FPDCVA - Federação Portuguesa de Desporto e Cultura de Veículos Antigos

Pedro Pires

pedrompires
Federação Portuguesa de Desporto e Cultura de Veículos Antigos
António Matos Chaves eleito Presidente

António Matos Chaves , figura bem conhecida do automobilismo nacional, antigo dirigente da Federação de Automobilismo e do Automóvel Club de Portugal, acaba de ser eleito Presidente da Federação Portuguesa de Desporto e Cultura de Veículos Antigos (FPDCVA).

Liderando a única lista que concorreu às eleições para aquela Federação, Matos Chaves dirige agora um conjunto de personalidades que constituem os diversos corpos sociais da FPDCVA.

A Federação Portuguesa encontra-se já inscrita na Federation Internationale des Vehicules Anciens (Federação Internacional de Veículos Antigos) o que atesta o reconhecimento da importância da Federação Portuguesa, por parte do principal organismo Internacional que representa os entusiastas de automóveis antigos em mais de 50 Países.

A Federação Portuguesa tem, agora, como principais objectivos “fazer reconhecer o automóvel histórico como realidade sociológica e elemento preponderante do património cultural do nosso País, a exemplo do que acontece em diversos Países da Europa. Está a ser desenvolvido um plano de trabalho em que avulta o contacto com todos os Clubes Portugueses, com vista à sua inscrição na Federação e elaboração de um regulamento desportivo”
 
Porreiro, afinal sempre alguém consegui levar por diante esta aventura.
Espero muito sinceramente que não se torne mais um CPAA e um ACP clássicos.
 

Pedro Pires

pedrompires
Fabricio Estebes disse:
Porreiro, afinal sempre alguém consegui levar por diante esta aventura.
Espero muito sinceramente que não se torne mais um CPAA e um ACP clássicos.
Pelo menos olhando para a constituição da lista dos corpos sociais da FPVA existem muitas pessoas ligadas a esses clubes. Tal não é de estranhar pois a formação da Federação foi fechada a um núcleo de 14 clubes, salvo erro. Foram esses clubes que definiram os estatutos e constituiram a lista para corpos sociais da FPVA e agora buscam associados nos clubes que ficaram fora desse projecto inicial, um deles até manifestou desejo em participar inicialmente tendo-o feito por escrito mas nunca obtera qualquer resposta.
 

Armando Fonseca

Portalista
Portalista
Pedro Pires disse:
Pelo menos olhando para a constituição da lista dos corpos sociais da FPVA existem muitas pessoas ligadas a esses clubes. Tal não é de estranhar pois a formação da Federação foi fechada a um núcleo de 14 clubes, salvo erro. Foram esses clubes que definiram os estatutos e constituiram a lista para corpos sociais da FPVA

Então pelo que percebi, e que me desculpem se estiver errado, temos mais uma entidade que estará pronta a defender com unhas e dentes os mesmos de sempre. :huh::huh::huh:

Abraço
 
Fabricio Estebes disse:
Porreiro, afinal sempre alguém consegui levar por diante esta aventura.
Espero muito sinceramente que não se torne mais um CPAA e um ACP clássicos.
Armando Fonseca disse:
Então pelo que percebi, e que me desculpem se estiver errado, temos mais uma entidade que estará pronta a defender com unhas e dentes os mesmos de sempre. :huh::huh::huh:

Abraço
esperemos bem que sim:p
 

Pedro Pires

pedrompires
Armando Fonseca disse:
Então pelo que percebi, e que me desculpem se estiver errado, temos mais uma entidade que estará pronta a defender com unhas e dentes os mesmos de sempre. :huh::huh::huh:

Abraço
Eu não gosto muito de me pronunciar sobre isto porque sou suspeito, de qualquer forma a minha opinião pessoal vai no sentido de esta Federação nasceu torta, foi privada a entrada a alguns clubes que gostariam de integrar a formação deste projecto. Agora depois de formada, a Federação contacta os clubes para se associarem nela, para se tornar representativa. Já a minhá avó dizia, «quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita», mas como em tudo na vida há que dar o benifício da dúvida e aguardar pelos próximos episódios.

O que eu sei é que a FPVA vai ter muitos problemas, pois como sabemos os clubes não se entendem e há muitos diferendos entre alguns deles e congregar os interesses de todos os clubes na Federação, vai ser uma tarefa muito difícil, dai achar que a Federação deveria ser composta por pessoas não ligadas a clubes já existentes, mas tal não sucede.
 
Pedro Pires disse:
Eu não gosto muito de me pronunciar sobre isto porque sou suspeito, de qualquer forma a minha opinião pessoal vai no sentido de esta Federação nasceu torta, foi privada a entrada a alguns clubes que gostariam de integrar a formação deste projecto. Agora depois de formada, a Federação contacta os clubes para se associarem nela, para se tornar representativa. Já a minhá avó dizia, «quem nasce torto, tarde ou nunca se endireita», mas como em tudo na vida há que dar o benifício da dúvida e aguardar pelos próximos episódios.

O que eu sei é que a FPVA vai ter muitos problemas, pois como sabemos os clubes não se entendem e há muitos diferendos entre alguns deles e congregar os interesses de todos os clubes na Federação, vai ser uma tarefa muito difícil, dai achar que a Federação deveria ser composta por pessoas não ligadas a clubes já existentes, mas tal não sucede.
Afinal qual nasceu torta, a FPVA ou a FPDCVA? Já existe mais informações das entidades que a compõe?
 

Pedro Pires

pedrompires
Fabricio Estebes disse:
Afinal qual nasceu torta, a FPVA ou a FPDCVA? Já existe mais informações das entidades que a compõe?
FPVA ou FPDCVA são a mesma coisa.

Quanto á composição fundadora da Federação, isso já se sabe ao tempo, e está exposto no site do CPAA que passo a citar:

«Um dos objectivos a que o CPAA se propôs levar a cabo nos últimos tempos foi a constituição duma Federação que congregasse os interesses do automobilismo histórico.
Como é sabido e comummente reconhecido, a actividade directa ou indirecta ligada aos veículos antigos, vem despertando um crescente interesse social e tem registado nos últimos tempos um considerável incremento a nível europeu em geral e de Portugal em particular, quer no que respeita a actividades recreativa, desportiva e cultural, quer mesmo quanto aos aspectos económicos envolvidos.
Liderou o processo e assim, após diversas diligências, foi possível reunir o consenso dos principais clubes e avançar para a concretização do objectivo. Em 20 de Fevereiro de 2003, no Museu de Transportes e Comunicações, teve Lugar a Assembleia Geral Constituinte dando assim forma a desejo de alguns.


São sócios fundadores 12 Clubes e 2 Museus:
- Clube Português de Automóveis Antigos

- Clube de Automóveis Antigos da Costa Azul

- Clube Aveirense de Automóveis Antigos

- Maia MG Clube

- Clube Automóvel do Centro

- Automóvel Clube de Portugal - ACP Clássicos

- Clube Automóvel Antigo e Clássico de V.N. Famalicão

- Clube Automóvel de Espinho

- Clube de Automóveis Clássicos da Madeira

- Escuderia de Castelo Branco

- Grupo Desportivo e Comercial (S. Miguel)

- Museu do Carro Eléctrico - S.T.C.P.

- Museu de Transportes e Comunicações

- Sidecar Clube de Portugal»

Gostava de ter acesso aos estatutos da Federação, para saber em matéria de votos se estas 12 entidades são priviligiadas em relação a futuros sócios.
 

Pedro Pires

pedrompires
Armando Fonseca disse:
Então pelo que percebi, e que me desculpem se estiver errado, temos mais uma entidade que estará pronta a defender com unhas e dentes os mesmos de sempre. :huh::huh::huh:

Abraço
Acredito piamente que irão defender os interesses das 12 entidades fundadoras do projecto.
 

Armando Fonseca

Portalista
Portalista
Pedro Tiago disse:
esperemos bem que sim:p
Nem mais, esperemos bem que:

- Continuemos sem entidades que defendam os interesses dos amantes dos classicos, no seu geral é claro.
- Continuemos sem uma entidade que trave um governo de delapidar a historia automobilistica nacional dando encentivos ao abate de "Carros Velhos".
- Continuemos sem entidades que combatam o desaparecimento de armazens de peças em segunda mao para os nossos classicos, vulgo Sucateiros.
- Continuemos sem uma entidade que previna a saida de veiculos classicos que fazem parte da historia do nosso pais
, só por curiosidade alguem sabe onde param os carros da Diabolique :huh::huh: Pois.
- Continuemos a ter entidades que nada fazem contra impostos e mais impostos sobre veiculos antigos/classicos importados.
- Continuemos sem ter entidades que desempenhe um papel educativo das futuras geraçoes amantes de classicos.
- Continuemos a ter entidades elitistas.

Enfim continuemos o_Oo_O

Abraço

PS.: Vivam os Classicos em Geral
 
Armando Fonseca disse:
Nem mais, esperemos bem que:

- Continuemos sem entidades que defendam os interesses dos amantes dos classicos, no seu geral é claro.
- Continuemos sem uma entidade que trave um governo de delapidar a historia automobilistica nacional dando encentivos ao abate de "Carros Velhos".
- Continuemos sem entidades que combatam o desaparecimento de armazens de peças em segunda mao para os nossos classicos, vulgo Sucateiros.
- Continuemos sem uma entidade que previna a saida de veiculos classicos que fazem parte da historia do nosso pais
, só por curiosidade alguem sabe onde param os carros da Diabolique :huh::huh: Pois.
- Continuemos a ter entidades que nada fazem contra impostos e mais impostos sobre veiculos antigos/classicos importados.
- Continuemos sem ter entidades que desempenhe um papel educativo das futuras geraçoes amantes de classicos.
- Continuemos a ter entidades elitistas.

Enfim continuemos o_Oo_O

Abraço

PS.: Vivam os Classicos em Geral

Boas tardes apesar desta chuva que nao deixou a minha pessoa ir dar uma voltinha com as maquinas que este governo decidiu tributar em quantias que muitos portugueses nao ganham mensalmente, e que os Clubes existentes e com alguma força devido ao seu numero de socios deveriam lutar por nos nao o fazem, POIS EU DIGO: vamos nos para a frente.
uma marcha lenta frente a A.R com 20,30,40......100 "velhinhos" e depois por serem velhinhos meia duzia tem daquelas avarias antigas , que os mecanicos modernos nao sabem decifrar e la teremos de chamar os reboques etc etc,imaginem a confusao que se gera , penso ser uma boa maneira de chamar a atençao dos media, publico em geral,governo e demonstrar que para estas acçoes os clubes ja poderiam ter tido algumas ideias!!!
Penso ter chegado o momento.
 

Pedro Pires

pedrompires
Armando Fonseca disse:
Nem mais, esperemos bem que:

- Continuemos a ter entidades elitistas.
Armando não percebi esta. No que as entidades elitistas contribuem para o universo dos clássicos?

Eu diria antes, esperemos que tenhamos no futuro mais imparcialidade e menos lobys. O elitismo em regra, dá sempre origem ao loby.
 

Armando Fonseca

Portalista
Portalista
Pedro Pires disse:
Armando não percebi esta. No que as entidades elitistas contribuem para o universo dos clássicos?
A minha resposta a essa pergunta é ...


... não contribuem em nada a não ser para essa mesma elite o_O


Pedro Pires disse:
Eu diria antes, esperemos que tenhamos no futuro mais imparcialidade e menos lobys.
Tambem eu Pedro tambem eu

Abraço

PS.: Vivam todos aqueles que, com muito trabalho/esforço, mantem os velhos os antigos e os classicos vivos
 

Diogo Lisboa

Veterano
Isto dos carros antigos e clássicos já há muito deixou de ser apenas um hobby que apenas juntava meia dúzia de pessoas num encontro com alguns carros, hoje em dia é um negócio e a vida de muitos...

Espero bem que esta Federação;) faça algo que o ACP Clássicos e CPAA nunca fizeram:wacko:...
 

Pedro Pires

pedrompires
Jose Pedro Silva Machado disse:
Boas tardes apesar desta chuva que nao deixou a minha pessoa ir dar uma voltinha com as maquinas que este governo decidiu tributar em quantias que muitos portugueses nao ganham mensalmente, e que os Clubes existentes e com alguma força devido ao seu numero de socios deveriam lutar por nos nao o fazem, POIS EU DIGO: vamos nos para a frente.
uma marcha lenta frente a A.R com 20,30,40......100 "velhinhos" e depois por serem velhinhos meia duzia tem daquelas avarias antigas , que os mecanicos modernos nao sabem decifrar e la teremos de chamar os reboques etc etc,imaginem a confusao que se gera , penso ser uma boa maneira de chamar a atençao dos media, publico em geral,governo e demonstrar que para estas acçoes os clubes ja poderiam ter tido algumas ideias!!!
Penso ter chegado o momento.
José, eu acho que infelizmente não podemos contar com os Clubes nem com a Federação.

Se na constituição da Federação, apenas se deixou participar 12 entidades, sem antes ouvirem o universo nacional de Clubes, não dando essas 12 entidades qualquer explicação a outras que em 2003 tentaram a integrar, está tudo dito relativamente à desunião entre Clubes.

Quando todos os Clubes deveriam estar todos unidos, verifica-se que entre Clubes existem grupinhos, ou pelas marcas que representam, status social ou glamour, de uns relativamente a outros, formação académica e poder monetário dos associados duns Clubes relativamente a outros. Isto pode parecer ridiculo, mas passa-se em Portugal, é a realidade mesquinha em que vivemos onde em tudo tem de haver diferença. Quando na realidade se deveria dar mais valor ao gosto que temos em comum, os clássicos, dá-se maior importância a diferenças ridiculas.

Agora que foi lançada a primeira pedra para a Federação fundada pelas 12 entidades atrás mencionadas, procura-se os Clubes populares, mas "recatrecas", para se associarem na Federação, contudo era interessante apresentarem os estatutos pelos quais se rege a Federação. Posso estar enganado, mas acho que as 12 entidades fundadoras, vão ter maiores privilégios dentro da Federação que os Clubes que agora irão entrar como associados poderão vir a ter. Digo isto pela tentativa que houve desde 2003 até agora em não deixar entrar ninguém na fundação da FPVA que não aquelas 12 entidades.
 
Topo