Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Decapagem - Metalização - Lacagem - Niquelagem - Cromagem, etc...

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Jorge Viegas, 21 Nov 2010.

Tópico em 'Chapa e Pintura' iniciado por Jorge Viegas, 21 Nov 2010.

  1. Este é um dos temas que muita malta tem dúvidas e para ajudar os restauros nada melhor que saber o que faz cada serviço.

    Decapagem - É o processo de remoção de óxidos, vulgo ferrugem, através de projecção de esferas de vidro ou areia (jacto de areia).

    Metalização - Tratamento das superfícies em metal com a aplicação de uma pelicula de zinco sobre as peças.

    Lacagem - Processo de pintura electrostática a pó (aplicação de tinta a pó), após o processo de decapagem e/ou metalização e/ou desengorduramento, que depois vai ao forno para a sua cozedura.

    Podem e devem completar estes processos e explicar as vossas experiências e preços se assim o entenderem B)
     
  2. Na decapagem e se forem peças onde o acesso é fácil, podem sempre recorrer a um berbequim, rebarbadora ou esmeril, com uma escova de arame, própria para o efeito.
     
  3. Não esquecer que todo este processo com rebarbadoras, etc. enfraquece a chapa. Só deve ser usado caso seja mesmo necessário. ;)
     
  4. Niquelagem - O níquel é um metal duro, de cor cinza claro, bastante resistente ao ataque químico de vários ácidos, bases e da água.

    O níquel depositado eletroliticamente pode ser fosco ou brilhante, dependendo do banho utilizado. Em contato com o ar o níquel sofre embaçamento rápido. Geralmente após a niquelação é feita uma cromagem, o que evita o embaçamento e aumenta a resistência à corrosão.
     
  5. Boas
    Tenho uma grande duvida, estou a decapar umas jantes em aluminio com decapante e espatula, mas aquilo acaba por dar imenso trabalho.
    Gostava de saber se posso usar um berbequim com escova de arame sem degradar a jante, nao tenho usado porque penso que vou acabar por degrada-la mas gostava de uma resposta de quem sabe sobre o assunto.

    Cumprimentos
     
  6. Eu nunca fiz esse serviço, mas no que toca a jantes acho que não vale a pena esse trabalho, nada como estas empresas que efectuam estes serviços, é que as jantes saem de lá novas B)
     
  7. Estás a "decapar" jante de alumínio ???!!!!!!!!
    Normalmente não são pintadas .........
     
  8. Normalmente, não são.Muitas teem só verniz. Mas já dei com elas pintadas, umas mal e outra bem pintadas. Nas mal pintadas queremos melhorar o aspecto, como é lógico, e se possivel ficarem novas outra vêz e se possivel a custo reduzido. Quem pode pagar e não quer ter trabalho, manda fazer o serviço. Quem conta os trocados para estes serviços e vê que são curtos, tenta fazer em casa. Não estou a ensinar nada a ninguém, toda a gente sabe que é assim. Comigo é igual, sou adepto do "faça voçê mesmo".
    Como costumo fazer:
    Materiais:
    Um pincel médio, decapante, uma espátula, um berbequim e duas escovas . Uma redonda tipo disco e outra em bico tipo pinçel, e lixa de água.Pode ser uma mais grossa e outra mais fina, depende das imperfeiçôes da jante.
    Aplicação:
    Aplico o decapante com o pincel e deixo actuar. Depois retiro a tinta levantada com a espátula. Onde a espátula não chega uso uma chave de fendas ou uma faca. Um bocado da jante de cada vêz. Repito a operação se necessário, pois o decapante que uso só liberta a tinta da 1ª camada.
    Depois passo com as escovas para limpar a jante toda. A redonda nas partes mais direitas e a outra nos locais mais dificeis. No fim passo a lixa de água para alisar e ficar uniforme e sem riscos.
    Faço isto com calma para não cansar e pode demorar duas horas cada jante. Depende do estado delas.

    Jorge Viegas , penso que no inicio DECAPAGEM devia ser incluido "e remoção de tinta"
     
  9. F.V.Paixão, obrigado pela info...

    Decapagem - É o processo de remoção de óxidos (vulgo ferrugem) e de tinta, através de projecção de esferas de vidro ou areia (jacto de areia).
     
  10. Muito obrigado amigo!
    Sim, estou a decapar uma jante em alumínio que foi pintada, vou continuar com o meu trabalho se vir que consigo obter um resultado razoável depois pinto se não, tenho de mandar para braga, mas mais anos menos anos mando-as para lá, quando restaurar a 4L

    Cumprimentos
     
  11. Aqui um colega, disse-me que ao decapar uma jante, com um produto que lhe deram, sem saber o que era, pensou que era decapante normal para a tinta, aquilo arrancou a tinta toda e provocou falhas no aluminio. Não sei o que seria.Ou a jante já não estava 100%. É preciso atenção aos produtos e saber se são adequados á jante. Não sou expert na matéria, mas há jantes de várias ligas, e um produto pode servir para umas e não ser bom para outras.Mas ouvimos tantas opiniôes que ficamos sempre na dúvida. Já tenho aprendido com os meus erros.
    Sempre a aprender.
     
  12. muito obrigado pelo conselho, o decapante que estou a utilizar só está mesmo a arrancar a tinta, mas agradeço o alerta!

    cumprimentos
     
  13. Para Jantes a decapagem com soda deixa um acabamento muito liso e se apanhar uma zona cromada ou polida não provoca danos, além de que é mais segura para o utilizador.
     
  14. Cromagem - Processo químico feito numa oficina própria para o efeito onde é aplicada uma camada de crómio, por via electrolítica, sobre um metal.

    Processo caro mas bem feito tem um aspecto novo e impecável num restauro B)
     
  15. Electrozincagem para que serve?

    Galvanizar peças? O que é o que consiste?

    O que é anti gravilha? Algum produto que se aplica no fim do restauro do chassi? Qual a função? Proteger apenas?

    Imaginem o chassi do carro por baixo. Temos aquelas peças todas pretas, com ferrugem... o que pode aplicar para ficar com o chassi como novo?

    Este tópico é bom mas deviam ser dados exemplos de quando se aplica técnica A ou B.

    Obrigado
     
  16. Caros amigos ainda bem que vi este tópico calhou mesmo na hora certa.

    Passa-se o seguinte tenho uns tampões para o meu w115 que quero decapar, já o comprei e ontem lembrei-me de experimentar o dito produto, mas parece que não foi eficaz não sei se pela minha ignorância ou porque o produto não seria o mais indicado.
    Expliquem-me pelo menos o procedimento de aplicação do decapante e em que quantidades utilizar.

    Abraço
     
  17. Amigo Gonçalo, as jantes não devem ser decapadas através do uso de escovas de arame e sim somente lixadas à mão usando primeiro lixas grossas e de forma gradual indo até à lixa mais fina.

    Após este processo concluído somente use tintas de brilho directo e não verniz, como já falei noutro tópico sobre "Pintar Jantes".

    Cumprimentos.
     
  18. Recomendo que use o decapante lavável da CIN. Cumpra as regras de segurança e aplique directamente o produto sobre a superfície dos tampões e após haver decapado, simplesmente lave com água. Passe lixa fina (uso a 3.000). Repinte com tinta de "Brilho Directo" e fica com tampões novos.

    Cumprimentos
     
  19. O que chamamos "antigravilha" é um produto que se aplica para evitar que a chapa fique exposta às intempéries (água sobretudo) e haja uma redução de desgaste das peças (através do constante bater de lixos directamente na chapa tais como pedras).

    O antigravilha pode e deve ser usado nas partes mais expostas de todas as carroçarias, ou seja, nas partes que mais frequentemente são atingidas de forma inevitável por água e pedras. Este produto é aplicado nas cavas das rodas, nos fundos das malas e na parte inferior da carroçaria.

    Usado através de uma pistola própria - cuja embalagem já vem pronta para aplicar ao bocal de entrada da pistola - deve ser deixado secar naturalmente sem recorrer a qualuer forma de aceleração de secagem porque isso só fará com que seque demasiado depressa e haja "estalados" na sua superfície que por sua vez permitirá a entrada de água e redução do tempo de vida útil do produto.

    Cumprimentos.
     
  20. Obrigado pela informação, é então imprescindível que um carro totalmente restaurado leve sempre anti gravilha.

    Então seria, decapar, metalizar, processo de pintura e anti gravilha nos sitios mais criticos?
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página