duvida no curso de mecanica

Klaus Martins Gomes

Portalista
Portalista
a minha duvida é a seguinte:
eu tenho 19 anos e o 12º ano completo na area das Humanidades mas queria tirar um curso de mecanica, onde saiba fazer um pouco de tudo- mecanica, eletricidade, carroçaria... Eu sei que se for trabalhar para uma oficina ajuda muito, mas eu queria tirar um curso para mais tarde ter negocio proprio e tambem para ter uma aprendizagem mais especializada e correcta... eu tive a ver na net e vi que em março começa um curso de mecatronica automovel. o curso é tirado pela CEPRA (Centro de Formação Profissional da Reparação Automovel) será que este curso é bom? onde poderei informara-me sobre outros cursos na area da mecanica?
um abraço:D
 

tiago rodrigues

Portalista
Portalista
Porque não acabas o 12º ano e entras na universidade em Eng Automóvel em Leiria? È a única instituição do país com este curso e digo-te que ficarias bem servido.

cumprimentos
 

Klaus Martins Gomes

Portalista
Portalista
eu tenho o 12º ano feito com média de 11 valores, acho que não dá para entrar... e estudar numa universiade?? acho que não su assim tão inteligente. tava a pensar em tirar um curso prático... ainda não sei!!!
 

Ze Carlos

ze carlos
Eu fiz assim:

Fui ao Centro de Emprego aqui da zona e procurei lá os cursos e fui para um de mecânica mas , Curso Profissional porque tem mais prática do que teoria.;)

Olha pessoalmente para o ano sou capaz de fazer um Curso Profissional de Mecatrónica;)(dizem que são muito bons):cool:
 

Armando Manuel Baía Costa

Viper
Portalista
Ora parese que eatamos todos no mesmo barco lol
Eu tambem queria especialisarme em algo que envolvese os clássicos
tipo mecanica ou restauro
qualquer coisa desde que envolva muinta prática e poucos livros...
Já andei a procurar mas a unica coisa que encontei foram becos sem saida
Tenho tambem o 12º ano feito
Tirei um curço de multimédia que nao me está a valer de quaise nada na area proficional.
 

António Sobral

Clássico
Klaus Martins Gomes disse:
eu tenho o 12º ano feito com média de 11 valores, acho que não dá para entrar... e estudar numa universiade?? acho que não su assim tão inteligente. tava a pensar em tirar um curso prático... ainda não sei!!!
Ò Klaus a inteligência é um dom do ser humano. E você é um ser humano. Para ir para a universidade não é necessário só a inteligência, mas sim ter vontade em estudar, mas sobretudo surprender-nos a nós próprios ao consumar os objectivos que nos propusémos alcançar. ;)
 

Diogo Lisboa

Veterano
Vais para a academia militar, tiras lá o curso de mecânica, tens tudo pago, recebes um ordenado e ficas com uma carreira:D...
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Portalista
Olá a todos,

Este é um tópico ao qual sou particularmente sensível, por ser docente num Politécnico e na área de Engenharia. Ainda para mais estou agora a tentar estruturar um curso de especialização tecnológica em Tuning (não confundir com xuning) e outro em Restauro, que me estão a dar dores de cabeça bem grandes...

Em primeiro lugar, convém ter a noção de quanto se quer saber. Basta saber dar uns "toques" pra desenrascar? Ou queres compreender mesmo a sério como as coisas trabalham e o que deves fazer para resolver/restaurar/melhorar?

Depois, saber a que ponto queres mesmo seguir esse caminho. Estás disposto a sacrificar-te a sério para seres bom ou é só por piada?

Isto pode parecer exagero, mas a realidade é que nos cursos de Engenharia as médias de entrada são baixas (na maioria dos casos) por haver pouca procura, e há muitas desistências. Porquê? Porque se tem de trabalhar a sério, que é coisa que hoje já é raro neste país, até no ensino superior. Não é preciso ser um "crânio", é preciso ter vontade de trabalhar. Isto não é nada do outro mundo!

E de que serve isso? Bem, quem acaba normalmente já tem a vida feita... e bem. Posso dizer que conheço bem esta área e vejo que a empregabilidade continua excelente, enquanto a maioria dos outros "canudos" continuam a apanhar bonés ou a ir trabalhar prás caixas de hipermercados.

A hipótese da Engenharia Automóvel é bastante aliciante, e confesso ter muitíssima pena que ainda não existisse quando eu entrei no ensino superior, nunca sequer teria considerado outra coisa.

Outra hipótese excelente (e mais prática que a maioria dos cursos nas universidades) seria encontrar um dos já raros sobreviventes cursos de Engenharia Electromecânica num politécnico. Este curso é uma combinação de várias áreas, e dá uma excelente base para se mexer em que quer que seja. Também há Engenharia Mecânica ramo de Automóvel na UBI (Univ. da Beira Interior), e conheço bem o departamento e sei que de facto têm muita coisa nesta área bem interessante.

De resto, há sempre os cursos profissionais, mas desses desconheço a sua eficácia ou qualidade, só sei o que me chega aos ouvidos, mas como não é informação em primeira mão abstenho-me de comentar.

Outra coisa interessante seria um curso de Restauro, penso que o ACP tem promovido alguns, mas não sei se ainda continua. De qualquer forma, só o curso de restauro por si não resolve nada, para se ser um verdadeiro profissional deste ramo convém mesmo ter uma formação de base rica.

Convençam-se que "qualquer coisa desde que envolva muinta prática e poucos livros..." não é algo que se coadune com este ramo. Os clássicos podem parecer simples comparados com os "computadores ambulantes" que por aí rolam hoje em dia, mas mesmo nesses há muito mais engenharia do que parece à primeira vista, e nalguns aspectos até havia mais e mais pura que nessas tretas modernas em que se disfarça tudo com electrónica. Já nos motores a vapor do século 19 havia, quanto mais num automóvel.

E os livros nunca comeram ninguém... :D Vocês devem andar a ler os livros errados! ;)

Um abraço!
 

Nuno Andrade

Portalista
Portalista
António Sobral disse:
Ò Klaus a inteligência é um dom do ser humano. E você é um ser humano. Para ir para a universidade não é necessário só a inteligência, mas sim ter vontade em estudar, mas sobretudo surprender-nos a nós próprios ao consumar os objectivos que nos propusémos alcançar. ;)
Ora ai esta... com força e dedicaçao, tudo se consegue... a minha opniao... Universidade, sem duvida...

cumprimentos.
 
Boas Klaus.

Eu estou no cepra a tirar o curso de mecatrónica.. é porreiro, mas esquece o aprenderes coisas de chapa nesse curso..

Aprendes o essencial da mecânica, aprendes electricidade e electrónica e algumas outras coisas relacionadas com maquinarias de trabalho e electricidade, mas não esperes sair de lá um expert em tudo o que vais lá dar, o tempo é curto para alguns módulos e como deves compreender não é num ano de curso que vais ficar a perceber mesmo TUDO... isso, só depois a trabalhar é que "aprofundas" melhor as coisas;)
 

Alexandre Vaz

Clássico
Boa tarde pessoal. Aproveito este tópico para fazer uma pergunta no âmbito deste tópico, espero que o seu autor não se importe...

Eu já conclui o meu curso superior, 5 anos e uma Licenciatura em Eng. Informática, mas gostaria de tirar um curso de mecânica, apenas para saber mais e porque gosto muito dessa área, especialmente a parte do motor, transmissões, etc. mas tinha que ser um curso em horário pos-laboral, compativel com um emprego, pois não quero sequir essa área profissionalmente, apenas gostaria de perceber melhor como é que um acto tão simples como dar á chave, engrenar a 1ª e largar a embraiagem faz o carro começar a andar. Já sei algumas coisas, como é obvio, mas o eventos ocorridos neste perocedimento tão simples devem ser imensos e extremamete interessantes...

Peço desculpa por me ter alongado. Alguém conhece cursos deste tipo?
 

Klaus Martins Gomes

Portalista
Portalista
caro alexandre
eu infelizmente não sei onde há desses cursos mas se souber de algum curso apos-laboral ou para o dia todo agradecia que me informace.
abraços
 
boas a todos, no meu caso e jà la vai o longiquo ano de 1977,comecei por um curso profissional de 2 anos para mecanico automovel, em que no 1° ano so foi estudar, e no 2° escola as segundas e terças escola , o resto da semana oficina para por em pratica o estudado.
No terceiro ano, opçao de electricidade que tambem tirei nos mesmos moldes, e por finalizar 4° ano , opçao Diesel que eu nao quis tirar, ja que na altura era a gasolina que estava a dar.
Nos 2 primeiros anos, a oficina era contactada pela escola, eramos la colocados e se houvesse interesse da entidade patronal no fim do curso eramos contratados e foi assim que começou a minha ligaçao a SIMCA e posteriormente a MATRA, ja que fui varias vezes mandado a Romorantin para a formaçao continua dentro da marca.
Resta dizer que tudo isto aconteceu em França.

conclusao, uma boa base teorica com um apoio profissional serio e competente serà sem duvida nenhuma a melhor opçao.
 
Boa tarde,

Eu tenho o primeiro ano de eng mecânica concluido na feup e estamos quase a meio do segundo, como o sr professor :Dgear_wink2: Eduardo disse e muito bem tudo depende da profundidade dos conhecimentos que pretendes adquirir, e como me apercebo que queres levar isto para a frente a serio e "qui ca" montar um negocio teu tens que ter boas bases de conhecimento e nao podes dar importancia a utopias do genero "muita pratica e poucos livros..." se analisares bem os componentes de um automovel desde o projecto a solicitação em trabalho este tem mais conceitos teoricos do que o tu podes imaginar, por isso e que e frequente nesta area ouvirmos por exemplo falar em preparações com muitos numeros percebes? e na pratica não passam de umas engenhocas...

Mesmo gostando muito dos automoveis nao te cinjas apenas a engenharia automóvel porque a industria automóvel por cá não esta de muito boa saude e se te formares numa boa instituição em eng mecânica tens um leque muito alargado de possibilidades de emprego a tua disposição, olha so agora com as energias renováveis são assuntos também bastante interessantes como todos os que os eng tratam! :Dgear_wink2:

a contrapartida e mesmo o trabalho mas sem ele nada feito e andar a empatar num cursito qualquer não aconselho visto que queres fazer disto a tua vida...

boa sorte para a tua escolha e qualquer coisa apita ;)

miguel.
 

Armando Manuel Baía Costa

Viper
Portalista
Eduardo Relvas disse:
Olá a todos,

Este é um tópico ao qual sou particularmente sensível, por ser docente num Politécnico e na área de Engenharia. Ainda para mais estou agora a tentar estruturar um curso de especialização tecnológica em Tuning (não confundir com xuning) e outro em Restauro, que me estão a dar dores de cabeça bem grandes...

Em primeiro lugar, convém ter a noção de quanto se quer saber. Basta saber dar uns "toques" pra desenrascar? Ou queres compreender mesmo a sério como as coisas trabalham e o que deves fazer para resolver/restaurar/melhorar?

Depois, saber a que ponto queres mesmo seguir esse caminho. Estás disposto a sacrificar-te a sério para seres bom ou é só por piada?

Isto pode parecer exagero, mas a realidade é que nos cursos de Engenharia as médias de entrada são baixas (na maioria dos casos) por haver pouca procura, e há muitas desistências. Porquê? Porque se tem de trabalhar a sério, que é coisa que hoje já é raro neste país, até no ensino superior. Não é preciso ser um "crânio", é preciso ter vontade de trabalhar. Isto não é nada do outro mundo!

E de que serve isso? Bem, quem acaba normalmente já tem a vida feita... e bem. Posso dizer que conheço bem esta área e vejo que a empregabilidade continua excelente, enquanto a maioria dos outros "canudos" continuam a apanhar bonés ou a ir trabalhar prás caixas de hipermercados.

A hipótese da Engenharia Automóvel é bastante aliciante, e confesso ter muitíssima pena que ainda não existisse quando eu entrei no ensino superior, nunca sequer teria considerado outra coisa.

Outra hipótese excelente (e mais prática que a maioria dos cursos nas universidades) seria encontrar um dos já raros sobreviventes cursos de Engenharia Electromecânica num politécnico. Este curso é uma combinação de várias áreas, e dá uma excelente base para se mexer em que quer que seja. Também há Engenharia Mecânica ramo de Automóvel na UBI (Univ. da Beira Interior), e conheço bem o departamento e sei que de facto têm muita coisa nesta área bem interessante.

De resto, há sempre os cursos profissionais, mas desses desconheço a sua eficácia ou qualidade, só sei o que me chega aos ouvidos, mas como não é informação em primeira mão abstenho-me de comentar.

Outra coisa interessante seria um curso de Restauro, penso que o ACP tem promovido alguns, mas não sei se ainda continua. De qualquer forma, só o curso de restauro por si não resolve nada, para se ser um verdadeiro profissional deste ramo convém mesmo ter uma formação de base rica.

Convençam-se que "qualquer coisa desde que envolva muinta prática e poucos livros..." não é algo que se coadune com este ramo. Os clássicos podem parecer simples comparados com os "computadores ambulantes" que por aí rolam hoje em dia, mas mesmo nesses há muito mais engenharia do que parece à primeira vista, e nalguns aspectos até havia mais e mais pura que nessas tretas modernas em que se disfarça tudo com electrónica. Já nos motores a vapor do século 19 havia, quanto mais num automóvel.

E os livros nunca comeram ninguém... :D Vocês devem andar a ler os livros errados! ;)

Um abraço!


No geral, concordo com tudo o que disse.

Tenho pena de ter nascido na geração errada porque esses cursos das antigas escolas industriais, seria o melhor para mim, pelo que a minha mãe me conta que existia na escola industrial Infante D. Henrique.

O meu interesse num cursso neste ramo vai até ao ponto de eu nao me importar de sujar as mãos até aos cotovelos, porque sei que não é um trabalho limpo.

Caso posssivel gostaria que me informa-se do tal cursso sobre restauro, que está a tentar estruturar.

Peço desculpa de "meter a colher" na conversa mas também procuro uma boa solução para o meu problema ;)
 

Klaus Martins Gomes

Portalista
Portalista
boas a todos... eu tou a tirar um curso de mecanica pela CEAC. o curso é tirado apartir de casa... só tem um problema é que não tem parte pratica...:wacko: mas nos livros explicao-nos tudo... cumprimentos ;):huh:
 
Klaus, vais-me desculpar mas um curso nesta área, sem prática é no minimo mau..

Há coisas que só mexendo é que se apanha o jeito.. e mesmo assim ás vezes é dificil!o_O
 
Universidade sem dúvida...Palavra de Eng.Automóvel:DLeiria.Tal como já foi dito é dificil mas com vontade tudo se faz e acredita...emprego eu pelo menos até agora não tenho dúvidas que arranjas...pq eu tb o arranjei...assim haja vontade de trabalhar.Força nisso e boa sorte.
 
Topo