Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Lei de Armazenamento de Clássicos

Tópico em 'Legislação' iniciado por João Loyo, 10 Out 2009.

Tópico em 'Legislação' iniciado por João Loyo, 10 Out 2009.

  1. Amigos

    Não sei se este tema já foi debatido, é o seguinte:

    Tive conhecimento que antigamente havia uma lei que limitava o número de automóveis que se podiam ter juntos, não sei se isto ao relento ou mesmo em armazem, em propriedade privada.

    Sei que em Museus e outras instituições à obrigatoriadade de retirar os combustiveis assim como as baterias, e são obrigados a terem certos tramites sobre segurança.

    Claro que é do interesse do proprietário das viaturas cumprir todas as medidas de segurança para perservar os seus tesouros:D.

    A minha dúvida é a seguinte poderemos nós sermos multados ou sofrer algum tipo de sanções por termos na nossa garagem ou alpendre 6 ou mais automóveis? será que se estiverem para restauro ao ar livre ainda vai agravar estas sanções?

    Com os melhores cumprimentos

    João Loyo
     
  2. Uhm, nao me parece, pelo menos nunca ouvi falar de tal coisa...

    cumprimentos.
     
  3. Também acho que não é muito viável isso mas...
     
  4. Também não tenho conhecimento de nada, excepto que se tivermos um ou mais carros na rua ou ao relento estamos sujeitos a uma visita do pessoal do "Ambiente"...
     
  5. A minha dúvida é mesmo baseada sobre dois casos que conheço.

    Um foi de um senhor que tinha alguns automóveis neste caso na época seriam futuros clássicos e hoje já clássicos, em propriedade privada e vedada, no entanto uma queixa de vizinhos com o fundamento de em caso de incêndio aquelas viaturas poderiam agravar a situação das casas vizinhas o tal senhor foi avisado e o fundamento foi justamente ter mais de seis viaturas juntas e que representavam perigo devido a poderem conter resíduos de combustível nos seus depósitos, claro que desconheço em pormenor a intimidação que ele recebeu, mas este caso já aconteceu à uns 8 anos, agora outro mais recente foi o de um caso e esse um amante de clássicos, que possuía mais de vinte e que tinha as viaturas quase todas sob telheiros, recebeu uma intimidação do ambiente com prazo para retirar essas viaturas, por causas ambientais e caso o não cumprimento com coimas muito altas, resumo teve de se desfazer delas a preços simbólicos.

    Daí esta dúvida, as nossas leis também não são muito claras sobre estes assuntos e ficam muitas vezes dependentes das interpretações e compadrios locais.

    Cumps
     
  6. Eu creio que isso tem a ver com o facto das viaturas estarem sem circular. Efectivamente vê-se muitos ajuntadores de sucata que se julgam coleccionadores e mantêm viaturas ao abandono durante anos no mesmo sitio a maior parte das vezes e nem eles sabem porquê... Isso sem duvida que acaba por ser unicamente um atitude poluente.
    Quanto aos museus.... hum... não estou a ver o Museu do Caramulo a retirar todos os fluidos de um carro que fez a rampa, por exemplo, a ter de reparar tudo para ao fim de um ano conseguir levar um carro a outro evento qualquer.
    Acho que a legislação é unicamente ambiental e só parece ser aplicada em casos de desleixo do "coleccionador"
    Eu conheço alguém que até é coleccionador e gosta muito de clássicos, tem alguns recuperados mas muitos mais a dissolverem-se na "garagem estrela" :D é fácil comprar carros porreiros e baratos em maus estado, o pior é depois restaurá-los... não me admiro que um dia lhe vão bater à porta com uma dessas... ;)
     
  7. Eu penso que se as viaturas estiverem bem guardadas (em garagem ou nalgum terreno particular) que não ao abandono, caso daqueles senhores que guardam carros e pensam que tem fortunas. :wacko: ..os agentes da protecção ambiental, nada tem que fazer.

    Claro está que as sucatas do antigamente estão a desaparecer por culpa dos sucateiros que nada tratavam e era o amontoar de componentes perigosos para o ambiente.
     
  8. isso deve ser aplicavel aos carros que estão em "abandono", não estou a ver baterem a porta de um individuo a dizer que tem de tirar os carros da sua propriedade porque estão a poluir...
     
  9. Consultei alguma legislação e não encontrei nada sobre este tema, contudo parece-me pouco provável que exista alguma lei neste sentido, como é dito, não estou a ver a polícia ir a bater À porta...
     
  10. Sei que nas Beiras Alta e Baixa muitos proprietários têm sido avisados quando têm algum automóvel parado muito tempo no quintal, e normalmente pelo ambiente.

    Quanto ao Museu do Caramulo, sim é verdade sempre que um automóvel entra no Museu é desprovido de todo o combustível assim como da bateria, primeiro por questões de segurança, segundo ao fim de um ano a gasolina está completamente alterada, os próprios carburadores são completamente esvaziados (quem já não viu a jorra em que se transforma a gasolina ao fim de uns tempos entupindo tudo), sei porque participei lá num Workshop de restauro e manutenção e foi uma das matérias abordadas, para fazerem ideia do trabalho que lá é realizado permanentemente, eles têm dificuldade em fazer andar ou seja sair para umas voltas todas as viaturas durante o período de um Ano.

    Cumps
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página