Rover Rover SD1 2600 - 1981

Apesar da minha ausência, os tópicos mais antigos demonstram que não há qualquer segredo na minha "queda" pelos britânicos... E Japoneses. Com o passar do tempo, e com os milhares de kms feitos em carros de terras de sua majestade desde que tirei a carta, mesmo com o peso da má fama que alguns deles detêm, a paixão pelos britânicos conseguiu deixar adormecido qualquer outro "fetiche" que pudesse ter. :p

Portanto, desde Agosto de 2011, altura em que tirei a carta, até Setembro de 2017, os inquilinos cá de casa da mal amada Rover passaram de 2 para 7, tendo passado, não incluindo outro cuja estadia foi só de um ano e pouco.

No entanto, todos eles eram plásticos, e já começava a fazer falta algo mais... Clássico. :p

Um pequeno enquadramento para o candidato seleccionado:

Primeiro, tenho que começar por dizer que há dois grandes culpados nisto tudo.

Começando pelo fim dos anos 80, altura em que o meu pai tinha este menino em casa:



Menino esse que viu este cenário por duas vezes:



E que cenário é este? Pois bem, é a entrada da maternidade em que tanto eu como o meu irmão nascemos, e em que a deslocação até casa foi feita neste magnífico SD1.

Porém, aquando da vinda para Portugal, o 2600 foi um dos carros que o meu pai teve que deixar por lá. Sempre soube que houve uma boa dose de arrependimento, e lembro-me perfeitamente de ter perguntado, quando era miúdo, qual tinha sido o melhor carro que alguma vez teve (na altura o Concerto era muito recente lá em casa, e esperava que a resposta seria precisamente essa... Ou, no limite, o 1800SSS. Mal eu sabia o que era um Rover na altura, para além do 213 do meu avô (agora meu :p ), que eu considerava ser um carro de velho). E a resposta foi, sem hesitar: um 2600 branco que tive na África do Sul.

Muito mais recentemente, a vontade de voltar a ter um aumentou, o que nos remonta para o segundo culpado:



O 3500 de um grande amigo que, com as suas passagens ocasionais cá por casa, reacendeu a chama dos SD1 no meu pai.

Entretanto escapou-se um negócio, e surgiu este. Foi até o meu pai que me alertou para o anúncio, dizendo-me para procurar os Rover abaixo de 500€ no OLX. Quando vi o anúncio, de um 2600 por 400€, ele só me disse: "Agora deixa escapar este também." :lol:

Tínhamos apenas uma foto assim no anúncio:



No próprio dia, contactei o vendedor, e no dia seguinte, a meio da tarde, tentei combinar com ele uma visita.Ele disse que poderia ser no próprio dia, porque no seguinte teria que voltar para a América, onde estava de momento, razão pela qual o preço voltaria a aumentar, uma vez que o queria vender enquanto estivesse cá.

Foi assim que arrancámos rumo ao Barreiro para o ver. Era já de noite, por volta das 22h, quando lá chegámos. Tendo o vendedor nos deixado à vontade, e depois de uma inspecção, o que observámos foi uma base sólida, com bastantes problemas por resolver, ferrugens aqui e acolá, mas tirando um ponto mais agressivo, nada de crítico. Tinha o canhão da ignição partido, não se sabia da chave, não tinha bateria, tinha os pneus em baixo, e por isso não o tentámos sequer por a trabalhar. Mas tinha-nos sido informado que o motor estava a trabalhar lindamente. Entretanto, o preço ainda foi ligeiramente negociado. :p


O meu pai só disse "Tu é que decides", deixando-me sozinho com o vendedor enquanto foi ao carro buscar qualquer coisa. E quando voltou, trouxe essa "qualquer coisa"... Que foi o pagamento do carro. :lol:

Na falta das chaves, o que veio connosco foram as tampas das rodas. :lol:



Na volta das férias que passei no Alentejo, na primeira semana de Setembro, fui tratar do transporte para a nova casa.

Foi a primeira vez que o vi à luz do sol, e apesar de não esconder minimamente a passagem dos anos, e toda a exposição ao sol que teve... Só tive uma reacção: :love: :love:




Passados uns dias...




Algo que me espantou na altura foi o motor. Nem uma baba, óleo limpo e a nível, anticongelante limpo e a nível... :eek: :eek:







Claro que os trabalhos, ainda que realizados de acordo com o tempo disponível, começaram de imediato. :p



Aqui pode-se verificar os efeitos dos 36 anos e da exposição solar:



Os interiores desmontados para limpeza e eliminação do forte odor... Menos bom.









E claro, a curiosidade em ouvir os 6 cilindros a roncar era muita... Mas as primeiras tentativas não foram as melhores :p

Como a gasolina no depósito estava podre e o tubo que vem do bocal estava roto, a alimentação do motor foi feita com uma bomba eléctrica provisória e um jerrican de gasolina. O depósito foi removido e limpo, e a bomba de gasolina do SD1 foi testada (e estava tudo OK :D ).

[youtube]
Mas eventualmente...

[youtube]
[youtube]
[youtube]
Entretanto foram realizados mais trabalhos, e chegaram algumas encomendas para que ainda dê para desfrutar um pouco dele antes do seu internamento para tratar dos ossos e da cosmética :D
 

Renato Martinho

Portalista
Portalista
Parabéns pela compra!

Gosto bastante das linhas deste Rover, parecem ser algo raros por cá e certamente estão em crescente valorização.
Deve ter sido uma sensação fantástica quando o puseram a trabalhar novamente :D

Bons trabalhos,
Abraço
 
Topo