Um clássico uma marca - Renault 4

Produção:
► 1961 – 1993

Tipos de Carroçaria:
► 5 Portas - HatcBack
► 3 Portas – Furgão
► 2 Portas – Pick-up

Motores:
► 750cc
► 845cc
► 956cc
► 1108cc
► 1300cc

Transmissão:
► 3 Velocidades manual
► 4 Velocidades manual

Antecessor:
► Renault 4CV

Successor:
► Renault Kangoo

Versões:
► TL
► GTL
► GTL 4x4

História:
Em 1947, a Renault lançou o modelo 4CV, um carro de gama baixa, com um pequeno motor traseiro de 750cc. Em meados dos anos 60 vendeu-se mais de um milhão de exemplares do Renault 4CV e o seu sucessor, o Dauphine não preencheu as expectativas apesar de ser ter vendido muito bem.

Pierre Dreyfus, (presidente da Renault na altura) analisou o panorama e fez um pedido “Quero um carro totalmente diferente, cómodo, que sirva para tudo o tipo de oficio, com uma quinta porta traseira, que satisfaça a todos que não tenham muito recursos. Necessito um veiculo que seja como um Blue Jean, totalmente versátil, para toda a ocasião e que não passe de moda…”

O projecto solicitou que o presidente da empresa, exige-se de imediato estas definições: Tracção dianteira para ter um piso plano, barras de torção para não ocupar espaço da carroçaria com molas, o que foi um grande desafio técnico, porque ele se sentiu muito vulnerável e revelou ser a sua peça mais forte. O motor do 4CV que era conhecido, suportou a adaptação. Trabalhou-se arduamente nas juntas homosineticas dos eixos que eram um problema técnico do projecto e assim se foi formando o protótipo que foi autorizado em 1958, com uma caixa de três velocidades.

Em 28 de Agosto de 1961 Dreyfus convocou a imprensa francesa que comentaram favoravelmente, "um carro que perdoa tudo", intitulado L'Equipe. As provas num campo aberto acabaram por convencer os cépticos.

Depois disso, 200 R4 brancas, estacionaram em frente do Palácio Chaillot, com a Torre Eiffel como fundo, desde do dia 4 de Outubro desse ano toda a população de Paris se precipitava para ver o carro e fazer um test-drive, pois a grande novidade é que qualquer pessoa podia conduzi-lo gratuitamente. Logo no salão do automóvel de Paris as exibições acabaram de lançar o automóvel que obteve mais êxito na historia de França

O Renault 4 começou a sua história no mundo automóvel com um motor de 850cc. Arma de trabalho, companheiro de férias, missioneiro em África, camelo no deserto do Sahara e aristocrático em Paris, Londres ou Roma, o Renault 4 não se deteve, em Março de 1964 celebrou-se os 500.000 exemplares, em Fevereiro de 1966 o primeiro milhão, em Dezembro de 1977, cinco milhões, em 1986 para a sua boda de prata, cantaram-lhe 7.5 milhões de “Feliz aniversário”

A 4L terminou a sua produção em 1993 com mais de 8.125.000 de exemplares matriculados, sendo um dos veículos mais vendidos a nível mundial

Em Portugal a 4L trabalhou ao serviço do Estado Português, dos CTT, Policia e entre outros, hoje ainda podemos ver muitas ao serviço do estado Português e não só.

Galeria:




















 

Eduardo Flôr

Clássico
Fiz muitas viagens numa 4l quando era mais novo.lembro-me que uma vez ficamos presos numa ravina,porque o meu pai quis por a prova o ditado no qual a 4l nunca ficava presa em nenhum lado,se não fossem os bombeiros ainda la estavamos hj.
Bons momentos,boas recordações.
 

Ruben Frutuoso

Clássico
a minha e de 1986 e tem 1108cc hehe.... e uma grande bomba, e agora ando a juntar € para a restaurar, esta um pouco dificil :S
 

Ruben Frutuoso

Clássico
Daniel Pericão disse:
Produção:
► 1961 – 1993

Tipos de Carroçaria:
► 5 Portas - HatcBack
► 3 Portas – Furgão
► 2 Portas – Pick-up

Motores:
► 750cc
► 845cc
► 956cc
► 1108cc
► 1300cc

Transmissão:
► 3 Velocidades manual
► 4 Velocidades manual

Antecessor:
► Renault 4CV

Successor:
► Renault Kangoo

Versões:
► TL
► GTL
► GTL 4x4

História:
Em 1947, a Renault lançou o modelo 4CV, um carro de gama baixa, com um pequeno motor traseiro de 750cc. Em meados dos anos 60 vendeu-se mais de um milhão de exemplares do Renault 4CV e o seu sucessor, o Dauphine não preencheu as expectativas apesar de ser ter vendido muito bem.

Pierre Dreyfus, (presidente da Renault na altura) analisou o panorama e fez um pedido “Quero um carro totalmente diferente, cómodo, que sirva para tudo o tipo de oficio, com uma quinta porta traseira, que satisfaça a todos que não tenham muito recursos. Necessito um veiculo que seja como um Blue Jean, totalmente versátil, para toda a ocasião e que não passe de moda…”

O projecto solicitou que o presidente da empresa, exige-se de imediato estas definições: Tracção dianteira para ter um piso plano, barras de torção para não ocupar espaço da carroçaria com molas, o que foi um grande desafio técnico, porque ele se sentiu muito vulnerável e revelou ser a sua peça mais forte. O motor do 4CV que era conhecido, suportou a adaptação. Trabalhou-se arduamente nas juntas homosineticas dos eixos que eram um problema técnico do projecto e assim se foi formando o protótipo que foi autorizado em 1958, com uma caixa de três velocidades.

Em 28 de Agosto de 1961 Dreyfus convocou a imprensa francesa que comentaram favoravelmente, "um carro que perdoa tudo", intitulado L'Equipe. As provas num campo aberto acabaram por convencer os cépticos.

Depois disso, 200 R4 brancas, estacionaram em frente do Palácio Chaillot, com a Torre Eiffel como fundo, desde do dia 4 de Outubro desse ano toda a população de Paris se precipitava para ver o carro e fazer um test-drive, pois a grande novidade é que qualquer pessoa podia conduzi-lo gratuitamente. Logo no salão do automóvel de Paris as exibições acabaram de lançar o automóvel que obteve mais êxito na historia de França

O Renault 4 começou a sua história no mundo automóvel com um motor de 850cc. Arma de trabalho, companheiro de férias, missioneiro em África, camelo no deserto do Sahara e aristocrático em Paris, Londres ou Roma, o Renault 4 não se deteve, em Março de 1964 celebrou-se os 500.000 exemplares, em Fevereiro de 1966 o primeiro milhão, em Dezembro de 1977, cinco milhões, em 1986 para a sua boda de prata, cantaram-lhe 7.5 milhões de “Feliz aniversário”

A 4L terminou a sua produção em 1993 com mais de 8.125.000 de exemplares matriculados, sendo um dos veículos mais vendidos a nível mundial

Em Portugal a 4L trabalhou ao serviço do Estado Português, dos CTT, Policia e entre outros, hoje ainda podemos ver muitas ao serviço do estado Português e não só.

Galeria:






















parabens pelo post ;)
 
J

Jorge Aguiar

Guest
Daniel Pericão, hoje tens direito a que diga o nome todo:DD
Bom trabalho!!! :feliz::feliz:
Meus caros amigos, que mais vos posso dizer?? :huh:
Foi, é e será um carro de sucesso, digam o que disserem:cool:
Renault 4 Gtl forever;)
 

Anexos

Carlos Jorge Sol Teixeira

CorollaMania
Portalista
Jorge de Aguiar disse:
Daniel Pericão, hoje tens direito a que diga o nome todo:DD
Bom trabalho!!! :feliz::feliz:
Meus caros amigos, que mais vos posso dizer?? :huh:
Foi, é e será um carro de sucesso, digam o que disserem:cool:
Renault 4 Gtl forever;)
:DD:DDagora danou-se :D :D :D
 
J

Jorge Aguiar

Guest
Germano Silva disse:
Aqui fica uma 4l (amarela), para quem quiser montar...

Está com muito estilo... ;)

Mano, já vieste tarde já tenho uma...;)
 
Topo