Citröen Citroën GS Club 1974

afonsopatrao

Portalista
Portalista
Depois de 6 meses de busca e de 2 anos a aprender mecânica básica com o meu Fiat Uno, cá fiz a loucura: comprei o meu primeiro clássico.
Logo o que eu sempre quis: refrigerado a ar, hidropneumático, um Citroën verdadeiro (pré-PSA), com as ideias meio lunáticas que porventura justificaram a falência sucessiva da marca.
Chegou hoje e estou absolutamente extasiado. Mesmo sabendo que vou demorar anos a devolvê-lo à estrada.
2291168_7cdee9f52f1e0b9e5c63b12acce98545.jpeg

Pelos vistos, ficou sem gasolina ao subir para o reboque e, apesar de ter levado gasolina no depósito, não voltou a funcionar.
A bateria está nas últimas e, por isso, entrou sem motor para a sua primeira morada desde que é meu.
2291169_30599ee2ddc4e2a50614c9455710fc68.jpeg

Daqui a bocado vou buscar gasolina à bomba e rego o carburador, para ver se o coloco na garagem.
Logo à noite já contarei a história toda. Para já, só queria dizer que este quadrante e o velocímetro de lupa com reóstato são absolutamente deliciosos.
2291170_92ae82556b93e4fd5cd1f1472865273c.jpeg
 

Anexos

Última edição:

afonsopatrao

Portalista
Portalista
Primeiras questões que vos queria colocar, para começar a gastar dinheiro no bicho.
1. Óleo de Motor: A primeira coisa que vou fazer é trocar óleo e todos os filtros, para poder fazer trabalhar o motor sem riscos. Estive a ler aqui no portal o tópico onde o @Eduardo Relvas , de modo incansável, explicou muito bem como escolher o óleo.
Mas há aqui uma variável que, queria saber, poderá influenciar a escolha: o facto de ser refrigerado a ar implicará, suponho, que o óleo seja determinante no arrefecimento. Se assim é, esse factor aponta para um óleo com características a isso adequado? Deverá ser mais ou menos viscoso? Mineral ou sintético?
A Citroën recomendava, em 1974, o óleo Total 20W50. Sigo isto? Vou para o Castrol Classic 20W50? Ou para um 15W40 também mineral? Sou todo ouvidos! ;)

2. Aditivo substituto do chumbo: Julgo que fiquei sempre muito esclarecido aqui no Portal quanto a este assunto, quer nas Conversas em Garagem, quer nos tópicos que há sobre este assunto. Mas estou com a pulga atrás da orelha pelo facto de a Citroën apenas ter declarado, genericamente, que os seus motores dos carros vendidos desde 1985 são seguros para gasolina sem chumbo...
O motor do GS (motor G) é todo em alumínio (bloco e cabeças). Assim, em princípio, as sedes das válvulas serão feitas em material rijo. Será seguro não pôr aditivo? Ou devo colocar?
Agradeço ajuda... ;)

Abraços e obrigado!
 

Francisco Anadia

Portalista
Portalista
Afonso o Gs aparenta boa forma! Acredito que não ficará muito tempo até regressar a estrada!;)
Quanto ao óleo se possivel averiguar qual o oleo colocado nas anteriores revisões pois nem sempre os motores gostam de mudança! A nao ser que seja para melhor!:)
Qual o oleo que lhe colocavam?
 

afonsopatrao

Portalista
Portalista
Afonso o Gs aparenta boa forma! Acredito que não ficará muito tempo até regressar a estrada!;)
Quanto ao óleo se possivel averiguar qual o oleo colocado nas anteriores revisões pois nem sempre os motores gostam de mudança! A nao ser que seja para melhor!:)
Qual o oleo que lhe colocavam?
Ao que sei, nunca levou óleo nos últimos 3 anos, quando esteve fechado ao cuidado deste dono. Antes disso, não é possível saber...
 

António Barbosa

Red Line
Portalista
Muito boa escolha esse Citröen, é confortável, espaçoso e aerodinâmico! Do que me lembro, a mala era de acesso estranho, parecia um daqueles gavetões enormes.
Quanto às válvulas, se as cabeças são em alumínio as sedes têm de ser postiças, resta saber se o material das sedes postiças está a altura do desafio da sem chumbo! Nesta questão e na do óleo, eu contactava um clube da marca e tentava saber quem está a utilizar o quê, e há quanto tempo!

https://pt-pt.facebook.com/clubecitroenclassicodeportugal

Fundamental distinguir os Chicos Espertos dos Sensatos.
 

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Agora vai com calma e juízo... E não te esqueças do Uno!

Gosto muito desse Citroën e do CX. Entre os 2 prefiro o CX, mas o GS é mais fácil de go$tar...
 

Rafael Isento

Alfa Romeo
Membro do staff
Premium
Portalista
Afonso, óleo é o recomendado pela marca, 20W50 da TOTAL. Amanhã já ligo para a Filinto Mota a tentar saber o que recomendam para substituir o chumbo.
O clube dos clássicos Citroën é perto de minha casa, se for preciso algo de lá ou daqui do Porto estou disponível para ajudar. De 15 em 15 dias faço Porto-Coimbra-Porto, aos domingos.
O único requisito é caber dentro da Citro-molas (Xsara).
Mais uma vez, parabéns!
 

afonsopatrao

Portalista
Portalista
Muito boa escolha esse Citröen, é confortável, espaçoso e aerodinâmico! Do que me lembro, a mala era de acesso estranho, parecia um daqueles gavetões enormes.
Quanto às válvulas, se as cabeças são em alumínio as sedes têm de ser postiças, resta saber se o material das sedes postiças está a altura do desafio da sem chumbo! Nesta questão e na do óleo, eu contactava um clube da marca e tentava saber quem está a utilizar o quê, e há quanto tempo!

https://pt-pt.facebook.com/clubecitroenclassicodeportugal

Fundamental distinguir os Chicos Espertos dos Sensatos.
Muito obrigado! O clube português não foi muito receptivo quando andava à procura de comprar um GS que tinha encontrado e pedi ajuda para saber se seria ou não original. Pelo menos, via Facebook.
É estranho, porque quando tive o Visa encontrei um grupo magnífico dedicado a esse modelo. Pena não haver um clube sobre GS ou GSA, mas será talvez um modelo menos amado, ou de que sobram menos exemplares.
De todo o modo, ando a ver se ponho em pratica o francês que aprendi na escola e estou a tentar obter informações no fórum francês GSAventure, onde pode ser que encontre conhecimento especializado.

Sendo assim apostaria no oleo recomendado pela marca 20W50.
É também o meu impulso.
Mas no tal fórum francês (GSAventure) há uma discussão sobre o assunto. Basicamente, a maioria diz que para os motores que já foram abertos e reconstruídos se deve usar óleo sintético 5W50. Os que não foram, deve manter-se o originalmente indicado (20W50 ou 20W40) ou, no máximo, introduzir o 15W40, sempre minerais.
De todo o modo, há lá uma corrente que chama a atenção para isto:
- o GS (1971-1979) vinha com a indicação Total 20W50 ou Total 20W40;
- o GSA (1980-1984) já indicava 15W40
- O Citroen Axel (1984-1990) indicava semi-sintético, 10W40!

Ora, se o motor é exactamente o mesmo, será que a indicação do 20W50 não é apenas porque na altura não havia melhor?

Afonso os meus Sinceros Parabéns pelo «Menino». Votos de muitos e bons KM,s pois sei que vai ter os cuidados de um quase Especialista.
Obrigados! Nem sei por onde começar!!

Parabéns. :)

Não tenho dúvidas que vai andar! :) O Uno vai ter ciumes.
O Uno vai ser mimado! Pára-choques serão prenda de Natal, se não houver nenhuma chatice antes que seja mais urgente.

Agora vai com calma e juízo... E não te esqueças do Uno!

Gosto muito desse Citroën e do CX. Entre os 2 prefiro o CX, mas o GS é mais fácil de go$tar...
O CX é também magnífico. Mas eu por acaso prefiro o GS, mesmo que custasse o mesmo.
Por um lado, pelo air-cooled, o último motor refrigerado a ar projectado, dos de produção em massa. É, no fundo, o mais moderno dos refrigerados a ar.
Por outro, porque a hidráulica do CX é, no fundo, a do DS. E suspeito que, a controlar não apenas travões e suspensão como também a direcção (DIRAVI), provavelment eu nunca teria o engenho e arte para lhe tocar. Com esta versão mais simples (que há no GS e no BX, antes da electrónica e sem a direcção), pode ser e eu me atreva a mexer.
Por fim, porque acho que o CX tem um metro de comprimento a mais. ;). Enfim, estou apaixonado pelo meu GS.
Voiture de l'année 1971!
 

Hugo Albuquerque

Rover Enthusiastic
Portalista
Eheh, não acredito que foste mesmo buscar um GS :)

Espero que tenhas muitas alegrias com ele e que pegue na próxima tentativa.
Porém acho que devias fazer algo no Uno antes de pegares no GS. Essa coisa é reparar aquele bocado de pára-choque do Uno que está danificado. Assim ficas com o Uno a 100% e tens todo o tempo para estar de volta do GS.

Fico satisfeito por saber que concretizas-te um sonho :)
 

João Pereira Bento

128coupe
Portalista
Carro do ano 1971 e o uno de 1984! :) O SM em 1971 também ficou no pódio.

O 128 é o carro do ano de 1970, com o recorde ainda da maior diferença percentual para o 2º (A112). :)

Adoro o carro. Tenho dúvidas do futuro de muitos carros no fórum, deste Citroen não. :)

Vou procurar uma revista recente que tenho com um dossier sobre este carro. Vou vendo muita coisas sobre eles porque compro revistas de 1970 a 1975 sobre os 128 e claro o GS aparece também. :)

A minha memória para coisas inúteis. Aparece muito nas revistas antigas uma foto do GS pintado com as bandeiras dos países que votam na eleição do carro do ano. A bandeira Portuguesa está nas portas e ao contrário numa delas pelo menos. :p
 
Última edição:

afonsopatrao

Portalista
Portalista
Eheh, não acredito que foste mesmo buscar um GS :)

Espero que tenhas muitas alegrias com ele e que pegue na próxima tentativa.
Porém acho que devias fazer algo no Uno antes de pegares no GS. Essa coisa é reparar aquele bocado de pára-choque do Uno que está danificado. Assim ficas com o Uno a 100% e tens todo o tempo para estar de volta do GS.

Fico satisfeito por saber que concretizas-te um sonho :)
Está prometido! O Uno vai ter para-choques novo! ;)
Esta semana também já vêm a caminho de Itália dois presentinhos para ele!

Carro do ano 1971 e o uno de 1984! :) O SM em 1971 também ficou no pódio.

O 128 é o carro do ano de 1970, com o recorde ainda da maior diferença percentual para o 2º (A112). :)

Adoro o carro. Tenho dúvidas do futuro de muitos carros no fórum, deste Citroen não. :)

Vou procurar uma revista recente que tenho com um dossier sobre este carro. Vou vendo muita coisas sobre eles porque compro revistas de 1970 a 1975 sobre os 128 e claro o GS aparece também. :)
João, Muito muito obrigado! Fico mesmo agradecido pelas palavras. Eu não teria tanta confiança em mim próprio. ;) Mas vou dar o meu melhor.
Bom, vou mas é comprar gasolina e ver se ponho aquelas suspensões a subir.
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Portalista
Parabéns pela aquisição! Valeu a pena a espera, esse menino tem muito boa pinta! E certamente com os teus cuidados vai ficar em forma.

Quanto às questões, sendo um motor arrefecido a ar, eu apostava em usar um óleo sintético, que tem muito maior resistência às altas temperaturas que um mineral alguma vez poderá sonhar. Mas desde que escrevi o texto sobre os óleos tenho vindo a estudar ainda mais o caso, e cheguei à conclusão que mesmo dentro dos sintéticos há óleos e óleos. O ideal é ter um óleo cuja formulação seja 100% à base de ésteres, são os melhores.

Há alguns no mercado, e até em viscosidades altas, por isso é questão de procurares. Se quiseres posso dar-te recomendações, mas para já e sem mexeres no motor é preferível meteres um mineral ou semi-sintético só para poderes pô-lo a funcionar sem chatices. Os 20w50 já são complicados de apanhar no mercado comum, mas uma boa alternativa será o GTX 15w50 da Castrol, que é o que eu uso.

Quanto ao uso da gasolina sem aditivo, a recomendação geral que eu faço é... experimenta. Mesmo que não tolere a 100% o uso da sem chumbo, o desgaste é muito lento e levará anos e anos até que faça estragos consideráveis, dá muito tempo de perceberes o que se passa. A maioria das pessoas usa os carros com pouca regularidade, por isso dificilmente te darão uma opinião fiável, a não ser que procures alguém num clube mais activo que efectivamente faça um uso intensivo do carro. De qualquer forma, os aditivos são de pouca ajuda.

Muitos e bons km é o que te desejo! Sou mais um que vai acompanhar de perto, e se puder ajudar, já sabes que podes contar comigo.

Um abraço!
 

Nelson C. Santos

Powered by Taunus
Membro do staff
Social Media Team
Premium
Portalista
Afonso, muitos parabéns! Se o teu tópico pela procura já era interessante de seguir, este então vai ser ainda mais!

Excelente escolha! Tudo de bom e que depois das afinações que agora precisa faças muitos e bons kms com ele!

Abraço!
 

afonsopatrao

Portalista
Portalista
@Eduardo Relvas, muito obrigado. Então, se bem entendo, o ideal mesmo seria um óleo sintético que seja 100% à base de ésteres é que tenha uma viscosidade alta, tipo 20W50. É isso?
Mas esses óleos não terão detergentes que me vão pôr o motor a gastar 1 litro de óleo por cada 100kms? ;)

@Nelson C. Santos e @António José Costa : muito obrigado!! Espero que sim. Vamos ver como me safo, agora que já tenho um clássico.

Ora bem, vamos às novidades. Fui à garagem ver se punha o GS a ronronar. Há menos de uma semana ele trabalhou impecavelmente à minha frente, regular e com a sonoridade tão típica de um air-cooled Citroën.

Cabos de bateria ligados ao Uno e gasolina pelo carburador abaixo: 0446e0705a388ca24cc2daf02d90ed87.jpg
92c80b656ea90d38c2476040d02be753.jpg

Pegou imediatamente! Um espectáculo. Sorri confortado, durante... 5 segundos.
Foi o tempo que demorou a acabar a gasolina que coloquei no carburador.
Nova tentativa, desta vez com mais gasolina, para ver se a bomba da gasolina começava a puxar a do depósito. Outro sorriso, outra rápido arranque e 10 segundos de alegria. Deu até para estabilizar o ralenti. Depois acabou a gasolina.
(Repare-se que tive a sorte de ter um Weber. Os GS podiam vir com este carburador Weber ou com um Solex. Parece que este Weber é bem melhor que o Solex)
389e140b69d17e71a02a33a3da2edbeb.jpg

Terceira tentativa: a derradeira. Tudo igual. Por mais rotação que tenha dado, o carburador fica seco ao fim de algum tempo.

Posto isto: ou a bomba da gasolina entregou a alma ao criador, ou há um obstáculo qualquer nos tubos da gasolina desde o depósito. Certo? Ou está a escapar-me alguma coisa?
Assim, queria a vossa ajuda: que devo fazer de seguida? Desmontar a bomba da gasolina e limpar? Abrir e olhar ao diafragma? Ou há outras coisas a fazer?
59cfe133c60289190546ab230ad55c41.jpg

Entretanto, para além de tudo o que eu já sabia que precisava de consertar, notei mais coisas com que me entreter.
Assim, a lista que eu conhecia era:
1- Alavanca reguladora da altura não está ligada aos tirantes de controlo.
2- Guarda-lamas esquerdo precisa de pintura.
7ce0dea4be281a9b7c004a80ad8b363b.jpg
3- Tubo de escape a apodrecer. Mas o vendedor entregou o escape novo, é só montar.
4- Tubinho fino (acho que é de escape, mas ainda vou investigar) que sai dos cilindros do lado direito. Está podre. Amanhã tiro foto.
5- Forro da chapeleira todo destruído.
69b225e6e91386b90d143badbd25b2e8.jpg

A estas tarefas, somam-se todas aquelas inerentes a recuperar um carro parado há anos. Óleo, filtros, lhm, tubos hidráulicos, travões.

As que descobri hoje foram
1- Os mínimos não existem. Assim que os ligo, acendem os médios.
2- O encosto do banco do condutor não aguenta muito peso. Se faço mais força, encosta mais para trás.
3- Eu pensava que o tecido dos bancos era cinzento claro. Até que abri o apoio de braços traseiro:
6600b33957a27c4cc5ec947e0b67d308.jpg

Bom, ficou a dormir. Amanhã espero ter ideias do que vou fazer para pôr a bomba da gasolina a bombear... ;)
 

Anexos

Topo