Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

O Fim da SAAB 72 anos depois

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jose Manuel S Lopes, 20 Dez 2009.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jose Manuel S Lopes, 20 Dez 2009.

  1. Li em rodapé durante as noticias de um canal de televisão na manhã de sábado que a SAAB anunciou o seu fim, após 72 anos de existência.
    Será verdade? mais uma marca de grande prestigio no mundo automóvel e não só que desaparece...:(-
     
  2. é mesmo verdade José o_O


    "A General Motors anunciou que a venda da Saab não será concluída e que a marca sueca vai acabar. Uma vez abortadas as negociações com a Koenigsegg e a Spyker, a GM dará início aos procedimentos necessários ao encerramento das operações da Saab. “Para continuar, a Saab precisava de uma solução rápida. Lamentamos não ter sido capazes de completar o negócio com a Spyker”, referiu Nick Reilly.

    O presidente da GM Europa garante que a GM trabalhará de perto com a rede Saab para que o encerramento seja feito de uma forma ordeira e responsável. Esperamos liquidar dívidas e facturas de pagamento aos fornecedores”. De acordo com a GM, a Saab continuará a honrar as garantias dos seus automóveis e a fornecer as peças aos modelos existentes”.

    Para Portugal, esta ideia é também reforçada por Miguel Tomé, da GM Portugal: “Todos os clientes Saab continuarão a usufruir das garantias e assistência. Será uma descontinuação progressiva feita de um modo progressivo e responsável. Programaremos as coisas para vender o que resta do stock”. Em Portugal a rede Saab é composta por doze concessões."
     
  3. Uma marca que me marcou muito com a sua qualidade de construção... Acho mal é que eles, por teimosia, em troca de meia duzia de trocos (para eles) preferem fechar uma marca tão prestigiada como a SAAB. Palhaços.
     
  4. Oh pá isso é que é pena...

    Uma grande referência a nível de segurança e de mecânica, nomeadamente com a aplicação dos Turbos aos automóveis.

    Como sabem, os Turbos começaram nos aviões... os engenheiros da SAAB aplicaram aos automóveis...

    Fiquei triste ao saber esta noticia.
     
  5. Uma Grande marca, sempre gostei da saab.
    é pena. efeitos da crise?
     
  6. isto no fundo são oportunismos...

    A Saab tinha muito para dar. Eu sempre gostei de muitos modelos da marca. 900 Turbo, 9000 etc...

    deviamos fazer um memorial em homenagem à marca.

    Caramba, a Rover por exemplo acabou por se ter tornado de má qualidade, mas a SAAB nunca foi má...

    Estes americanos não têm escrupulos.
     
  7. nao é clássico mas.... era um modelo que iria ser lançado em breve e já nao vai ser ...o_O muito bonito por sinal ;)
     

    Ficheiros Anexados:

    • 3.jpg
      3.jpg
      Tamanho:
      87.9 KB
      Visitas:
      16
    • jyj.jpg
      jyj.jpg
      Tamanho:
      93.1 KB
      Visitas:
      16
  8. Esta é uma das noticias,que por variadíssimos motivos me toca,:wacko:
    Recuso-me a acreditar,creio que a Suécia não vai deixar cai a marca,são tempos difíceis,haverá certamente mais negociações,e a Saab continuará para contentamento do segmento de mercado que lhe é fiel.
    :( primeiro foi a Panhard,depois a DKW ,agora a Saab,estou a ficar velho,e cada vez detesto mais estes jogos da grande finança (desculpem o desabafo):(-

    .
     
  9. Imagino a sua mágoa, António...

    Eu confesso que, apesar do meu Fiatismo incurável, a SAAB é das minhas marcas preferidas, sobretudo pelo qualidade de construção e segurança que se notam em muitos dos modelos que produziu. Além disso, fez aviões muito bonitos.
     
  10. Obrigado amigo Joao pela solidariedade das suas palavras,mas francamente deixa-me muito triste tudo o que está a acontecer com a Saab,marca pioneira em muita tecnologia ainda hoje considerada actual e utilizada,de grande sabedoria deixou livre a criatividade dos seus engenheiros,para que inovassem respeitando todos os aspectos de segurança técnicos e ergonómicos,muitos deles aplicados noutras marcassem sequer exigir para si os louros,enfim uma empresa que fabricava aviões num tempo/época sinalizada, e se lembrou de fazer um automóvel.
    Imagine para si acabar a Fiat, ou para os.......Alfas, ou para os........BMWs,...................
    Triste não é ?
    Um grande abraço.

    .
     
  11. Isto é inacreditável :huh:
     
  12. É pena, mas é mais um exemplo dos efeitos da globalização e da criação dos grandes grupos automóveis...:(-
     
  13. É uma marca de que gosto bastante, mas que em minha opinião pessoal não soube ser suficientemente competitiva no mercado onde se pretendia inserir.
    Nunca teve utilitários(não era marca para isso), mas também nunca fez frente à Mercedes, BMW, etc., na faixa de mercado a que supostamente pretenciam.

    Atenção, volto a dizer que gosto muito da Saab, o amigo Calhanas sabe disso, pois até "namorámos" o mesmo Saab juntos...:D

    Deviam ter sido um pouco mais abrangentes, numa altura onde até a Porsche faz carros de 5 portas e Jipes(ainda hei de ver um comercial deles...), a Saab devia ter "atacado" outros mercados.
    Apesar de eu achar sempre que foram das poucas marcas que mantiveram a sua personalidade, pois apesar das "tendências" estilísticas, sempre foram fiéis às suas linhas e de até conseguirem fidelizar os seus clientes, estes não foram sendo rejuvenescidos, não quer dizer que não os haja, mas por norma não são clientes muito novos que os conduzem.

    É pena e ainda por cima é uma marca que mesmo nos clássicos, nunca teve muita procura, nem uma cotação muito alta, pode ser que se inverta agora a situação....


    YouTube - TopGear SAAB Rally Cars
     
  14. é verdade, tambem li á pouco num Diário daqui da Região :(-ate li duas vezes, nem queria acreditar :(acabando a produção, ainda iram manter a produção de peças devido as garantias que têm de assumir :(-
     
  15. Gosto muita da SAAB e é lamentável que tal aconteça.

    Uns mais do que outros (quase todos "mais"... ) os carros da SAAB pré-GM, são peças fabulosas quer pelas soluções técnicas quer pela estética. Se se pode dizer que um carro tem personalidade, os SAABs teêm-na muito forte.

    No entanto tal era previsivel á muito tempo e mesmo que fosse vendida ao tal grupo sueco ele não teria capacidade para desenvolver novos modelos. A Rover foi comprada por um grupo inglês que por falta de meios para desenvolver novas plataformas, mais não fez do que prolongar a agonia. Hoje o desenvolvimento de novos modelos é extremamente dispendioso e só rentável com a partilha das cinergias disponiveis dentro de um grande grupo.
    Marcas que ocupam nichos no mercado e com poucas hipoteses de serem generalistas não sobrevivem sem ter acesso aos bancos de peças e tecnologias dos grandes grupos.
    A Alfa, a Lancia e mesmo a Ferrari, não sobreviviam sem estarem integradas na Fiat, assim como a Lamborgini, a Bugatti ou a Bentley, apenas sobrevivem integradas no grupo VW. A Porsche é a ultima vitima desta realidade.

    Mesmo a Ford não conseguiu aguentar a Jaguar e estou curisoso para ver se a Tata vai ter paciência. Aston Martin Volvo e Land Rover poderão ser os senhores que se seguem.

    A partilha de cinergias é de tal maneira premente, que a própria mercedes, talvez o maior caso de sucesso como marca generalista, com êxito dos Smarts aos SL500, passando por taxis e Unimogs, esta estudar formas de cooperação.... com a Renault.

    É pena?... É mas não podemos andar contra o tempo e se hoje podemos disfrutar de Ipod's, Plasmas, Internet ou voos low-cost para quase todo o lado, o progresso tambem tráz a sua vitimas e a SAAB não soube ou não pode adaptar-se aos tempos que correm.

    Para quem gosta, ficaram sempre os SAABs clássicos que durante muitos e muitos anos darão muito prazer a quem os conduzir. Eu uma vez conduzi num 900 Turbo e adorei.



    nuno g
     
  16. palavras sábias amigo Nuno G.;)
     
  17. eu adorava ter um SAAB 900 Turbo Cabrio
     
  18. eu ontem estive a ver as noticias, e o que li foi que quem a producao ia passar para as maos de chineses, eles vao ficar encarregues da producao do 9-5 numa fase inicial e a medida que o tempo passa vai se fazer a transferencia de propriedade, nao falava nada acerca do seu fim
     
  19. afinal ainda há esperança.

    A Spyker não desistiu...
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página