Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Willys Jeep (1941-1945)

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 18 Out 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 18 Out 2010.

  1. Francisco Lemos Ferreira

    Staff Portalista

    Registo:
    8 Fev 2007
    Local:
    Lisboa
    Willys Jeep (1941-1945)

    Willys Jeep (1941-1945)
    O Willys Jeep mudou o mundo. Ajudou a alterar o curso da guerra e salvou a Willys. Para além disso, "arrasou" um dos mais pequenos construtores automóveis da época, a Bantam Company. Antes do Jeep, as pesadas metralhadoras, a artilharia leve e os mantimentos eram transportados por burros ou às costas dos soldados. [​IMG]


    Este método arcaico poucas hipóteses teria contra as bem equipada forças alemãs que varriam toda a Europa e Norte de Africa. Quando o exército americano começou a procurar um veículo leve, rápido e com tracção as 4 rodas, cedo se tornou evidente que... esse veículo não existia. Depois de especificar detalhadamente os pormenores do veículo idealizado, os militares receberam propostas da pequena (e em lenta agonia) Bantam bem como da willys-overland.[​IMG]
    A proposta da Willys era mais aliciante, mas não avançava pormenor, a proposta da Bantam estava completa e havia sido bem concebida pelo engenheiro Karl Probst. Num espaço de 49 dias segundo as indicações do concurso Bantam apresentou um protótipo que custava 1800 Libras.
    Apesar da proposta da Bantam ter sido elogiada pelos oficiais e soldados, a fragilidade económica da empresa da Pennsylvania jogou contra si. E ainda que a Bantam tenha construído 70 veículos, a que se seguiram mais 1500 unidades feitos pela própria Bantam, pela Ford e pela Willys, o contrato acabou por ser ganho pela willys que, sem duvida terá beneficiado do facto de ter estado muito por dentro da proposta rival...
    [​IMG]
    O willys Jeep podia ir a qualquer lado. Pacífico Sul, Japão, Norte de Africa, Itália, França, Alemanha e Rússia foram alguns dos seus destinos. Fez serviço como transportador de armas, ambulância, limpa-neve, tractor e veículo patrulha. Circulavam em todo o tipo de clima, em todo o género de terreno, e necessitavam de uma manutenção mínima. Contribuíram, grandemente, para a vitória aliada e provaram o valor de um veículo de tracção às quatro rodas.[​IMG]
    Após a segunda guerra, os willys Jeep ajudaram ainda a marca a sobreviver, graças Á inteligência do presidente da Willys, Joseph W. Frazer, que reservou direitos de autor sobre o nome Jeep. No Verão de 1945, a Willys introduziu o CJ-2ª. Muito semelhante ao seu “primo” militar, o novo modelo podia ter cores “normais”, possuía uma suspensão mais macia, bancos mais confortáveis, uma porta traseira e um pneu sobressalente montado lateralmente. Passava, assim, a “vestir à civil”, conquistando, de imediato, uma clientela, rendida Á sua eficácia e ao seu espírito despreocupado e, em certa medida irreverente.
    Entretanto, com o envolvimento dos americanos na guerra da Coreia, a procura de um jipe militar voltou a aumentar, surgindo assim, o M-38. Em 1951, o M-38 foi profundamente alterado, ganhando um motor mais potente e uma carroçaria mais larga. Baptizado M38AI, manter-se-ia em produção em versão militar ou civil mais de 30 anos.[​IMG]
    A versão civil foi rebaptizada de CJ-3B, em 1953, no mesmo ano em que a empresa foi comprada por Kaiser-Fraser. No entanto, o ano de 1954 foi ainda mais importante. Graças à introdução de mais uma geração do Jeep. O maior e mais confortável CJ-5 tornou-se uma referência e sobreviveu até aos anos 80. De facto, o CJ-5 manteve-se mais tempo que todos os outros modelos e até que a própria Willys, que passou a designar-se Kaiser Jeep, em 1963, tendo sido adquirida pela American Motors, em 1970.
    [​IMG]
    O jeep ganhou guerras, sobreviveu a três grandes empresas e está, claramente, implantado para continuar no próximo século. Hoje, umas das grandes modas da indústria automóvel são os denominadores SUV (Sports Utility Vehicle).
    Uma moda que dificilmente existiria sem o Geneal Purpose Vehicle, do exercito americano…
     
  2. Rute Jesus

    Rute Jesus YoungTimer

    Registo:
    20 Ago 2010
    Local:
    Porto
    Obrigada pela partilha Francisco! Aprendi umas coisas acerca deste "tanque" de guerra :huh:. Tb tenho um. Aqui ficam as fotos ;)
     

    Ficheiros Anexados:

    Manuel Pereira Roque gostou disto.
  3. Andre.Silva

    Andre.Silva Trapatony

    Registo:
    19 Jun 2008
    Local:
    Penafiel
    Adoro este Jeep... Aquela frente é tão bonita e copiada, que até parece muito mais recente.
     
  4. Pedro Bastos Tondela

    Portalista

    Registo:
    26 Jul 2009
    Local:
    Forlì
    Lindo!;)
     
  5. Rute Jesus

    Rute Jesus YoungTimer

    Registo:
    20 Ago 2010
    Local:
    Porto
    Obrigada!
    É, não é....? ;)
     
  6. Christophe Pacheco

    Registo:
    15 Dez 2007
    Local:
    Maia
    Olá Rute,

    Eu tb sou do Porto e costumamos a fazer uns mini passeios com os nosso jeeps!

    DSCF8186.JPG

    DSCF8183.JPG

    DSCF8176.JPG


    Estas imagens foram de Setembro algures por Valongo
    Se te quiseres juntar ao grupo manda noticias!
     

    Ficheiros Anexados:

    Manuel Pereira Roque gostou disto.
  7. Gonçalo Manuel 79

    Gonçalo Manuel 79 Gonçalo Lourenço

    Registo:
    17 Set 2009
    Local:
    Portalegre
    Adoro esse jeep, é simplesmente lindo....
    Rute, o teu está impecável.

    após o restauro do meu mini, a proximo candidato é (não sei quando) um TT, um Willys era o topo.
     
  8. Manuel Pimentel

    Registo:
    19 Nov 2007
    Local:
    Coimbra // Sta. Comba Dão
    Boas
    Este jeep é lindo. Adorava ter um...
    Um abraço
    Manuel Pimentel
     
  9. Rute Jesus

    Rute Jesus YoungTimer

    Registo:
    20 Ago 2010
    Local:
    Porto
    Obrigada Cristophe ;)!
    O Willie está guardado na nossa casa em Vila Praia de Âncora (Viana do Castelo), junto com outros clássicos (Minica, Pegeot 404 e um Fiat 126) e por lá também tem uns montes e paisagens espectaculares para disfrutarmos ao volantte do Willie :gear_wink2
     

    Ficheiros Anexados:

  10. Miguel Ângelo Martins

    Registo:
    1 Dez 2007
    Local:
    Alhos Vedros - Penalva
    Excelentes fotos de um excelente Jeep ;) amigo coloque as fotos mais pequeninas por assim estão grandes de mais :p :D
     

    Ficheiros Anexados:

  11. Miguel Ângelo Martins

    Registo:
    1 Dez 2007
    Local:
    Alhos Vedros - Penalva
    Ver se o levas ( ao jeep :p ) no proximo encontro Nacional do portal :huh:
     
  12. Rute Jesus

    Rute Jesus YoungTimer

    Registo:
    20 Ago 2010
    Local:
    Porto
    Pois... tenho de pensar nisso :huh:! Vamos ver...
     
  13. Christophe Pacheco

    Registo:
    15 Dez 2007
    Local:
    Maia
    Já actualizei o tamanho das fotos!
    Rute, o teu jeep é um Hotchkiss e não um Willys. O modelo é um M201
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página