Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

oleo mineral

Tópico em 'Mecânica' iniciado por Luís Nuno Cascalho, 15 Fev 2009.

Tópico em 'Mecânica' iniciado por Luís Nuno Cascalho, 15 Fev 2009.

  1. Gostava que me ajudassem no seguinte: adquiri recentemente um MB 200 de 1967. Segundo o mecânico onde levei o carro a uma revisão geral, a viatura está muito boa, não tem grandes folgas, não tem podres, enfim, está em muito bom estado. Mas qd retirou a tampa das válvulas o homem assustou-me: disse-me que teria que abrir o motor para o limpar, pois tinha resíduos de oleo agarrados ou colados como ilustra a ultima foto na minha garagem: http://www.portalclassicos.com/forum/vbpgedit.php?do=editgallery&u=18831&g=4483 . Recomendou que passasse a utilizar oleo sintético, pois desta forma evitaria o sucedido. Será que tem razão ?? Qual a vossa opinião ??
    Obrigado.
     
  2. Pede uma segunda opinião!!! Os óleos sintecticos são recentes e não são para qualquer motor antigo.

    Há uma questão quimica entre o aço das paredes dos cilindros da altura e os óleos sintecticos.

    Não sou perito nesta área mas cuidado.
     
  3. Super errado usar oleo sintético num motor desses, esses motores não estão preparados pra usar esse tipo de lubrificante, os oleos sintéticos, são de densidade fina , e num motor desses , simplesmente desaparecia, o motor está assim , por causa do vapor de oleo que se forma e " agarra-se" isso deve-se á não mudança do oleo a tempo e horas marcadas , ou simplesmente davam uma longa kilometragem , se queres abrir o motor , pra limpar podes fazer , mas já vais entrar em mais despesa :D, mas tudo por uma boa causa :huh:agora usar oleo sintético, não ;)
     
  4. O uso de óleo sintéctico é recomendado a motores a partir de que ano?

    Semi-sintéctico já pode usar, certo?
     
  5. Existe quem defenda que um carro parado á algum tempo se deve usar um oleo semi-sintético durante 3 ou 4 mil km para que alguns agentes detergente limpem o motor por dentro e depois voltar a usar o tradicional mineral .

    Se está errado ou não eu fiz o 1º passo, coloquei semi-sintético mas conto mudar para o mineral na próxima muda, se é correcto ou não não sei mas comvenceram-me.
     
  6. Devido a uma má experiência num carro do meu cunhado, informei-me por causa desta situação, então é assim se for um motor antigo que tem muitos Kms e teve sempre oleo mineral, deve continuar sempre com oleo mineral apesar dos vapores, lamas, residuos,... sobe risco de acontecer o que nos aconteceu que foi ao colocarmos oleo semi-sintetico correu tudo bem até que num dia em que puxamos mais pelo carro queimou duas valvulas, tudo isto porque o semi-sentetico removeu todos essas lamas que estavam no motor para o carter, só que agarrado a essas lamas com muitos anos foram atrás pequenissimos pedaços de metal( da ordem dos microns) mas o suficiente para poder provocar pequenos problemas, o que é aconselhado é realmente abrir o motor, limpar tudo, pelo menos descarbonizar a cabeça, embora o aconselhável seja fazer logo a conversão das sedes das valvulas para gasolina sem chumbo e depois de tudo preparado pode utilizar sintético normalmente sem problemas.
    Sem mexer no motor pode arriscar meter semi-sintetico e passados 1000km mudar oleo e filtro, realizar esta operação várias vezes até notar que o motor está mais limpo, e depois passar para sintetico, mas desejo-lhe boa sorte porque nada lhe garante que sendo um motor antigo os proprios vedantes, retentores consigam manter a estanquicidade de um oleo melhor mas mais 'fino', é provavel que fique com fugas por todo o lado.
     
  7. Sempre ouvi dizer...

    .. se está a funcionar bem como está mantenha.. ainda por cima em carros com muitos anos em cima! Até porque o usar o sintético com as suas propriedades de limpeza, provavelmente começavam as despesas com o carro..

    Lembro-me que tinha um Fiat Uno que sempre usou água no circuito de refrigeração. Um dia decidiu limpar o circuito todo e usar anti-congelante.. foi a maior burrice que fiz! As fugas começaram a aparecer umas atrás das outras!:rolleyes
     
  8. Agradeço a todos. O motor já foi aberto, limpo e descarbonizado. O oleo a utilizar irá ser Castrol mineral. Mais uma vez obrigado pela ajuda. Luis Cascalho.
     
  9. Boas, luis,
    ter aberto o motor e ter descarbonizado, foi boa opção.
    Quanto ao facto de haver residuos de oleo, é perfeitamente normal, vistos os anos do automóvel, e ainda o tempo que passa na garagem, parado.
    Quanto ao oleo, nunca deverá usar um oleo smi-sintético ou acima disso, visto os anos do carro e a sua construção, usar este tipo de oleos não prejudica o motor, o que vai acontecer é que o automóvel vai queimar parte do oleo, e sem que se dê por isso o oleo desaparece, uma distração no nivel de oleo, e pode "gripar".
    Sendo assim deverá usar um oleo, de qualquer marca, logo que seja um 15w40 ou até um20w50, dependendo da região e do clima, mas são os mais viscosos, grossos.
    Abraço B)
     
  10. Obrigado José Manuel, estava a pensar utilizar um 15w40. A viatura é para utilizar ocasionalmente com partida sempre no Alentejo (Évora).
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página