Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Sporting C. P. - Motorismo

Tópico em 'Património Histórico Português' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 28 Dez 2010.

Tópico em 'Património Histórico Português' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 28 Dez 2010.

  1. O Sporting Clube de Portugal criou a sua secção de Motorismo em 1958 por Augusto Neves e Prazeres de Lima.

    Este é o espaço para tudo o que diga respeito a eventos automobilisticos no Estadio de Alvalade e outros organizados pelo Sporting. Agradeço a colaboração de todos no enriquecimento deste tópico com fotos e histórias do Estádio de Alvalade.

    Na feira de Dezembro em Aveiro adquiri a braçadeira em pele da Direcção de Rali.

    [​IMG]


    No site da SportClasse consta:

    [​IMG]


    Com o 911 ST na oval do Estádio de Alvalade, no decurso do Rali do Sporting de 1971: nesta altura Américo Nunes já tinha alguns apoios publicitários, tanto do importador dos pneus Pirelli, como da Sacor e mesmo da English Leather que o piloto ainda hoje afirma desconhecer do que se tratava. Mas, pelo menos pagavam e isso é que era importante..

    Nas Memórias em Slot Consta
    Estádio José de Alvalade

    O princípio de um festival de motorismo idealizado em 1958 por Augusto Neves e Prazeres de Lima, da secção de Motorismo do Sporting Clube de Portugal resultou em pleno, em 2009, só que desta vez foi em slot.

    Como estava previsto no calendário das provas do “Memórias, em SLOT – Tributo a Peewee”, no passado dia 10 de Janeiro, pudemos assistir a um festival espectacular, em pista, onde o vencedor dos vencedores terá sido o Sr. Cunha, do Slot Arrábida, ao fabricar, em madeira, uma pista oval com as características, em termos de escala, da célebre pista de ciclismo do Estádio José de Alvalade, que serviu, durante anos, para vários festivais e provas complementares de ralis do passado.


    DSC_0002.jpg

    DSC_0083.jpg
    Os 51 modelos participantes estavam divididos em 4 categorias, como foi regulamentado para as provas do “Memórias” e apresentavam-se da seguinte forma:
    Históricos-65 – Turismo – 12 carros ; Históricos-65 Grande Turismo, Desporto – 12 carros ; Históricos 74 Turismo,- 16 carros ; Históricos – 74 Grande Turismo – 11 carros.

    DSC_0102.jpg

    DSC_0080.jpg


    DSC_0174.jpg




    DSC_0114.jpg

    DSC_0126.jpg

    DSC_0138.jpg

    DSC_0142.jpg


    DSC_0147.jpg
     

    Ficheiros Anexados:

    Helder Manuel Oliveira gostou disto.
  2. Mais duas fotos do Rali do Sporting de 1977:

    Carlos Fontaínhas / Rogério Seromenho, no Ford Escort RS 2000:
    [​IMG]

    Orlando Reis, no Ford Escort RS 2000 de Grupo 1:
    [​IMG]

    in Ralisasul
     
  3. Carlos Moura Pinheiro! Fiat 128 com preparação Ceccato.

    [​IMG]

    A penúltima fotografia do Citroen é magnifica!:D
     
    Helder Manuel Oliveira gostou disto.
  4. Na penúltima foto pode-se ver o lindo Fulvia de Tony Fall na pista de Alvalade...

    [​IMG]
     
    Helder Manuel Oliveira gostou disto.
  5. Que maravilha de 128, mesmo em grande;)
     
  6. Oh Francisco, sei que a pista de Alvalade foi até determinada altura uma pista de ciclismo. Sabes quando passou para pista de atletismo?
     
  7. Eu lembro-me de ir ao velhinho José Alvalade a noite com o meu pai ver ciclismo . Passou a pista de Atletismo em 1979 julgo eu ;)
     
  8. A pista de ciclismo transitou do Estádio do Lumiar no qual, como velódromo, proporcionou espectáculos de ciclismo e motorismo - motas e automóveis. Competições que, às vezes eram mistas porque as provas ciclistas de meio fundo se realizavam com os ciclistas correndo "puxados" por motas.
    pistadeciclismo.jpg
    A pista de ciclismo não replicou inteiramente, porém, o velódromo do Estádio do Lumiar. Foi modernizada, alargada em dois metros em todo o perímetro e recebeu maior inclinação para que ficasse mais rápida. Foi até 1979 uma das atracções do Estádio José Alvalade.
    O conceito de Estádio Olímpico que inspirou os obreiros do Estádio José Alvalade na década de cinquenta, incluía pista de ciclismo.
    Na inauguração do Estádio José Alvalade incluiu um espectáculo de ciclismo com projecção mundial, realizado em 21 Junho de 1956, 11 dias depois da inauguração solene.
    Esse festival ficou como ponto de partida para 23 intensos anos de actividade, que não se confinou ao ciclismo, pois a pista foi cenário igualmente para provas de motorismo.
    As noites de Alvalade animaram-se frequentemente com espectáculos de pista dedicados exclusivamente ao ciclismo, entre eles uma prova de "24 horas de Lisboa", uma corrida de um dia com regulamentos especiais e complementada, sobretudo durante a noite, com outras actividades, designadamente espectáculos musicais. Estas eram iniciativas muito em voga nesses tempos e que tinham como inspiração as grandes clássicas de pista com provas de seis dias.
    Pontos altos da vida da pista de Alvalade foram algumas das etapas da volta a Portugal, quer com provas em série quer de contra relógio por equipas. Sempre muito emocionantes por serem decididas ao segundo.
    Momentos inesquecíveis viveram-se em 1969 e 1970 com a chegada da última etapa da volta a Portugal. As bancadas de Alvalade receberam multidões para consagrar os derradeiros metros dos contra relógios vitoriosos de Joaquim Agostinho. A cavalgada do poderoso ciclista verde e branco era acompanhada intensamente pela rádio, que dava conta dos tempos de passagem, até que a multidão explodia em delírio, como num golo que valesse um titulo , com a entrada de Joaquim Agostinho em pista, pela porta da maratona, sabendo que o seu tempo já seria imbatível.
    A pista de ciclismo marcou uma era desportiva em Portugal, foi palco de exibição de alguns dos mais sonantes nomes mundiais da bicicleta permitiu que se vibrasse até ao delírio com Joaquim Agostinho, verdadeiro fenómeno do desporto.
    A tradição velocipédica do Estádio José Alvalade foi tão forte que, na hora da despedida, aí terminou a edição de 2003 da volta a Portugal, numa derradeira homenagem ao recinto, ainda que prestada rodando sobre a pista de tartan do atletismo.

    in torcidaverde.pt
     

    Ficheiros Anexados:

  9. Olá a todos, primeiro post no portal (inscrito e leitor há bastante, mas caladito LOL). Ando à procura da lista de inscritos do TAP de 1969 para poder dar "nomes" aos vários carros que vemos passar. (tirando alguns mais óbvios que basta ser fan para saber identificar).

    Recebi este vídeo este Natal e depois de alguma pesquisa julgo que é o único vídeo publicamente acessível da edição de 1969 do TAP. Muitas pesquisas trouxeram-me a este tópico e por isso, porque o vídeo é de Alvalade, publiquei-o no portal (penso que não posso aqui) e está neste link:

    Rally TAP 1969. A "Superespecial" de Alvalade - YouTube#!

    Portal dos Clássicos - Rally TAP 1969. A "Superespecial" de Alvalade

    Se alguém me souber dizer onde arranjar a lista de inscritos (no limite, peço ao ACP, pode ser que tenham lá num arquivo qualquer), muito agradeço.
     
  10. Mario grande filme! Obrigado. Vou tentar arranjar a lista de inscritos ;)
     
  11. Obrigado pela partilha, belíssimo filme, mas com som era fenomenal ;)B)
     
  12. Estádios do Sporting e de “Os Belenenses”



    O “Estádio José de Alvalade” do Sporting Clube de Portugal, foi inaugurado a 10 de Junho de 1956, nos terrenos da Quinta das Mouras, propriedade de José Alfredo Holtreman Roquette, neto do visconde de Alvalade, Alfredo Augusto das Neves Holtreman.
    Antigo estádio de 1937, no Campo Grande Inauguração do “Estádio José de Alvalade”
    Campo-do-SCP-no-C.Grande-1939_thumb4.jpg 1956-Inaugurao-Estdio-SCP_thumb8.jpg
    Comemorava o Sporting as suas bodas de ouro. O nome do seu estádio é de um dos seus fundadores: José de Alvalade. Na inauguração do novo recinto desportivo leonino esteve presente o então Presidente da República, General Craveiro Lopes, o qual assistiu a um desfile de 1500 atletas leoninos. Estiveram, igualmente, representadas nesta inauguração 31 federações e associações, 200 clubes e 70 filiais do Sporting.
    O jogo de inauguração do novo estádio do Sporting terminou com a vitória do Vasco da Gama, por 3-2. Este jogo teve, ainda, a particularidade de Juca (médio leonino) ter sido o autor do 1º golo marcado no novo estádio, mas …. marcado na própria baliza defendida por Carlos Gomes mas não deixou de ser o 1º golo apontado no Estádio José Alvalade.
    Uma das principais características deste estádio era a sua pista de atletismo feita em tartan. Pista que antes de ser colocado o piso sintético também serviu muito o ciclismo, inclusive chegadas da Volta a Portugal.
    “Estádio José de Alvalade” em 1956
    Estdio-Jos-de-Alvalade.1_thumb9.jpg Estdio-Jos-de-Alvalade.2_thumb5.jpg
    Fotos in: Biblioteca de Arte-Fundação Calouste Gulbenkian
    Mais tarde, em 1983, por força do presidente João Rocha, concretizou-se uma velha ambição de todos os sportinguistas, para que as instalações do estádio fossem melhoradas, assim foi feito o “fecho” do Estádio através da construção da chamada Bancada Nova, que substituiu o peão herdado do recinto anterior. O espaço por debaixo da bancada foi muito bem aproveitado entre outras coisas para a construção de uma piscina e de um pavilhão para as restantes modalidades desportivas, a chamada Nave de Alvalade.
    Estdio-Jos-de-Alvalade.3_thumb13.jpg
    Foto in: Sporting Clube de Portugal
    Este estádio foi demolido, tendo sido substituído pelo novo estádio do Sporting Clube de Portugal o “Alvalade XXI” inaugurado a 6 de Agosto de 2003 , no âmbito das construções de novos estádios para o campeonato da Europa de futebol de 2004.
     

    Ficheiros Anexados:

  13. Tenho uma placa de um dos rallyes realizados pelo Sporting Clube de Portugal em 1964....
    Poderei vende-la ,como mais algumas que tenho também para venda,se houver interessados.
    Sempre gostei muito deste tipo de chapas.É algo mitico da nossa história automóvel.

    [​IMG]

    Uploaded with ImageShack.us

    Abraço
     
    David Silva gostou disto.
  14. Um partilha excepcional do meu amigo Rui Bevilacqua

    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração, Américo Nunes e Colaço Marques no famoso Cooper S amarelo.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Vitor Colaço Marques-A Reis - Morris Cooper S.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração.Jeffrey Smith-D Lambert em Lotus Europa.
     
    David Silva gostou disto.
  15. [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Um muito raro Ford Corsair da equipa Arthur Booth / Frickler.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. G Houel-J Gasselin num Alpine A110.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. G Houel-J Gasselin num Alpine A110.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Francisco Santos-Heitor Morais - Escort Lotus
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Tony Fall- Ron Crellin - Lancia Fulvia HF.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Lancia Zagato.
     
    David Silva gostou disto.
  16. [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentraçãoDan Blaim-Melville - Alpine 1300.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Tony Cox- J. Syer - Escort Lotus.
     
    David Silva gostou disto.
  17. [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. # 138 - Robert East-John Hobbs - Escort Lotus, à frente de Tony Cox- J. Syer - Escort Lotus.# 138 - Robert East-John Hobbs - Escort Lotus
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Robert Bouchet- ?? - Porsche 911 S.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. José B Lampreia- F Carpinteiro Albino - R8 Gordini 1300.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Robert Bouchet- ?? - Porsche 911 S.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Paddy Hopkirk-Tony Nash - BMC Cooper 1300 S, que recordo ser dos mais espectaculares, como o fumo aqui dá a entender.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. H Vermeulen- E Barts - NSU TTS.
    [​IMG]
    1968 2º Rallye Internacional TAP, prova de perseguição no Estádio de Alvalade, à chegada do percurso de concentração. Jenny Larsson-L Lundblad - Porsche 911.
     
    David Silva gostou disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página