Revista Topos & Clássicos

JP Vasconcelos

Raio de Sol
Portalista
Querem
Então não te lembras do titulo do Tommy quando o Carlitos teve os problemas de motor a escassos metros do final do Rali? Era a ultima prova e ia decidir tudo...na altura dava no Eurosport e eu apesar de ser um puto sempre tive um pai que neste aspecto me educou bem e em vez de ver bonecos estávamos a ver o rali, como ainda hoje é tradição em casa dele. Mas a minha irmã ainda era bebé e estava a dormir e eu a ver o Carlitos a passar se mandei um grito tão grande de satisfação pelo Tommy ser campeão (e consecutivamente nesse ano a Mitsubishi, num campeonato taco a taco) que a acordei! Não foi em directo julgo, mas não havia o acesso à informação digital como existe hoje e o autosport só saia uns dias depois.

Tenho uma foto em frente à casa de minha avó ao colo do Tommy. Vou ver se a encontro.
os ver a foto... (deve explicar muita coisa)
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Premium
Portalista
A Mitsubishi foi campeã em '98.

Ver anexo 1146158

Aliás de 1993 até 1999 só deu Japão. 3 Três para a Toyota ('93,'94,'99); Três para a Subaru ('95,'96,'97) e a mencionada em cima.

Eu também não tenho um favorito no WRC. Não gosto de hegemonia e, por isso, faço votos para que exista diversidade no palmarés dos campeões do mundo de ralis (apesar do Loeb e do Ogier terem mérito nas conquistas obtidas consecutivamente).
Simpatizo muito com o Kris Meeke e com o Jari Matti Latvala. Sei que não são consistentes, que cometem erros (alguns muito estúpidos), que têm alguns azares, que apesar de terem boas máquinas nas mãos falta-lhes alguma força mental mas são aqueles que dão espectáculo (até nos acidentes). Para além disso, são afáveis com o público (isto para mim conta muito) e com os jornalistas no final das classificativas. Apesar de tudo, duvido (para não dizer que já não acredito) que um dia possam ser campeões do mundo.

Lembro-me de, em 2007, um italiano chamado Gigi Galli dar um show na super-especial do estádio do Algarve ao volante de um Citroen Xsara WRC amarelo com a bandeira nacional do aileron e vestido com uma camisola da equipa da quinas. Eu estava em casa a assistir e fiquei vidrado na performance. Levou o público ao êxtase total e no final foi ovacionado de pé. Ganhou a prova? Não. Mas tenho a certeza, que se alguém apaixonado por esta modalidade mencionar o nome do italiano, estou seguro de que ninguém se esquece daquele momento.


O Gigi Gali é maluco :)
Estava no estádio do Algarve nesse ano.
Sempre foi espectacular, mas pouco eficaz. Sem pilotos como ele era tudo monótono.

Dos que lá andam o Mekee e o Latvala são os mais espectaculares, mas o Tanak é quem tem as condições “mentais” para ser campeão do mundo, não avarie o Toyota como o ano passado. Tal como no ano passado as minhas fichas estão nele ;)
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Premium
Portalista
Julgo que o Sainz ganhou o primeiro troço do primeiro raly em que partcipou como piloto de equipa de fábrica, Estoril com um Sierra cosword RWD, mas quantas vezes foi campeão do mundo?
El Matador, era um bom piloto e muito regular.
Ganhou 2 campeonatos do mundo e ficou 4x em 2lugar no final do campeonato.
Lembro-me de ter lido à muitos anos atrás que só passou no exame de condução á terceira tentativa. Realmente andar na via pública não tem nada a ver com a capacidade de conduzir. Esta semana só apanhei um Zoe provavelmente sem bateria parado na faixa da esquerda da A16, nas escolas de condução não ensinam o que fazer quando os carros “ameaçam” parar na auto estrada sem combustível ou energia .
 
Última edição:

Pedro Bastos Tondela

Portalista
Portalista
Em Matador, era um bom piloto e muito regular.
Ganhou 2 campeonatos do mundo e ficou 4x em 2lugar no final do campeonato.
Lembro-me de ter lido à muitos anos atrás que só passou no exame de condução á terceira tentativa. Realmente andar na via pública não tem nada a ver com a capacidade de conduzir. Esta semana só apanhei um Zoe provavelmente sem bateria parado na faixa da esquerda da A16, nas escolas de condução não ensinam o que fazer quando os carros “ameaçam” parar na auto estrada sem combustível ou energia .
Exactamente, o Carlitos foi campeão do mundo por duas vezes e este episódio de 1998 estava a 500 metros do terceiro título. Vou ser sincero, nunca tive grande paixão pelos pilotos espanhóis em qualquer tipo de modalidade, mas sei reconhecer-lhes as qualidades. E o Sainz Pai era um grande piloto.

Em relação às escolas de condução isso dava pano para mangas...não ensinam a conduzir; não ensinam condução defensiva, preventiva e em situações de acidente. Não conduzem de noite, com chuva ou neve. Ensinam os percursos do exame e mais nada. Estacionar e pouco mais. Depois os miúdos saem à noite num carro mais velho que eles e esquecem-se de ligar as luzes, porque o Serie 1 da escola tinha luzes automáticas.
 

Tiago Baptista

Portalista
Portalista
Julgo que o Sainz ganhou o primeiro troço do primeiro raly em que partcipou como piloto de equipa de fábrica, Estoril com um Sierra cosword RWD,
Relatava assim a Turbo (nº 67) de Abril de 1987 a prestação do piloto espanhol:

Turbo nº 67.jpg

No resumo da prova não aparece essa referência mas mais à frente, a revista traz a análise troço a troço do rally e, para além da classificativa do autódromo, é possível ver que o Sainz venceu ainda a PEC6 - Préstimo.

Ford Sierra RS Cosworth - RP '87.jpg
 

Anexos

Última edição:

Rafael Isento

Pre-War
Membro do staff
Premium
Portalista
Alguém comprou a revista de Agosto? :lol:
Estive tentado a isso, tinha as de Junho e Julho, mas infelizmente acho o conteúdo muito pobre.
Fazem falta artigos com conteúdo útil.
É certo que as de Junho e Julho (em Agosto havia continuação) tinham um artigo sobre sistema de distribuição mas serão precisos 3 meses para o explicar? Assim é fácil de perder o foco, eu pelo menos perdi.

Os artigos que tenho lido acho-os superficiais, incompletos e com demasiados erros (não me refiro aos ortográficos).
 

João "Pegadas"

Portalista
Portalista
Estive tentado a isso, tinha as de Junho e Julho, mas infelizmente acho o conteúdo muito pobre.
Fazem falta artigos com conteúdo útil.
É certo que as de Junho e Julho (em Agosto havia continuação) tinham um artigo sobre sistema de distribuição mas serão precisos 3 meses para o explicar? Assim é fácil de perder o foco, eu pelo menos perdi.

Os artigos que tenho lido acho-os superficiais, incompletos e com demasiados erros (não me refiro aos ortográficos).
O meu interesse era particularmente devido ao artigo dos 40 Anos da Renault Sport, quanto mais não fosse só para apontar possíveis erros…

Não compro uma Topos & Clássicos desde 2014/2015, foi uma revista que pura e simplesmente perdi interesse. O conteúdo é pobre e muito honestamente, prefiro dar quase 7€ por uma Gazoline… Outra abordagem, mais qualidade e variedade!
E para ler artigos de carros modernos, prefiro ler a revista Fugas que vem com o Expresso… :lol:
 

Rafael Isento

Pre-War
Membro do staff
Premium
Portalista
O meu interesse era particularmente devido ao artigo dos 40 Anos da Renault Sport, quanto mais não fosse só para apontar possíveis erros…

Não compro uma Topos & Clássicos desde 2014/2015, foi uma revista que pura e simplesmente perdi interesse. O conteúdo é pobre e muito honestamente, prefiro dar quase 7€ por uma Gazoline… Outra abordagem, mais qualidade e variedade!
E para ler artigos de carros modernos, prefiro ler a revista Fugas que vem com o Expresso… :lol:
Há uma publicação portuguesa que gosto, infelizmente bastante difícil de encontrar, a Auto Vintage.
 

Nelson C. Santos

Powered by Taunus
Membro do staff
Social Media Team
Portalista
A minha subscrição acabou em Agosto precisamente. E após 4 anos não vou renovar. Estou com o @Rafael Isento . Já deixou de me seduzir e creio que por agora irei comprar quando vir que trás uma reportagem que me interesse.
 

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Estive tentado a isso, tinha as de Junho e Julho, mas infelizmente acho o conteúdo muito pobre.
Fazem falta artigos com conteúdo útil.
É certo que as de Junho e Julho (em Agosto havia continuação) tinham um artigo sobre sistema de distribuição mas serão precisos 3 meses para o explicar? Assim é fácil de perder o foco, eu pelo menos perdi.

Os artigos que tenho lido acho-os superficiais, incompletos e com demasiados erros (não me refiro aos ortográficos).
Concordo com quase tudo. Precisa urgentemente de apostar na qualidade.

(...)prefiro dar quase 7€ por uma Gazoline… Outra abordagem, mais qualidade e variedade!
Embora eu adore as italianas Ruoteclassiche e Automobilismo d'Epoca, tenho de reconhecer que a tecnicamente a Gazoline é a melhor revista de clássicos. Só precisava de ter uma capa mais rija...

Há uma publicação portuguesa que gosto, infelizmente bastante difícil de encontrar, a Auto Vintage.
Está moribunda há muito tempo...

A minha subscrição acabou em Agosto precisamente. E após 4 anos não vou renovar. Estou com o @Rafael Isento . Já deixou de me seduzir e creio que por agora irei comprar quando vir que trás uma reportagem que me interesse.
Se souberes onde encontrar e se perceberes francês, compra a Gazoline. Vale cada cêntimo gasto.
 
Topo