Bem-vindo/a ao Portal Classicos

O Portal dos Clássicos é um sítio português dedicado aos veículos clássicos com interesse histórico. Temos como objectivos juntar a comunidade de entusiastas e prestar auxílio a todos os que pretendem adquirir, restaurar, conservar e manter veículos antigos. O que espera para se juntar à família?

Welcome to Portal Classicos, the biggest Portuguese community about historic vehicles! Change language here.

  1. Este site utiliza cookies. Ao continuar você estará de acordo com a nossa utilização de cookies. Saber Mais.
  2. Portalistas, o Portal dos Clássicos está no no Drivetribe, a rede social automotiva do trio May-Clarkson-Hammond! Junte-se à nossa Tribo
    Fechar Aviso

Apresentação

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Jose Armando Lopes, 24 Mai 2016.

Tópico em 'Os Entusiastas do Portal' iniciado por Jose Armando Lopes, 24 Mai 2016.

  1. Bom dia!

    Chamo-me José Armando Lopes, sou jornalista, e tenho um Citrooën AX com 24 anos. Tem 156 mil quilómetros e ainda o uso nas pequenas viagens do me dia a dia. Gosto deste carrinho e quero mantê-lo enquanto puder. Não sei se é ou pode vir a ser um clássico. Se alguém puder dar-me informações, fico desde já agradecido. Vale a pena restaurá-lo? E o restauro tem de obedecer a algumas regras ou normas? Muito obrigado,
     
  2. Bem vindo José. Num restauro só há 2 regras, original, ou então a gosto do dono, se vale a pena ou não, depende do valer sentimental, não sendo uma versão mais "aclamada" não o vejo a ter grande vaçor como clássico.
    Abraço.
     
    Nelson C. Santos gostou disto.
  3. @Jose Armando Lopes, independentemente de ser ou não um carro que vai valorizar, e mesmo admitindo quase de certeza que não, no mínimo poderá ser uma excelente base onde aprender a fazer as operações que um dia vai querer fazer num eventual carro que decida restaurar/valorizar para o futuro.

    Bem-vindo ;)
     
  4. Mais um citro! :)

    A partir deste ano já são considerados clássicos, dependendo do ano.

    O valor deles não é grande coisa, as versões mais vitaminadas valerão mais, como é óbvio mas também existem versões que pela raridade poderão valer mais um pouco (como o Piste Rouge 4x4, o birdie, o spot ou mesmo um 14tzs). Para já ainda ninguém lhes liga nenhum, mas há-de chegar o dia :)
     
    afonsopatrao gostou disto.
  5. Bem vindo ao portal!

    Olha, valor têm pouco a não ser que seja um GTI ou um SPORT. Mas o @Rafael Isento sabe melhor que ninguém é poderá dar uma resposta mais completa.

    Eu tenho um Audace 1.0 e irei mante-lo sempre que puder pois o valor sentimental é tanto que quase com toda a certeza que o restauro é n vezes o valor comercial do carro.

    Abraço e venham de lá fotos da máquina (a ver se ganho para abrir um tópico para o meu).
     
    Rafael Isento gostou disto.
  6. Ora, já que chamaram :) cá vai:

    Clássico será de certeza, quanto a valor já é muito subjectivo.
    O AX parte do projecto COZA, de onde vem o seu tipo-mines e o 4° e 5° dígito do seu VIN (nº de quadro), que é ZA.
    A seguir ao 2CV é o Citroën mais produzido, com mais de 2.500.00 unidades saídas das linhas de montagem.
    O AX 1.4D entrou para o Guinness Book, e por lá andou alguns anos, como o modelo de produção em série mais económico. Não sei é se também quebrou algum record de juntas de cabeça queimadas :lol:
    Quanto a valorização, sem dúvida o AX Sport 1ª série será dos mais valiosos.
    Existe também o BB Cabrio (transformação nacional e oficial da Benjamim Barral), o Birdie (com tecto panorâmico em lona) e o Piste Rouge 4x4 que são bastante raros.
    Seguintes da lista serão os GTi's do lançamento dos mk2, com o motor K6B de 101cv. Os 14 TZS mk1 também têm tendência a valorizar bastante.
    Em Portugal, para além dos GTi's 101cv temos também os GTi Exclusive com interiores em pele (cerca de 1600 unidades) e os GTi Troféu (50 edições numeradas, numa cor única e com placas identificativas). Estas duas séries especiais sairam já com o motor catalisado de 95cv, o KFZ.
    Existe também a versão GT, lançada em finais de 1987 com motor 1360cm³ e 85cv com recurso a um Solex 32-34 Z2 de duplo corpo, para um peso-pluma de 722kg.

    Quanto a tecnologia, para manter o peso reduzido foi o primeiro veículo a ser produzido com espessura de chapa variável. Estreou a família de motores TU da PSA assim como as novas caixas de velocidades MA 2. Era bastante aerodinâmico para a época (Cx. 0,31 em 1986 no segmento dos utilitários).

    A sua estreia foi em 1986, na carroçaria de 3 portas, com as seguintes versões:
    - 10E
    - 10RE
    - 11RE
    - 11TRE
    - 14TRS
    - 14TZS

    É no início de 1987 que, quanto a mim, saiu a versão mais radical, o Sport da 1ª série, com jantes Michelin 5,5"x13" em ferro brancas, pintura da carroçaria exclusivamente em branco, faróis longo alcance SIEM ou CIBIÉ, logos laterais AX SPORT acima da nervura lateral da chapa da carroçaria, 1 único retrovisor de série, sem aileron e apenas 715kg na balança. O motor foi desenvolvido pela Danielson em colaboração com a Reseau Citroën Sport. Trata-se do mesmo motor que saiu mais tarde no 205 Rallye, o TU2 4 (M4A). Na 1ª série (6000 unidades produzidas) montava 2 carburadores duplos Solex sendo substituídos pelos Weber na 2ª série. Este motor tinha 1294cm³, debitava 95cv e destinava-se à competição, na classe até 1300cm³.

    Os Sport 2ª série, produzidos de 1988 até 1991, destinguem-se pela adopção de jante 14", aileron traseiro, 4 cores disponíveis, carburadores Weber, frizo lateral a todo o comprimento e o lettering AX SPORT fica agora abaixo da nervura lateral da chapa da carroçaria.

    E porque uma imagem vale por 1000 palavras, cá fica uma:
    5324527325_5f71c39e31_b.jpg

    Para uma utilização diária gostaria de ter uma de duas versões de lançamento, ou o 10E (versão base) com o motor 954cm³ de 45cv para somente 640kg, ou o 14TZS (versão luxo) com motor 1360cm³ de 65cv e menos de 700kg de peso.


    Para o fim deixo o comentário sobre o restauro.
    Dada a simplicidade do AX, e à ainda boa disponibilidade de peças, aconselho-o vivamente a mantê-lo o mais original possível e com uma manutenção cuidada.
    Quanto a investir num restauro a sério dependerá e muito da versão, dificilmente nos anos mais próximos conseguirá recuperar o investimento, a não ser que se trate de um Sport, Birdie, Piste Rouge ou BB Cabrio. O GT ou GTi ainda não tem grande valor de mercado. Um 14 TZS é de restaurar e guardar, já eram raros em novos...
     
    #7 Rafael Isento, 25 Mai 2016
    Última edição: 25 Mai 2016
  7. Como é que me fui esquecer do BB??...

    Ainda há pouco tempo podíamos encontrar cá à venda exemplares de cada um dos modelos que o @Rafael Isento referiu excepto o TZS tal é a raridade. Agora não sei. Alguns ainda se mantém.

    Acrescento também que no início da comercialização das versões GT/SPORT, ao contrário do que muita gente pensa, quer no AX quer no BX, a versão GT é que vinha toda artilhada de equipamento e um motor jeitoso enquanto o SPORT vinha todo artilhado no motor e despido das mariquices todas que fazem peso (ve, ac, cb...)
     
  8. Sim, a versão "SPORT" do AX está para a Citroën como as versões "Rallye" estão para a Peugeot.
    O foco destas versões era a competição e os troféus monomarca.
    Por curiosidade o bloco 1294cm3 do SPORT deriva do bloco 1124cm3 do AX 11 e usa alguns componentes do motor dos AX 14 e outras soluções mecânicas do AX 14TZS.
     
  9. Bem-vindo ao Portal dos Clássicos!
     
  10. Um pouco de história AX...

    Protótipo Xanthia
    00 AX XANTHIA.jpg

    AX 10E
    01 AX 10E 3p.jpg

    AX 14TZS 3p
    02 AX 14TZS 3p.jpg

    AX 14TZS (interior)
    03 AX 14TZS int.jpg

    AX Sport (1ª série)
    04 AX Sport Ph.1.jpg

    AX Sport (no habitat natural)
    05 AX Sport Rally.jpg

    AX GT (1ª versão - Outubro de 1987)
    06 AX GT mk1.jpg

    AX 14D (o veículo de produção em série mais económico - à data de lançamento)
    07 AX 14D.jpg

    AX Turbo Superproduction (campeonato francês de super turismos)
    1360cm3 Turbo e 340cv
    08 AX SuperProduction.jpg

    AX Sport (2ª série)
    09 AX Sport Ph.2.jpg

    AX Kika (idêntico ao "Birdie")
    10 AX Birdie.jpg

    AX BB Cabrio (transformação nacional nas oficinas da Benjamim Barral - BB )
    11 AX BB CABRIO.jpg

    AX EVASION (protótipo de 1988 pela Heuliez)
    12 AX EVASION by HEULIEZ.jpg

    AX 1.4i 4x4 5p
    13 AX 1.4i 4x4.jpg

    AX 1.4i 4x4 Piste Rouge
    14 AX Piste Rouge.jpg

    AX GTi 1991 (101cv - K6B )
    15 AX GTi 101cv.jpg

    AX Exclusive, 1992
    16 AX Exclusive 1992.jpg

    AX GTi (também em habitat natural)
    17 AX GTi Rally.jpg

    AX GTi 1993 (95cv - KFZ)
    18 AX GTi 95cv.jpg

    AX GTi Exclusive (1993-1994, só mercado nacional - cerca de 1600 unidades)
    GTi Exclusive.jpg

    AX GTi Troféu de Velocidade (campeão nacional, ex-Mário Silva)
    AX GTi ex-Mário Silva.jpg

    AX GTi Troféu (1995, só mercado nacional - 50 unidades)
    GTi Troféu.jpg

    AX 1.1i Image (últimas unidades 1996 a 1998)
    19 AX 1.1i Image 1996.jpg
     
    #11 Rafael Isento, 25 Mai 2016
    Última edição: 25 Mai 2016
    Nelson C. Santos e afonsopatrao gostaram disto.
  11. É uma delicia de conduzir, o AX. O facto de ser um peso pluma conduz a que faça uma série de coisas muito bem: travar, acelerar, curvar, consumir gasolina.
    Eu confesso que sou mais um fã do Visa do que do AX, mas reconheço a genialidade do conceito. E os dois AX que conduzi deixaram boas recordações!

    O AX foi traído por, no início dos anos 90, ser tido como carro inseguro (ao ter painéis de carroceria em plástico); quando, de repente, aquilo que até aí era o mais importante num carro utilitário nos anos 80 (economia, prestações, desenho, conforto, fiabilidade, baixo preço) — onde o AX ganhava aos pontos — passou de repente para segundo plano face a outras coisas que até aí nunca tinham sido relevantes naquele segmento (segurança; qualidade dos plásticos e revestimentos interiores)...
     
    Nelson C. Santos gostou disto.
  12. Eu gosto mais do TZS com as jantes especiais tipicamente Citroen:

    ax1.jpg

    @Rafael Isento , os pára-choques à cor da carroçaria ainda saíram na 1ª série (antes do restyling dos pára-choques)?
     

    Ficheiros Anexados:

    #13 Samuel, 25 Mai 2016
    Última edição: 25 Mai 2016
    Nelson C. Santos e Rafael Isento gostaram disto.
  13. Caro @Samuel, nos "phase 1", só o Sport saiu com os pára-choques à cor. De notar que não eram pintados, o plástico era produzido à cor. Nos "phase 2" já existiram em várias tonalidades, iguais às cores da carroçaria. Nos GTi's foram sempre em crú, cinza/preto.

    @afonsopatrao, o AX surgiu em plena crise petrolífera, daí a aposta em peso reduzido, motores eficientes e aerodinâmica apurada. Obviamente a crise passou e a indústria automóvel evoluiu. No entanto os génes do AX perduraram nos 106 e Saxo, que foram desenvolvidos com base no AX e herdaram dele muitas soluções mecânicas.
    Quanto ao Visa eu também sou um grande apreciador, nunca tive nenhum mas é um carro que me desperta grande interesse.
    Como gosto de competição automóvel, o 1000 Pistes e Chrono enchem-me as medidas (o GTi também) mas confesso que um 10 ou 11RE já me satisfazia para o dia-a-dia. Não sei se é da idade ou cançasso de ver sempre as mesmas versões mas começo a ver as versões mais básicas como bastante apetecíveis para um uso corrente. Um AX 10E, 11RE ou 14TRD entravam bem na minha lista de carros de dia-a-dia (em 3 portas). No campo da polivalência (4/5 portas) a minha preferência era precisamente o Visa. Também via bem o 2CV ou o Ami 6 ou 8 na versão Break.
    Não me esqueço do teu adorado GS, que também gosto muito, mas teria que ser um 1220 Pallas ou X2 mas não tinha coragem de usar nenhum dos dois em utilização diária.
    Um pequeno à parte. Na Filinto Mota da Circunvalação, aqui no Porto/Matosinhos, têm um SM dourado, babo-me todo só de olhar... :)

    EDIT:
    Quem ler estas coisas que escrevo vai pensar que eu sou um Citro-maniaco!
    Para que se conste, eu adoro automóveis em geral, doença mesmo é por desporto motorizado (automóveis, pois claro).
    Quanto a marcas não sou muito esquisito, mas tenho as minhas preferências. A saber:
    Marca do Coração - Lotus
    Marca de Respeito - Lancia
    Menção Honrosa - Fiat
    Mérito por Inovação - Citroën
    Qualidade de condução - Franceses
    Sangue na Guelra - Italianos(as)
    Luxo e Requinte - Ingleses

    Sei reconhecer as qualidades onde elas existem mas, para mim, o que aqui não foi enumerado não me diz nada.
    Obviamente que aqui faltam excelentes marcas mas para mim dispenso, obrigado!
    Sou feliz com as minhas preferências!
     
    #14 Rafael Isento, 25 Mai 2016
    Última edição: 25 Mai 2016
    Nelson C. Santos gostou disto.
  14. [Já se abria um tópico só disto não? - coisa que já me tinha lembrado hás uns tempos atrás]

    Para mim, este "2ª série", ainda é da 1ª série - é uma segunda "fornada" (cenas à La Citroen). Mas estes segundos SPORT já tinham as jantes em alumínio, não era? Isso e a risca vermelha?

    AX_Sport_2_grise.jpg
    (Assim em cinzento é como eu gosto dele)

    Sim, isso eu sei, é como nos BX e CX S2. Havia meia dúzia de cores que depois combinavam com as cores da carroçaria
    O SM deles é cinzento e costuma estar guardado em Campanhã. Esse ou não é deles, ou é outro. :)
     

    Ficheiros Anexados:

    Rafael Isento gostou disto.
  15. Vocês calem-se que assim até eu quero ir buscar um AX...
     
  16. @Samuel, o que enumerei é efectivamente 2ª série. Inicialmente o Sport sai numa série limitada de cerca de 6000 unidades (das quais já devem restar muito poucas), em inícios de 1987 e com bastantes deficiências. Na 2ª série são corrigidos muitos problemas da 1ª, daí que dos iniciais 715kg surja um peso final superior em 20kg na 2ª série. As diferenças já as identifiquei anteriormente.
    A 2ª série é produzida de 1988 a 1991, até à entrada em comercialização do AX "phase II".
    Se originalmente tiver uma lista lateral e o logotipo"AX SPORT" em baixo, juntamente com os carburadores Weber e jante 14" é um 2ª série. Se não tiver a lista lateral, o logotipo "AX SPORT" acima do vinco da chapa da carroçaria, jantes 13", cor branca e carburadores Solex é um 1ª série.
    As jantes de liga leve são opcionais, nas duas séries.

    O ideal era combinar um Citro-Café na área do Grande Porto. Como o calor está a chegar, também pode ser uma Citro-mini com tremoços :D
     
    Nelson C. Santos, HugoSilva e Samuel gostaram disto.
Código de Verificação:
Rascunho Salvo Rascunho removido

Partilhar Página