Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Memorias em slot - Volta a Portugal Dia 14 de Março

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por José Pedro Gil, 13 Mar 2009.

Tópico em 'Miniaturas' iniciado por José Pedro Gil, 13 Mar 2009.

  1. MEMÓRIAS, EM SLOT – TRIBUTO A PEEWEE

    - Texto de Mário Rosas -

    "A VOLTA A PORTUGAL EM AUTOMÓVEL

    Se houve provas de rali difíceis em Portugal, pela sua dureza, essa terá sido a Volta a Portugal em automóvel, uma organização do Clube 100 à Hora, iniciada em 1949 com a vitória de João Soares Cabral.

    Fosse pelo numero de horas constantes ao volante , fosse pelo tipo de pisos escolhidos, o certo é que o numero de concorrentes à chegada sempre foi substancialmente muito inferior ao numero de concorrentes que se apresentavam à partida, situação que se manteve até a prova passar a ter um cariz de regularidade histórica dos dias de hoje.

    A Volta a Portugal, de uma maneira geral e segundo os parâmetros da época, era composta por uma prova de estrada onde a qualidade do piso “fazia a diferença” relativamente a outros ralis, pelo tipo de piso escolhido, algo degradado, no fundo , o espelho das estradas secundárias que havia entre nós, por provas complementares de perícia e arranque e travagem, aquilo que era habitual e que, por sua vez, acabavam por abrilhantar o rali, junto das populações onde essas complementares tinham lugar.
    A juntar à dureza do percurso, o cansaço natural de quem está longos tempos debaixo de concentração, já que a dureza das competições da época se media pelo numero de Kms. percorridos, dia e noite, sem dormir.

    Uma referência do automobilismo nacional vencê-la-ia por três vezes, em, 1950 , 52 e 53. Referimo-nos a Joaquim Filipe Nogueira, uma grande esperança do nosso mundo motorizado naquela época.

    Relativamente à sua dureza, Basílio dos Santos, vencedor da XIII Volta a Portugal, de 1962, quando entrevistado à chegada, lamentava que “a prova de estrada tivesse uma centena de Kilómetros de estrada imprópria para automóveis.

    Em 1963, é Manuel Lopes Gião, com um Cooper S, a garantir o 1º lugar e a referir que tinha sido “a prova mais difícil que se disputou em Portugal”, naquela altura. Dos 22 concorrentes à partida, apenas chegaram 7.
    Alfredo César Torres, em 1964, torna-se o vencedor de um grupo de 21 participantes , onde só 5 concorrentes, conseguiram sobreviver.

    A XVI Volta a Portugal, realizada em Portugal em 1965, é novamente ganha por Basílio dos Santos, no Porsche branco, onde apenas 2 concorrentes comparecem classificados à chegada.

    Em 1967, comparecem 37 concorrentes à partida. Américo Nunes vence pela primeira vez , com César Torres a ganhar nos “Turismo” .Só chegariam 8 , nesse ano.

    É em 1968 que Alfredo César Torres se consegue impor aos demais concorrentes, ganhando a prova, secundado por Heitor de Morais.

    Na XX Volta a Portugal apresentaram-se 25 concorrentes à partida. Francisco Romãozinho no Citroen DS 21 é então o único que consegue passar num imenso lamaçal, onde ficariam todos os outros.
    ,
    1970, XXI Volta com cariz internacional, ganha pelo Sul Africano Van Bergen, em Datsun SSS. Tinham partido 32 pilotos dos quais apenas 9 resistiram e chegaram ao fim.

    A XXII Volta é para Américo Nunes, com Romãozinho e Giovani Salvi a ocuparem o podium. 33 iniciaram a prova, 15 à chegada classificados.

    Em 1972, na XXIII Volta a Portugal, Romãozinho bisa, secundado por António Borges e César Torres.

    Terá sido nesta prova que se deu o início dos troços cronometrados em estrada fechada para o efeito, onde a média desapareceu para dar lugar aos troços em velocidade pura.

    Para a nossa Volta a Portugal, a das “Memórias, em SLOT- Tributo a Peewee”, vamos inventar também as nossas dificuldades.
    Assim, durante a prova de estrada, onde o princípio continuará a ser o de se penalizar senão for cumprido o tempo estabelecido pela organização, haverá ainda uma outra situação agravada.
    Habitualmente, sempre que sucede um despiste, ou o carro sai da calha, o pistador volta a colocá-lo no local da saída e o concorrente prossegue perdendo apenas o tempo do acidente.
    Nesta Volta a Portugal, sempre que o modelo saia da calha e capote e não fique com as rodas assentes no chão, é considerado acidente grave sem possibilidades de continuar em prova. É a desistência.

    Mas para não prejudicar o infeliz concorrente que teve esse azar, vai ser facultada a possibilidade de continuar a “dar ao gatilho”, isto é, continuará a fazer a sua prova, apenas desaparece da classificação.

    A Volta a Portugal será no Sábado 14 de Março a realizar-se no SLOT ARRÁBIDA."

    JP
     
  2. Obrigado por podermos desta maneira recordar uma prova emblemática e evocar quem dedicou uma grande parte da sua vida ás miniaturas.
    Boa sorte para a prova.
     
  3. Ficheiros Anexados:

  4. Ficheiros Anexados:

  5. Ficheiros Anexados:

  6. Ficheiros Anexados:

  7. Estes pequenos bólides continuam a encantar gerações.
     
  8. Pois...justamente!

    Nesta prova, para além de dois "miudos" de 18 anos, o grosso dos pilotos íam dos 40s...até quase aos 70s...!

    Mas neles todos a alma era a mesma, pura diversão na recreação de uma prova emblemática, com viaturas clássicas.

    Uma nota claramente positiva para a organização da Prova, a dupla Mário Rosas/José Cunha, sendo que, ao primeiro coube a arquitectura de toda a prova, nomeadamente a sua aproximação máxima com a realidade, englobando troços cronometrados e troços de regularidade, o que é inédito em corridas de slots, e criando imensas dificuldades aos pilotos, à semelhança do que, na altura acontecia com o Clube 100 à Hora....


    Ao Sr. José Cunha, da Slot Arrábida, uma vez mais, nos brindou com excelentes troços, muitíssimo bem decorados, atrevendo-me a dizer que, neste momento são o que de melhor se faz neste capítulo, em Portugal, (valendo a pena uma visita ao seu espaço...), e ainda à simpatia de toda a sua equipa, que ajudaram a que, apesar das grandes dificuldades da prova, tudo se tivesse resumido a uma tarde muito bem passada a reviver os clássicos.

    JP
     
  9. Com texto da "organização" - Mário Rosas - aqui fica a crónica da prova:

    "Conforme tinha sido previsto, esta edição da Volta a Portugal do "Memórias,em slot-Tributo a Peewee" foi planeada para ser dificil como as suas congéneres.

    Composta por 4 troços distintos, a serem percorridos em duas etapas no sistema de "ronde", estava delineada explorando várias espécies de provas classificativas utilizadas durante os vários anos em que a prova foi organizada.

    Assim, a primeira etapa destinava-se a recrear o início e como tal foram percorridos os quatro troços em regularidade absoluta. E como ?
    Os concorrentes tinham que percorrer cada troço por seis vezes. Então, para serem encontradas as penalizações, era tomado o tempo das três primeiras voltas tendo que serem feitas as restantes exactamente com o mesmo tempo, considerando mesmo até ao milésimo de segundo ( a vantagem dos DS).
    José Pedro Gil seria o primeiro classificado no fim da primeira etapa deixando João Serrano e Pedro Figueiras a 1 segundo, com Rui Magina e António Figueiras a 2 segundos

    A segunda etapa mudava de estilo. Iniciava-se com um troço cronometrado na serra, como nos últimos anos, no final do qual, se partia para uma prova de estrada com dois controlos horários, admitindo uma média estipulada pela organização segundo a qual os concorrentes tinham que se apresentar no controlo no segundo exacto.
    José Pdro Gil não conseguiu manter a liderança perdendo cerca de 13 segundos para o primeiro, que passava a ser Pedro Figueiras deixando João Serrano e António Figueiras a 3 segundos.

    A prova de estrada veria João Serrano e António Figueiras a darem "um tiro no pé",penalizando ambos ao chegarem dentro do tempo ao controlo mas o primeiro com uma falha de motor quando do arranque para a chegada ao controlo e o segundo por precipitação.
    Pedro Figueiras voltava a ser o melhor exequo com Gustavo Branquinho, os únicos a zerar, seguido de Rui Magina com apenas 1 segundo de penallidade.

    Finalizava-se esta Volta com novo troço cronometrado. Pedro Figueiras mantem o ritmo e volta a fazer o melhor tempo, ganhando 2 segundos a João Serrano com Rui Magina a assegurar o terceiro posto.

    A outra grande dificuldade da prova era o acidente. Desde que, em caso de despiste o carro não ficasse com as rodas no solo levaria uma penalização muito pesada e desaparecia da classificação. João Garrett, Pedro Dinis, Luis Filipe Carvalho, Domingos Tristão conheceram o amargo desta penalidade.

    E agora a classificação geral :
    1º - Pedro Figueiras - Ford Escort
    2º - João Serrano - BMW 2002
    3º - Rui Magina - Ferrari GTO
    4º - António Figueiras- BMW 2002
    5º - José Pedro Gil - Jaguar XK120
    6º - G. Branquinho - Alfa Romeo GTAM
    7º - Pedro Correia - Renault Alpine
    8º - João Tavares - Renault Alpine
    9º - Luis Garcia - Alfa Romeo GTV "

    JP
     
  10. Onde fica situado?
    Se for o distraido peço desde já desculpa mas vejo montes de vezes referencia a este espaço sem a sua localização fisica
    Cumprs
    M.Tomás
     
  11. A Slot Arrábida, fica bem no centro de Vila Nogueira de Azeitão, na Rua José Augusto Coelho nº 90 (para quem não conhece...entra-se por uma loja de móveis...)

    2925-538 Azeitão

    Portugal

    Tel. / Fax: 210875420

    Tlm. 934513312

    http://slotarrabida.net

    JP
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página