Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

De patinho feio a amado

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Carlos Alberto Macedo, 13 Jan 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Carlos Alberto Macedo, 13 Jan 2010.

  1. estou a criar este tópico para lançar a discussão de carros que quando foram lançados eram os patinhos feios e que agora são um ícone da marca.

    Começo eu pelo Ferrar Dino na altura o mal amado da Ferrari e que hoje se arrisca a ser um dos melhores Ferrari's de sempre.



    Ver anexo 149297



    Quando falamos em Ferrari logo lembramos de motores V12, V10 e V8, mas a Ferrari já teve modelos V6? Pois é, durante o final dos anos 60 e boa parte dos anos 70 a Ferrari produziu uma linha de V6 que entrou para história, a Linha Dino!

    Dino Ferrari foi o primeiro filho de Enzo Ferrari, que faleceu ainda jovem de distrofia muscular, mas que tinha em seu DNA as corridas de automóveis! Durante sua curta vida, Dino foi o "pai" do motor V6 da Ferrari, e quando do lançamento da Linha, foi baptizada em sua homenagem.

    Obviamente que além das questões sentimentais de Enzo em batizar uma linha de carros com o nome de seu filho, havia questões comerciais e estratégicas, tanto Enzo como os executivos da FIAT não tinham certeza se um motor V6 seria uma boa idéia, a Ferrari tinha como "marca registrada" os motores V12 e, no máximo havia chegado aos V8, lançar um modelo V6 poderia conquistar uma série de clientes, que buscavam ter uma Ferrari mas a um custo menor, mas por outro lado, poderia "queimar" a marca, pois o carro não teria a potência característica de uma Ferrari V12.

    A saída foi lançar uma linha "alternativa" de automóveis com a marca Dino, ou seja, era um carro Ferrari, mas que não fazia parte da linha principal, tanto que a marca Ferrari estava presente somente na tampa do motor e no volante, assim tentavam criar uma nova marca "separada" suficientemente para evitar vínculos maiores.


    Ver anexo 149298

    quando Enzo Ferrari o viu pela primeira vez, e viu a configuração do motor ( um "reles" V6...) achou que o carro não era digno de ter o simbolo da Ferrari e por isso proibiu o uso do "cavallino rampante" tendo sido criado o simbolo com o nome do seu filho...
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página