Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Tucker Vendido Por 2.915 Milhões De Dolars

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ivo do Val Gil, 24 Jan 2012.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Ivo do Val Gil, 24 Jan 2012.

  1. Re: Tucker vendido por 2915 milhões de dolars

    Fónix!!!:oo
     
  2. Re: Tucker vendido por 2915 milhões de dolars

    Chiça!!!!!
     
  3. Re: Tucker vendido por 2915 milhões de dolars

    Falta um ponto, Ivo...
    Penso que foram 2.915.000 dólares, pelo que percebi do artigo.
    Nos EUA o ponto nas quantias substitui a "nossa" vírgula.
     
  4. Re: Tucker vendido por 2915 milhões de dolars

    Sim, o carro foi vendido por quase 3 milhões de euros...
     
  5. Re: Tucker vendido por 2915 milhões de dolars

    Mais concretamente é 2,25 milhoes de euros..
     
  6. Catano.....
    Lindíssimo!!
     
  7. Grande máquina, sim senhor ;)
     
  8. Que exagero quase 3 milhões =S
     
  9. Com aquela cor não dava nem um chavo.
     
  10. Lindo carro sem duvida! Mas.....ao ponto ridiculo que o ser humano chega..!
     
  11. Para mim estrava na minha lista dos carros mais feios de sempre........
     
  12. Pois eu adoro o carro! Não discuto os preços envolvidos, nem por sonhos me permito pensar o que é dar esse valor por um objecto mas valores à parte: em 1948 não eram muitos os carros com travões de disco ou injecção, entre outros mimos.
    O design futurista saiu do traço de Alex Tremulis e não do dono da companhia, Preston Tucker, como já li várias vezes. Era considerado o mais aerodinâmico do seu tempo!

    O terceiro farol à frente, chamado "Cyclops Eye", roda com a direcção - penso que através de uma cremalheira mas nunca vi o mecanismo.
    Ver anexo 264755Ver anexo 264757Ver anexo 264758Ver anexo 264754Ver anexo 264756Ver anexo 264764Ver anexo 264766

    Podem chamar-me nomes (mentira, não podem!) mas a minha cor favorita é esta:
    Ver anexo 264763
     
    Jose Manuel S Lopes gostou disto.
  13. [alignleft]MV5BMzYyMzE0NDIwMV5BMl5BanBnXkFtZTcwMzUwMTcxMQ@@._V1._SX336_SY475_.jpg [/alignleft]Alguém viu o filme "Tucker: The Man and His Dream" do Francis Ford Coppola com o Jeff Bridges no papel principal (1988)?

    É a história de Preston Tucker e do seu sonho de "construir o melhor carro alguma vez construído".

    Resumidamente:
    Tucker era um ex-funcionário da Cadillac, Ford, Studebaker, Stutz e Chrysler, tinha muitos conhecimentos sobre carros e como os vender. Nos anos 20 também havia participado da concepção e construção de carros de corrida Miller, que conquistaram várias vitórias. Assim, auxiliado pelas habilidades para o negócios, conseguiu o dinheiro para realizar o seu projecto, através de um contrato com o governo para construir motores para o B-29 ( :D ) e contratou o designer Alex Tremulis.

    Tucker tinha em mente um carro muito seguro, potente, grande, espaçoso e fiável. Pensou numa inovadora suspensão independente às quatro rodas (uma novidade na época), motor traseiro de 6 cilindros com injeção mecânica, travões de disco (com base mas utilizadas nas aeronaves da época) e jantes em magnésio. Muitas destas ideias eram revolucionárias para a época mas usadas ​​ainda hoje.

    Do protótipo inicial mudaram algumas (muitas) coisas, entre elas o motor que foi usado ... era de helicóptero!

    Apesar das mudanças, o Torpedo ainda era uma modelo muito à frente, como o pára-brisas e janelas de segurança (vidro pulverizado em partículas grossas em vez de fragmentação), painel de instrumentos almofadado para proteger os passageiros em caso de acidente (espécie de airbag :D ), todos os controles agrupados em vez de andarem espalhados por todo o tablier, suspensão independente e uma aerodinâmica exemplar (mesmo em comparação com os modelos actuais).

    Outra novidade foram as peças construídas em alumínio no motor, preso no chassis com apenas quatro parafusos que permitiram a montagem e desmontagem rápida e simples. Até os tubos e fios tinha um tipo de montagem que permitiam ser soltos ou presos com facilidade. A transmissão automática era semelhante à do Buick, mas com um sistema com apenas 27 partes em vez dos habituais 120 deste tipo de caixas. Em todo o carro foram removidos cerca de 800 partes comuns a outros veículos existentes no mercado, alcançando uma brutal redução de peso (cerca de 500 quilos mais leve do que outros carros de seu segmento). Tucker conseguiu um melhor desempenho, menor consumo e redução nos custos de produção.

    Estava previsto a montagem de cintos de segurança, mas desistiram porque pensaram que a sua montagem ia associar o Torpedo a um carro "perigoso" e iriam assustar os compradores. Lembrem-se que estamos em 1948 e, nos EUA, os cintos de segurança começaram a aparecer como uma opção em alguns Ford de 1956. Até então só eram usados nos aviões.

    Não me posso esquecer do terceiro farol, ou "Cyclops Eye". Este farol é direccional (vira com a direcção) e foi criado em resposta a um estudo que concluiu que 65% dos acidentes de viação durante a noite eram devido à falta de iluminação em curva!

    A história acabou mal porque, supostamente, os grandes fabricantes de automóveis americanos criaram uma investigação que levou Tucker a tribunal por andar a vender um carro que no fundo ainda era um protótipo. Mais: para angariar mais dinheiro ele começou a vender acessórios "oficiais" para os seus carros (rádios, malas de viagem e para capas para os bancos). Só que eram só planos...
    Para piorar, apareceram artigos na imprensa a afirmar que os Torpedo tinham problemas de fiabilidade, que não era um modelo definitivo, mas um protótipo, etc. Os compradores, fornecedores e accionistas entraram em pânico e embora Tucker tenha sido absolvido em tribunal o estrago estava feito: ele fechou a fábrica e os investidores saíram do projecto com apenas 51 Tucker Torpedo fabricados (dos quais sobrevivem 47 a funcionar perfeitamente).

    Após o fracasso, Preston Tucker foi para o Brasil para construir um novo modelo, mas o projeto nunca foi para a frente e ele morreu de cancro dos pulmões em 1956.
    Ver anexo 264769
     
    Jose Manuel S Lopes gostou disto.
  14. Já que se está a falar de Tucker aqui, foi descoberto recentemente um dos primeiros motores feitos para a Tucker.

    O motor é o Flat-6 de 1948, o numero 46 de 98 feitos e ainda está montado na palete original.

    Isto porque alguns motores eram escolhidos a sorte e testados, como se pode ver na foto de fabrica.

    Quando a companhia foi a vida, restava alguns motores na fabrica e um empregado comprou um.

    Esteve 50 anos arrumado numa oficina. Agora está a venda por $60,000






    Link: http://bringatrailer.com/2012/02/20/bat-exclusive-tucker-flat-6-garage-find-engine/
     
    Vitor Dinis Reis gostou disto.
  15. Há sempre curiosidades por descobrir, ainda bem!
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página