Quem anda de clássico todos os dias?

João Pereira Bento

128coupe
Portalista
Já me vieram pedir satisfações sobre a foto do Datsun, ao que parece quem estava com ele é amigo de um tal Nuno Granja no Facebook e meu amigo. :) Vinham de Lisboa com o carro, acabado de comprar.
 

Rui Durão

Portalista
Portalista
Com a qualidade que faz um tipo voltar sempre para ler, e com o bónus de trazer dois belos Saab 900... (o outro é um Vectra, recuso-me a elogiar...)
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor


Junho
Um mês calmo com duas boas noticias e uma pequena desilusão.
Pouco mais de 200.00eur de despesas, um Lisboa, Porto, Lisboa, trabalho, surf e outras rotinas.
Fora da rotina uma avioneta e pouco mais, mas vamos aos detalhes.


ZER em Modo Five | Fase I
No início do mês o Audi Coupé assegurou o grosso das deslocações na ZER.
Trabalho, piscina, surf, vida social e familiar sem ouvir a batida, cada saída é um prazer, no entanto por causa do ar condicionado, quando o calor apertou o Golf entrou ao serviço.









Choco e choque com avião
Num dos primeiros fins de semana de Junho fomos a Setúbal ver a exposição de uma amiga e aproveitamos para fazer a prova do famoso choco, que andávamos a adiar há muito. A família concordou ir no Audi Coupé e lá fomos pela A2 numa viagem sem histórias. Como ainda não sabia a origem da batida, por precaução fui abaixo dos limites legais. Gostamos da exposição, o choco estava ao nível da lenda e ainda demos uma volta pela baixa da cidade.
Quando fui buscar o Coupé para regressarmos, o local de estacionamento estava colorido;



Memory lane;
Há muitos anos que não ia à baixa de Setúbal, que durante muito tempo era para quem descia a Costa Vicentina, o último lugar para meter gasolina e abastecer de víveres antes de Sines. Era um lugar estranho e um pouco mal-amanhado onde só ia por necessidade. A diferença para melhor é notória. Passagem de Setúbal para Tróia esses tempos;


A Comporta era assim;


Saímos já tarde e para evitar o trânsito de domingo na Ponte, viemos pela Vasco da Gama mas pouco depois o trânsito estava parado.
Pensamos que seria o regresso do Algarve e já nos estávamos a preparar para uma seca e tal, quando de repente…
Fora do aeroporto nunca tinha visto um avião tão perto ;



Posteriormente li que o piloto se esqueceu de encher o depósito e só por muita por sorte não houve consequências de maior. Ele há dias de sorte.
O resto da viagem correu bem com a Joana a fazer a reportagem;




Porto em Modo Five
A meio do mês passei uns dias no Porto, como é hábito vim de noite pela EN1 a partir de Aveiras.
Por causa da batida vim a um ritmo mais calmo do que o costume, mas não deixou de ser uma viagem interessante, pelo contrário, depois da revisão geral o carro está um luxo. Antes de jantar a verificação dos níveis da praxe com nada a acrescentar;




O Coupé como viatura de serviço na zona do Porto, sempre impec e a proporcionar um enorme prazer ao olho e ao pé.
Entre um ou outro compromisso ainda partilhou a garagem dos papás;







ENI Lubes
Entre 2007 e 2017 fui responsável pela comunicação do representante da ENI em Portugal e nesse período tive sempre direito a lubrificantes em condições especiais.
Mantenho uma excelente relação com o cliente com o qual continuo a colaborar esporadicamente, mantendo também as condições de fornecimento de lubrificantes para a frota, com os quais estou plenamente satisfeito, por isso durante a estadia no Porto fui a Ovar levantar a encomenda anual e para descontrair no regresso vim pela EN109;




Boas noticias 1
No último dia tive uma reunião ao inicio da tarde na Marina de Gaia onde vi uma bandeira curiosa e depois passei no Alberto Silva para começar a tratar da compra da da bicicleta que irá substituir a que os amigos do alheio levaram;




A meio da tarde arranco para Vila Verde tentando manter o carro quente de forma a poderem detetar a origem da batida;





Na portagem da A3 em Braga ainda bateu duas ou três vezes, mas quando chego a Vila Verde, nada.
Pedem para deixar o carro a trabalhar, um mecânico manteve o motor nas 4000/5000rpm durante uns largos minutos, enquanto o Lima (o mecânico que já detetou os problemas da injecção e reparou o ar condicionado da C3) estava à espreita com um estetoscópio. Desaceleram e pimba o "…tac….tac…tac" que logo desaparece;




Nova tentativa e mais uma até que Bingo! Localizam a batida neste compressor de auxilio ao sistema da vácuo (foto tirada da web);


Tac Tac Report
A primeira vez que ouvi a batida foi em Fevereiro de 2016 quando parei para bater esta chapa a meio de um Lisboa Algarve;


Só acontecia a quente depois de uns kms de estrada a bom ritmo e nunca liguei muito. Pensava que seria uma touche (são hidráulicas) e fui deixando para uma próxima revisão, que acabou por acontecer no fim do ano passado. Entretanto as touches tinham começado a bater a frio uma vez por outra. Transmiti essa impressão ao Sr. Miguel, trocamos as touches que teriam 180.000kms (+-) e a batida manteve-se.
O Sr. Miguel mediu a pressão da bomba de óleo e tudo ok, trocou o tipo de óleo e nada. A partir dai comecei a ficar preocupado... até estse dia em Vila Verde.
Por não ser nada de interno do motor não deixou de ser uma boa noticia, o que sempre me pareceu pouco plausível, até porque o motor apesar dos 350.000kms está um doce.

Desilusão
No regresso parei na garagem e o motor do 90 que parecia igual não tem esse compressor ;)


Boas noticias 2
A C3 fez revisão (óleo, filtros ar e injeção, etc ) e inspecção.
O ar condicionado não perdeu uma grama de gaz desde o ano passado e segundo o Lima as gotas que me caíram no pé no regresso do Algarve em Agosto passado ficaram a dever-se à condensação. Como o revestimento do tubo que passa no local está ressequido, caiu uma ou outra gota.
A opção será aguentar a gota ou desmontar todo o tablier.
Feitas as contas, afinal o que é uma gota em 3 semanas com o ar condicionado ligado (férias de 2018) e temperaturas que por vezes chegaram aos 40º?
Foi feita lubrificação de rotina ao compressor.

E os travões?
Não passou de um tubo roto pela fricção causada por um outro tubo do sistema de gás, que ficou esquecido quando foi desmontado pelo meu mecânico de Valbom.
Foi chato? Foi. É grave? É. Mas…

O meu mecânico de Manuel Pereira, aqui em Vila Nova de Cerveira (2005) durante a desmontagem do GTi cujo motor está no Scirocco, trata dos meus carros desde o fim dos anos 80;

O motor que saiu deste GTi já atravessou seis países da Europa;



Para além dos kms que faço dentro de fronteiras, viajei por Espanha, França, Holanda, Bélgica, Alemanha, Luxemburgo e Itália, sempre em carros velhos mantidos e reparados pelo Manuel Pereira mais o primo.

Só para amostra; Pirinéus na VW Type II Split em 92, o Scirocco na Holanda em 2006 e em 2003 o Coupé em França no regresso de Berlin;




Resolveu muito problemas complicados, aturou-me muitos stresses, esteve sempre disponível com uma honestidade e competência sem falhas e ao fim destes anos todos posso dizer que somos amigos. Tem direito ao seu erro. Tem! Ponto!

Tentei falar com ele directamente mas estava com problemas de saúde e não foi possível.

A conta por favor
Ficou tudo por pouco mais de 200.00euros (óleo da C3 levado por mim e pastilhas do Coupé montadas em Maio incluídas), uma lavagem da C3, troco tralhas das malas e deixo o Coupé em Vila Verde;



Passo por Gaia compro mais uma embalagem de anti-congelante e vou dar a volta higiénica no Scirocco.
Um dos assuntos eu tinha para falar com o meu mecânico de Valbom seria tratar do Scirocco, mas agora terá de ficar para outras núpcias;




Regresso a casa
Jantar em casa dos papás e mais um Porto Lisboa noturno de C3 pela EN1 até Aveiras.
Trouxe uma bike com zero kms que me emprestaram, numa viagem por uma nacional mais deserta do que é habitual, um luxo;



ZER em Modo Five | Fase II
Dai até ao fim do mês o Golf andou pouco, a escala de serviço ficou quase toda a cargo da C3 e foi cumprida com distinção;










Bike de serviço
Entretanto montei na bike emprestada um monta-cargas, mais malas novas (as da bike roubada estavam a precisar de reforma…) compradas no Alberto Silva e voltei às rotinas em modo BTT;





The Last Mille
No último dia do mês o Tiago recebeu o novo cinto de Karaté. Normalmente vamos os dois de bicicleta, mas como ia a família toda fomos na C3.
Como acontece regularmente, digo "vão indo que eu fico a tirar umas fotos e vou já".
A cara metade a e Joana apanharam-me nestes preparos;

Assim?…



…e assim?



Acabou por ficar melhor esta ;)




nuno granja

 
Última edição:

Vitor Dinis Reis

Pre-War
Membro do staff
Premium
Portalista
Pensamos que seria o regresso do Algarve, já nos estávamos a preparar para uma seca e tal, quando de repente…
Fora do aeroporto nunca tinha visto um avião tão perto ;
Curioso: assisti à "aterragem" forçada. Circulava no sentido contrário a caminho de casa após um fim de semana em Lisboa. Ainda estive parado uns minutos para prestar apoio aos dois ocupantes da avioneta até chegar a viatura da concessionária da AE.
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor
Curioso: assisti à "aterragem" forçada. Circulava no sentido contrário a caminho de casa após um fim de semana em Lisboa. Ainda estive parado uns minutos para prestar apoio aos dois ocupantes da avioneta até chegar a viatura da concessionária da AE.
It´s a small world ;)


nuno granja
 

Pedro Bastos Tondela

Portalista
Portalista
Sempre que leio estes RR fico com vontade de fazer algo igual. Mas quem quero enganar........ eu que raramente actualizo os DB :D
Somos dois. Ainda vou tirando umas fotos ao carro por onde vou passando, mas depois falta me esta capacidade comunicativa de com pouco dizer muito e de uma forma muito clara como o Nuno Granja tem. Tens de compilar os DB todos num livro! ☺
 
Bom ... Em tempo seco uso a minha Vespa 50s de 1974 e vai para todo lado e estacionamento não falta. Quando chove pouco meto-me no meu tanque de guerra , mais concretamente, na minha Estrela, Mercedes 190d de 1991 ( não sei se consideram clássico ) e é só andar, quando está temporal vou num mais moderno no caso uma Volvo V50 ...avarias na Vespa e no Mercedes ...é que nem vê-las !!!
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
Extraordinário como sempre, e sempre com uns brutais apontamentos de outros tempos também ;).
Karate já tenho saudades de ver o Nuno fazer, só não tenho muitas dos dias em que se juntavam para as katas e eram tantos miúdos que a confusão era tremenda, o Nuno chegou a participar num torneio europeu em Cascais era pequeno e sem experiência veio logo para casa, no entanto esse dia fez-me recordar o karate kid :).
Tive pena que não continuasse a disciplina pelo grupo e culto por lá é sem duvidas importante.
Um forte abraço.
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor


JULHO
Um mês agitado, com histórias Qb e em que a C3 assegurou o grosso da escala de serviço.
Leram-me o futuro no líquido de refrigeraçãor da C3, o Coupé está tão bom que custa deixá-lo à espera da peça e o Scirocco continua em lista de espera.
Conheci um elemento do Portal e para não variar foi quality time.
Um Lisboa Porto Lisboa que durou uma semana e uma saltada ao Lousal (Grandola), um casamento, trabalho surf, carspotting, outras voltas e rotinas.
Nas despesas registei 140.00eur para tratar de um "abcesso", mas vamos aos detalhes;




ZER on Five. Take I
Na primeira semana do mês quase não usei carro, mas sempre que o fiz continuei passei despercebido enquanto poluia.
Já a bicicleta circulou bastante, o Tiago já vai ao barbeiro dos grandes e para espanto meu, discute futebol com o barbeiro e outros clientes;




Das Autobahn Kruiser . Take I
Passamos o primeiro fim-de-semana de Julho nas Minas do Lousal na zona Grandola.
Saímos sexta depois de jantar numa viagem sem histórias pelo A2, a chapa da praxe na ponte Vasco da Gama (a ponte põe-se a jeito), a C3 a cumprir a sua função de family wagon e digno de nota, apenas o cruzamento numa área de serviço com uma familia a viajar num R5 impec.
Quem "dá na ferrugem é assim tipo junkie”, acabadinho de entrar numa área de serviço razoavelmente concorrida e já tinha identificado quem tinha “produto”.
Pouco depois trocava umas palavras com simpático dono do R5.
Última foto tirada à chegada;





"I shot anything who moves"
Fomos com uns amigos que tem de fazer deslocações pendulares no dia-a-dia, por isso o local foi escolhido para descansarem do ”volante” e a C3 não saiu do sitio até ao regresso a casa.



Dois dias passados entre o restaurante, piscinas e visitas ao complexo Museológico das Minas que recomendo.
À falta de melhor o instinto de carspotter andava entretido com locomotivas e insectos na parede;





E eis que no domingo de manha ouvimos um zumbido a dois tempos. Uma tribo de duas rodas (havia um ou outro de 3, ou até 5…) veio visitar as minas e lá andei entretido. O difícil foi selecionar quais os veículos pelos quais me interessar;



Cada país tem a “Triton” que pode
Destaco esta “Corredora de Café”, uma autêntica Triton* Tuga, depósito, banco e “baquet” de Xf-17, travões dupla cam Casal, forqueta Tabor da Forvel Cross, tampas laterais de Macal (creio eu), escape de “alto rendimento” e por ai fora;


* As Triton talvez sejam as Cafe Racer britânicas mais famosas da “grande époque”.
Montadas com base numa mistura de peças do melhor que se fazia à época, distinguiam-se pelo uso do melhor quadro e motor britânicos (à época), o “Featherbed” da Norton e o “Vertical Twin” da Triumph, desenhado por Edward Turner. O nome deriva dessa combinação:


Das Autobahn Kruiser . Take II
Regressamos a Lisboa, pela nacional até Alcácer onde almoçamos, seguiu-se uma viagem sem histórias pela A2 e Vasco da Gama.
O AC a funcionar impec e nem uma avioneta a aterrar na faixa de rodagem para animar a tarde ;)






ZER on Five. Take II
Seguiram-se uns dias pela ZER em que a C3 entre uma passagem por Telheiras e outras voltas, transportou diversas vezes os tios da América da cara metade, que estavam hospedados na zona da Expo;






Os tios da América
Esses tios estão na América há décadas, moram a 45 minutos a norte de NY e durante as visitas da cara metade, fizeram viagens memóraveis em carros interessantes. Hei-de voltar e este tema assim que tiver acesso aos slides tirados à época. Para abrir o apetite uma foto tirada durante a projecção que o meu cunhado fez um destes dias com o material que tem andado a “escavar”. Creio que nesta, iam a caminho da Flórida, lá está o Motel e o “Gas Guzzler” da praxe ;)



Das Autobahn Kruiser . Take III
Passado o meio do mês viemos o quatro para o Porto, para um casamento e diversos compromissos profissionais.
Como os gémeos estão em férias escolares, aproveitamos para ficarem mais uns dias a carregar as baterias de mimo em casa dos avós.
Sexta, fast-food à saída Lisboa e viagem pela A1 com uma paragem higiénica já em Antuã.
Última chapa batida já em a casa dos papás







Norte em modo C3
O sábado foi passado entre preparação para o casamento, lei-se comprar o último adereço para a cara meta-de e o casamento propriamente dito que decorreu em Leça, o que permitiu bater uma ou outra chapa interessante entre os buracos do programa;





Domingo um grande almoço de família (depois do susto do início do ano estes momentos tem um sabor ainda mais especial).
À tarde uma equipa a quem dei formação lavou o carro da tia Mónica e a C3;



A cara metade regressou a Lisboa e segui-se uma semana em que a C3 cumpriu toda a escala de serviço.
Diversos compromissos profissionais entre Porto e Ovar, levar os gémeos ao cinema com as madrinhas, ou a casa dos primos, buscar o mano ao aeroporto e por ai fora;







Homegrown Sessions
Aproveitei para dar umas surfadas com os amigos de sempre. As fotos do Surf Report no FB, são a prova de que a teoria segundo a qual não devemos regressar aos locais onde fomos felizes, está errada. Na segunda, se trocássemos os carros podia ser de há 20 ou trinta anos;



Decisões
Passei 3 vezes na garagem uma com o Tiago na qual demos mais um avanço na desmontagem do 90 e em todas elas dei uma volta higiénica no Scirocco. Uma dessas voltas foi dada de noite e em vez das habituais voltas na zona da garagem, fiz uns kms valentes pela EN222 a horas pouco frequentadas. Depois de muitos kms ao leme de um paquete (não desfazendo) foi um luxo conduzir um karting outra vez e serviu para reflectir. Desde 2018 que tive uma quebra significativa de rendimentos fixos que não se notou no dia-a-dia, mas reduziu drasticamente o budget das frivolidades. Como ter carros parados ou em mau estado não é a minha praia, tenho pensado em alienar um, mas depois há estes momentos… a ver;




Juro
Pelo meio fui à Maia buscar umas jantes que o amigo Luis tinha comprado e que fiz o favor de levar para Lisboa.
Juro que não fiz de propósito e foi por puro acaso que parei nesta garagem para perguntar a direção;




Entretanto a C3
Se descontarmos o ir abaixo muito raramente tem-se portado bem, mas por um lado os pneus de trás estavam a precisar de reforma, tendo até um deles desenvolvido um “abcesso” durante a estadia no Porto, por outro aquando da ida a Grandola, fiz a habitual verificação dos níveis de dia (normalmente faço-o de noite) e notei umas manchas suspeitas a boiar no líquido de refrigeração. As temperaturas mantém-se estáveis e a perda de líquido residual, mas decidi mandar investigar. Sexta fui a Vila Verde colocar mais dois UniRoyal atrás (140.00eur) e verificar o que se passa. Chegado lá o Sr Miguel mandou analisar o líquido com um dispositivo próprio e concluiu que haverá uma passagem mínima, praticamente insignificante. Aconselhou a ir a andando e numa próxima revisão tratar disso;






Miguel Bacalhau
O Sr Miguel, dono da Auto Reparadora Miguel em Vila Verde, conhecido por Miguel Bacalhau é o “cidadão portador de deficiência” da foto, resultado de um acidente, creio que com um Simca Rally.
Indiferente a isso leva uma vida activa, gerindo a oficina e ocasionalmente participa em provas com um E30 325i Automático, aqui no fim-de-semana passado;
(Rally Perícia de Santa Ana do Monte, Vila Verde)

O carro;




Um cheirinho de Coupé
Enquanto trocavam os pneus da C3 estiquei as pernas ao Coupé na estrada que vai de Vila Verde para Ponte da Barca.
Confesso que me custou deixá-lo lá à espera de resolver o problema da batida no dispositivo de vácuo;




Das Autobahn Kruiser . Take IV
Regresso ao Porto pela A3, empacotar tudo, jantar no melhor restaurante de Gaia e mais um Porto, Lisboa pela A1, sem histórias nem escalas.
Nunca pensei que os outros pneus fossem tão maus, mesmo atrás os Uniroyal são uma melhoria significativa;



ZER on Five. Take III
Até ao fim do mês a C3 circulou pouco pela ZER e arredores.
Conheci o @Nuno Ferraz com quem tive o prazer de almoçar e mais uma vez um membro do Portal sai melhor do que a encomenda ;)





The Last Mille
Para desenjoar da C3 na recta final do mês usei bastante o Golf;









nuno granja

 
Última edição:

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Gostei, para não variar.

Adorei a foto do Audi Coupé parado na estrada, no meio das árvores. O carro esteticamente está um espectáculo.

Tens de me dizer onde é aquela garagem na Maia onde estão o VW, o Cortina e o Hillman (ainda parece ter um Mini lá pelo meio)... Por acaso não é para os lados de Águas Santas?

P.S. Temos de nos juntar para por a conversa em dia, carago.
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor
Gostei, para não variar.

Adorei a foto do Audi Coupé parado na estrada, no meio das árvores. O carro esteticamente está um espectáculo.

Tens de me dizer onde é aquela garagem na Maia onde estão o VW, o Cortina e o Hillman (ainda parece ter um Mini lá pelo meio)... Por acaso não é para os lados de Águas Santas?

P.S. Temos de nos juntar para por a conversa em dia, carago.
Pedrouços, já perto de águas Santas ;)

Em Setembro falamos ;)

Boas férias.
 

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor
Gostei, para não variar.

Adorei a foto do Audi Coupé parado na estrada, no meio das árvores. O carro esteticamente está um espectáculo.

Tens de me dizer onde é aquela garagem na Maia onde estão o VW, o Cortina e o Hillman (ainda parece ter um Mini lá pelo meio)... Por acaso não é para os lados de Águas Santas?

P.S. Temos de nos juntar para por a conversa em dia, carago.
Stand Maia?

Só vou de férias na 2ª quinzena, para o sítio do costume. Em Setembro volto à labuta.
Não me recordo do nome mas posso dar a localização.

Só poderá ser mesmo em Setembro ;)


nuno granja
 
Última edição:
Topo