Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Importados mais caros..

Tópico em 'Legislação' iniciado por Alfredo Rodrigues, 10 Mar 2011.

Tópico em 'Legislação' iniciado por Alfredo Rodrigues, 10 Mar 2011.

  1. Automoveis-Online:huh:
    O pagamento do ISV (Imposto Sobre Veículos) em relação a carros usados importados através do recurso ao chamado método alternativo acaba de ser agravado pelo Governo.
    Assim, quem quiser recorrer a este processo para do ISV terá de despender 150€, se o cálculo do imposto for baseado na análise de documentos referentes a publicações especializadas do sector automóvel; o valor sobe para 200€, se houver lugar a verificação física, pelos serviços do estado, do veículo a importar. Até agora, estes serviços eram gratuitos.
    O método alternativo pretende corrigir diferenças de preço que possam existir, causadas pela cobrança do ISV, entre um carro usado nacional e um carro usado importado; por exemplo, quando o preço do carro importado, acrescido do ISV, seja superior ao preço do mesmo modelo usado vigente em Portugal.
    Recorde-se que, este ano, a redução do ISV para os carros importados passou a abranger as duas componentes do imposto (cilindrada e CO2).

    Redução de ISV para carros usados


    Idade Desconto no ISV em %


    1 a 2 Anos 20%
    2 a 3 Anos 28%
    3 a 4 Anos 35%
    4 a 5 Anos 43%
    mais de 5 Anos 52%
     
  2. É sempre a arrotar massa... haverá alguma coisa que ainda se possa fazer envolvendo o estado que seja gratuita..?

    Quanto à história da avaliação física do carro, a um amigo meu já no tempo da lei antiga lhe fizeram levar o carro para ser visto pessoalmente por um fulano da delegação aduaneira. Descobrimos mais tarde que o senhor fez isso para poder cobrar emolumentos de deslocação ou outra treta do género (cerca de 50€ extra), quando a "deslocação" do dito senhor foi saír do prédio da delegação até à rua para apreciar o "bicho", que obviamente não podia entrar e dirigir-se ao balcão... mostrando mais uma vez que se rouba como se quer.

    Lá acabar com as mamas dessa cambada toda que metem a dirigir as milhentas fundações e institutos é que nem pensar... mais vale pôr a malta toda a pagar cada vez mais por tudo. Ainda me perguntam porque é que eu quero cá o FMI a todo o custo... :wacko:

    Um abraço!
     
  3. Boas noticias, quentes e fresquinhas.
    Desculpem estar em francês, acabou de sair na intranete do grupo e achei pertinente.

    "SIMPLIFIER LES DEMARCHES POUR L'IMMATRICULATION DES VEHICULES
    La direction générale Entreprises de la Commission européenne lance une consultation publique visant à recenser les problèmes rencontrés par les particuliers, les professionnels et les entreprises lorsqu’ils immatriculent un véhicule acheté dans un autre Etat membre.
    Les citoyens qui achètent une voiture dans un Etat membre et la transfèrent de manière permanente vers un autre Etat se heurtent en effet à de nombreux obstacles. L'obligation de fournir des informations qui ont déjà été soumises lors de la précédente immatriculation du véhicule occasionne une paperasserie importante et des dépenses inutiles, explique la Commission.
    Cette consultation s’inscrit dans une démarche plus large : dans le cadre de l'initiative stratégique de la Commission visant à relancer le marché unique (un des piliers de la stratégie Europe 2020), la DG Entreprises devrait en effet présenter dans les prochains mois une initiative sur « la libre circulation des véhicules à moteur ». L’annonce de cette initiative a déjà fait l’objet d’une première consultation (qui s’est achevée en février), qui visait à faire la liste des propositions d’amélioration des différents acteurs concernés pour améliorer la circulation des véhicules (comme biens de consommation) au sein de l’Union. (EUROPE 9/3/11)"
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página