Cornetas

PedroSantos

Clássico
Tenho umas duvidas que gostaria de esclarecer, e penso que por aqui havera as pessoas indicadas para isso.

Que diferença faz os diferentes tamanhos de cornetas nos carbs? Porque?

E porque todos os colectores de admissao sao quase sempre em aluminio, ou numa liga muito identica? Porque nao o inox ou o ferro a semelhança dos de escape?... julgo que sera devido as diferentas temperaturas que atingem...

Trata-se apenas de simples curiosidade e 'cultura geral'...
 

João Maria Morais

Hong Kong Syndicate
PedroSantos disse:
Tenho umas duvidas que gostaria de esclarecer, e penso que por aqui havera as pessoas indicadas para isso.

Que diferença faz os diferentes tamanhos de cornetas nos carbs? Porque?
A 1er função de uma corneta de admissão, e como um escape, accelerar a veia gazosa.
Corneta curta (a comprimento de admissão igual), melhor enchimento em alta rotaçoes=> motor mais brincalhão, mas mais instavel em baixas, a veia esta pertubada
Corneta longa: Fluxo de gazes mais estavel=> melhora mistura, melhora combusção a baixas e medias rpm, mas umas hesitaçoes em alta ~
E porque todos os colectores de admissao sao quase sempre em aluminio, ou numa liga muito identica? Porque nao o inox ou o ferro a semelhança dos de escape?... julgo que sera devido as diferentas temperaturas que atingem...
Acho que e devido a inerçia termica do aluminio
 

Ricardo Teixeira

Gasolina nas veias
Portalista
Boas,

Quanto ao comprimento das cornetas, como já foi dito, trata-se de optimizar o fluxo dos gases para o regime de rotações a que o motor vai mais frequentemente ser utilizado. É como o comprimento do escape.

Com cornetas curtas e escape curto, o motor fará menos esforço para admitir e expulsar os gases pois o percurso por eles percorrido é menor, desde o inicio da corneta até ao final do escape. Por isso em pista se utilizavam os escapes por baixo das portas nos Mini e nos Escort, para poderem debitar elevadas potencias a alta rotação.

Com cornetas longas e escapes compridos, o fluxo é mais constante e ordenado, criando menos turbilhoes pelas condutas, aumentando assim a qualidade da combustão e consequentemente o binário a médias e baixas rotações.

O tipo de material (Aluminio) é por várias razões:
1-Peso, claro!
2-Dissipassão do calor gerado na cabeça do motor e que passa por contacto, mas que não deve chegar aos carburadores pois vaporizaria a gasolina nas cubas.
3-Facilidade de fundição e obtenção de formas complexas.

Mas nada disto é lei.... :D ;)

Abraço,
R
 

PedroSantos

Clássico
o tamanho das cornetas e´ algo que nao supunha capaz de fazer tanta diferença na potencia/binario de um motor, uma vez que estamos a falar de uma diferença de meia duzia de cm por onde o ar passa... quanto aos escapes tinha noçao que fazem diferença...
...sendo eu possuidor de um GTT, o escape 'curto' e´ algo de que se fala muito entre a comunidade GTT, uma vez que tambem eles o usavam por debaixo da porta em trofeu... e sao imensas as opinioes tamanho/panelas/potencia/binario/regime!

tal como o diz nada e´ lei ;)
 
Topo