Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Ignição electrónica Datsun 1600

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Nuno Barros, 26 Nov 2008.

Tópico em 'Sistemas Eléctricos' iniciado por Nuno Barros, 26 Nov 2008.

  1. Saudações! Sou o feliz proprietário de um Datsun 1600. Tenho uma questão, relativamente ao carro... ele está sempre a queimar, ou platinado, ou condensador. Eu como adoro a maneira do carro SER (sim, porque o carro tem vida própria) estou a pensar em trocar o sistema tradicional por um sistema de ignição electrónica, de forma a obter melhor desempenho, consumo, menos manutenção, etc... Aceito opiniões? Quem tem destes KIT instalados nos carros, dão problemas, ou valem a pena?
     
  2. Caro amigo,

    Antes de mais devo dizer que o consumo anormal de platinados pode ser devido à inexistência de uma resistência de balastro à saída da bobine para reduzir a corrente nos platinados.

    De qualquer forma, a ignição electrónica é uma boa ideia. Eu tenho nos meus clássicos módulos da MSD, e como já disse várias vezes em tópicos aqui do Portal, são excelentes. A qualidade é do melhor, e nota-se a diferença. O motor pega muito melhor, precisa do ar fechado menos tempo, e é muitíssimo mais suave. A bobine passa a ser alimentada com entre 450 a 550 v, em vez dos 12 do costume, o que dá faíscas muito mais fortes. Aliás, pode-se abrir os eléctrodos da vela a valores muito mais altos (até 1,5 mm, mas recomendo entre 1 a 1,2), e pode-se mesmo utilizar velas de eléctrodos múltiplos.

    Além disso este sistema tem a vantagem de ser totalmente adaptável, pois pode funcionar com indutor electromagnético, platinados, ruptor óptico, etc.

    O modelo que usei nos meus é o MSD 6A, que é o modelo base da série 6. A série 5 é o básico dos amplificadores, mas a 6 tem a vantagem de em regimes baixos gerar 3 faíscas em vez de uma, o que reduz as emissões poluentes e suaviza o motor.

    Em termos de custo, não é barato... comprada directamente nos EUA (recomendado pois os importadores europeus pagam-se bem), custa cerca de 185 dólares, mais os portes. Os amplificadores da série 5 serão mais baratos, mas não sei valores.

    Um abraço!
     
  3. Bem. Obrigado pela resposta... acho que vou adoptar o sistema electrónico... vou falar com o electricista, para ver as opções que tenho.

    Obrigado
     
  4. ola a todos.
    tenho um datsun 120y e coloquei uma ignição electronica mas de fabrico caseiro.
    ja esta em funcionamento a ja uns 10 anos e sem problema nenhum ate a data.
    a diferença da minha para as atras referidas é o facto de apenas "corrigir" a folga dos platinados o que permite que a bobine "descanse mais entre descargas para as velas.
    resumindo:a bobine trabalha melhor,não aquece tanto e os platinados não trabalham com a corrente total da bobine.duram mais e não é necessario o condensador.

    o esquema tirei da revista elector de 1986(não tenho a certeza da data).


    ja fiz uma tipo as msd mas não resultou muito bem.essa foi inventada por isso....funcionava mal.


    abraços
     
  5. já agora,

    basicamente, como foi feito esse "kit" caseiro?
     
  6. estou curioso :D
     
  7. ola a todos.
    "basicamente, como foi feito esse "kit" caseiro?"

    com as mãos!! :D

    basicamente vi na revista ELEKTOR e fiz em casa,uma vez que sou um amador de electronica.
    a unica coisa que tive de comprar foi os componentes e montar em casa.
    para quem tiver conhecimentos de electronica pode fazer o mesmo .não tem muita dificuldade.
    tambem tem a venda KIT´S ja com os componentes e placas de circuito.basta ter um ferro de soldar e montar em casa.compra uma caixa ,monta a placa ja soldada la dentro,faz as ligações no veiculo e ja esta.parece facil e ate é.

    abraços
     
  8. Caros colegas

    Entro talvez excessivamente atrasado, mas so hoje encontrei este portal.

    Acabei de (re)encontrar o negativo para fazer o circuito impresso de uma ignicao - melhor: de uma assistencia a ignicao - do meu ido Fiat 127.
    Foi feita com o circuito 85128 da Elektor de Setembro de 1986. Infelizmente, so tenho esse tal negativo, faltando-me a descricao e os componentes, e ...
    ... uma excelente experiencia!!
    Pois: o "127" foi-se ... mas ficou o tal aparelhinho!

    Historia:
    - Um amigo "electronico" (porque eu sou mais das mecanicas) construiu o aparelho.
    - Testei-o, durante uns 15 dias.
    - Depois dei-lhe um banho (varios banhos) de spray de alta tensao (de televisoes), ficando completamente a prova de agua.
    - Funcionou, funcionou, ... anos, anos... e foi salvo de morrer com o carro!

    Ainda o tenho e vou tentar usa-lo numa moto Jawa 350. Não devo ter sorte, ja que estamos nos 6 V e nao nos 12 V!

    Agora o que aconteceu no "127":
    - tinha que limpar, de tempos a tempos, os platinados. Sujavam-se com o oleo que lubrificava os ressaltos de comando. E como não havia a "self" para o queimar... MAS nunca mais tive que colocar platinados novos! Zero desgaste!
    - ia inspeccionando as velas, mas mal empregado tempo: estavam sempre boas! Enfim, assumindo que o isolamento poderia degradar-se, la as mudava ... mas com sorriso na cara!
    - Arranques, a frio, "a morno" ou a quente: SEMPRE a primeira!

    De facto, passou a haver uma novidade: o corte ao primario da bobina deixou de ser feito com o ressalto dos platinados e passou a ser feito por um transistor. O que e "medonhamente" diferente, por duas razões:
    - e muitissimo mais rapido - logo origina mais voltagem no secundario (que se destina as velas, via distribuidor)
    - a velocidade de corte nao varia com a velocidade do motor (contrariamente ao corte com os platinados, comandados pelo ressalto) - logo as voltagens / tensoes deixaram de estar (mal) associadas a velocidade do motor: eram sempre altas, independentemente do motor estar a arrancar ou a velocidades elevadas.
     
  9. Eu acabei a cerca e 5min de construir um "kit" igual ao do link para o mini, vou experimentar a ver no que dá.

    Pdf com esquema

    Ficou-m em cerca de 7 a 8eur os componentes o resto dos material tinham cá por casa....
     
  10. Os R9 e alguns R5 tinham um modulo não igual a esse mas parecido que fazia a mesma coisa, mas tem que trabalhar sempre com platinado, tenho uma coisa dessas no meu capri.
    Amanhã se me lembrar meto fotos.
    Um abraço.
     
  11. www.office@gotronic.ro e voila. Mandei vir para a minha jawa 350 e estou a montar mas é um produto barato mandei vir duas unidades e paguei 58€ no seu caso só gasta uma e é de muito fácil montagem.
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página