Fiat 600 D - o "Diamantino" - Registo de Restauro / Intervenções

Viva pessoal, decidi abrir este tópico para ir partilhando os trabalhos que vou realizando no nosso (meu e da cara metade) Fiat 600 D, a quem nós carinhosamente baptizamos de Diamantino :D:D

Todas as reparações e restauros são e serão sempre que possíveis feitas na base do " Do It Yourself" em casa e com vista principalmente a preservar o bom funcionamento e a originalidade do carro, com eventualmente um ou outro melhoramento / benfeitoria. Poderei, se for do interesse geral, partilhar valores e contactos para que possa servir eventualmente de ajuda a outros companheiros do "vício", assim como espero poder contar com o mesmo sentido de partilha da vossa parte! :thumbs up::thumbs up: Sempre que me for possível farei o registo fotográfico para acompanhar!

Crio este tópico também porque os meus conhecimentos são (bastante) limitados e por isso espero poder contar com a ajuda de todos na resolução dos problemas que forem surgindo.

Primeiro de tudo, o Diamantino veio parar à nossa familia em Setembro de 2016 e foi amor à primeira vista. Desde então muito pouca coisa foi feita, sendo que o nosso objectivo primordial foi e é desfrutar do carro e dos momentos que ele nos proporciona.

A primeira coisa que foi feita no Diamantino foi precisamente uma revisão completa de fio a pavio no meu mecânico de confiança, tendo sido substituídos o básico, óleo do motor, da caixa ("valvulina") e dos travões, bem como filtros do óleo, gasolina e ar, revisão geral de todos os componentes do motor, travões etc. Afinação da embraiagem que estava a "pegar muito em cima".
Outra questão que pedi para ser verificada foi o difícil fecho das portas, pelo que mais tarde me esclareceram que é um problema crónico dos 600 em geral embora o chapeiro tenha conseguido melhorar ligeiramente o problema.

O carro continuava a fazer uma chiadeira extremamente irritante quando carregava na embraiagem pelo que eu e o meu pai resolvemos dar uma espreitadela no mecanismo do pedal da embraiagem. Alem da borracha que cobre o percurso do pedal pelo interior da carroçaria estar toda desfeita, havia umas molas nesse mesmo mecanismo que estavam a implorar serem lubrificadas. Outros trabalhos que fui fazendo no carro foram lubrificar as calhas dos bancos dianteiros, recuperar o tapete da mala (um pequeno "milagre" do hidratante para peles e do ferro da roupa). Pus umas porcas com orelhas no lugar das vulgares porcas da tampa da bateria por uma questão de facilidade de acesso.

Desde então o Diamantino tem se comportado à altura, salvo um pequeno problema que estava relacionado com a bateria e com o regulador de tensão, que me obrigava a fazer por vezes o carregamento da bateria e excepcionalmente uma "pegada de empurrão" :D:D

Em Abril de 2017 levei o carro para ir à inspecção, pelo que o dito mecânico me esteve a afinar o regulador de tensão que disse não estar no ponto. Contudo eu teria uma ideia que a bateria já estava a acabada pelo que experimentei colocar-lhe uma bateria de um E30 (projecto que tenho parado em casa dos meus pais), e o 600 foi se aguentando. No passado Domingo decidi que estava na altura de substituir a bateria e la tratei do assunto. De notar que a bateria com que ele veio foi uma de 60 Ah e a do E30 era de 45 Ah. Posto isto, optei por substituir por uma de 60 Ah. Será demasiado?

Resta agora fazer o teste para ver se o regulador está efectivamente a passar tensão suficiente à bateria.

Entretanto mais recentemente comprei os raspadores dos vidros das janelas que irei substituir assim que consiga um pouco de tempo para tal e ainda a borracha de retenção do macaco que há algum tempo foi todo desmontado, pintado e substituído o rolamento que estava todo todo desfeito.

Outros trabalhos que tenho em vista no Diamantino são:
- Substituição dos tapetes de borracha dianteiros e traseiros, os batentes das costas do banco traseiro e outras peças de borracha
- Substituição dos painéis das quartelas das portas
- Substituição do cabo de abertura da bagageira (não será uma intervenção prioritária)
- Substituir os bigodes frontais
- Cromar para-choques e aros dos faróis
- Estofagem completa
- Entre outros...

[Acho que já me alonguei demais... :p]

Continuem a seguir o processo! :thumbs up:

P.S. Espero ter colocado este post na secção mais apropriada.
 

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Viva, Nuno.

Aqui terás sem dúvida a ajuda que precisares.

Assim para começo, posso dizer-te que uma bateria de 60 Ah é desnecessária. 45 Amperes hora são suficientes; penso que de origem até eram menos, mas logo já confirmo nos manuais.
 
Obrigado João! Pelos manuais a bateria de origem era de 27 Ah se a memória não me falha. Também a minha questão foi um nadinha fora de timing uma vez que já tinha comprado e instalado a de 60 contudo fica tanto para informação futura como para outros.

O meu único receio é o de que a recarga por parte do dínamo seja ineficiente. Mas só o tempo o dirá. Se assim for, terei que ter o cuidado de periodicamente lhe dar uma recarga de "manutenção" para não perder propriedades.

Já me sugeriram algumas vezes fazer a conversão dos clássicos para alternador mas sinceramente embora seja um componente que do ponto de vista exterior não se nota, tira alguma essência ao clássico assim como a sua originalidade... É prático? Sem dúvida! Mas se quiséssemos carros práticos, não comprávamos um clássico!

De qualquer forma no fim de semana já faço o teste com os aparelhos de medida e já tiro mais algumas conclusões.
 

João P Silva

Portalista
Portalista
Boa noite, sem dúvida a bateria para o 600 ficaria pelos 12V 45Ah.
Como saberás tenho o meu 600 todo original e 100% funcional.
Como tens o carro à relativamente pouco tempo, opta por ir reparando ao longo do tempo.
Fica a foto do teu carro no encontro de domingo. :thumbs up:
Encontro_Informal_Carspotting_4-Junho-2017 (32).jpg

Fica o link da fonte, a foto não é minha. 1º Encontro Informal Carspotting Portugal | Bonestock
 

Anexos

Nelson, está ai já uma foto da máquina! xD No domingo não se portou como devia (antes da substituição da bateria claro está!). Não transmite o melhor ângulo mas assim que possa ponho aí umas fotos à maneira! =)

João, sim, as reparações são para irem sendo feitas, como disse antes o meu objectivo principal é desfrutar do carro e dos prazeres que ele dá! =)

Em relação à bateria vou optar por para já manter a de 60 Ah e no fim de semana já que vou andar de volta dele aproveito para não só fazer umas fotos catitas mas também para fazer a análise do comportamento de carga. A bateria cabe perfeitamente no compartimento sendo que dá a vantagem de uma maior disponibilidade de corrente a frio para o motor de arranque. Agora ao almoço fui dar uma pequena volta com ele e arranca a frio que é uma maravilha! =)

Se vir que o ideal seja trocar pela de 40, aproveito na mesma a de 60 Ah para o R10! =)
 
Já agora aproveito para esclarecer uma dúvida que me tem dado a volta ao miolo.

Uma das coisas que irei substituir no Diamantino são as quartelas das portas. Neste momento as actuais estão seguras por meio de uns parafusos que sei não serem os originais. Contudo após analisar diversas fotografias e exemplares de outros 600 ainda não consegui apurar como é que se fixam as ditas quartelas, além da fixação que as manivelas de abertura de porta e do vidro proporcionam.

Em alguns vendedores de peças e lojas online, vi estes grampos/clips plásticos associados à compra de quartelas novas. Questiono-vos se serão efectivamente estas as peças para fixar as quartelas? Acho um pouco estranha a sua forma... <_<<_<
Fiat 600 - Clips quartelas porta.jpg

Já em relação à fixação dos tapetes de borracha são estes os fixadores, correcto?

Fiat 600 - Jogo de retentores de borracha para tapeçaria de borracha no piso.jpg
 

Anexos

João Pereira Bento

128coupe
Portalista
Já agora aproveito para esclarecer uma dúvida que me tem dado a volta ao miolo.

Uma das coisas que irei substituir no Diamantino são as quartelas das portas. Neste momento as actuais estão seguras por meio de uns parafusos que sei não serem os originais. Contudo após analisar diversas fotografias e exemplares de outros 600 ainda não consegui apurar como é que se fixam as ditas quartelas, além da fixação que as manivelas de abertura de porta e do vidro proporcionam.

Em alguns vendedores de peças e lojas online, vi estes grampos/clips plásticos associados à compra de quartelas novas. Questiono-vos se serão efectivamente estas as peças para fixar as quartelas? Acho um pouco estranha a sua forma... <_<<_<
Ver anexo 1081555

Já em relação à fixação dos tapetes de borracha são estes os fixadores, correcto?

Ver anexo 1081556
Bem vindo ao Fiat 600! :p

Essa clips de plástico parecem ser os que seguram o saco de água para o limpa vidros nalguns Fiat. E as tampas de borracha são para os diversos buracos que a carroçaria tem de origem. As 4 no topo superior aparentam ser as que ficam a proteger as roscas de fixação dos cintos de segurança traseiros quando os carros não estão equipados com tal. As mais abundantes na foto assemelham-se a batentes da mala por exemplo.

Não conheço o Fiat 600, posso estar enganado mas nos Fiat 124, 127, 128, etc são assim.
 
@João Pereira Bento Desde já obrigado.

Contudo no 600 os batentes da mala e do compartimento do motor são de 2 tipos. Uns semelhantes aos da fotografia contudo com uma "cabeça mais alta" e outros com aspecto cónico. Aqueles que publiquei (os mais abundantes na foto) julgo serem os que cobrem os furos na carroçaria. A minha questão é no fundo saber se são só aqueles pinos que fixam os tapetes de borracha ao piso da carroçaria ou são também fixados por meio de cola ou outro produto?
 

JorgeMonteiro

...o do "Boguinhas"
Membro do staff
Premium
Portalista
Essa clips de plástico parecem ser os que seguram o saco de água para o limpa vidros nalguns Fiat.
Eu também penso o mesmo. Eu comprei um par desses clips para fixar o saco da água, mas eles estavam anunciados como clips de fixação das quartelas. :wacko: Fiquei baralhado, mas deverá haver uma lógica, ou será alguma gralha que se disseminou pela net.
 
@JorgeMonteiro de todas as formas eu ja pedi exclarecimentos ao vendedor. Assim que tenha novas partilho. Contudo no Diamantino, o saco de água fica junto ao farol esquerdo e tem na propria estrutura do carro dois grampos onde encaixam os dois orificios do saco. Não tenho local para colocar esses acessórios em lado nenhum que eu esteja a ver... =S
 

Claudio Vilas

Portalista
Portalista
Já agora aproveito para esclarecer uma dúvida que me tem dado a volta ao miolo.

Uma das coisas que irei substituir no Diamantino são as quartelas das portas. Neste momento as actuais estão seguras por meio de uns parafusos que sei não serem os originais. Contudo após analisar diversas fotografias e exemplares de outros 600 ainda não consegui apurar como é que se fixam as ditas quartelas, além da fixação que as manivelas de abertura de porta e do vidro proporcionam.

Em alguns vendedores de peças e lojas online, vi estes grampos/clips plásticos associados à compra de quartelas novas. Questiono-vos se serão efectivamente estas as peças para fixar as quartelas? Acho um pouco estranha a sua forma... <_<<_<
Ver anexo 1081555

Já em relação à fixação dos tapetes de borracha são estes os fixadores, correcto?

Ver anexo 1081556
Efectivamente, as peças que indica sao as que prendem as cartelas.
Pode achar estranho, mas, meu caro, arranja dessas peças na Rua do Alamada AOS KGS, entre outras coisas.
Quando puder, manda fazer uns cartoes novos, mas vá com calma. Quem os fizer, tems qeu fazer os furinhos para que estas peças encaixem.
 

Claudio Vilas

Portalista
Portalista
Viva pessoal, decidi abrir este tópico para ir partilhando os trabalhos que vou realizando no nosso (meu e da cara metade) Fiat 600 D, a quem nós carinhosamente baptizamos de Diamantino :D:D

Todas as reparações e restauros são e serão sempre que possíveis feitas na base do " Do It Yourself" em casa e com vista principalmente a preservar o bom funcionamento e a originalidade do carro, com eventualmente um ou outro melhoramento / benfeitoria. Poderei, se for do interesse geral, partilhar valores e contactos para que possa servir eventualmente de ajuda a outros companheiros do "vício", assim como espero poder contar com o mesmo sentido de partilha da vossa parte! :thumbs up::thumbs up: Sempre que me for possível farei o registo fotográfico para acompanhar!

Crio este tópico também porque os meus conhecimentos são (bastante) limitados e por isso espero poder contar com a ajuda de todos na resolução dos problemas que forem surgindo.

Primeiro de tudo, o Diamantino veio parar à nossa familia em Setembro de 2016 e foi amor à primeira vista. Desde então muito pouca coisa foi feita, sendo que o nosso objectivo primordial foi e é desfrutar do carro e dos momentos que ele nos proporciona.

A primeira coisa que foi feita no Diamantino foi precisamente uma revisão completa de fio a pavio no meu mecânico de confiança, tendo sido substituídos o básico, óleo do motor, da caixa ("valvulina") e dos travões, bem como filtros do óleo, gasolina e ar, revisão geral de todos os componentes do motor, travões etc. Afinação da embraiagem que estava a "pegar muito em cima".
Outra questão que pedi para ser verificada foi o difícil fecho das portas, pelo que mais tarde me esclareceram que é um problema crónico dos 600 em geral embora o chapeiro tenha conseguido melhorar ligeiramente o problema.

O carro continuava a fazer uma chiadeira extremamente irritante quando carregava na embraiagem pelo que eu e o meu pai resolvemos dar uma espreitadela no mecanismo do pedal da embraiagem. Alem da borracha que cobre o percurso do pedal pelo interior da carroçaria estar toda desfeita, havia umas molas nesse mesmo mecanismo que estavam a implorar serem lubrificadas. Outros trabalhos que fui fazendo no carro foram lubrificar as calhas dos bancos dianteiros, recuperar o tapete da mala (um pequeno "milagre" do hidratante para peles e do ferro da roupa). Pus umas porcas com orelhas no lugar das vulgares porcas da tampa da bateria por uma questão de facilidade de acesso.

Desde então o Diamantino tem se comportado à altura, salvo um pequeno problema que estava relacionado com a bateria e com o regulador de tensão, que me obrigava a fazer por vezes o carregamento da bateria e excepcionalmente uma "pegada de empurrão" :D:D

Em Abril de 2017 levei o carro para ir à inspecção, pelo que o dito mecânico me esteve a afinar o regulador de tensão que disse não estar no ponto. Contudo eu teria uma ideia que a bateria já estava a acabada pelo que experimentei colocar-lhe uma bateria de um E30 (projecto que tenho parado em casa dos meus pais), e o 600 foi se aguentando. No passado Domingo decidi que estava na altura de substituir a bateria e la tratei do assunto. De notar que a bateria com que ele veio foi uma de 60 Ah e a do E30 era de 45 Ah. Posto isto, optei por substituir por uma de 60 Ah. Será demasiado?

Resta agora fazer o teste para ver se o regulador está efectivamente a passar tensão suficiente à bateria.

Entretanto mais recentemente comprei os raspadores dos vidros das janelas que irei substituir assim que consiga um pouco de tempo para tal e ainda a borracha de retenção do macaco que há algum tempo foi todo desmontado, pintado e substituído o rolamento que estava todo todo desfeito.

Outros trabalhos que tenho em vista no Diamantino são:
- Substituição dos tapetes de borracha dianteiros e traseiros, os batentes das costas do banco traseiro e outras peças de borracha
- Substituição dos painéis das quartelas das portas
- Substituição do cabo de abertura da bagageira (não será uma intervenção prioritária)
- Substituir os bigodes frontais
- Cromar para-choques e aros dos faróis
- Estofagem completa
- Entre outros...

[Acho que já me alonguei demais... :p]

Continuem a seguir o processo! :thumbs up:

P.S. Espero ter colocado este post na secção mais apropriada.
Ter uma bateria com maior capacidade, nao faz mal ao carro, bem pelo contrario. Com 60 AH o motor de arranque do 600 nao tem dificuldade em virar. Se tem espaço no carro, deixe andar. Claro que o carro nao necessita de ter essa amperagem de bateria, com 45Ah, ja faz muita coisa.
 
Ter uma bateria com maior capacidade, nao faz mal ao carro, bem pelo contrario. Com 60 AH o motor de arranque do 600 nao tem dificuldade em virar. Se tem espaço no carro, deixe andar. Claro que o carro nao necessita de ter essa amperagem de bateria, com 45Ah, ja faz muita coisa.
Obrigado Sr. Claudio. O meu receio maior será se o dínamo tem capacidade suficiente para fazer a carga dessa bateria, o que julgo que sim desde que o regulador esteja devidamente afinado, afinal apenas precisa de energia a fluir no sentido da bateria, se carrega com maior ou menor rapidez até uma carga completa isso já depende naturalmente da capacidade da bateria. Naturalmente o arranque agora está muito mais "suave" com a bateria de 60Ah.
 
Talvez os de plástico se usem apenas nos painéis do fiat 500

Ver anexo 1081604
Realmente Jorge eu vejo alguma discordância de informação de vendedor para vendedor.

Efectivamente, as peças que indica sao as que prendem as cartelas.
Pode achar estranho, mas, meu caro, arranja dessas peças na Rua do Alamada AOS KGS, entre outras coisas.
Quando puder, manda fazer uns cartoes novos, mas vá com calma. Quem os fizer, tems qeu fazer os furinhos para que estas peças encaixem.
Obrigado Sr. Claudio. Em principio estava a pensar fazer as quartelas das portas eu mesmo e antes de as aplicar mandá-las ao estofador uma vez que outros pontos do carro precisam também de ser estofadas.

Pelo que percebo a zona em "garra" fixa-se no dito furo na quartela e a parte e "L" ou "U" segura na beira de chapa da porta, correcto?

As tantas amanha ainda dou um salto à rua do Almada uma vez que vou para aqueles lados de manha cedo.
 
A pedido de muitas famílias [@Nelson C. Santos] aqui ficam algumas fotos do Diamantino! =)

FullSizeRender.jpg
IMG_1733.JPG

Com os "compinchas" na autoclássicos 2016

IMG_2519.JPG

Apanhado pelas margens do Douro

IMG_8209.JPG
IMG_8210.JPG
IMG_8211.JPG

Ah e tal, estava com fome....

IMG_9468.JPG
 

Anexos

Topo