Alfa Romeo 33 1.5 IE (1993)

Clássicos Modernos

Alfa Romeo 33 1.5 IE (1993)

Eduardo Tomas

Veterano
Boas, portalistas.

Como alguns viram no DB recente - e concentrado - que abri há cerca de 2 meses, infelizmente despistei-me com o meu 33 1.3 VL. No entanto, tristezas não pagam dívidas, magoei-me pouco e rapidamente pensei que o meu tempo com estes carros ainda não tinha acabado.

Como nos últimos tempos me andava a queixar dos consumos, queria um IE, mas não queria um carro que andasse menos do que o meu, logo teria de ser o 1.5. O AC era outra coisa que me fazia falta e fazia questão que o carro a comprar tivesse. Pelo meio, tive dúvidas; ponderei diferentes carros que nada tinham a ver uns com os outros, até ao dia em que apareceu o anúncio do meu carro.

Tratava-se de um Alfa Romeo 33 1.5 IE com 187900 kms, de 1993. Por fora, chamou-me a atenção o facto de estar direito e com a pintura em aparente bom estado. Preferia que tivesse aileron, mas por outro lado gostei da cor. Por dentro a pele mostrava precisar de cuidados a médio prazo. Face ao meu, tinha tecto de abrir, faróis de nevoeiro, AC, pára-choques pintados, luzes para os pés e as jantes de 14" de origem (averbadas no livrete).

DSC_0164_zpszpzl2shb.jpg

DSC_0167_zpsw1pnipc5.jpg

DSC_0169_zpssgisan6b.jpg

DSC_0171_zpsmyajlalz.jpg

Quando o fui ver, claro que o exterior não estava imaculado como aparentava nas fotos, mas ainda assim os defeitos são aceitáveis para a idade e preço.

No interior, foi o cheiro da pele a cativar-me de imediato. A nível de problemas, saltaram à vista o conta-rpm estragado (a contar muito mal), o vidro do condutor inoperacional, a prateleira do tablier algo solta do lado do passageiro e a cobertura do travão de mão guardada no porta-luvas (desencaixada ou partida).

foto%20interior_zps3e6nqcmc.jpg

Antes de ligar, verifiquei os fluidos - em vez de anticongelante tinha só água da toneira (ou destilada), mas menos ferrugem do que o outro quando comprei. O óleo havia sido trocado 1000 kms antes, estava cor de mel...e ligeiramente acima do máximo.

20161122_092727_zpssswmctgw.jpg

Dei à chave, com o ponteiro da temperatura cá em baixo, e o carro pegou ao fim de 2 ou 3 voltas de motor de arranque. O trabalhar estava certinho, sem se ver movimento sequer no compartimento do motor. Chamou-me logo a atenção um ligeiro silvo da correia do alternador (que entretanto já não noto) e algum barulho da bomba da DA, cujo óleo se viu estar a nível mas absolutamente preto.

Depois de um bocado a analisar o fumo de escape e o compartimento do motor em busca de alguma coisa fora do normal, arranquei para o test-drive. Boas impressões: o motor mostrava ser notoriamente mais forte em regimes baixos face ao meu antigo 1.3 VL. O escape estava no limite do bom gosto, para mim, com o catalisador solto a ajudar a um ronco nada discreto.


A caixa mostrou estar pelo menos ao nível da outra, com menos 110 000 kms e a embraiagem, apesar de algo mais pesada e a pegar ainda mais em cima, estava OK. Os travões pareceram logo piores e o carro pareceu-me significativamente mais saltitão.

Não havia muito mais a ver e eu, a menos que alguma grande surpresa estivesse à espreita, já me tinha decidido a ficar com o carro. Isto condicionou logo a negociação, mas o valor proposto já era perfeitamente justo.

Fez mais de 300 kms até casa, sem ameaçar deixar-me a pé, apesar de alguns problemas que foram-se tornando cada vez mais óbvios. Ficam duas fotos em andamento:

DSC_0212_zpsaik9ry0z.jpg

DSC_0197_zps1k5mcjgt.jpg

Face ao meu ex 33, os 110 000 kms a mais notam-se numa batida que sinto na direcção em desaceleração, a velocidades mais altas, vinda da roda do condutor, na travagem fraca e a puxar para o meio da estrada e nos amortecedores da frente, que parecem estar mortos. Há já uma longa lista de peças, cuidados e euros para aos poucos ir pondo este carro completamente operacional e com o melhor aspecto possível.

Resta-me agradecer à minha namorada pela paciência, pelo entusiasmo, pela companhia e pelas fotos, e também a dois amigos de Lisboa que facilitaram muito a logística da compra, apoiaram a decisão e, não sendo especiais entusiastas de clássicos, gostam de carros em geral. Ah, claro, e às vossas palavras no outro diário de bordo.

Bem hajam.
 

Anexos

  • DSC_0164_zpszpzl2shb.jpg
    DSC_0164_zpszpzl2shb.jpg
    320.5 KB · Vistos: 388
  • DSC_0167_zpsw1pnipc5.jpg
    DSC_0167_zpsw1pnipc5.jpg
    253.5 KB · Vistos: 385
  • DSC_0169_zpssgisan6b.jpg
    DSC_0169_zpssgisan6b.jpg
    235.1 KB · Vistos: 383
  • DSC_0171_zpsmyajlalz.jpg
    DSC_0171_zpsmyajlalz.jpg
    180.1 KB · Vistos: 386
  • foto%20interior_zps3e6nqcmc.jpg
    foto%20interior_zps3e6nqcmc.jpg
    26.4 KB · Vistos: 386
  • 20161122_092727_zpssswmctgw.jpg
    20161122_092727_zpssswmctgw.jpg
    237.1 KB · Vistos: 384
  • DSC_0212_zpsaik9ry0z.jpg
    DSC_0212_zpsaik9ry0z.jpg
    219.4 KB · Vistos: 384
  • DSC_0197_zps1k5mcjgt.jpg
    DSC_0197_zps1k5mcjgt.jpg
    242.9 KB · Vistos: 400
Última edição:

Tiago Daniel Moreira

Portalista
Portalista
Parabéns pela nova aquisição :)

Aparenta estar em bom estado mas acredito que nas tuas maos ainda ficará melhor, tal como nos habituaste com o vermelhinho.

Gosto muito dessa cor Bordeaux :)

Bons kms a bordo dessa máquina :thumbs up:
 

Carlos Vaz

Pre-War
Excelente escolha para carro de uso diario.
De facto é pena não ter o "aileron" que me parece complementar soberbamente a estética dos 33.
Vou ficar muito atento a este DB.
 
Via esse alfa 33 quase diariamente em Lisboa, junto ao ISCTE, e sempre me despertou atenção por ser completamente diferente de todos os outros carros.
Ate estava bem estimado, para a idade do mesmo :)
Boa compra, espero que te de tantas alegrias como o 1.3 ;)
 

Nelson C. Santos

Powered by Taunus
Membro do staff
Premium
Portalista
Parabéns pela aquisição e atrevo-me a dizer que o carro não podia ter ido parar a melhores mãos.
Que todo o azar tenha ficado no outro e com este sejam só alegrias!
 

Hugo Albuquerque

Rover Enthusiastic
Portalista
Tal como o André Paixão também via o carro muitas vezes na Cidade Universitária!
O carro de facto salientava-se tendo eu inclusive tirado fotografias a ele ao lado do meu antigo Rover 214.

Resta-me desejar-te boa sorte com ele. Que seja melhor do que com o "RX" ;)
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Premium
Portalista
Parabéns pela aquisição, tem uma cor agora fora de moda, o que é logo pelo menos para mim um Extra óptimo.

Bons Kms com ele:thumbs up:.
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor
Eduardo,

Parabéns e obrigado pela partilha.
Andei muito num 1.5 dos primeiros e só tenho boas recordações, na altura o meu carro era carro um VW type 1 (vulgo carocha) e o 33 parecia um avião.

Bom trabalho e bons kms

nuno granja
 
Última edição:

Eduardo Relvas

fiat124sport
Excelente escolha, Eduardo!

Já tinha aqui sido falada essa hipótese, e o 1.5 IE é de facto uma das melhores opções para uso regular dentro dos italianos desta era. E este ainda por cima parece mesmo muito direitinho. Ao contrário das opiniões que já aqui se puseram, eu gosto dele sem o spoiler traseiro, acho que a linha limpa e simples fica mais distinta, não precisa de adornos, já vale por si.

Quanto aos problemas, são coisas que agora vais revendo com calma. Se o carro tiver tido pouco uso nos últimos tempos, é natural que haja coisas meias presas e a precisar de uma boa limpeza e mimo, por isso é pegar nele e começar a injectar o carinho que lhe faltou.

Dois conselhos: em primeiro, não compres nada sem ter a certeza que faz falta - às vezes as coisas simplesmente precisam de limpeza, lubrificação, e voltar a pôr no sítio. Em segundo, tenta manter a qualidade do material, hoje em dia cada vez há mais peças de qualidade duvidosa. Eu acabei agora de arranjar um carro em que repus todo o material velho porque o carro trabalhava pior com as peças novas que lhe tinham trocado.

Um abraço e muitos e bons km com essa máquina!
 
OP
OP
Eduardo Tomas

Eduardo Tomas

Veterano
Obrigado a todos!

Começando já pelo aileron, a verdade é que à luz de alguns comentários aqui e de outras pessoas offline e do facto de me começar a habituar...se calhar vai ficar como está. Vamos ver.

O carro, de facto, andou pela cidade universitária durante alguns meses, segundo o que me foi dito. Entretanto compraram um pequeno familiar a gasóleo para quem andava com ele e ficou sem uso. Batendo certo essa parte com o que me foi dito, posso avançar que este carro foi comprado novo pela pessoa com quem tratei, como carro de empresa, fazendo uns ~150 000 kms nos primeiros 5-6 anos. Depois foi ficando como carro secundário mais no interior do país, mas ainda dentro da família.

Eduardo, vou tentar seguir esse conselho e mexer de forma o mais cirúrgica possível - para bem da minha carteira e do carro.

Comecei por...

#1 Conta-rpm avariado

Quando o comprei, foi-me logo dito que o conta-rpm marcava mal. Confirmou-se: nem minimamente proporcional era (por exemplo, marcar 3000 em vez de 6000).

Como tinha o painel de instrumentos do falecido 1.3 VL na minha posse, decidi primeiro experimentá-lo e, estando tudo OK, transplantar o conta-rpm desse para o painel deste 33. Podia ter só trocado o painel, mas queria manter os kms reais.

20161123_090212_zpsmd8gx2bb.jpg

15207874_1252167794806153_1458456324_n_zpsqcjlrmxi.jpg

Fácil de fazer, só requer algum cuidado e paciência.

#2 Termostato estragado

Outra coisa que me saltou à vista logo a seguir a comprar o carro foi o facto de andar sempre a temperaturas muito baixas. Em viagem, nem passava dos 45º, mas parado chegava à temperatura normal e disparava a ventoinha na altura certa, ficando por ali.

20161119_155319_zpsqtiyzv2z.jpg

Como tinha trocado o termostato (em vão...o problema no VL era funcionar com a mistura demasiado pobre) do antigo 33 há pouco mais de 1 ano e meio, aproveitei-o para este. A troca foi um autêntico pesadelo - tinha de ter o carro pronto de tarde no dia em que fiz isto, a pedido do meu pai, e portanto mesmo tendo-me deparado com braçadeiras e tubagens que já não inspiravam confiança, montei tudo.

É escusado dizer que no dia seguinte tive de repetir a operação, que implica tirar o colector de admissão do caminho, visto que ficou a perder quantidades copiosas de água. Perdi imenso tempo a arranjar tubagens e braçadeiras nas lojas de peças aqui e depois de andar à porrada com um dos tubos ainda me apercebi de que era demasiado rígido para o que queria. Nem o telemóvel, cuja lanterna estava a usar, quis colaborar - foi abaixo 3x. Portanto, tenho umas fotos iniciais a desligar coisas do colector, mas é só.

Ainda me podia queixar mais, mas a verdade é que hoje fiz 160 kms com o carro e aparentemente não perde mais água. O termostato cumpre o seu papel, com a temperatura a ficar constante onde deve, e já dá para fazer sauna no habitáculo.
____

Para além disto, ainda lhe arranjei um centro para uma jante e meti a ponteira que tinha aqui guardada.

Tenho como problemas para resolver a curto prazo uma entrada de água pelo tecto de abrir, uma batida que sinto na direcção (especialmente em desaceleração) e uma falha intermitente no motor...que por acaso não fez hoje (e que até ver pode ter como padrão humidade/água). Ontem, por exemplo, fez passado um bocado ao ralenti - desliguei e ficou bom.

Os discos e pastilhas estão assim:

15218706_1252167894806143_2049624535_n_zpstrfxpvb6.jpg

15211787_1252167804806152_615104133_n_zpsu2jjrawc.jpg

Desde que o comprei já fez mais de 700 kms, numa semana. O motor em si parece respirar saúde e quando está tudo em ordem anda muito bem. Os consumos, como só agora troquei o termostato, ainda devem baixar qualquer coisita, mas confirmo a impressão de que parecem muito melhores do que no 1.3 VL.

Ficam umas fotos tiradas hoje, com nevoeiro, a 15 kms de minha casa:

15207909_1252167888139477_64060657_n_zpsxj8mduhz.jpg

b020c7bc-e035-463d-902b-a8a268aa07a7_zpsgzdas7ip.jpg

15239257_1252179098138356_572505297_n_zpsatdjoz4e.jpg
 

Anexos

  • 20161123_090212_zpsmd8gx2bb.jpg
    20161123_090212_zpsmd8gx2bb.jpg
    195.2 KB · Vistos: 373
  • 15207874_1252167794806153_1458456324_n_zpsqcjlrmxi.jpg
    15207874_1252167794806153_1458456324_n_zpsqcjlrmxi.jpg
    121.5 KB · Vistos: 373
  • 20161119_155319_zpsqtiyzv2z.jpg
    20161119_155319_zpsqtiyzv2z.jpg
    111.5 KB · Vistos: 373
  • 15218706_1252167894806143_2049624535_n_zpstrfxpvb6.jpg
    15218706_1252167894806143_2049624535_n_zpstrfxpvb6.jpg
    109.8 KB · Vistos: 372
  • 15211787_1252167804806152_615104133_n_zpsu2jjrawc.jpg
    15211787_1252167804806152_615104133_n_zpsu2jjrawc.jpg
    123.4 KB · Vistos: 370
  • 15207909_1252167888139477_64060657_n_zpsxj8mduhz.jpg
    15207909_1252167888139477_64060657_n_zpsxj8mduhz.jpg
    69.4 KB · Vistos: 388
  • b020c7bc-e035-463d-902b-a8a268aa07a7_zpsgzdas7ip.jpg
    b020c7bc-e035-463d-902b-a8a268aa07a7_zpsgzdas7ip.jpg
    152.6 KB · Vistos: 371
  • 15239257_1252179098138356_572505297_n_zpsatdjoz4e.jpg
    15239257_1252179098138356_572505297_n_zpsatdjoz4e.jpg
    72.6 KB · Vistos: 368

Eduardo Relvas

fiat124sport
Quanto mais olho para este 33, mais gosto... tem mesmo charme, o sacana do carro!

O conta-rotações ficou bom com o transplante? Às vezes o mal está nalgum contacto intermédio do circuito e não no instrumento em si.

Quando tiveres o circuito do radiador estanque, dá-lhe uma lavagem (há produtos bons para fazer um flush ao sistema) e põe um bom anticongelante, estes motores têm muito alumínio e têm de estar bem protegidos.

Boas continuações! Um abraço!
 
OP
OP
Eduardo Tomas

Eduardo Tomas

Veterano
Sim, o conta-rpm ficou bom. Se não, poderia aproveitar também a "fita" do outro painel, não?

Em relação ao circuito, fui verificar hoje de manhã e se não está completamente estanque pouco falta. A olho, não parece ter perdido nada. Que produto sugeres?

A nível de anticongelante, no outro 33 usei Motul G12, orgânico, precisamente por causa do alumínio. No entanto, ainda cheguei a ler algumas coisas contraditórias nas internetes.

Obrigado, outro!
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Sim, o conta-rpm ficou bom. Se não, poderia aproveitar também a "fita" do outro painel, não?

Em relação ao circuito, fui verificar hoje de manhã e se não está completamente estanque pouco falta. A olho, não parece ter perdido nada. Que produto sugeres?

A nível de anticongelante, no outro 33 usei Motul G12, orgânico, precisamente por causa do alumínio. No entanto, ainda cheguei a ler algumas coisas contraditórias nas internetes.

Obrigado, outro!

Sim, à partida tens muito material do outro que será compatível, é de aproveitar tudo o que der.

Se o circuito está em condições, dá-lhe uma limpeza (eu uso um produto da Mannol próprio para isso) e atesta com um bom anticongelante. Eu uso sempre Paraflu 11 (era da Fiat, agora é feito pela Petronas), mas do azul à base de etilenoglicol e não do orgânico (tenho lido em alguns sítios que não é recomendável, salvo erro por causa de alguns materiais de juntas mais antigos).
 
Topo