Mercedes-Benz 190Dc - W110

História e Fotos

História deste veículo
O W110 era a linha de entrada de gama da Mercedes-Benz para automóveis de médio porte em meados da década de 1960. Um dos modelos Mercedes da serie "Rabo de Peixe" ou "Fintail", do alemão: "Heckflosse". Inicialmente estava disponível com o 1.9 M121 a gasolina ou o 2.0D OM621 de 4 cilindros em linha. Foi apresentado com os sedãs 190c e 190Dc em abril de 1961, substituindo os "Ponton" W120 180c/180Dc e os 190b/190Db.

A linha W110 foi atualizada em julho de 1965 para se tornar o 200 e o Diesel 200D (MY66 para a América do Norte);
Ao mesmo tempo, um 2300cm3 de seis cilindros (sucessor do Mercedes 220) passou a fazer parte da linha W110. A produção durou apenas mais três anos, com os W115 220 e 220D a serem introduzidos em 1968. O W110 e o W111 de 6 cilindros foram a primeira série de carros Mercedes a serem exaustivamente testados em colisões para segurança dos ocupantes.

Primeira série (1961-1965)
Os 190c e 190Dc surgiam como a linha de carros de quatro cilindros mais baratos da Mercedes-Benz substituindo os "Ponton". O "D" denotava um motor Diesel, uma tecnologia pioneira e amplamente promovida e desenvolvida pela Mercedes-Benz pela sua fiabilidade, autonomia e economia, apesar do escárnio generalizado na imprensa automóvel. O corpo derivava da série W111, mas com uma frente 145mm mais curta e faróis redondos (o que deu uma aparência frontal mais parecida com a dos "Ponton"). A traseira era idêntica ao W111 220b (o 220b era o modelo básico da série W111).
O layout interno e as dimensões também eram idênticos aos do W111 220b, mas com menos opções, como bancos traseiros fixos e acabamento em baquelite no painel (em oposição à madeira nos modelos W111). Como os modelos 190c e 190Dc eram basicamente um W111 220b com uma frente mais curta, eles ofereciam o mesmo espaço interior e de bagagem da série W111, mas com motores de cubicagens inferiores, menos potentes e mais econômicos. Isso tornou-os extremamente populares entre os motoristas de táxi. A prova disso é que produção do 190Dc excedeu a do 190c com motor a gasolina em quase 100.000 unidades.

Modelos:
Código do chassi Anos Modelo Motor Número de un. construídas
W110.010 1961-1965 190c 1,9 L M121 I4 130.554
W110.110 1961-1965 190Dc 2.0 L OM621 Diesel I4 225.645


Segunda série (1965-1968)
200 / 200D / 230

A segunda série de carros de 4 cilindros durou apenas mais 3 anos. A produção dos novos modelos 200, 200D e 230 começou em julho de 1965 na fábrica de Sindelfingen. O 200 e 200D substituíram os modelos 190c e 190Dc, respetivamente. O motor do 200 teve o seu diâmetro interno aumentado de 85 para 87 mm, dando um deslocamento para os 1988cc, e foi equipado com dois carburadores (o 190c tinha um único carburador). O motor a diesel OM621 no 200D era essencialmente idêntico ao do 190Dc (que na verdade era uma unidade de 1988 cc apesar do carro ser rotulado como '190'), mas foi melhorado passando agora a utilizar uma cambota de cinco apoios em vez dos três originais (isto ajudou a melhorar a vibração de funcionamento do motor).

Visualmente, os modelos da segunda série passaram a ter os indicadores dianteiros (colocados na parte superior dos guarda-lamas dianteiros na primeira serie) abaixo dos faróis. Na traseira, as luzes traseiras foram ajustadas e o acabamento cromado foi revisto passando a apresentar duas faixas de acabamento horizontais em vez de aletas traseiras com acabamento cromado. Todos os modelos agora apresentam as saídas de ar dos pilares C com acabamento cromado idênticos aos modelos W111. No interior, houve muito poucas mudanças, exceto que todos os modelos agora apresentavam bancos dianteiros reclináveis (excluindo os bancos corridos), que anteriormente eram uma opção no 190c e 190Dc. O 230 tinha um apoio de braço central no banco traseiro de serie.

Pequenas mudanças foram feitas ainda no final de 1967, para os modelos do Model Year de 1968. Estes, foram equipados com colunas de direção deformáveis para atender aos regulamentos de segurança americanos. Os espelhos, as maçanetas internas e o painel também foram alterados, combinando com os dos carros da série W108/W114/W115 posteriores.

Todos os três carros da segunda série W110 terminaram a produção em janeiro de 1968 com o lançamento dos W115 220 e 220D.
Adquirido novo em 1965 pelo tio do meu Pai, bancário, residente em Lourenço Marques que veio retornado para Faro e o legalizou em 1975
Conduzido diariamente pela esposa, professora, desde 1965 até 1998, (altura que chumba na inspeção por corrosão perfurante nas embaladeiras) tendo sido substituído nessa altura por um Golf IV. A minha tia jamais conduziu outro carro.
Ficou parqueado coberto em garagem neste local desde então! (Era para ter sido restaurado, mas tal nunca aconteceu...)
Depois...
Não possui permissões para ver os detalhes deste veículo. Identifique-se ou crie uma conta.

Detalhes do veículo

Proprieário
Ivo António Santos
Vistos
247
Comentários
8
Actualizado

Informação adicional

Marca
Mercedes-Benz
Modelo
190Dc
Origem do Fabricante
Alemanha
Época
Década de 60
Ano de Fabrico
1965
Comprado em
2021

Mais em Mercedes-Benz

Partilhe este veículo

Topo