Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Salão Motorclássico com Exposição Temática “Micro Carros, Grandes Histórias”

Tópico em 'Clubes e Eventos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 1 Mar 2011.

Tópico em 'Clubes e Eventos' iniciado por Francisco Lemos Ferreira, 1 Mar 2011.

  1. Salão Motorclássico com Exposição Temática “Micro Carros, Grandes Histórias”

    A organização do Salão Motorclássico confirmou já a primeira exposição temática dedicada aos Micro Carros, um segmento dos automóveis clássicos cada vez mais apreciado pelos coleccionadores, e que está tão na moda hoje como no passado.

    O alinhamento da exposição ainda está em aberto, lançando assim um convite aos coleccionadores que tenham interesse em expor os seus micro carros na exposição, durante os 3 dias do salão, a contactarem o comissário da exposição, Teófilo Santos, pelo email teofilo.santos@motorclassico.com.
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Micro Carros, Grandes Histórias

    Ao longo da história da indústria automóvel, sempre houve o fascínio em produzir pequenas viaturas, sobretudo em momentos de contenção económica. O aparecimento dos micro carros coincide com as épocas de recessão dos períodos entre Guerras. A escassez de recursos e as crises dos anos 20 a 50 levaram ao surgimento de vários fabricantes de pequenas viaturas, os micro carros, através de projectos com cariz mais ou menos experimental, em toda a Europa, especialmente na Alemanha e França. No pós-Guerra, a maior parte destes veículos utilizavam materiais excedentários das linhas de montagem da indústria aeronáutica e de armamento. A motorização era assegurada por pequenos motores fornecidos pelos fabricantes de motociclos.

    A maioria dos micro carros do pós-Guerra tinha menos de 3,5 metros de comprimento e o seu peso rondava os 450 kg. As reduzidas dimensões e os motores pouco potentes – do mesmo tipo dos que eram utilizados nas scooters da Vespa – acabavam por ser bastante eficientes em termos de relação peso/potência, embora se privilegiasse a robustez e fiabilidade. Podemos afirmar que estes pequenos carros foram uma grande alavanca no ressurgimento económico, pois permitiram de uma forma inteligente adaptar os escassos materiais existentes e colocá-los ao serviço do mercado economicamente frágil, assegurando a necessária mobilidade.

    Apesar de tradicionalmente as épocas de crise serem propícias ao aparecimento de viaturas económicas, os gigantes da indústria automóvel mundial não ficaram alheios a este nicho de mercado e desenvolveram também os seus próprios projectos resultando em modelos com grande êxito e de referência, tais como o BMW Isetta, o Fiat Topolino e o Fiat 500 bem como o NSU Prinz. Outras marcas alcançam também o reconhecimento, como é o caso da Fuldamobil, Gogomobile, Heinkel, Lloyd, Messerschmitt, PTV e Vespa. Mais raros podem considerar-se o Velorex, Scootacar, Trident, De Rovin, Solyto, Brütsch Moppeta, Mochet, Peel e dezenas de outras, provavelmente reconhecíveis apenas pelos amantes dos micro carros. Pela conjuntura que se vivia durante as épocas de produção, estes veículos eram parcos em luxos e performances. Uma vez que não possuíam as características mais valorizadas pela maioria dos coleccionadores ao longo dos anos, a que acrescia não terem grande valor comercial nas tabelas grande parte foi empurrada para a destruição. A sua reduzida série de produção faz com que alguns deles constituam verdadeiras raridades a nível mundial.

    Em Portugal, no início da década de 80, foi produzido um micro carro: o SADO 550. Este veículo, quase desconhecido, foi o primeiro automóvel português produzido em série. Apesar da sua limitada produção ainda o podemos ver circular diariamente em algumas cidades. Mais recentemente, a Smart soube fazer reviver o conceito e a BMW, Toyota, Fiat, Subaru, Suzuki entre outros, seguem-lhe os passos e inspiram-se nos microcarros do passado enquanto projectam carros para o futuro. Bubblecars, Microcars, Microcoches, Microcotxes, Motocars ou Voiturettes são algumas das designações internacionais que os Micro carros assumem. Hoje em dia, com os consumidores a exigirem carros mais económicos em combustível e as normas ambientais a imporem as normas de produção, começamos a assistir ao renascer do conceito de micro carro.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página