Restauro fiat 600 1971

Ora viva, a pedido de várias familias ali "na minha garagem"..


Pois é... quando pensei que o meu destino era livrar-me de tudo o que me relacionasse com Fiat's 600, depois de já ter tido 3, eis que surge outro, que eu á já muito tempo conhecia abandonado.. e assim foi.. lá me meti em mais uma alhada das grandes..





..cá está ele após menos de 1 semana de negociações..:huh:



E depois de uma limpezazita:







E quem disser que está todo podre e n tem ponta por onde se lhe pegue, é alguém sem coração:D




Amanhã posto o que tenho feito nele nestes ultimos dias, senão a malta farta-se rápido da "série" :)
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Portalista
Ah grande máquina!

Um dia tenho de voltar a ter um, fiquei com imensas saudades!

Restaurar isso é fácil. É tão pequeno, até podes metê-lo numa tina com soda cáustica, fica limpinho num fósforo! :D

Boa sorte com o restauro, aguardamos os próximos episódios da "novela"... :D

Um abraço!
 
Ora bem.. desde já um obrigado a todos pelos comentários,

Seguindo..

O ex-dono do charutinho era o rei do som dos anos 70, tinha lá uns cartuchos do roberto carlos :D

Entretanto encontrei uns items engraçados, tipicos dos anos 70 :)

Um termómetro com íman para o tablier... uma espécie de contador, também para o tablier, parece-me que para fazer médias de consumos em km's.. Ainda encontrei um daqueles ímans para colocar as tipicas fotos de familia com a palavra "PRUDÊNCIA" no meio.. tudo isto pecinhas dignas da arqueologia automóvel, que achei piada por serem mesmo típicas :D

Num sitio onde n estava á espera, encontrei ainda uma placa daquelas onde se gravava o nome e morada do dono do carro.... dentro do pilar do vidro da frente!! Só estava alcançável porque o pilar apodreceu e consegue-se pôr os dedos!


E ainda dá luz eheh:D



 
Isto de desmontar carros tem sempre surpresas casetes do roberto carlos e tudo e moedas de escudo nao encontras-te ontem a desmontar o meu ke20 para peças dentro da sofagem encontrei 105escudos! mais algumas e ja da para o restauro ou nao!
 
Ora boa tarde! :)

Ontem á tarde desmontei o resguardo da frente, está um bocado maltratado, mas a zona da suspensão da frente está relativamente "saudável", descobri entretanto uns betumes na traseira, onde já esperava encontrar uns podrecos por baixo.. já se sabe. As portas também têem um sitio ou outro que precisam de atenção, mas nada de muito grave e que não se resolva.

Não comecei a avançar com a "limpeza" da chapa pois o berbequim cá de casa avariou..

Entretanto meti-lhe um capôt em bom estado, visto que o dele já pouco sobrava daquilo.. e já tenho embaladeiras para lhe colocar :)



O tejadilho já tenho também alguém que me vai ceder um em bom estado :)

Aqui está ele a descansar num telheiro construido á pressa, na altura em que comprei o meu 1º 600.. entretanto é o 4º que ali fica abrigado hehehe



O estado dos pisos.. para o que é costume neles, estão bem bons!;)
 
Ricardo Cunha Carreiras disse:
muito trabalho pela frente!
E o seu, quando começa?
Este ainda agora lhe peguei e em julho quero mandá-lo para a chapa..:D

Devo acrescentar ainda que neste restauro não seguirei o "religiosamente" original.


Ainda não estou decidido pois é muito cedo para dar certezas, mas possivelmente este carrito será vermelho ou preto, irá ter umas jantes de 13 polegadas que já aqui tenho em casa e o interior não vai ficar de origem...sei que vão aqui cair comentários do tipo "não faças isso", "é um crime" etc... mas já o fiz uma vez e fartei-me um bocado do carro á custa disso, acho que sobretudo os carros devem ser como nós os idealizamos.. eu idealizo o meu fiat 600 vermelhinho com jantes pretas, aba polida e cromados no carro onde se possam ter, sem exageros de "tunisses";) Com o essencial para o tornar diferente e ao meu gosto ;)
Tenho também em mente uns travõezecos de disco á frente, mas isto já é tudo especulação.

Espero conseguir prosseguir com este projecto e se o conseguir, espero poder agradar com o que foi feito.:feliz:

Tenho esperança que os adeptos da originalidade aqui do fórum compreendam.;)
 

ze miguel silva

Zé Miguel Silva
Luís Pedro Rodrigues disse:
E o seu, quando começa?
Este ainda agora lhe peguei e em julho quero mandá-lo para a chapa..:D

Devo acrescentar ainda que neste restauro não seguirei o "religiosamente" original.


Ainda não estou decidido pois é muito cedo para dar certezas, mas possivelmente este carrito será vermelho ou preto, irá ter umas jantes de 13 polegadas que já aqui tenho em casa e o interior não vai ficar de origem...sei que vão aqui cair comentários do tipo "não faças isso", "é um crime" etc... mas já o fiz uma vez e fartei-me um bocado do carro á custa disso, acho que sobretudo os carros devem ser como nós os idealizamos.. eu idealizo o meu fiat 600 vermelhinho com jantes pretas, aba polida e cromados no carro onde se possam ter, sem exageros de "tunisses";) Com o essencial para o tornar diferente e ao meu gosto ;)
Tenho também em mente uns travõezecos de disco á frente, mas isto já é tudo especulação.

Espero conseguir prosseguir com este projecto e se o conseguir, espero poder agradar com o que foi feito.:feliz:

Tenho esperança que os adeptos da originalidade aqui do fórum compreendam.;)

ao menos é sempre um 600 que é salvo..


vais ficar com ele, ou vai ser para vender?
 

Eduardo Relvas

fiat124sport
Portalista
Luís Pedro Rodrigues disse:
(...)Devo acrescentar ainda que neste restauro não seguirei o "religiosamente" original. Ainda não estou decidido pois é muito cedo para dar certezas, mas possivelmente este carrito será vermelho ou preto, irá ter umas jantes de 13 polegadas que já aqui tenho em casa e o interior não vai ficar de origem...sei que vão aqui cair comentários do tipo "não faças isso", "é um crime" etc... mas já o fiz uma vez e fartei-me um bocado do carro á custa disso, acho que sobretudo os carros devem ser como nós os idealizamos.. (...)
Olá Luís,

Fazes tu muito bem, eu sempre disse que as coisas só devem ser tão originais quanto nós quisermos, afinal o carro deve reflectir o gosto do dono. Obviamente há limites e o bom gosto é discutível, mas desde que se respeite a época em que o carro foi feito, há modificações que valem a pena. E há para aí tanto picuínhas a restaurá-los ao parafuso que também não é o nosso que vai ser o padrão.

Além disso há modificações que não precisam de ser visíveis, como a ignição electrónica e os faróis de halogéneo, que facilitam imenso a utilização do carro, que é afinal o propósito que eles devem servir. Quantas vezes já eu vi pessoas a restaurar o carro ao pormenor e depois não acham piada ao carro e acabam por se aborrecer...

Eu quando voltar a ter um 600 é para seguir e ampliar a receita do último que tive: travões de disco às 4, motor de 127 "envenenado", alternador, radiador com ventoínha eléctrica, etc.

Ainda não me decidi se é isso ou um 850 Coupé, para fazer em réplica do OT2000... um dos dois há-de ser... mas neste momento pendo mais para o lado do 850.

Um abraço e força nisso!
 
Topo