos escapes, quando for possível.

Agora não há motivos para de vez em quando não acenderem:
Luz interior.jpg
Farol marcha-atrás.jpg


Como reparei que o depósito de combustível estava quase seco, passei pelo posto e… agradável surpresa:
Combustível em 26.03.2020.jpg

Foram €20,00 da 98 quando costumam ser €10,00; da vez anterior paguei €1,644/litro.

Aquando da substituição da junta da culassa pus o hodómetro parcial a zero, hoje ainda só marca 315.2 Km, a continuar assim o reaperto da culassa vai demorar a acontecer:
Hodómetro Parcial em 26.03.2020.jpg


De regresso à garagem e à forçada quarentena com a bateria ligada à tomada:
Bateria em manutenção.jpg
Só por curiosidade:
- A tampa da bagageira não pode ficar totalmente aberta senão a porta da enorme garagem não fecha.

Agora preciso de ganhar disposição e puxar pela caixa dos pirolitos para descobrir o porquê do motor ter começado hoje a desligar-se por breves momentos com o carro em andamento, ao ralenti nunca falha. Haja paciência!

P.S.:- Raisparta a Covid 19 mais quem a pariu!!!:mad:
 
Última edição:

António Barbosa

Red Line
Portalista
Em quarentena e ligado à tomada para manter a bateria:
Ver anexo 1165724

A 2 de Março, depois de umas voltas, o Speedy entrou na garagem e não voltou a sair até hoje por entretanto ter entrado em quarentena. Era para ter saído ontem para me levar ao hospital de Braga para mais uma consulta de rotina às 16h 30 e conhecer o resultado da última análise ao PSA (colheita feita a 11/3). Não foi necessário (ora bolas, era um excelente motivo para lhe esticar as pernas), de manhã o médico teve a atenção de me telefonar a aconselhar-me a não sair por pertencer a um grupo de risco tendo a consulta sido adiada para data a agendar e deu-me a conhecer o actual valor do PSA (0,0 ng/ml), sendo uma óptima notícia.


Saiu hoje para me levar ao supermercado a buscar o que já estava em falta; como é costume a seguir a uma boa notícia vem sempre uma má, em andamento, por várias vezes e por fracções de segundo o motor calou-se voltando a trabalhar logo de seguida sem precisar do motor de arranque, cheira-me a mais um irritante problema eléctrico; o sacaninha não gosta de ficar tanto tempo parado e revolta-se! Há perto de meio ano que a luz interior e o farol de marcha-atrás de vez em quando não acendiam, ao mesmo tempo ou, ora um ou o outro; aproveitei um destes dias passados para arregaçar as mangas e dar com os gatos, eram deficientes ligações nos fios de alimentação que me fizeram perder muito tempo a encontrá-las:
Ver anexo 1165730

Até debaixo do Speedy andei para testar o interruptor do farol de marcha-atrás que fica num sítio tramado, ainda pensei em aproveitar para reparar a junção do escape que ficou um pouco folgada após a substituição da junta da culassa, mas logo desisti por mal caber debaixo do carro sem poder aumentar o espaço, prefiro gastar €5,00 na casa dos escapes, quando for possível.

Agora não há motivos para de vez em quando não acenderem:
Ver anexo 1165731
Ver anexo 1165732


Como reparei que o depósito de combustível estava quase seco, passei pelo posto e… agradável surpresa:
Ver anexo 1165733

Foram €20,00 da 98 quando costumam ser €10,00; da vez anterior paguei €1,644/litro.

Aquando da substituição da junta da culassa pus o hodómetro parcial a zero, hoje ainda só marca 315.2 Km, a continuar assim o reaperto da culassa vai demorar a acontecer:
Ver anexo 1165735


De regresso à garagem e à forçada quarentena com a bateria ligada à tomada:
Ver anexo 1165737
Só por curiosidade:
- A tampa da bagageira não pode ficar totalmente aberta senão a porta da enorme garagem não fecha.

Agora preciso de ganhar disposição e puxar pela caixa dos pirolitos para descobrir o porquê do motor ter começado hoje a desligar-se por breves momentos com o carro em andamento, ao ralenti nunca falha. Haja paciência!

P.S.:- Raisparta a Covid 19 mais quem a pariu!!!:mad:
Podes já ter resolvido isso, a luz de marcha-atrás só acende com a ignição ligada, se a intermitência da luz se devia a maus contactos, pode o circuito ser o mesmo. Tenho que ir ver ao Haynes ver o circuito elétrico dum Mini da geração do teu para confirmar.
 

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
(...)Como reparei que o depósito de combustível estava quase seco, passei pelo posto e… agradável surpresa:
Ver anexo 1165733

Foram €20,00 da 98 quando costumam ser €10,00; da vez anterior paguei €1,644/litro.
Não sei como é na gasolina 98 mas a evologic 95, à 4ª feira, é ao preço da simples. Devias ter precisado de ir ao supermercado ontem. :cool:

Agora preciso de ganhar disposição e puxar pela caixa dos pirolitos para descobrir o porquê do motor ter começado hoje a desligar-se por breves momentos com o carro em andamento, ao ralenti nunca falha. Haja paciência!
A falha acontece só em aceleração? Ele tem ignição totalmente electrónica, certo?
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Podes já ter resolvido isso, a luz de marcha-atrás só acende com a ignição ligada, se a intermitência da luz se devia a maus contactos, pode o circuito ser o mesmo. Tenho que ir ver ao Haynes ver o circuito elétrico dum Mini da geração do teu para confirmar.
Os problemas da luz de marcha-atrás e luz interior resolvi-os na segunda-feira passada, a falha do motor aconteceu hoje e é nova nunca me tinha acontecido, provavelmente será um problema idêntico que se revelou depois de eu ter andado a mexer nos fios que estão junto aos fios da luz interior e farol de marcha-atrás, desconfio que seja no fio que leva corrente à bobine.
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Vou abrir mais a pestana, desconhecia, obrigado :thumbs up:

Sim, é só em aceleração e a ignição é totalmente electrónica.
Só soube disso da gasolina porque agora a 124 só bebe bebida de qualidade.

Se é electrónica o meu conhecimento é limitadíssimo. Tem de vir cá o @António Barbosa...
Eu perguntei porque aqui há tempos o Panda fez disso por causa do condensador.
 

António Barbosa

Red Line
Portalista
Liga uma lâmpada ao fio que vem da chave da ignição para a bobine (desligas a bobine) e a um ponto de massa. Vai mexendo no fio a ver se a lâmpada apaga. Abre o distribuidor e vê se não está nada solto. Faz também o teste básico de pôr uma lâmpada no lugar da bobine e ver se ela acende e apaga devidamente com dás ao motor de arranque.
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Liga uma lâmpada ao fio que vem da chave da ignição para a bobine (desligas a bobine) e a um ponto de massa. Vai mexendo no fio a ver se a lâmpada apaga. Abre o distribuidor e vê se não está nada solto. Faz também o teste básico de pôr uma lâmpada no lugar da bobine e ver se ela acende e apaga devidamente com dás ao motor de arranque.
Obrigado pelas dicas, António, por acaso já tinha pensado em seguir esse fio desde a chave da ignição até à bobine, estou mesmo convencido que o gato estará algures nesse fio, a ver se amanhã tenho disposição para o fazer. ;):thumbs up:
 

António M. Vieira e Sousa

Gentleman Driver
Portalista
Bom… ontem de tarde lá fui até à à à… garagem??? Se calhar é. Mas vamos ao que interessa, fui decidido a duas tarefas:

1ª - Arregacei as mangas e segui o fio eléctrico que vai da chave da ignição até à bobine; nada de anormal encontrado. De seguida desliguei da bobine o mesmo fio e intercalei entre ele e um ponto de massa um busca-pólos que acendeu depois de ter ligado a chave da ignição:
1 - Busca-pólos aceso.jpg

Perdi uma porrada de tempo a puxar, abanar e insultar todo e qualquer fio eléctrico que fui encontrando e o raio do busca-pólos nem uma piscadelazinha deu… sempre aceso, o filho da mãe!

Tirei a tampa do distribuidor, o rotor e… tudo firme sem nada faltar:
2 - Distribuidor.jpg

Recompus o distribuidor, guardei o busca-pólos e liguei o fio à bobine. Então pus o motor a trabalhar ao ralenti até à temperatura normal, depois levei-o por várias vezes às 5000 rpm por alguns segundos (detesto fazer isto a um motor sem ser em esforço, fico com a sensação de que alguma coisa vai partir, mas teve de ser, por razões óbvias não podia levar o carro à rua para o ensaiar) e… c’um caraças… nenhuma falha; o sacaninha está a brincar comigo?

Em princípio na próxima terça-feira terei de voltar ao supermercado e então aproveitarei para o experimentar; terá sido alguma maleita momentânea? Vou levar a camera de vídeo para ficar registado se voltar a acontecer.



2ª - Já há uma porrada de tempo que a pretendia fazer, melhorar o farol traseiro de nevoeiro que tem ou tinha uma luz muito foleira, rosinha demais para o meu gosto.

Antes de mais… nunca gostei de ver o estupor do farol de nevoeiro pendurado debaixo do pára-choques.

Um belo dia, o que lá estava:
Farol nevoeiro original.jpg

Levou uma valente porrada e ficou assim:
Dador (a).jpg
O potencial dador!

Foi substituído por este:
Farol nevoeiro substituto.jpg
Que foi mantido após o restauro que o carro sofreu.

Algures em 2012 lembrei-me de esconder o inestético farol (numa caixa na garagem) dentro do farol de marcha-atrás do lado esquerdo, para quê dois faróis de marcha-atrás? Troquei as ligações eléctricas, a lâmpada branca por uma vermelha e forrei o interior do farol, espelho e “vidro”, com uma película aderente vermelha transparente:
Lâmpada vermelha e reflector forrado.jpg

Interior (antes).jpg

Depois de aceso a cor não me agradou e na altura decidi que tinha de fazer mais qualquer coisa, mas como em princípio iria ter pouco uso, aliás não me lembro de alguma vez o ter acendido por necessidade, foi ficando assim. Há uns tempos quando na garagem procurava já não sei o quê, encontrei uma caixa com o farol de nevoeiro original (ás vezes dá jeito guardar determinados lixos) e lembrei-me de o aproveitar como dador para melhorar o aspecto do farol que tinha engendrado; ontem pus mãos à obra.

Com as medidas do interior do “vidro” fiz um molde em papel que colei com cola em bastão, sai facilmente com água, no dador:
Dador (b) - Molde papel.jpg

Com a Dremel do chinês cortei a peça pretendida:
Dremel do chinês.jpg

Dador (c) - Molde papel e peça cortada.jpg

Depois das rebarbas aparadas e umas lixadelas a peça foi para o sítio:
Interior (depois).jpg
O “vidro” antes:
Contraluz 1.jpg

E depois:
Contraluz 2.jpg

Resultado final:

Farol apagado:
Farol nevoeiro apagado.jpg

Farol aceso:
Farol nevoeiro aceso (depois).jpg

Em foto o farol perde cor mas ao vivo nota-se bem mais vermelho. ;)

Estive entretido! :)
 

Miguel L. Catarino

Portalista
Portalista
Bom… ontem de tarde lá fui até à à à… garagem??? Se calhar é. Mas vamos ao que interessa, fui decidido a duas tarefas:

1ª - Arregacei as mangas e segui o fio eléctrico que vai da chave da ignição até à bobine; nada de anormal encontrado. De seguida desliguei da bobine o mesmo fio e intercalei entre ele e um ponto de massa um busca-pólos que acendeu depois de ter ligado a chave da ignição:
Ver anexo 1166054

Perdi uma porrada de tempo a puxar, abanar e insultar todo e qualquer fio eléctrico que fui encontrando e o raio do busca-pólos nem uma piscadelazinha deu… sempre aceso, o filho da mãe!

Tirei a tampa do distribuidor, o rotor e… tudo firme sem nada faltar:
Ver anexo 1166055

Recompus o distribuidor, guardei o busca-pólos e liguei o fio à bobine. Então pus o motor a trabalhar ao ralenti até à temperatura normal, depois levei-o por várias vezes às 5000 rpm por alguns segundos (detesto fazer isto a um motor sem ser em esforço, fico com a sensação de que alguma coisa vai partir, mas teve de ser, por razões óbvias não podia levar o carro à rua para o ensaiar) e… c’um caraças… nenhuma falha; o sacaninha está a brincar comigo?

Em princípio na próxima terça-feira terei de voltar ao supermercado e então aproveitarei para o experimentar; terá sido alguma maleita momentânea? Vou levar a camera de vídeo para ficar registado se voltar a acontecer.



2ª - Já há uma porrada de tempo que a pretendia fazer, melhorar o farol traseiro de nevoeiro que tem ou tinha uma luz muito foleira, rosinha demais para o meu gosto.

Antes de mais… nunca gostei de ver o estupor do farol de nevoeiro pendurado debaixo do pára-choques.

Um belo dia, o que lá estava:
Ver anexo 1166056

Levou uma valente porrada e ficou assim:
Ver anexo 1166057
O potencial dador!

Foi substituído por este:
Ver anexo 1166058
Que foi mantido após o restauro que o carro sofreu.

Algures em 2012 lembrei-me de esconder o inestético farol (numa caixa na garagem) dentro do farol de marcha-atrás do lado esquerdo, para quê dois faróis de marcha-atrás? Troquei as ligações eléctricas, a lâmpada branca por uma vermelha e forrei o interior do farol, espelho e “vidro”, com uma película aderente vermelha transparente:
Ver anexo 1166059

Ver anexo 1166060

Depois de aceso a cor não me agradou e na altura decidi que tinha de fazer mais qualquer coisa, mas como em princípio iria ter pouco uso, aliás não me lembro de alguma vez o ter acendido por necessidade, foi ficando assim. Há uns tempos quando na garagem procurava já não sei o quê, encontrei uma caixa com o farol de nevoeiro original (ás vezes dá jeito guardar determinados lixos) e lembrei-me de o aproveitar como dador para melhorar o aspecto do farol que tinha engendrado; ontem pus mãos à obra.

Com as medidas do interior do “vidro” fiz um molde em papel que colei com cola em bastão, sai facilmente com água, no dador:
Ver anexo 1166062

Com a Dremel do chinês cortei a peça pretendida:
Ver anexo 1166063

Ver anexo 1166064

Depois das rebarbas aparadas e umas lixadelas a peça foi para o sítio:
Ver anexo 1166065
O “vidro” antes:
Ver anexo 1166066

E depois:
Ver anexo 1166067

Resultado final:

Farol apagado:
Ver anexo 1166068

Farol aceso:
Ver anexo 1166069

Em foto o farol perde cor mas ao vivo nota-se bem mais vermelho. ;)

Estive entretido! :)

Bons trabalhos!

Só uma questão: É uma ideia excelente. Mas os centros de inspeção concordarão que é boa ideia ou dá logo direito a folha vermelha?
 
Topo