Triumph Dolomite Sprint

Boas, é a minha primeira participação neste portal (inicio-me agora nestas andanças dos clássicos...), e começo logo a pedir ajuda com uma questão aos experts: o Triumph Dolomite Sprint será uma boa opção para iniciar-me no mundo dos clássicos? Jà agora, outra dúvida, penso que alguém me poderá esclarecer: todas as versões desse carro têm o tejadilho revestido com vinil ou existem também sem esse revestimento? Um carro sem esse vinil será menos valorizado, por não estar 100% original? Obrigado! :feliz:
 

Simao Reis

Prego a fundo...
a minha opinião!!!
pessoalmente gosto do carro... mas esta a pensar em restaurar algum ou comprar ja restaurado?? relativamente a questão se é bom ou não para começar no mundo dos classicos com este veiculo... isso tudo depende do seu gosto e do dinheiro que queira investir na maquina...
saudações ;)
 
Bem vindo.

O Dolomite Sprint é sem duvida uma boa escolha, desde que esteja em bom estado.
Quanto ao tecto em vinil, não faço ideia se todos o traziam de fábrica, embora todos os que vi tinham.
Mas isso até pode ser uma vantagem, além do carro ficar mais barato por não ter o vinil, já fica com a certeza do estado do tejadilho pois os tejadilhos apodrecem muito quando são forrados a vinil.;)
 

Luis Manuel

Sprint
Marcelo_Carvalho disse:
Boas, é a minha primeira participação neste portal (inicio-me agora nestas andanças dos clássicos...), e começo logo a pedir ajuda com uma questão aos experts: o Triumph Dolomite Sprint será uma boa opção para iniciar-me no mundo dos clássicos? Jà agora, outra dúvida, penso que alguém me poderá esclarecer: todas as versões desse carro têm o tejadilho revestido com vinil ou existem também sem esse revestimento? Um carro sem esse vinil será menos valirizado, por não estar 10% original? Obrigado! :feliz:
Boas
apesar de ser suspeito ( tenho 2) o dolomite sprint e sem duvida um excelente carro para quem quer um classico, mesmo para se iniciar. Tera que ter em conta que e uma viatura com um "pedigree" fora de serie, visto que foi o primeiro 16 v de producao corrente e nem sempre facil de afinar. Em termos de material e bom e nao ha problemas de o encontrar ( nao em portugal, mas o Triumph club de Portugal tudo resolve ). o valor de mercado, para ja nao e nada de excepcional, mas com tempo, julgo eu, ira ser reconhecido o seu valor. Nao e um classico facil de encontrar em bom estado, mas sera talvez dos melhores modelos que Triumph fez.
As caracteristicas exteriores deste carro de origem, sao as jantes especiais ( de aluminio ), a saia frontal e o tecto de vinil, alem dos simbolos Sprint. Os anos de 1973 ( 1ª serie ) e 1981 ( ultima serie ) diferem pelos vidros coloridos e encostos de cabeça, alem de alguns virem equipados com consola central ). Face a sua utilizacao quase exclusiva em corridas, a maior parte esta alterada sendo dificil encontra-los em bom estado e originais.
Qualquer informaçao que deseje, disponha
cumprimentos
 
J

Jorge Aguiar

Guest
Bem-vindo. Todos os carros são bons para começar, depende é do "tempo" que temos para eles;)
 

Dias Gonçalves

Abílio Gonçalves
Portalista
Excelente escolha

Para além de ser um carro divertido de conduzir, com uma excelente performance, foi um dos últimos Triumph produzidos (se se esquecer o Acclaim que era um Honda com logótipos da Triumph), actualmente é relativamente acessivel e terá seguramente valorização futura.

Em termos de restauro tem a vanatgem de todos os Triumph (e outros carros ingleses) posteriores a 1950: são raras as peças que não se consigam arranjar novas, com preços aliciantes

Todos tinham tejadilho de vinil

É uma boa maneira de se iniciar na aventura dos clássicos
 
Obrigado a todos pelas respostas! Acho que vou concentrar-me no Sprint, se bem que os TR's, Stags e Spitfires talvez até me agradem mais. Mas os valores já são para outras carteiras :-( , sobretudo no meu caso que, sendo principiante, tenho preferência por um carro já restaurado...
 

Nuno Andrade

Portalista
Portalista
Pois, nesse caso os valores podem ser elevados, mas se a coisa for bem feita, vale por certo o dinheiro...

cumprimentos.
 
Topo