manometro gasolina

ola a todos.
nao sei bem se este topico foi bem colocado, caso nao ser bem este o sitio, desde ja as minhas desculpas.
quando comprei o meu opel, reparei que quando dava a igniçao o ponteiro do manometro da gasolina ''disparava'' logo para o maximoo_O .
o que queria saber é se alguem sabe como resolver esta situaçao sem ter que arranjar outro.
desde ja o meu muito obrigado
cumprimentos
 

Luis Silveira

Clássico
Pedro Tiago disse:
ola a todos.
reparei que quando dava a igniçao o ponteiro do manometro da gasolina ''disparava'' logo para o maximoo_O .
o que queria saber é se alguem sabe como resolver esta situaçao sem ter que arranjar outro.
desde ja o meu muito obrigado
cumprimentos
Fica sempre no máximo, ou depois vai para o valor real?
Penso que o sistema deve ter ligada a bóia a um reóstato, que por sua vez está ligado a duas bobines ligadas em série,o terminal de uma ligado à bateria e o da outra à massa. O braço do ponteiro funciona no campo magnético das bobines .Conforme a bóia vai baixando, o reóstato vai baixando também a intensidade da corrente que passa pelas bobines e consequentemente o campo magnético fazendo o ponteiro baixar.Quando se mete gasolina a bóia ligada ao reóstato" fá-lo" (não é trocadilho:D ) aumentar a intensidade da corrente e o campo magnético das bobines, o ponteiro sobe.
Não sei se me expliquei muito bem, mas é mais ao menos isto.
O que podes fazer?
Alcançar acesso ao manómetro o que implica abrir a parte onde se localiza e verificar se as bobines ou o reóstato estão em bom estado ou algum fio simplesmente descarnado que esteja à massa.

Abraços
Luis
 

Rui Rego

bmw2002t
E quando deixas de dar à ignição(motor de arranque) o manometro volta ao normal? Se sim, então deve ser um problema de ligações,a boia de nivel é como se fosse um reostato,quanto maior for a quantidade de combustivel no deposito mais alta é a posição na pista de contactos da boia marcando uma maior quantidade de combustivel no manómetro.
Na maior parte dos carros que conheço a boia funciona com massa, num dos terminais da boia entra massa(-) de um ponto do chassis por exemplo, e no outro terminal sai a ligação que vai para o manometro.

O que pode acontecer é que quando dás a ignição alguma ligaçao incorrecta mande massa com maior intensidade para o manometro, marcando este a posição maxima.
 

Aires Andrade

YoungTimer
o ponteiro do manometro da gasolina nãosobe até ao maximo se acontecer é falta de massa,e só leva 1 fio para ligar a boia,é preciso limpar muito bem a base da boia para fazer massa,se for precisp limpar a tinta
 
nao o monometro dispara ao maximo e mantem-se intacto até desligar o carro.
realmente existe um fio unico que sai da boia da gasolina.
resumindo: se esse fio que liga a boia estiver partido, o manometro so recebe corrente da bateria, que por sua vez vai formar campo magnetico e que faz com que o ponteiro dispare para o maximo, certo:huh: em principio sera isto.
o pior é se o fio da bobine esta partido:(
muito obrigado pelas explicaçoes
acho que percebi minimamente.
em breve direi novidades sobre o caso do ponteiro que estava com o potencia toda:D
 

Luis Silveira

Clássico
Pedro
Se o fio estiver partido, o manómetro não funciona pois não há circuito de corrente electria.
Pode é estar descarnado em algum lugar e fazer contacto à massa.Ou como já disse ser o reóstato ou bobines em curto.Apostava para o reóstato.Deves resolver o problema antes de pôr o carro a trabalhar ou por precaução desligar o sistema até estar resolvido se precisares de o pôr a trabalhar.Em caso de curto-circuito desenvolvem-se intensidades de corrente elevadas que podem dar origem a incêndios.Não quero ser alarmista mas é bom prevenir
Podes fazer uma experiência para saber se é do fio. Se souberes onde está desligas o fio da alimentação e mesmo por fora do carro ligas outro em bom estado, se funcionar bem é fio que está em curto-cicuito.
Abraços
Luis
 

Hugo M Pereira

YoungTimer
Aires Andrade disse:
o ponteiro do manometro da gasolina nãosobe até ao maximo se acontecer é falta de massa,e só leva 1 fio para ligar a boia,é preciso limpar muito bem a base da boia para fazer massa,se for precisp limpar a tinta
Boas

Atençao, nao é falta de massa. O manometro funciona com corrente de chave (+15)
e a boia "manda" massa conforme a gasolina que esta no deposito. Por ex:
Se tiver meio deposito o fio que vem da boia terá + ou - 6v negativos, se tiver na
reserva terá 1 a 3v negativos. Cheio terá + de 12v negativos, visto que com o carro
a trabalhar poderá chegar aos 14v neg.
Entao ou o fio que sai da boia esta em contacto com a chapa, a boia está presa
( o que é dificil mas nao impossivel) ou o manometro está avariado.

Para tirares as duvidas, passa um fio, por fora do carro, da boia directo ao manometro,
se marcar o problema é o fio. Só tens q ter atençao q quando ligares a chave, no
manometro vais ter um fio com corrente ( nao desligas esse) mas sim o outro, e ligas
o fio q passaste ai.

Espero ter ajudado

Abraço
Hugo Pereira
 
resumindo
o mais certo é o fio estar em contacto com a massa, daí a corrente que ele manda nao chegar ao manometro, o que faz com que o manometro receba so corrente positiva que vem da bateria, é isso:huh:
ou entao o manometro deu o pifo...
bem espero que seja a primeira ipotese.
muito obrigado pela ajuda e atençao que me prestaram.
cumprimentos, dentro em breve chegaram noticias sobre o caso.
 

Hugo M Pereira

YoungTimer
Luis Silveira disse:
Hugo
Penso que o valor da diferença de potencial(tensão) é sempre um valor positivo.
Luis
Nao, neste caso é negativo.
Confia em mim, que eu sou electricista de automóveis.
O manometro recebe uma corrente chave (+) e uma informaçao negativa
vinda da boia.

Abraço
Hugo Pereira
 

Rui Rego

bmw2002t
Hugo M Pereira disse:
Nao, neste caso é negativo.
Confia em mim, que eu sou electricista de automóveis.
O manometro recebe uma corrente chave (+) e uma informaçao negativa
vinda da boia.

Abraço
Hugo Pereira
È isso mesmo.
 

Luis Silveira

Clássico
Não quero ser chato mas para se ter tensão negativa não é preciso ter um inversor de tensão. Isso não é já electrónica de potência ou coisa assim?. Falamos de corrente contínua ou alterna? O sistema em causa ainda não possui electrónica,certo?.Francamente não percebi muito bem.Importam-se de explicar?.
Cump.
Luis
 

Hugo M Pereira

YoungTimer
Luis Silveira disse:
Não quero ser chato mas para se ter tensão negativa não é preciso ter um inversor de tensão. Isso não é já electrónica de potência ou coisa assim?. Falamos de corrente contínua ou alterna? O sistema em causa ainda não possui electrónica,certo?.Francamente não percebi muito bem.Importam-se de explicar?.
Cump.
Luis
Boas
Confesso nao ser bom em explicaçoes mas vou tentar...
A tensao nao é negativa, é positiva, 12v. Ate aqui tudo bem...
A informaçao que vem da boia é que é negativa, porque no manometro terá que
permanecer sempre a corrente positiva para o manometro funcionar.
Podemos testar uma boia lendo os valores dados por ela que serao valores
negativos, no caso da maioria das boias.
Outro exemplo é o caso dos reostatos que alguns carros possuem. Rodando o
botao as luzes dos manometros aumentam ou diminuem a intencidade. O principio
de funcionamento é igual, a diferença é que neste caso a informaçao é positiva.
Isto nao tem nada a ver com electronica...
Concluindo, no manometro de gasolina nao é a corrente (+) que varia mas sim o
fio negativo, terá entao um fio com 12v quando liga a chave e outro com (x)volts
negativos de acordo com a gasolina que se encontra no deposito.
Espero ter ajudado

Abraço
Hugo Pereira
 
vamos lá ver se eu percebo essa dos V negativos

Para medir essas tensões negativas na boia como é que eu ligo o multímetro? Vermelho e preto do aparelho onde?
 
Não percebo muito de electricidade mas acho que na boia a tensão será sempre a mesma da bateria (12V neste caso). O que varia é a corrente (A) com o movimento da boia, que funciona como uma resistência variável ( lei de Ohm V= R x A) O manometro lê as variadas correntes enviadas pela boia consoante a sua posição.
Quanto a ser + ou menos -, depende da polaridade do sistema electrico, se a bateria é + à massa ou -.
Se for negativa à massa, o manometro recebe corrente do borne + da bateria.
O mais provavel se se trocarem os fios do + para o menos - , é o manómetro começar a marcar ao contrario ( devo estar a dizer uma grande asneira !!!).
 

Hugo M Pereira

YoungTimer
Boas

Vamos la ver se a gente se entende...
Vou voltar a repetir:
1- Os voltos num automovel SAO SEMPRE POSITIVOS
2- A tensao É SEMPRE POSITIVA

A informaçao que vem da boia que neste caso faz massa no proprio deposito é
que é negativa e só mesmo a informaçao.
PORQUE?
Se no manometro um fio tem 12v de corrente de chave sem variaçao da corrente,
como e que o ponteiro mexe? Com a informaçao do outro fio que vem da boia
que obrigatoriamente terá de ser com MASSA, mas uma massa variavel, por outras
palavras APENAS E SÒ uma INFORMAÇAO NEGATIVA.
Informaçao negativa porque? Porque se o fio transporta massa (-) tem de ser
negativa.

Espero ter sido esclarecedor

Abraço
Hugo Pereira
 
boas pessoal
desde ja o meu muito obrigado pela ajuda dada.
em principio vou tirar a prova dos 9 neste fim de semana:huh:
só queria deixar uma correcçao que para o efeito nao tem muita importancia, a bateria nao é de 12V mas sim de 6V.
em breve darei noticias sobre este caso.
mais uma vez obrigado pela ajuda.
 

Luis Silveira

Clássico
Fábio Silva disse:
.
O mais provavel se se trocarem os fios do + para o menos - , é o manómetro começar a marcar ao contrario ( devo estar a dizer uma grande asneira !!!).
Isso é facilmente comprovável com uma pilha e um multimetro, ligado para ler corrente contínua (que é o caso) na escala que abrange a tensão da pilha. O multímetro tem uma saída + e - que devem ser ligados respectivamente com a ponta de prova vermelha e preta.
Na pilha procura-se a indicação positiva com o sinal (+) que fica na cabeça da pilha e o sinal (-) na base, o mais usual excluindo as pilhas de 9V que é tudo na cabeça.Liga-se a ponta de prova vermelha ao lado positivo da pilha e a preta ao lado negativo.Regista-se a leitura.Depois troca-se as pontas de prova a leitura num multímetro digital regista a mesma tensão mas com o sinal (-), no multímetro analógico(o meu preferido) o ponteiro força o zero para trás.
O que penso se conclui que não existem tensões negativas (no caso) mas sim leituras deficientes. Quanto a informações negativas vindas da massa não entendo.A massa está directamente ligada ao pólo negativo da fonte de alimentação só serve para o retorno da corrente.Como curiosidade acrescento que na realidade a corrente não circula do pólo positivo para o negativo mas sim do negativo para o positivo, pelo que chamamos massa ao que realmente é o positivo mas como não altera nenhuma lei da electricidade convencionou-se à altura da descoberta deixar as coisas como estavam. O ponteiro do manómetro mexe com a variação de corrente que o reóstato ligado à bóia proporciona com a subida ou descida da bóia e altera o campo magnético das bobines que funcionam entre o ponteiro do manómetro previamente calibrado para estar no zero quando o depósito está vazio.(Já fiz a minha exposição anteriormente) Nos autómóveis modernos confesso que não sei se usam o mesmo sistema e se ainda se socorrem da electrónica.
Abraços
Luis
 
Junto vai um esquema de manometros.
A lei de ohm diz a currente varia em função da resistencia, logo o reostato (tank transmiter) é uma resistencia variavel, ligada á boia do combustivel, que ao ser acionada altera a voltagem na saida do reostato de 0 a 12v(linha verde escura).

O circuito é fechado (linha verde clara) atraves do bobine do manometro(fuel), fazendo com que este movimente a agulha, porque no outro polo do manometro está presente 12v (linha verde clara) sempre que liga a chave.

um bom exercicio é por a pinça preta do multimetro á massa e a vermelha á saida da boia e logo ve a variação de voltagem ao mexer a boia.

o mesmo seaplica ao manometro de temperatura..etc...

espero que fiquem ainda mais confusos.heheheehe
alfredo
 
:D :D :D

Já percebi essa do s V negativos, mas fiquei preocupado com os meu conhecimentos sobre electricidade :D

Cada vez mais acho que fiz bem em ter trocado a electricidade pela mecanica ainda no liceu... :D
 
Topo