Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Pintura interior/tinta certa

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por João Almeida, 9 Set 2011.

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por João Almeida, 9 Set 2011.

  1. Boa noite,

    Depois de decapar, lixar, desenferrujar e desengordurar que tinta devo usar para pintar no interior do habitáculo do veículo?
    E no exterior?
    Um primário?
    E depois? Que tinta devo aplicar? Por exemplo no chão, por cima do forro do tecto, dentro das forras das portas, etc...
    Alguém já usou as tintas da Kensay?
    Primrios | TSL

    Cumprimentos,
    João
     
  2. Pintas o interior com a tinta que vais pintar o exterior! No interior podes aplicar tinta de brilho directo e no exterior tinta de base fosca e verniz para cima.
     
  3. Amigo João Almeida,

    Regra geral o interior da viatura é sempre repintado com a mesma tinta que o exterior, a não ser que tenha duas qualidades de tinta da mesma cor e por razões diversas prefira, por exemplo, dar um banho exterior de tintas aquosas seguida de verniz e uma pintura interior a tintas de brilho directo. Se é ao contrário isso é que não me explicado na sua questão. Fiquei na dúvida qual é a vitura que está a trabalhar (?).

    O interior da viatura - vai ficar coberto na totalidade pelos respectivos bancos, alcatifas, forros do teto e da mala e por outros painéis decorativos pelo que somente só algumas partes ficarão à vista. O "soalho" da viatura pode levar qualquer tipo de tinta acrílica e até mesmo anti-ferrugem e somente nele deve ser aplicado o cuidado de o cobrir e nada mais já fica totalmente oculto.

    Se o interior não ficar coberto as partes expostas devem, pois, possuir a mesma cor que o exterior, embora possa alterar a cor das mesmas por razão, por exemplo, de serem partes que sofram elevado desgaste e uso.

    As portas - são repintadas nas partes à vista com a mesma tinta, mas no fundo interior há uma pequena camada de anti-gravilha que serve para proteger a chapa de uma rápida deterioração por acumulação de água.

    As cavas - interiores dos guarda-lamas recebem uma camada de anti-gravilha que evitará não só a maltratação oferecida pela rodagem do pneu que atira com pedras e lixo para esse espaço e evitará a existência de um grande "ruído" gerado pela rodagem.

    O Fundo da mala exterior - recebe também anti-gravilha uma vez que essa parte é a mais esquecida em termos de rápida deterioração por fricção da chapa contra rampas de entradas de garagens.

    O teto - é repintado com a mesma tinta ou outra qualquer à sua escolha. Se ficar coberto por um forro pode até ser pintado com outra cor. Este espaço recebe na maior das vezes uma cobertura suplementar de uma malha especial "anti-ruído" a fim de minimizar aquela incómoda música que a chuva nos oferece.

    Quanto às tintas Kensay essas são - acho eu - comercializadas por uma empresa em Ermesinde e pelo que já usei em termos de marcas, entre as quais Standox, Dupont, Arco-Iris, Spies Hecker, etc., todas elas são de boa qualidade e podem ser largamente aproveitadas desde que na sua preparação sejam cumpridas as medidas de endurecedores, catalizadores, diluentes e no caso das aquosas em medidas de água desionizada acrescentada de forma correcta. O que se exige em todas as tintas é que o final do trabalho seja o desejado ou até melhor do que aquele que se esperava.

    Se decapou - vai ter que recobrir as superfícies exteriores e interiores com primário. Mas, só com a aplicação de primários cataforese é que conseguirá segurar as restantes camadas de aparelho, tinta e verniz. Se aplicar primário aparelho directamente na chapa o resultado final não vai ser de agrado de ninguém e o trabalho ficará muito longe do desejado.

    Cumprimentos.
     
  4. Não explicaria melhor!
     
  5. Obrigado pelas respostas.
    Estou a restaurar o meu 504.
    A pintura exterior será feita numa oficina por profissionais, não tenho condições nem me sinto capaz de o fazer com o cuidado necessário. Mas, como gosto de fazer e de saber como se faz talvez seja eu a cuidar do chassi, das cavas, etc, basicamente locais onde posso fazer alguma (pouca) asneira.
    Eu ainda não comprei tinta para o exterior, mas certamente será metalizada.
    Pensei em pintar o interior porque o carro é de tal maneira "blindado" com tapetes e alcatifas que praticamente não tem partes à vista, daí querer usar uma tinta mais económica. Não sei se isto faz algum sentido para vós, ou se estou para aqui a dizer parvoíces...

    Cumps,
    João
     
  6. Amigo João Almeida,

    Todo o serviço que fizer na sua viatura poderá, pois, contribuir em muito para que no final não tenha uma despesa mais elevada do que aquela que lhe for dada quando for pintar o exterior. Erros toda a gente os comete, o que é preciso é não os cometer de modo a serem emendados por outros, caso contrário irá haver o resultado de ver o seu trabalho recomeçado da estaca zero.

    Talvez por isso, em boa parte das vezes, eu recomendo a muita gente que antes de fazer o quer que seja o faça utilizando partes ocultas da viatura mesmo até quando adquirem um novo produto de limpeza de chapa ou plásticos. Se houver erros, ficam assim, de imediato a saber o erro cometido e ainda vão a tempo de os rectificar.

    Faz muito bem em pensar e proceder assim. Tintas económicas que vão ficar escondidas são uma boa solução e de facto existe bom sentido no que descreve.

    Cumprimentos
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página