Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Citröen Citröen Visa GT Tonic - Je Suis Mangualde

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por David Silva, 27 Mar 2016.

Tópico em 'Diários de Bordo' iniciado por David Silva, 27 Mar 2016.

  1. Nascidos em 1979, eu e o meu mano gémeo, o @Daniel P R Silva, habituámo-nos a partilhar tudo desde cedo. E antes que comecem piadinhas, informo já que as namoradas nunca se deixaram enganar (julgam elas :lol::lol::lol::lol:). Começamos portanto a ter as primeiras memórias em plena década de 80. Em casa havia um aficionado Citröen. Com uma barba e bigode à Barrabás, bem ao estilo da época, o meu pai iniciou-se na "Double Chevron" em 1980 com um GS Special de 1974. Em 86 seria substituído por um GSA X3 de 1981 que daria lugar em 92 a um BX 14 RE de 1986. E foi este o carro em que nos encartamos. O carinho pela marca foi-se formando. Ainda não havia circuito Vasco Sameiro em Braga mas as provas automobilísticas estiveram sempre presentes na nossa infância. Todos os anos em Maio realizava-se a Rampa da Falperra onde podíamos ver todos os carros do automobilismo nacional e os galácticos do campeonato europeu de Montanha. Quando não conseguíamos convencer o velhote a ver in loco tínhamos sempre a hipótese de nos levantar bem cedo no Domingo de manhã e substituir a bonecada pela transmissão em direto da RTP2 (bons velhos tempos). E o troféu Visa marcou-nos. Um dos motivos era a participação do piloto bracarense Rui Lages (também correu nos AX, BX, AE86, entre outros), outro motivo era o fascínio de ver um carro que nos parecia tão frágil e pachorrento na estrada, tornar-se diabólico e super aguerrido em pista. Nessa altura a nossa mãe tirava a carta e o carro em que conduzia era um Visa 17 RD. Após o seu encartamento foi ponderado muitas vezes comprar um igual. Felizmente não aconteceu. Seria como marcar um encontro com a irmã do Cristiano antes desta dieta que a tornou mais apet... ...vistosa. Antes era um Visa a diesel, agora é um GT Tonic. Continua feia mas bem melhor que o que estava. Portanto não se perdeu o encanto pelo modelo e isso traduziu-se agora nesta loucura.

    Há alguns meses que eu e o meu mano tentávamos conciliar os nossos gostos para entrar num projeto em comum. Comprar um carro, disfrutar, vender e partir para outro projeto. Seria uma forma de usufruirmos de alguns carros que nos dizem algo. Pôs-se a jeito um que foi consensual. Um Citröen Visa GT Tonic de 1986.
    Contactado o proprietário, e negociado o valor, julgávamos que iríamos ver o carro a Viseu conforme estava descrito no anúncio. Mas não, o carro estava onde nasceu: Mangualde. Achamos engraçada a coincidência. Com 30 anos de idade o carro estava na cidade onde nasceu, na maternidade PSA de São Cosmado. Mas na realidade nunca saiu de lá. O primeiro proprietário teve-o durante os primeiros 6 anos e vendeu-o em 1992 a um dos colaboradores da Citroen Lusitânia que esteve na linha de produção quando o carro foi produzido. E foi esse o seu dono até ao passado dia 20 de Fevereiro.

    Chegados a Mangualde encontramos um carro esteticamente razoável pelo exterior, apesar de uma asquerosa rampa de 4 faróis de nevoeiro que nem me atrevo a mostrar. O carro já é feio o suficiente. :lol: Faltavam o lettering GT Tonic e as matrículas pretas.
    O interior estava uma confusão! Sujo, mal cheiroso, com algumas pequenas peças em falta. As quartelas das portas estavam uma lástima e a chapeleira tinha sido completamente estuprada para a instalação de 2 colunas que já não existem. O volante não tinha o centro e tinha sido pintado com umas tiras vermelhas que nem com o meu benfiquismo e braguismo juntos consegui compreender.
    Fomos fazer o test drive, o carro respondeu vigorosamente apesar dos carburadores pedirem uma boa revisão. Os travões estavam uma lástima.
    Confesso que o entusiasmo arrefeceu, mas ficamos desde logo com a sensação que não seria nada muito grave de resolver. Como antigo colaborador da fábrica, o proprietário disse que tinha juntado "umas pecitas" com o tempo e que as incluiria no negócio. "Vamos lá ver isso!" disse eu. 4 portas, 2 motores (caixa embutida), 4 torres de supensão, carenagens exteriores, diversos plásticos interiores, componentes elétricos, 2 conjuntos de carburadores, radiador, sauffage, etc...
    Não fosse a perceção imediata que estava a lidar com boa gente e até dava para desconfiar. Estava a fazer negócio com o filho do proprietário, mais novo que eu, desabafou que queria despachar tudo relacionado com o carro porque não se queria lembrar mais para não se arrepender. Era o carro onde tinha feito as viagens de infância. "Já desfiz um negócio com um moço de Viseu porque sabia que ia ver muitas vezes o carro. Quero que vá para longe!" A voz embargada dava-lhe toda a credibilidade.
    O entusiasmo inicial do meu irmão não atingia o meu mas os ares de Mangualde fizeram-lhe bem... Perguntei-lhe:
    - Então pah? Como é?
    Ele respondeu:
    - Onde é o Multibanco mais próximo?
    :lol::lol::lol:

    Colocava-se agora outro problema. Onde íamos levar tanta tralha? Aquilo estava imundo e a minha cunhada torceu logo o nariz a meter aquilo no carro deles. Só havia uma solução: atulhar o Visa com tudo que pudéssemos sem o sobrecarregar em demasia e deixar o mais pesado para ir buscar na semana seguinte. E assim foi. Sem a confiança de chegar ao destino sem problemas fizemo-nos à estrada.

    2016-02-20 13.17.57.jpgIMG_20160220_143724.jpgIMG_20160220_143817.jpgIMG_20160220_140214.jpg

    Em plena A25 a chegar a Vouzela apanhei um cagaço. 3 cães num grande bacanal no meio da estrada obrigaram-me a usar os travões que o Visa não tinha permitindo-me testar o dinamismo da suspensão do carro na finta que tive de lhes fazer. Tirando os travões portou-se muito bem. Quanto aos cães... Até os bichinhos gostam... E quando a vontade aperta há que aproveitar. Espero que não tenham sido interrompidos.
    Os 200km da ligação Mangualde - Braga foram cumpridos sem mais sobressaltos, ainda a tempo de almoçarmos em Braga.

    O meu pai foi imediatamente convocado para conhecer a máquina e foi com ele que fizemos a primeira intervenção depois do almoço. Tirar aqueles faróis horrorosos da frente. Estava insuportável continuar a olhar para aquilo.
    No entanto arranjamos imediatamente destino para a rampa luminosa: :lol::lol::lol::lol:

    12734030_1229119157109613_8220972886549721217_n.jpg

    Este é o E46 Coupé do meu pai. Na família desde novo. Tem uma história muito curiosa que alguns de vocês já conhecem. Quando fizer 20 anos conto-a...

    Deixo para o próximo post a continuação da aventura. Até já!
     
    #1 David Silva, 27 Mar 2016
    Última edição: 27 Mar 2016
  2. Que espectáculo, David!! Adorei a introdução e primeiro capítulo da minha nova novela! Muitos parabéns!
    (O motor XY é uma delícia, não é? Essa sonoridade encanta... É a pinta de ter a caixa lubrificada com o mesmo óleo do motor? ;) )

    Vou acompanhar!
     
    David Silva gostou disto.
  3. Afonso, como vês tive uma experiência GS de 1974 primeiro que tu ;). Apesar de ainda não ter participado no teu tópico devoro-o sempre com muita nostalgia. Se me permitires deixarei lá umas fotos que deverás gostar.

    Quanto ao XY é mesmo delicioso. Mesmo sendo alentejano neste caso... :lol::lol::lol:
     
  4. Só tive pena de não termos ido tirar umas fotos com ele junto à fábrica da PSA...
     
  5. De facto!! Olha que foi por pouco. Eu sou de 1980 e em 1981 os meus pais compraram a GS Pallas de 1978! ;)
     
    David Silva gostou disto.
  6. Ora aqui está mais um tópico para seguir com atenção :) parabéns pela compra! Esse carro vai ficar um espetáculo :D:
     
    David Silva e Daniel P R Silva gostaram disto.
  7. Gosto do carro, gosto da introdução e seguramente vou gostar da história que se vai desenrolar!

    Vou seguir com a máxima atenção este tópico.
     
  8. Wow, que espetáculo! :D
    Mais um projeto a seguir religiosamente.
    Adoro os Visas.

    Fico a aguardar novidades!
     
  9. Gosto muito dessa "coisa" e parece um grande maquineta "bela de feia" tenho de experimetar o "franciú"
     
  10. Já começou bem esta novela, este carro representa o melhor que se fabricou nos anos 80, cores, bandas e muito plástico, desde já os meus parabéns.
     
  11. Excelente descrição do momento da aquisição do Visa... :thumbs up:

    Tal como o Moisés referiu, é um carro que se identifica totalmente com os anos 80.

    É bom ver que mais um "pedaço dos anos 80" está de volta à estrada... B)
     
  12. J'ai rien à dire... Superbe... :D::D::D:
     
  13. Uma vez desmontada a rampa de faróis já podia tirar umas fotos da frente para vos mostrar.

    2016-02-21 18.51.55.jpgIMG_20160221_185027.jpg

    Quando compro um carro gosto de ficar uns minutos a olhar para ele. O resultado só pode ser um de dois: ou começo a arrepender-me ou incremento o gosto que o levou a comprar. Neste caso tivemos um tête-à-tête:
    - És mesmo feio pah! Mas o Petit também era, e ninguém no meu Benfica era tão raçudo como ele. E lá raçudo és tu! Não me desiludas porque eu gosto mesmo de ti...

    2016-02-21 18.49.55.jpg

    Não demoraram as experiências com tralha que já tinha na garagem. Esta só agradou ao Dinis.

    IMG_20160220_230126.jpgIMG_20160220_230117.jpg

    O puto adora-o porque não tem cintos atrás, logo tem de ir na cadeirinha à frente. :D:
    A Filipa não gostou tanto. Acho que o gosto do carro entrou-lhe pelo nariz (cheirava mesmo mal). No entanto quando o conduziu a primeira frase foi "Que maravilha!!!".Referia-se à leveza da direção comparada com a da Giulietta que ela adora mas que lhe faz comer um bife de cada vez que a conduz.

    No dia seguinte à compra havia um encontro em Famalicão, onde estariam alguns amigalhaços aqui do Portal. Decidi dar tréguas à qualidade do ar de Braga e levar o mau cheiro a passear até Famalicão! Sabia que ia encontrar por lá um aficionado dos Visa GT, o @Francisco Emidio da Costa que ia gostar da novidade. E assim foi. Ele não levou o seu Visa GT ao encontro mas apareceu por lá um raro GTI que me permitiu tirar umas dúvidas.

    IMG_20160221_115202.jpgIMG_20160221_114937.jpgIMG_20160221_115028.jpgIMG_20160221_115301.jpg

    Contada a história da compra fechei logo negócio com o Francisco. Iríamos na Berlingo dele até Mangualde no fim de semana seguinte buscar os motores, portas e mais umas peças e eu oferecia-lhe um dos motores. Quem tem amigos tem tudo!

    Amanhã há mais!
     
    #13 David Silva, 28 Mar 2016
    Última edição: 28 Mar 2016
  14. Tópico a seguir!

    O cativante GT Tonic, que sempre gostei, apesar de preferir o gémeo Bicampeão.

    Já que falaste no Visa 17 Diesel :)

     
  15. Já agora, conhecias esta foto dele que chegou a estar no OLX?

    JR-34-45.jpg
     
  16. Tinhas mesmo que vir praqui espetar-nos vidros nos olhos??? :angry:
     
  17. Heishhhh, tivemos que nos exorcizar e fazer terapia psicológica para esquecermos essa frente, e agora levo com isso outra vez??? Bem, vou buscar o whisky... Preferia ver uma gaja de bigode....
     
  18. Tão feio, tão feio que é engraçado! :)

    Parabéns pela compra. :)

    Comprei um 128 (obviamente) que trazia uns manómetros horrorosos. Um dia um amigo fez-me uma visita e perguntou-me porque raio queria eu uns manómetros de Cotina Lotus na garagem. Foram vendidos para os E.U.A no Ebay. :) Será que nenhum adepto do tuning quer essas luzes maravilhosas? :)
     
  19. Maravilha.
    Mais um para seguir atentamente.
     
    David Silva e afonsopatrao gostaram disto.
  20. Começo a perceber que toda a gente acha o Visa feio. Bom, como suponho que não estejam todos na autoestrada em contramão excepto eu, vou esconder que gosto muito do desenho do Visa... ;)

    (Acho o teu GT Tonic soberbo!!)
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página