Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Toyota Gt86... Um Candidato A Clássico?

Tópico em 'Clássicos Modernos' iniciado por Eduardo Relvas, 14 Set 2012.

Tópico em 'Clássicos Modernos' iniciado por Eduardo Relvas, 14 Set 2012.

  1. Há uns dias "tropecei" num anúncio deste novo modelo da Toyota numa das minhas revistas inglesas, e fiquei com curiosidade... fui pesquisar e as minhas suspeitas confirmaram-se.

    Estamos na presença de um coupé desportivo, supostamente "despido" de todas as mariquices supérfluas que hoje enchem os electrodomésticos que chamam de automóveis, e além disso com:

    - Motor dianteiro de 2 litros turbo boxer;
    - Caixa manual (automática em opção);
    - Tracção traseira;
    - Autoblocante.

    Pelo menos a intenção é boa... e é refrescante saber que alguém ainda se lembra da receita básica do que é um automóvel como deve ser. Fiquei curioso, devo confessar...



    Um abraço a todos!

    P.S.: Não faço ideia de preços neste buraco onde moramos, mas no Reino Unido parece que começa nas 25 mil libras... nada mal.
     
    Raul RN Leal e Joao Manso gostaram disto.
  2. Amigo Eduardo, este carro é já um daqueles carros que eu sonho ter.

    Para mim é um futuro clássico sem dúvida alguma!!!

    É, a meu ver, o grande lançamento da Toyota, que vai criar um grupo de fãs enorme.

    O facto de retirar ao carro todos as "paneleirices" existentes nos carros novos, é uma jogada de mestre da marca. Torna o carro muito mais próximo do homem, sendo este agora a controlar a máquina e não o contrário.

    A estética é fantástica, já quanto ao comportamento, li relatos que o carro está próximo da perfeição.

    Sem dúvida que é um fantástico sucessor do AE86.

    Quanto a preços, A Toyota já divulgou os preços definitivos para o modelo. Em Portugal, a versão base do GT 86 tem um preço de 39.780 euros. A versão Sport, mais equipada, estará disponível a partir de 41.145 euros.

    Ver anexo 287982
     

    Ficheiros Anexados:

    • 1.jpg
      1.jpg
      Tamanho:
      150.2 KB
      Visitas:
      46
  3. Este 65-NB-66 andou nas mão de um amigo meu em Portimão...
    E pelos vistos tenho-o visto na zona de Sintra diversas vezes.

    Entretanto estive na reportagem do novo GT86 no Estoril a convite de um amigo meu que é o dono do AE86 que está na revista Automotor do mês passado, deu para andar e bem no novo "charuto" e achei-o muito bom. De chassi impecável e muito bem construído. O motor peca por falta de potência, mas de resto está impecável... O preço é que.... upa upa...

    Queria meter fotos mas não estou a conseguir.

    Só sei que foi uma tarde muito bem passada no Estoril! :)
     
  4. Eu do pouco que li, gostei. Juntando a tudo o que vocês disseram o facto de morar lá dentro um boxer de origem Subaru, com aquele som viciante, gosto ainda mais. A receita é ganhadora.

    Mas deixem-me provocar e deixar passar este. Junto mais "uns trocos" e compro antes o Alfa Romeo 4C, que tem a mesma receita, mas é viciante mesmo estando parado!
     
    David Silva gostou disto.
  5. Também me lembrei desse, João... será que a Alfa sempre o faz? E, mais importante que isso, será que é mesmo RWD?

    É que de Alfas WWD já eu estou mais que farto... desde o 75 e os SZ/RZ que não se faz um Alfa com a potência dada às rodas certas...

    Um abraço!
     
    David Silva gostou disto.
  6. Se não o fizerem perdem uma oportunidade enorme de se redimirem das muitas asneiras que têm feito...
     
    Rafael S Marques gostou disto.
  7. Vamos lá separar o trigo do joio... O GT86 é um conceito bem diferente do 4C embora ache os dois fabulosos (como conceito)...

    A Toyota pegou numa fórmula já bastante usada no passado e conseguiu um carro que aparenta estar condenado a ser icónico, embora em Portugal, com a carga fiscal, esteja condenado a ficar a anos luz dos preços praticados nos principais mercados europeus.

    O 4C vai pra frente, e espera-se até a apresentação da versão definitiva já no fim deste mês no Salão de Paris... Há uma grande expectativa no meio alfista porque é já garantido que este 4C e o próximo Spider que será produzido em parceria com a Mazda aproveitando o fabuloso chassis do MX5, serão RWD, algo que em 25 anos só se viu no inalcançáv€l 8C (estamos a falar de carros de produção). Os rumores são que o Marchionne está definitivamente decidido a combater as marcas premium alemãs e escolheu a Alfa como meio para atingir o fim. O regresso ao mercado norte-americano é mais um desafio que deixa mt pouco espaço para erros estratégicos no futuro da marca... Ele já disse que o próximo Giulia (substituto do 159) tem de ser o carro perfeito, daí o projecto já ter sofrido vários atrasos. Posto isto os verdadeiros alfistas estão numa expectativa tremenda, e se o novo Giulia é apresentado como FWD (WWD como diz o Eduardo) muitos acharão que poderá ser a machadada final na marca.

    Ainda sobre o 4C, será um conceito bem diferente do GT86, aproximando-se mt mais de um super desportivo apesar do motor central de 1.8 litros e 235cv que poderão ser 300cv na versão de produção... Isto para 850kg (peso do concept)... O KTM X-Bow tem 700kg e n tem portas nem vidros... :D Ficaria portanto uma especie de Lotus Elise com a potencia de um Lotus Exige mas mt mais lindo... :D O preço especula-se que andará à volta dos 70mil euros em Portugal, o que fará com que tenha de ir a Track Days no futuro para me poder babar pra cima de um
     
  8. O GT86 vai ser um excelente clássico, mas nunca será um 2000GT ou um AE86. Além disso, faltam-lhe uns cavalitos.

    Agora o que para mim vai marcar no futuro vai ser o 1er M. E só não têm coisa à volta dele porque a BMW simplesmente não precisa do marketing que a Toyota e Subaru utilizaram.
     
    David Silva gostou disto.
  9. Mais um conceito diferente, mas n podia tar mais de acordo ctg...
     
  10. Estragaram o tópico... BMW 1M?? Marcar o futuro? Tem tracção ao eixo certo e muita potência, mas não deixa de ser mais do mesmo e com demasiadas eletrónicas. Marcará uma geração, mas quando surgir o próximo, acabou-se.
     
  11. Oi? Que electrónica têm a mais que o Toyota?

    O 1M vai marcar porque têm o que falta ao GT... Potência.
     
  12. [sup]Sou o unico a achar que com 200 cv o Toyota já tem que ser um espetáculo a andar? ;) [/sup]
    [sup]Ainda não vi nenhum, vou-me babar quando vir o primeiro... :D :D [/sup]
     
  13. Falta potência ao Toyota? Duzentos cavalos? 200!

    Eu acho mais que suficiente para uma pessoa ter muito prazer de condução! E consegue-o dentro dos limites da legalidade. Por metade do preço do BMW...


    O BMW tem 340 cv que na maior parte das vezes tens de ir a um circuito ou cometer exageros e ilegalidades para utilizar na totalidade. Além do "pequeno" pormenor de custar mais de 75000 €. Daqui por 3 ou 4 anos é substituído, como têm sido o M3 e o M5... E aí o carisma é abafado pelo marketing.

    O Toyota parece ser (só conduzindo um é que se saberá ao certo) a receita certa para usufruir de divertimento a sério a um custo aceitável e com doses equilibradas de identidade e de potência.

    Nós temos um prazer do caneco em guiar um 124 Spider ou um 1600 SSS com cerca de 100 cv... Este tem o dobro! Não chega??

    Claro que tem. E não precisa de dar "cento e mil" nem de acelerar dos 0 aos 100 tipo calhau a cair na ravina. Se fizer aquilo a que se propõe, está feito.

    Os gajos do Top Gear podem ser muito loucos, mas percebem um bocadinho de carros. E, apesar de serem bastante mauzinhos com os carros japoneses, não hesitaram em dar a vitória no Top Gear Speed Week ao GT 86. E andavam lá Porsche, Mclaren, M5 e coisas do género...
     
  14. Acho que sim. Comparando com um Megane RS 250 ou um S2000, nossa. Mas a base é excelente. Acredito que venha uma coisa mais hardcore daqui a uns tempos... 280cv e 300nm já chegava. Agora com 200cv e 205nm não é mau, mas o caro merecia mais.

    Olha a corda que levou do S2k:

    http://www.youtube.com/watch?v=T9_hZqvY5RM


    Se bem que aqui têm caixa de aleijadinhos...
    http://www.youtube.com/watch?v=aNUL9eQO5Q0&feature=fvwrel


    :ph34r:
     
    Nuno Almeida Santos gostou disto.
  15. E o que são 200cv hoje em dia? E o binário? Sabes à quantos anos saiu o F20C? Viste o vídeo? Embora o S2000 tenha mais ou menos o mesmo binário, faz rotação que é um mimo e têm um peito bem cheio lá em cima...

    O que é ter prazer de condução dentro la legalidade? Passear na praia? Acho que temos noção de prazer de condução um bocadinho diferentes. E a única maneira de o fazer legalmente, para mim, é numa pista. O resto são serras e serrinhas a fazer coisas bem para lá da legalidade. É que para ter "prazer de condução" dentro da legalidade comprava um SLK e andava a passear na Foz. E isso não me diz nada.

    A comparação com um 124 ou um SSS é um bocadinho esquisita... Vê a diferença de pesos e de tamanho das rodas. E depois, se quiseres, faz relações peso-potência. O meu Astra têm 150cv e toneladas de binário e para aguentar com um 106 GTi (1.6 16v NA) têm que se esticar e bem... E têm + de 20% de cavalos, e binário nem se fala. Potência não é tudo, o resto também conta ;)
     
    #15 Andre.Silva, 16 Set 2012
    Última edição: 13 Mai 2016
  16. comparar um 1M com um GT86 parece-me injusto. para o toyota claro está!
    o 1M é suberbo.

    ao toyota faltam-lhe algumas coisas como desenho, personalidade e claro está, cavalinhos...

    Clássico "de letras grandes"? não me parece...
     
    Moises Trovisqueira gostou disto.
  17. Tomem lá umas fotos para se deliciarem,para mim será certamente um clássico sem sombra de dúvida.
    [​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG][​IMG]
     
  18. Amigos, amigos... calma.

    Vamos lá pôr as coisas no devido lugar. Pra começar, para mim um carro só merece esse nome quando não tem circuitos electrónicos a lidar com o que quer que seja possível ligar directamente dos comandos aos equipamentos. Por isso, não estamos na presença de um carro completamente simples e desprovido de mariquices.

    Depois, há outras questões básicas daquilo que faz um carro ser desportivo. Motor com boa resposta e desempenho, pouco peso, nada de interferências ou comités electrónicos, caixa manual, tracção traseira e um chassis bem conseguido.

    Eu ainda acrescentaria pneus de dimensões mínimas para o peso e propósito, mas hoje em dia ninguém os calça assim. Quem determina o tamanho dos pneus é o tipo do marketing, e não o engenheiro.

    De resto, hoje tudo o que se constrói é de tal maneira controlado, moderado, politicado e tudo o mais, que é raro já se conseguir distinguir uma marca de outra. Por isso é que me chamou a atenção a Toyota apresentar um modelo com este layout tão próximo da arquitectura clássica do desportivo. Claro que não se pode comparar a um tri-S ou a um 124 Spider. E um 1M está noutro escalão, tanto de preços como de performance e propósitos. Uma coisa é um desportivo, que é suposto servir para diversão simples, e outra coisa é um superdesportivo como o 1M, que já precisa de sei lá o quê para se poder exercitá-lo. Isso não é um carro para o mundo real.

    O que se tem é de pôr cada um no seu devido lugar. O GT86 é uma proposta interessante porque, tal como o MX-5, foi buscar algo dos clássicos para o mundo actual. Não quer dizer que seja um clássico, porque não o é. Mas talvez um dia venha a ter um lugarzito na história tal como o Mazda já tem. Eu acho-o interessante por causa disso, mas não comprava um. Há coisas que não mudam, e com as quais me custa a viver. Basta olhar para aquele interior... enfim, adiante.

    O Alfa 4C, se for feito (e mantenho esta ressalva porque o grupo Fiat tem um historial incomparável de flops neste aspecto, porque se fartam de apresentar protótipos que deixam o mundo todo a babar e sonhar, e depois... nicles), será algo igualmente interessante. Mas não é automaticamente um clássico. Temos visto muita coisa a sair à rua com o emblema da Alfa que eu, francamente, preferia esquecer que existe (quem, no seu perfeito juízo, quer um Alfa Spider JTD?). Mas gostava de ver as coisas evoluir no sentido certo, isso gostava. Eu tornei-me cliente da BMW (para o electrodoméstico da patroa) porque a Alfa passou a fazer todos os modelos com o motor ligado às rodas erradas. E eu não compro um carro, especialmente um carro com um motor decente, ligado às rodas da frente. Há coisas que não perdoo. E a Alfa, com o historial como tem, é uma ofensa continuar a fazer as tretas que tem posto cá pra fora.

    Por tudo isto e mais alguma coisa... não vale a pena discutir. Hoje a mistura genética e o nivelamento forçado pelas politiquices é tanta, que pouco resta dos carácteres de uns e outros. Se não for pelo design e alguns pormenores, vai dar tudo ao mesmo. E são todos empestados de circuitos e chips pra isto e praquilo.

    Agora que é de louvar estas "pequenas anomalias" que fogem ao tédio que são todos os carros modernos... isso sem dúvida que sim.

    Um abraço a todos!
     
    Raul RN Leal e miguelcristovao gostaram disto.
  19. Já eu acho que estás errado nestes pontos. Deve ser o desportivo actual com mais personalidade, pois foi feito de raiz para ser desportivo, e não como um M, que por muito bom que seja é sempre um derivado de um carro feito para vender como pão quente. E este não. Nasceu para ser o que é. E o desenho, para mim, mete o 1er M num bolso. Menos agressivo mas bem mais elegante.
     
  20. O que têm o interior? Já que falamos em definição de clássico, acho que um S2K irá ser mais depressa um bom clássico que um GT... O carro é simplesmente apaixonante. E electrónica entre o que o motor produz e o que chega às rodas é coisa que não lhe assiste.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página