Toyota Restauro KE20 de 1971, fase 1 modelo A

Edgar.Guerra

Portalista
Premium
Portalista
Eu não descosi nada, todos as peças que dão para sair tirei fora, as que estão cosidas não tirei. As peças da fotos saiem facilmente manipulando as fitas.

mergulhei tudo em vinagre, mais tarde vou colocar também as fitas, já vi que é uma excelente técnica para tirar cheiros de tecidos. Nos final lavo o tecido para me livrar do vinagre.

as peças metálicas estou a limpar com
cuidado com lã de aço super fina (00000), o resultado é impressionante só com 48 de vinagre. Para limpar estou a usar WD40 e mistolin, para evitar risco e tirar sujidade mais encardida. Estou a limpar e a deixar em vinagre para ir removendo a ferrugem. Eu logo meto fotos, o processo ainda está a decorrer.

para terminar vou polir tudo e montar :)
Já vi que fui burro, de facto eu também podia ter tirado essas peças das fitas.
Em vez disso, andei a "banhar" com ácido fosfórico e a raspar bem a ferrugem, que era muita. Não saiu tudo, mas quase tudo. Depois pintei com hammerite preta. Está a secar.
O fecho propriamente dito estava muito bom, não o teria desmontado. Mas os apoios estavam de facto bem maus.
 
Já vi que fui burro, de facto eu também podia ter tirado essas peças das fitas.
Em vez disso, andei a "banhar" com ácido fosfórico e a raspar bem a ferrugem, que era muita. Não saiu tudo, mas quase tudo. Depois pintei com hammerite preta. Está a secar.
O fecho propriamente dito estava muito bom, não o teria desmontado. Mas os apoios estavam de facto bem maus.
Num primeiro instante também não vi logo como desmontar, mas depois lá me deu a luz....

o meus tinham ferrugem em quase todas as peças, mas as piores eram estas que deram para desmontar. É engraçado que agora que saiu a ferrugem tenho mesmo picos nas peças, o que mostra que a ferrugem já estava bem funda. Mas vão ficar bem e com bom aspecto. Até ficou meio engraçado... (sim estou a motivar me)

Eu usei vinagre porque tive medo que outros produtos atacassem os plásticos, ainda tentei demonstrar mas não arrisquei partir a pala preta...

essa ideia de pintar é top, o meu conjunto não está completo, falta me a tampa preta que cobre os apoios superiores. Se pintar de preto disfarçava. Aplicou direto?

Qualquer das formas também procuro outro par completo em melhor estado para usar estes nos bancos traseiros e o melhor par ficam à frente.

já agora tem os autocolantes para colocar nas peças plásticas? eu não tenho e não sei bem como são....
 
Última edição:

Edgar.Guerra

Portalista
Premium
Portalista
Num primeiro instante também não vi logo como desmontar, mas depois lá me deu a luz....

o meus tinham ferrugem em quase todas as peças, mas as piores eram estas que deram para desmontar. É engraçado que agora que saiu a ferrugem tenho mesmo picos nas peças, o que mostra que a ferrugem já estava bem funda. Mas vão ficar bem e com bom aspecto. Até ficou meio engraçado... (sim estou a motivar me)

Eu usei vinagre porque tive medo que outros produtos atacassem os plásticos, ainda tentei demonstrar mas não arrisquei partir a pala preta...

essa ideia de pintar é top, o meu conjunto não está completo, falta me a tampa preta que cobre os apoios superiores. Se pintar de preto disfarçava. Aplicou direto?

Qualquer das formas também procuro outro par completo em melhor estado para usar estes nos bancos traseiros e o melhor par ficam à frente.

já agora tem os autocolantes para colocar nas peças plásticas? eu não tenho e não sei bem como são....
Eu só pintei de preto porque eles já eram pretos, exceto as peças de encaixe. Banhei com ácido fosfórico, sequei com papel e depois apliquei diretamente o hammerite. Não ficou bom porque não tinha um pincel de jeito (notam-se as pinceladas), mas como se trata apenas dos apoios e os cintos são traseiros (nem sei se os apoios ficam visíveis), não me preocupei muito.
 
Eu só pintei de preto porque eles já eram pretos, exceto as peças de encaixe. Banhei com ácido fosfórico, sequei com papel e depois apliquei diretamente o hammerite. Não ficou bom porque não tinha um pincel de jeito (notam-se as pinceladas), mas como se trata apenas dos apoios e os cintos são traseiros (nem sei se os apoios ficam visíveis), não me preocupei muito.
Os meus estavam à cor, sem pintura. Não sei se já foram algo de alguma intervenção. Já vi o seu post, e deu melhor para entender a sua empreitada....
 
Aqui está a primeira peça terminanda

Procedimento:

*48h em vinagre
*Lavar bem com água e sabão
*Secar com pano de microfibras
*Usar lá de aço (00000) com BRASSO ( tem uma embalagem com mais de 30 anos, veio de Angola com o meu avô, que esteve em serviço militar)
*Polir com microfibras
*Ainda passei um pano embebido em WD40 na mola para lubrificar

Resultado muito satisfatório, longe de prefeito mas satisfatório
 

Anexos

Última edição:
Resultado muito satisfatório mesmo. Que bom aspecto com que ficaram!

Esse polimento com lã de aço deu um aspecto impecável. :thumbs up::thumbs up:
Ficou impecável! Bem melhor que o meu...
muito obrigado pelo vosso feedback, para mim é tudo muito novo, estou a iniciar me nos restauros.

Mas não posso deixar de agradecer ao fórum como um todo, foi a leitura de inúmeros tópicos que me permitiu, juntar a informação, desenvolver o método, ganhar confiança e meter a mãos à obra...
 
Última edição:
Aqui está a primeira peça terminanda

Procedimento:

*48h em vinagre
*Lavar bem com água e sabão
*Secar com pano de microfibras
*Usar lá de aço (00000) com BRASSO ( tem uma embalagem com mais de 30 anos, veio de Angola com o meu avô, que esteve em serviço militar)
*Polir com microfibras
*Aonda passei um pano embebido em WD40 na mola para lubrificar

Resultado muito satisfatório, longe de prefeito mas satisfatório
Aqui vão as fotos do segundo elemento do par. Infelizmente o cromado deste está em pior estado não tinha tanta ferrugem, mas está, mas estragado a cromagem. Vou tentar utilizar outro produto de poluir para ver se tem mais efeito e melhorar o aspeto.


Entretanto tive um pequeno percalço, parti o freio (acho que é assim que se chama), e mal partiu desmontou-se tudo, o que me fez entender como no futuro posso demonstrar e mandar cromar tudo.

Assim sendo aqui vão os passos:

* remover o freio
* lubrificar o veio com WD40, extremidades.
* com algo fino empurrar o veio e tudo se desmonta.

para montar,

* ter cuidado que a mola precisa de ficar em pressão para atuar. Apontar todas as peças e com alicate de pontas roda o veio no sentido horário até encaixar tudo na peça metálica principal. Como usamos previamente o WD40 entra com relativa facilidade. O rasgo do veio deve ficar para cima (ver foto).

Próximo passo comprar um freio para substituir o partido....

IMG_4237.JPG IMG_4236.JPG IMG_4235.JPG IMG_4238.JPG
 
Última edição:

Edgar.Guerra

Portalista
Premium
Portalista
Se tiras a peça do vinagre, ela oxida logo.
A minha sugestão é usares ácido fosfórico (vendido como removedor de ferrugem).
E mesmo esse acaba por oxidar também, embora demore muito mais tempo.
 
Se tiras a peça do vinagre, ela oxida logo.
A minha sugestão é usares ácido fosfórico (vendido como removedor de ferrugem).
E mesmo esse acaba por oxidar também, embora demore muito mais tempo.
pensei que o brasso me ia proteger, tenho que arranjar um produto que isole digamos o cromado. Acho que o polidor do autosol faz isso. Mas nestes dias não está fácil arranjar material...
 
Como se pode ver nas minha fotos eu tenho os plásticos do tablier muito empenados, não estão partidos mas estão empenados. Sei que é muito comum, já cheguei a comprei uns que na boa verdade estando menos também o estão. Alguém já se aventurou a desempenar este material?

Lembrei que se os deforma-se com uma tabula e grampos e os levasse ao forma (50-80 graus) talvez os consegui-se recuperar, que acham vocês que têm mais experiência?

32C1E5DD-0472-4CC9-825C-1A9ACA2866EC.jpeg
 
Última edição:

Diogo Guerreiro

YoungTimer
Como se pode ver nas minha fotos eu tenho os plásticos do tablier muito empenados, não estão partidos mas estão empenados. Sei que é muito comum, já cheguei a comprei uns que na boa verdade estando menos também o estão. Alguém já se aventurou a desempenar este material?

Lembrei que se os deforma-se com uma tabula e grampos e os levasse ao forma (50-80 graus) talvez os consegui-se recuperar, que acham vocês que têm mais experiência?

Ver anexo 1165640
Cheguei a desempenar uns de um amigo quase como referiste ai mas em vez de forno foi com uma pistola de calor. Fiz uma especie de torno em madeira com duas porcas cravadas numa das tábuas e na outra duas porcas freiadas com anilhas para apertar e desapertar tipo torno mesmo. Depois à medida que ia dando calor ia apertando até ganhar a forma.
 
Cheguei a desempenar uns de um amigo quase como referiste ai mas em vez de forno foi com uma pistola de calor. Fiz uma especie de torno em madeira com duas porcas cravadas numa das tábuas e na outra duas porcas freiadas com anilhas para apertar e desapertar tipo torno mesmo. Depois à medida que ia dando calor ia apertando até ganhar a forma.
muito obrigado pelo feedback. Mas consegui resultados interessantes?? Eu pensei no forno para o calor ser mais homogéneo.Que espessuras de tábua usou??deixou arrefecer à temperatura ambiente e só depois demonstrou o “torno”?

tenho que testar numa das peças que comprei :)
 

Diogo Guerreiro

YoungTimer
muito obrigado pelo feedback. Mas consegui resultados interessantes?? Eu pensei no forno para o calor ser mais homogéneo.Que espessuras de tábua usou??deixou arrefecer à temperatura ambiente e só depois demonstrou o “torno”?

tenho que testar numa das peças que comprei :)
Sim, os plásticos ficaram completamente direitos. A pistola de calor se for aplicada um pouco mais afastada e mais no centro do plástico tem o mesmo efeito, acaba por abranger a área toda. As tábuas foi o que havia à mão, acho que nem era iguais mesmo, uma tinha 2cm e a outra um pouco mais mas o que interessa é verificar se realmente são direitas. Arrefeceu à temperatura ambiente e tirei o torno. Houve um plástico que tivemos que repetir não sei bem porque mas penso que tenha sido por levar pouco calor.
 
Topo