Vespas e outras que tais...

Joao Rodrigues

Clássico
Ultimamente tenho andado a vasculhas vespas e outras que tais.

Ao navegar por ai, dei com este site - http://hortadasvespas.blogspot.com

Principalmente o artigo que vou citar:

Alerta! Restauros vietnamitas!

Um pouco abaixo de Leiria tive o desprazer de encontrar estas duas Vespas em exibição proeminente ao lado da Nacional. Os sinais típicos que indicam a proveniência asiática destes "restauros" estavam lá, bem visíveis: a pintura de dois tons, os embelezadores cromados, a mistura de peças de vários modelos, as borrachas de descanso amarelas, a ausência de matrículas, etc. Em muitas comunidades scooteristas estrangeiras, o flagelo dos restauros vietnamitas é bem real e estes sinais indicadores são sobejamente conhecidos. Não comprem estas Vespas!


As probabilidades de um restauro de origem asiática ter um nível horrorosamente baixo de qualidade, e até de ser inseguro e perigoso de conduzir na estrada, são extremamente altas. Podem parecer bonitas e bem recuperadas a 5 metros de distância, mas por debaixo da pintura brilhante são um cancro mecânico e um jamboree de sucatice terceiro-mundista. O vosso pior pesadelo! Os únicos restauros asiáticos que se distinguem com qualidade semelhante à Ocidental são os do ScootRS. Quase tudo o resto é de evitar como a peste.


Os "Viet bodge" (sucatices Viet) são Vespas (e Lambrettas) italianas importadas para países asiáticos, normalmente o Vietnam, nos anos 50 e 60 quando foram vendidas novas. Durante décadas foram abusadas como veículos de carga e trabalho nas piores condições imagináveis, sendo mantidas a trabalhar graças a sucatices verdadeiramente horripilantes. Quando já deram tudo o que tinham para dar e mais ainda, são decapadas à mão, duas ou três porções de quadros diferentes são soldadas umas às outras no chão de uma oficina suja por um gajo descalço de cócoras, toda a chapa é coberta com uma camada espessa de betume para esconder os defeitos e as soldaduras, o motor que estiver no topo da pilha é ressuscitado com peças completamente gastas e perigosas, e tudo é finalizado com uma pintura nos tons da moda e com montes de acessórios brilhantes e borrachas coloridas.


Era apenas uma questão de tempo até algum comerciante mais empreendedor mandar vir algumas no contentor para Portugal e aproveitar a moda e a elevada procura. Cabe a todos vocês espalharem o aviso acerca dos restauros vietnamitas. Não comprem estas Vespas! "Mas são tão bonitas, e não podem ser assim tão mal restauradas!". Para terem uma ideia do que vos espera se adquirirem um destes poios polidos, peguem em 3000 euros em notas de 100, queimem-nas e peçam a alguém para vos dar um pontapé nos tomates com muita força. É ainda pior do que isso! Eu avisei.
Fonte: Horta das Vespas

Mais informações aqui: Asian restorations

Para quem perceber alguma coisa disto, fica mais um:

- FOtos

Fica o aviso para ninguém ser levado! :)
 

Henrique Castro

Clássico
Boas....

Site util. Pode-se aprender muito.
Já tem uns anos.....mas os protagonistas que lá aparecem ainda gostam de Vespas, principalmente o "Mexe e Kita "......

Cpts

HC
 

Mike Silva

O aprendiz
Eu sou suspeito de falar, porque pertenco ao VCL e ainda por cima soldei "Meia Vespa" a um Carocha.

Mas um conhecedor e capaz de identificar prontamente esses "abortos". Uma coisa boa nas motos, e que elas " nao mentem". qualquer coisa menos direita, dao logo sinal na conducao.

E depende do preco. Se eu tiver uma Lambretta em casa que precise de pecas, e se me pedirem um valor aceitavel em vez dos "quatrocentos contos" que andam por ai a pedir, e que de para eu de duas fazer uma, nao vejo porque nao.

Mas de facto, nao e para todos, nao e nao senhor. Fica o aviso para os menos experientes...
 

Joao Rodrigues

Clássico
Mike Silva disse:
Eu sou suspeito de falar, porque pertenco ao VCL e ainda por cima soldei "Meia Vespa" a um Carocha.

Mas um conhecedor e capaz de identificar prontamente esses "abortos". Uma coisa boa nas motos, e que elas " nao mentem". qualquer coisa menos direita, dao logo sinal na conducao.

E depende do preco. Se eu tiver uma Lambretta em casa que precise de pecas, e se me pedirem um valor aceitavel em vez dos "quatrocentos contos" que andam por ai a pedir, e que de para eu de duas fazer uma, nao vejo porque nao.

Mas de facto, nao e para todos, nao e nao senhor. Fica o aviso para os menos experientes...
As de restauro asiático tem mesmo muito bom aspecto! Eu já estive a ver uma e só não a trouxe porque estava acima daquilo que quero dar! Felizmente!:cool:

Por vezes o sonho de ter uma vespa e o aspecto "giro" que estas têm podem ser a ruina de muitos!
 
Topo