Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Postalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Salão Internacional do Automóvel de 2011 foi cancelado

Tópico em 'Off-Road' iniciado por Pedro A. Soares, 28 Set 2011.

Tópico em 'Off-Road' iniciado por Pedro A. Soares, 28 Set 2011.

  1. O Salão Internacional do Automóvel de Portugal 2011, agendado para Lisboa, de 4 a 13 de Novembro, foi cancelado.

    "O cancelamento do Salão deve-se ao significativo agravamento da situação do mercado automóvel em Portugal, assim como às perspectivas negativas para o nosso Sector", avança a Associação Automóvel de Portugal (ACAP)

    "Esta decisão foi tomada por unanimidade das marcas que hoje se reuniram na ACAP", explica a Associação.

    In: Económico


    Onde isto vai parar...:(-
     
  2. Acho muito bem... O país precisa é de futebol e das suas contratações milionárias (CADA VEZ MAIS).

    É por estas e por outras que o pessoal os vai buscar usados lá fora.
     
  3. Secalhar o duplo imposto que é aplicado nos automóveis em Portugal (sim Portugal é o unico País da UE a tributar duplamente os automóveis com IA e IVA) talvez dinamiza-se e estabiliza-se o mercado. Mas como o que é bom é paga imposto para cair em saco roto, toca a tirar competitividade ao mercado e economia.
     
  4. Por isso é que cada vez vejo mais clássicos no dia a dia...e outros que estão prestes a sê-lo...anda tudo a correr barracões à procurar do "velho" carro, sim por este andar vamos estar como os paises do leste estavam há uma década atrás.....podem crer, ainda hoje ouvi que a autoeuropa tinha subido em precentagem no fabrico, mas que devia-se à Alemanha que é o principal importador, podera se estivessem a conntar conosco já tinham encerrado portas.
     
  5. A autoeuropa teve 20% de crescimento, mas foi devido ao aumento das vendas no mercado Oriental( China).
     
  6. Na minha opinião, os diversos stands de carros em Portugal, vão acabar por "comer" o Stock porque se isto continua assim não ha quem consiga comprar carros novos ...

    ... a nao ser claro os "Srs" do costume o_O
     
  7. Pode ser que finalmente a ACAP acorde, anda há anos a concordar com a chulice do sector, e a doirar rebuçados envenenados, agora com as dificuldades são capaz de acordar.
    Onde já se viu um sector que se limita a ganhar 2/3/5%, e de sorriso nos lábios entrega 40/50% de impostos ao estado.
    ACORDEM CARAGO.......
     
  8. Infelizmente já nem a siderurgia temos :wacko:
    E a sucata (internacional) agora ao preço da "uva mijona" não vai "comer" a maior parte do plástico.
    E com o preço dos combustíveis a subir, os ordenados a baixar; quem tem carro vai estima-lo até às últimas e esses stands "à beira da estrada" a cada 5 Km com 10/20 carros cada.........
    Vai ser lindo, vai :p
    Lá vai o crédito "mal-parado" subir em flecha .....

    Sobre o certame: STTL
    Eu a LX já não ia (a nenhuma exposição de carros) há alguns anos, e este ano também não iria ...
     
  9. Salões de facto dispensam-se, é uma forma racional de cortar custos de publicidade e marketing que não são pequenos.

    Nos próximos tempos o sector automóvel em portugal vai sofrer grandes mudanças, que já começaram. Aqui em Portalegre já fechou a Fiat, que era a concessão mais antiga em Portugal ainda em funções... e fala-se que a Renault irá pelo mesmo caminho.

    Vamos ver onde isto nos leva. A culpa não deixa de ser também dos fabricantes, que puseram na mentalidade de todos que os carros são descartáveis, e muita gente opta por fazer manutenções básicas em qualquer buraco. Com o diminuir da afluência, as grandes estruturas, mais apetrechadas para lidar com todas as ocasiões, tornam-se pesadas e insustentáveis.

    Os carros trocam-se com a maior das facilidades, e saltitam de stand em stand, como bem descartável que são, tratados como telemóveis. Infelizmente são é ainda caros demais para ser vistos dessa maneira por cá, mas talvez a crise faça mexer os preços...

    Um abraço!
     
  10. Nem digas nada... Aqui há tempos passei no Anhas, concessionário Fiat em Caminha, Viana, etc. e fiquei de rastos. Aquilo era enorme, com armazém, stand, oficina... E agora está tudo ao abandono.
     

Partilhar Página