Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Cemitérios de automóveis! Uma raridade nos dias de hoje...

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jorge Viegas, 9 Out 2010.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Jorge Viegas, 9 Out 2010.

  1. Leiam esta notícia de 1960 :D

    Ò tempo volta para trás, quantos de nós gostariamos de reviver estes momentos com carros e peças de outros tempos o_O

    Nos dias de hoje são quase uma visão com as regras impostas pela protecção do ambiente, só mesmo os centros de abate.
     

    Ficheiros Anexados:

  2. Esta porreiro.

    Se existissem hoje em dia para os nossos Clássicos era porreiro.
     
  3. Viegas,

    Obrigado pela partilha, excelente post. Eu como nasci em 61 do século passado, ainda me lembro de "cemitérios" muito parecidos com os das fotos. A minha familia morava perto da Circunvalção no Porto e nas idas e vindas passavamos por imensas sucatas que me fascinavam. Outra zona onde as havia (ainda me lembro de por lá ver montes de carros dos anos 20/30) era na EN1 à saída do Porto na zona dos Carvalhos.
    Mais tarde já encartado e petrol-head em início de carreira ainda me lembro das mesmas sucatas com outra geração de carros mais anos 50/60/70, tipo Opel Commodore, Triumphs, Morris Minor, R16, etc, etc, etc, muito VW ar e por vezes um ou outro carro dos anos 40.

    Em Vilar do Paraiso (Gaia) havia escondido num pinhal um sucateiro com bastantes americanos dos anos 50/60/70. Um dia fui lá para para comprar um VW Type1 "Oval" (estava um chasso e não comprei) e na mesma altura um Cadillac estava a ser desmantelado por um sucateiro barrigudo e sujo, de cigarro no canto da boca, no meio de um cenário digno de filme tipo "Feios, Porcos e Maus". A imagem do chassis já nu com o motor a dizer Cadillac nas colaças, tendo o sucateiro ao lado e a sucata como pano de fundo teria dado uma excelente foto...

    Esse sucateiro morava num barraco no meio das peças (+ lama + lixo) e numa sucata da circunvalação, exactamente onde agora é o Pavilhão da Água do Parque na cidade o sucateiro morava com a familia, num antigo autocarro mesmo no meio da sucata. A minha mãe tinha sido colega da primária da mulher do sucateiro e sempre que lá passavamos referia isso, o que só aumentava o meu fascínio pela sucata.

    Na zona da Serra da estrela, Nelas, Carregal do Sal, etc, havia imensas sucatas, um amigo meu comprou numa delas, a VW Type 2 mais antiga de Portugal, uma Barn Door Azul das primeiras, a única que vi em POrtugal sem janela traseira de origem. Ainda me Lembro de ver numa sucata na mesma zona, várias Type 2 "Split Double Cab" ex-EDP, que tinham sido vendidas após o fim das obras da barragem da Aguieira...

    Comprei alguns carros em sucatas, nomeadamente a minha Vw Type 3 Variant e a minha VW Type 2 Split (ambos à volta de 50 contos/250euros), mas só tenho fotos da compra da Variant. Cenário de sucata no início dos anos 90 (1991)...
    VARIANT4.jpg
    VARIANT3.jpg
    VAIRIANT5-1.jpg

    Aqui a ser rebocada pelo CX do dia-a-dia do sucateiro, vê-se ainda uma espécie de VW Type 2 Split Samba, o que hoje faria babar muita gente (segundo um amigo meu especialista de VW Ar que na altura a foi ver era uma falsa Samba) e à esquerda atrás do furgão branco a traseira do meu Vw Type 1 1303, o daily driver da época, no qual fiz 90.000km...
    variant2.jpg G]

    Aquia VW Type 3 Variant 800 a 900 contos depois. Fiz-lhe 90.000km entre 1992 e 1999
    VARIANT1.jpg


    nuno g

    (desculpa ter-te pirateado o excelente post...)
     

    Ficheiros Anexados:

  4. Esta noticia parece ter sido escrita por um "amante" de carros clássicos, tal a maneira como se fala da vida anterior dos mesmos.
    Isto saiu aonde?
     
  5. Jorge, bom tópico ;):D Nuno, linda história :D tou mesmo a ver a descrição do mecânico :D esqueçes-te de referir , as patilhas grandes ( na cara) :D
     
  6. De uma revista do ACP B)

    Sim achei interessante ;)

    Nuno, qual piratear qual que? Deste um bom contributo de uma sucata de outros tempos :D

    Quem tiver por ai fotos e histórias é colocar sff!

    Essa VW azul ainda existe :huh:
     
  7. Pareçe que ainda roda sim senhor :D tem seguro em dia :feliz:
     
  8. Na volta o Nuno, sabe quem é o dono :D
     
  9. Não sei quem é o dono, teria de "investigar" pelos meus contactos na "Máfia" Vw Ar.

    Fico contente por estar activa e provávelmente em boas mãos.

    O texto do post inicial está muito interessante.


    nuno g
     
  10. Excelente tópico, adorei o artigo. Bela história Nuno, tenho pena de nos dias que correm (que condizem com a época do meu nascimento) já não ter oportunidade de assistir a tal variedade e quantidade de clássicos em sucatas. Será impressão minha ou estes tempos terão mesmo chegado ao final ?

    Cumps
     
  11. Quando era criança lembro-me de passar por sucatas dessas, e por muito estranho que pareça...sentia-me triste ao ver os carros, como que se fossem pessoas ali abandonadas e esquecidas. Agora percebo que o meu gosto por carros "velhos" já vem de criança :D eheh Bom tópico!
     
  12. Com a preocupação ambiental, é complicado existir o que havia antes.
    Embora não sejam estes "cemitérios" que estraguem o ambiente, mas... isto daria muito pano para mangas:D
     
  13. Lembro-me tão bem dessas sucatas ;)
     
  14. Parei por muitos segundos a olhar para as fotos do artigo e para as do Nuno, já poucas sucatas entrei com modelos desses, mas ainda conheci algumas, saudades...
    Obrigado Jorge e Nuno.
     
  15. A falta que estas coisas nos fazem, hoje em dia...
     
  16. Agora é proibido esses cenários.
     
  17. Mas continuam a existir, até conheço malta que os "enterra" para não ter que prestar contas a ninguém:D Já para não falar daquela malta que quando o carro já não presta estacionam num monte debaixo de algumas árvores ou fazem do carro capoeira ou arrecadação de madeira, conheço alguns casos assim no interior de Portugal:D

    Obrigada Jorge pela partilha;)
    Já agora qual é o nº da revista e ano:huh:
     
  18. Ora essa, a malta tem é de partilhar o que tem ;)

    Não sei de cor, vou ver e depois digo.
     
  19. Sobre o antigamente...

    Tinhamos sucatas, mas não tinhamos net, ebay, stand virtual, telemóveis, Ryanair, etc.

    É a vida...

    Há uns tempos assisti a uma conferência de Alexandre Quuintanilha ( Alexandre Quintanilha - Wikipédia, a enciclopédia livre ) sobre o papel da genética e biologia molecular no nosso futuro.
    Grande comunicador, começou por escrever no quadro os nomes, datas de nascimento e de falecimento de diversos nomes das artes e politica que viveram entre o fim do século 19 e o início do século 20. Conclusão esperança de vida no início do século 20 à volta de 40 anos, esperança de vida no fim do século 20, mais de 70 anos...

    Comentário de A. Quintanilha, "quanto aos bons velhos tempos estamos falados, agora vamos falar do futuro".

    Penso exactamente o mesmo, embora por vezes as mudanças nos possam assustar e certas facetas do progresso serem negativas, as coisas tendem a melhorar e a serem mais interessantes, convém é vivermos ao máximo o momento presente.

    Voltando aos ambientes dos tais "bons velhos tempos"...
    Revisão à minha VW Type 2 Split, a tal comprada numa sucata por 50 contos e cujo restauro custou 1000 (+-) numa época em que havia sucatas, mas não havia net nem especialistas com peças para restauros. Hoje as VW Type 2 estão carissimas mas quase que se pode reconstruir uma a partir do livrete.

    Revisão em plena rua antes de partir para França em 1992...
    T2SPLIT-4.jpg

    Idem, numa foto curiosa onde se vê o Passat do mecânico, o meu VW Type 1 1303 com o parachoques batido do lado do condutor (nem me lembro como foi...) e do lado direito ,na penumbra, antes do carro branco ainda se vê a lateral da VW Type 3 Variant que tirei da sucata...
    T2SPLIT-3.jpg

    A minha VW Type 2 Split na primeira viagem a França, quando descobri uma garagem especializada em VW ar o que antes da net e revistas era uma espécia de caverna de Ali babá. Contrariamente à realidade nacional, na altura já havia em França um grande numero de Vw Ar usados como carros de "loisirs et collection" e A VW Type 2 Split causava sensação ao ponto de chegar a ter medo que ma roubassem
    T2SPLIT-2.jpg

    A mesma carrinha durante uma surf trip na costa alentajana nos anos 90, à entrada de uma sucata que havia na saída norte de Odeceixe...
    T2SPLIT-1.jpg
    T2SPLIT-5.jpg

    nuno g
     

    Ficheiros Anexados:

Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página