Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Autin Morris 1300

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Galhano, 26 Jan 2014.

Tópico em 'O nosso hobby: Clássicos' iniciado por Galhano, 26 Jan 2014.

  1. Galhano

    Galhano YoungTimer

    Registo:
    26 Jan 2014
    Local:
    Entroncamento
    Boa Noite malta,

    Tou prestes a adquirir um austin morris 1300 penso que é de 1969, e gostava de saber a vossa opinião, se faço uma boa aquisição ou não o seu valor actual e as dificuldades que me pode trazer para encontrar as peças

    Cumprimentos


    Miguel
     
    Ántónio Julio gostou disto.
  2. Jorge M Silvestre

    Registo:
    15 Jun 2007
    Local:
    Europa
    Boas,

    O principal é se gosta ou não do carro!? se sim, força nisso a nivel de peças UK tem practicamente tudo, poderá ser dificil é arranjar "bombas" para suspensão hydrolastic, a nível de caixa e motor existe material de upgrade.

    Se é de 69 e é um Mk2. Ponha fotos da máquina. :)
     
  3. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    Caro Galhano

    Este carro ou se gosta ou se detesta.

    É um tipo de carro especial, pois a suspensão que utiliza é muito especifica, e poderá ser o calcanhar de Aquiles do modelo.
    No entanto raramente dão problemas insoluveis. O mais normal é a ruptura de um tubo ou de uma junção, mas que tem soluçãorelativamente barata.
    De resto o motor não dá problemas de maior, e é facil e barato reparar.
    Quanto à chapa, normalmente, em virtude do entupimento dos canais de drenagem, aparece corrosão no painel entre o habitáculo e o cofre do motor, e nos paineis do chão da frente.

    Aínda em relação à suspensão, quando precisar de a carregar, eu disponho de uma maquina própria para a carregar, sem interesse comercial.

    Abraços e vá dando noticias




    É um carro que dá prazer de conduzir.
     
  4. Guilherme Bugalho

    Portalista

    Registo:
    31 Ago 2007
    Local:
    Lavos - FigFoz
    HI

    Em primeiro lugar uma correcção ou é Austin ou é Morris; nunca "austin morris", poderá ser, isso sim, BMC como são conhecidos em UK.
    O "morris 1300" só conheço de fotos e alguns ao vivo sem grandes detalhes.
    O Austin 1300 conheço, tenho um, e por isso aconselho alguma moderação/entusiasmo nos comentários sobre a suspensão.
    Não há botijas novas para os 1300 e os moldes foram destruídos exactamente para evitar "reproduções". Há botijas para os "minis" e penso (sem ter a certeza) que para os 1800.
    Como são feitas de ferro e o liquido da suspensão é constituído essencialmente por água facilmente se percebe que irá dar chatice, e não são apenas os tubos de borracha (cada com cerca de 40 cm)que por serem envoltos em malha de aço até nem dão grandes chatice. As maiores chatices são o "rebentamento" da borracha e a união desses "racords" com a chapa de ferro embebida na borracha.
    Uma das razões que me levou a comprar um foi exactamente essa, a de "estarem a desaparecer" por rebentamento da botija. O que aliás já me "custou" 50 aéreos ...
     
  5. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    Caro Guilherme Bugalho.

    Em relação ao problema que refere, a união dos tubos de borracha, o mesmo é de facil resolução. Pode adaptar-se uma união nova e o problema fica resolvido.

    Aconteceu-me a um dos ADO16 que tenho, e foi assim que resolvi o problema. Aliás, foi o Mari Abreu da Godspeed que resolveulaugh.png .

    Estou a acabar a recuperação de um Morris 1300 de 1970, e a diferença para os Austin é apenas de pormenor, como a grelha e o manipulo da tampa ta mala, além, claro, dos emblemas.

    Um abraço

    José Carlos
     
  6. Guilherme Bugalho

    Portalista

    Registo:
    31 Ago 2007
    Local:
    Lavos - FigFoz
    José Carlos
    O problema não é assim ~de tão fácil resolução. Pode haver dois tipos de solução:
    1. Soldar a "bronze" o interior do tubo à botija (na chapa que fica embebida)
    2. E mais complicada; abrir rosca no topo do metal, colocar um acessório no tubo r fazer a união.

    Resumindo tudo depende onde o "tubo" partiu/rebentou.
    No meu Austin a botija que rompeu (a borracha) já estava soldada a bronze pelo anterior dono ...

    Mas aqui para nós deixo (o entusiasta" deve andar de volta do carrolaugh.png ) "scanner" de doc. com o "esquema" da botija, e jágora a composição do liquido ...

    Abraço
     
  7. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    Muito obrigado.

    As reparações que tenho feito não têm dado problemas, e têm sido de fácil resolução.

    Já agore eis a minha bomba para carregar as botijas. Uma Churchill original.


    Abraço
    [​IMG]
     
  8. Guilherme Bugalho

    Portalista

    Registo:
    31 Ago 2007
    Local:
    Lavos - FigFoz
    XXXXXXIIIIIIIIIIIIIIhhhhhhhhhhhhh
    Linda .....
    Também foi restaurada ???
    Costumam dar problemas (ferrugem) na bomba de "compressão" ....
     
    José Carlos Magalhães gostou disto.
  9. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    He he he

    Foi toda restaurada, e está como nova!

    Abraço
     
    Hugo_Fiat 242 gostou disto.
  10. Ffvsoares

    Ffvsoares YoungTimer

    Registo:
    25 Jun 2015
    Local:
    Penafiel
    boa noite tenho um austin metro de 1989 e gostava de saber como se desmonta as botijas de suspensao
     
  11. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    Viva

    Antes de serem desmontadas devem ser despressurizadas. Mas atenção que deverá ser feito com uma bomba deste tipo.
     
  12. Guilherme Bugalho

    Portalista

    Registo:
    31 Ago 2007
    Local:
    Lavos - FigFoz
    Atenção ................................
    Eu penso .... que as do Austin metro são a "hydragaz" e como tal diferentes do "hydrolastic".
    As "botijas" são seladas e como tal têm essa dificuldade em "desmontar"; o que é diferente de as retirar do local onde são aplicadas.
     
  13. José Carlos Magalhães

    Portalista

    Registo:
    7 Mai 2008
    Local:
    Parede
    Veículos nas Garagens:
    13
    Viva

    Não são difíceis de desmontar.

    É imperioso que estejam despressurizadas.

    O facto de serem hydragás não tem problema, se estiverem despressurizadas.

    O problema das elementos hidragás, (são constituidas por duas câmaras. Uma, estanque, carregada com azoto e a outra carregada com o liquido do hydrolastic.) é que a câmara que contém o azoto, com o tempo, vai perdendo o gás, e depois a suspensão fica durissíma, não fazendo o amortecimento das irregularidades do piso.

    Já temos uma solução para esse problema, e agora os elementos que até aqui eram lixo, voltam novamente a ficar operacionais.

    Não aconselho a uma pessoa inexperiente fazer a desmontagem destes elementos. No manual da Haynes vem explicado como fazer a desmontagem, mas advertem que a despressurização dos elementos tem que ser feita por um técnico.

    Abç
     
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página