Para Os Amantes Alfa

Pedro Bastos Tondela

Portalista
Portalista
Grandes máquinas...:p
Tudo o que seja Alfa é maquina...desde o primeiro Alfa,em 1910, o 24 hp. Nesta altura apenas se chamava Alfa (Anonima Lombarda Fabricca Automobili). Em 1915,é que a Alfa passa a chamar-se Alfa Romeo, pois Nicola Romeo, compra a fabrica,visto que esta precisava de mais mão de obra e de máquinas,para produzir o 24 hp.

Corrijam-me se estiver errado!
 
PedroBastos disse:
Grandes máquinas...:p
Tudo o que seja Alfa é maquina...desde o primeiro Alfa,em 1910, o 24 hp. Nesta altura apenas se chamava Alfa (Anonima Lombarda Fabricca Automobili). Em 1915,é que a Alfa passa a chamar-se Alfa Romeo, pois Nicola Romeo, compra a fabrica,visto que esta precisava de mais mão de obra e de máquinas,para produzir o 24 hp.

Corrijam-me se estiver errado!

Acho que é por aí, também já li isso em algum sítio ou algo do género... ;)
 

Pedro Bastos Tondela

Portalista
Portalista
Correcção:

Só em 1918 é que se passou a chamar Alfa Romeo,pois funde-se com a S.A Italiana...Mas já estava sobre o controlo de Nicola Romeo.
 

Pedro Pereira Marques

Pre-War
Premium
Portalista
Autor
Obrigado Pedro. Na parte que me toca a Alfa Romeo já deixou de existir desde que o 75 terminou a produção e agora é apenas mais uma marca e, ainda por cima, com sucesso relativo.

Em relação a estes carros novos que têm um símbolo Alfa Romeo também já constatei que vai sair, vai sair, mas depois ou sai muito tarde ou nem sai. Vamos lá a ver o 4C, era para 2012 e se calhar nem para 2013 e se sair já não é nada daquilo que foi anunciado. A Alfa Romeo no seu melhor...

Este 2uettottanta promete, mas não passa de uma promessa.

Houve alguém aqui no fórum que disse que odiava o marketing e eu também sou um pouco assim. Acho que muitas vezes as marcas aproveitam estes show-off para apenas angariarem mais clientes para os carros "normais" com a promessa que depois quando sair valorizam bem o usado... que vontade de rir! Entretanto este nunca mais sai e a malta comprou umas Giuliettas... que já agora só por usarem este nome deviam pagar uma multa.
 

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
Ora aqui está mais uma opinião "acutilante" do mestre Pedro.
E nesta eu estou de acordo.

Os ultimos 20 anos foram um enorme chorrilho de promessas não concretizadas por parte da Alfa... uma das mais flagrantes foi o Nuvola.

O 156 foi para mim o "canto do cisne" da marca e a ultima grande oportunidade da marca!
Francamente eu até gosto do "Giulietta" actual, mas efectivamente não lhe reconheço nada do DNA da marca.
Quanto ao 4C efectivamente estou como o Pedro, acredito no lançamento do carro quando o vir nos salões... este "Spider" promete e francamente ao contrário da maioria dos Alfistas, a mim parece-me muito bem que a haver uma parceria possivelmente foi a melhor que se podia esperar... agora este é apenas mais um que eu só acredito quando o vir nos salões e com um prêço marcado.
Já nem sequer falo na verdadeira novela que é a nova "Giulia"...
 

David Silva

scuderi
Confesso que como alfista vejo o futuro da Alfa Romeo com melhores olhos que os meus camaradas Pedro e Carlos... O 4C já foi vitima de spy shots na Europa e na América... Como sôfrego pela ressurreição da marca devoro todos os dias as notícias que o Sr. Marchionne deixa escapar... Apesar de ter começado a criticar a parceria Mazda / Alfa o facto de as mecânicas dos futuros MX5 e Duetto divergirem fez-me ficar optimista. Outra razão para ficar optimista é a decisão de produzirem a nova Giulia na fábrica da Maserati o que torna as hipóteses de regressarem os modelos RWD definitivamente à marca muito mais reais. Alem disso está já assumido pelo CEO do Grupo Fiat que será a Alfa a marca premium do grupo que terá como objectivo rivalizar com os mete nojo alemães BMW, Audi e Mercedes... Estão também programado até 2017, 19 novos modelos... O que está a diferir dos ultimos 20 anos? Estão a pensar, fazer, testar, repensar, refazer e retestar... A frase do Marchionne que mais me ficou na memória foi " que o próximo Alfa tem de ser perfeito, demore o tempo que demorar..." Perante isto n posso estar pessimista. Claro está que o patinho feio do grupo passou a ser a Lancia que mais n será que a Chrysler travestida, e isso tb me custa... Mas antes a Lancia que a Alfa...

Quanto ao 156, estou com o Carlos... O melhor FWD do segmento no seu tempo...Que pena n terem satanizado mais os GTA...
 

David Silva

scuderi
Ainda a propósito, n creio que o duettottanta tenha alguma coisa a ver com o novo duetto... Não terá passado de mais um exercício...

E ainda fomos brindados há pouco tempo pelo 8C que, para mim, é impossível não gostar... Tudo bem... Tem um coração de Maserati... Mas e depois?
 

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
David... ao contrário da maioria do Alfistas... eu vejo o 8C precisamente como o exemplo do que está errado na marca!

O carro é um "cronho" em termos de condução... e se fosse para produzir a sério teria sido um fiasco. Safou-se porque só foram feitos 500.
Esta ideia que a marca tem de que basta ser bonito... tem muito pouco a vêr com a Alfa!

Tal como todos, considero o 8C um dos carros mais bonitos (senão mesmo o mais bonito) do "novo milénio"... mas saber que o carro é pouco mais do que sofrivel em termos de condução e se se pensar no que custava... francamente esse não pode de forma nenhuma ser visto como um caminho... e sim, o que fizeram á Lancia, de facto não me augura nada de bom para a Alfa!
Tenho-o dito desde que vi a oportunidade criada com o 156 a esfumar-se... há ali italianos a mais! Teria sido bem melhor que no final dos anos 80, a marca tivesse de facto ido parar ás mãos da Ford.
Ao menos esses, não descaracterizaram a Aston Martin, nem a Jaguar...
 

Camacho Cêrcas

Pre-War
Autor
O 8C foi marketing, uma excelente forma de colocar a marca Alfa Romeo na boca de meio mundo.
No entanto, é impossível ficar indiferente a este belíssimo automóvel, com um motor apetecível mas que, de acordo com o tenho lido e ouvido, foi mal afinado em vários pontos. Excelente para figurar numa peculiar coleção de automóveis mas pouco entusiasmante numa pista, por exemplo. No entanto, é um ícone para a Alfa e importante.

Sou Alfista, mas não sou extremista radical, consigo compreender alguns erros estratégicos e de gestão da marca. Automóveis como o 33, 164, 155, Alfasud, GTV 916, 156/GT ou Brera podem causar calafrios a alguns Alfistas, mas a mim, já não.
Será que era preferível deixar morrer uma marca tão histórica na década de 80 ou tentar revitaliza-la com uma nova estratégia, novos mercados, novos clientes, novos produtos, mas com a mesma filosofia, ou seja, o tão falado Cuore Sportivo?

Consigo também compreender a indignação dos mais puristas ao terem visto pela 1º vez um Alfa FWD, com motores Fiat lá dentro. Estávamos muito bem habituados, eramos exclusivos e poucos conseguiam chegar ao ponto de compreensão da filosofia Alfa de Milão.

Mencionaram o 156… Também para mim, foi um marco histórico para a Alfa. Além de arrojado a vários níveis, era precisamente isto que a Alfa necessitava para erguer a bandeira e reclamar o terreno perdido para outras marcas.
Por outro lado, o 159 foi uma grande desilusão como automóvel "fun", apesar de ser um excelente carro e marcar pontos na qualidade de construção e design.

Vamos aguardar pela próxima década e rezar vários "Pai Nosso" para que a Alfa Romeo não tenha o mesmo destino que a Lancia…
 

Pedro Pereira Marques

Pre-War
Premium
Portalista
Autor
O carro é um "cronho" em termos de condução... e se fosse para produzir a sério teria sido um fiasco. Safou-se porque só foram feitos 500.
E mesmo assim Carlos acho que a verdade não está toda contada. Ou fizeram-se mais que os 500 ou então não os venderam todos. É que em Balocco ainda lá estão bastantes parados, uns à chuva e outros debaixo de telha... e já lá estão há algum tempo. Como curiosidade até existe um pintado à general Lee dos 3 duques!!! -_-

Ver anexo 299721


Em relação aos outros modelos mais recentes que ostentam o símbolo da Alfa Romeo, eu tive um Spider (série 916) 3.0 V6 12 válvulas, a única coisa boa que o carro tinha era o motor que era de facto Alfa Romeo. Este carro era uma verdadeira mer##. Aquelas rodas da frente tinham que suportar o peso, a direcção, a tracção e a travagem... coitadas. Na rotunda do Marquês se acelerasse demais em vez de sair na Av. da Liberdade ía para a Braancamp, aquilo a fugir de frente era uma tonteria e eu a fazer força no volante para cotrariar... isso não é gozo, nem eficácia. A solução que a Fiat achou para tornar o carro mínimamente equilibrado foi pôr dois pesos de 20 quilos cada um na parte de trás do carro! Isso não é um Alfa Romeo.

Tenho também um Gtv V6 Tb da mesma série e aquilo tem montes de defeitos. Apesar de ser mais civilizado, pois não tem tanto binário como o outro, não trava, para além de todos os outros defeitos. Não é um Alfa Romeo.

Ontem com o meu 75 tive 10 min a divertir-me à chuva. Aliás quando chove saio logo à rua e vou ali para uns sítos que conheço sem ninguém divertir-me à brava. Grande Alfa!
 
David... ao contrário da maioria do Alfistas... eu vejo o 8C precisamente como o exemplo do que está errado na marca!

O carro é um "cronho" em termos de condução... e se fosse para produzir a sério teria sido um fiasco. Safou-se porque só foram feitos 500.
Esta ideia que a marca tem de que basta ser bonito... tem muito pouco a vêr com a Alfa!

Tal como todos, considero o 8C um dos carros mais bonitos (senão mesmo o mais bonito) do "novo milénio"... mas saber que o carro é pouco mais do que sofrivel em termos de condução e se se pensar no que custava... francamente esse não pode de forma nenhuma ser visto como um caminho... e sim, o que fizeram á Lancia, de facto não me augura nada de bom para a Alfa!
Tenho-o dito desde que vi a oportunidade criada com o 156 a esfumar-se... há ali italianos a mais! Teria sido bem melhor que no final dos anos 80, a marca tivesse de facto ido parar ás mãos da Ford.
Ao menos esses, não descaracterizaram a Aston Martin, nem a Jaguar...
não descaracterizaram a AM nem a Jaguar?? tens um igo forrado a pele e carrinhas mondeo com o gato na grelha... se isto não é descaracterizar. não sei o que será. ok, a AM foi só um tirinho no pé, agora a jaguar... valha-me deus :wacko:
 
E mesmo assim Carlos acho que a verdade não está toda contada. Ou fizeram-se mais que os 500 ou então não os venderam todos. É que em Balocco ainda lá estão bastantes parados, uns à chuva e outros debaixo de telha... e já lá estão há algum tempo. Como curiosidade até existe um pintado à general Lee dos 3 duques!!! -_-

Ver anexo 299721


Em relação aos outros modelos mais recentes que ostentam o símbolo da Alfa Romeo, eu tive um Spider (série 916) 3.0 V6 12 válvulas, a única coisa boa que o carro tinha era o motor que era de facto Alfa Romeo. Este carro era uma verdadeira mer##. Aquelas rodas da frente tinham que suportar o peso, a direcção, a tracção e a travagem... coitadas. Na rotunda do Marquês se acelerasse demais em vez de sair na Av. da Liberdade ía para a Braancamp, aquilo a fugir de frente era uma tonteria e eu a fazer força no volante para cotrariar... isso não é gozo, nem eficácia. A solução que a Fiat achou para tornar o carro mínimamente equilibrado foi pôr dois pesos de 20 quilos cada um na parte de trás do carro! Isso não é um Alfa Romeo.

Tenho também um Gtv V6 Tb da mesma série e aquilo tem montes de defeitos. Apesar de ser mais civilizado, pois não tem tanto binário como o outro, não trava, para além de todos os outros defeitos. Não é um Alfa Romeo.

Ontem com o meu 75 tive 10 min a divertir-me à chuva. Aliás quando chove saio logo à rua e vou ali para uns sítos que conheço sem ninguém divertir-me à brava. Grande Alfa!
um alfa não é tração frontal. a bmw soube manter essa caracteristica, a alfa decidiu poupar. ERRADO!
 
Topo