Projecto 128

:D
Lançado em Maio de 1969 para substituir o já antiquado 1100 que já ia na sua quarta série com cerca de 20 anos de produção.
Esta pequena Berlina, bebeu as suas formas ao já bem testado FIAT 124, Com o dedo de Dante Giocosa a trazer com este pequeno familiar o primeiro tudo á frente da FIAT.
As soluções por ele introduzidas, são na maioria dos carros actuais ainda hoje utilizadas.
Destacava-se por um conforto apreciável proporcionado pela ausência do túnel central que lhe conferia um espaço interior invejável em relação á concorrência.
O motor de 1116 cc e 55cv ás 4900rpm mostrou uma grande elasticidade e fez dele um dos veículos familiares e citadinos de maior sucesso de sempre.
Disponível em três versões: duas portas, quatro portas e familiar de três portas.
Em 1972 são introduzidas, muito subtis, as primeiras alterações. O 128 recebe um servo freio de assistência á travagem, um alternador em vez do dínamo, são embutidos os reflectores traseiros nos farolins e uma nova grelha em plástico preto é colocada á frente. Os batentes dos pára-choques, são também retirados sendo substituídos por uma tira em plástico flexível ao longo de todo o metal.
Esta 2ª série é muitas vezes confundida com a 1ª de tão subtis que são as alterações.
São conhecidas neste ano também as versões Coupê e Rally.
O FIAT 128 está então no seu máximo com vendas mundiais extremamente lucrativas. A sua tecnologia é utilizada em Seats, Lada, jastava e outros.
É lançado também na mesma plataforma a versão Spider com o X19. Adoptando o mesmo motor com 1270cc mas de colocação central chegando mesmo a ser designado de pequeno Ferrari da FIAT.
O modelo conhece poucas alterações até 1977. É neste ano que é apresentada a 3ª série do projecto 128.
Surge o FIAT 128; FIAT 128 L, 128CL e Panorama que designava a versão familiar.
São visíveis traços de maior requinte e de influencias dos já próximos anos 80 com os plásticos a fazerem-se notar.
É colocado um friso em toda a lateral dos veículos e os pára-choques surgem em plástico/ Fibra de cor cinza.
Os interiores mais envolventes são também mais diversificados com os estofos a darem um requinte final a este modelo.
Existem agora dois motores disponíveis para animar estas carroçarias. O velhinho 1116cc de 55cv e o já conhecido 1270cc de 60cv das versões Rally e Coupê.
O FIAT 128 é produzido até Meados dos anos 80 sendo continuado fora da Europa com outras designações até aos anos 90.
Tornou-se um conceito que raramente se voltou a utilizar. Três volumes, familiar e Citadino. Foi substituído pelo FIAT Ritmo que esteve longe de alcançar o mesmo sucesso do seu antecessor
É neste momento um clássico barato, de fácil restauro, e de extrema fiabilidade, podendo inclusive ser utilizado no dia a dia sem grandes limitações, apesar dos seus quase 40 anos de existência.
 

César Novais

Clássico
lembro-me que pelas aldeias ainda se vi muitos 128 a cerca de 10 anos atras
foi sei duvida um clássico mt popular e é mt bonito na minha opinião :cool:
 

Nuno Jorge

Portalista
Portalista
Foi sem duvida a razão para a minha entrada no mundo dos classicos - 128 1100 2p 1975 -.

A 3ª serie teve inicio em 1976 e não 77, e fora de Portugal, existiu um modelo que fez o link entre a 2ª e a 3ª serie, designada por Special, com motores 1100 e 1300. As principais diferenças, são grelha dianteira com novos farois retangulares, parachoques em aço mas mais largos, e pequenas alterações de interior, tais como o velocimetro graduado em nº impares. Curiosamente os modelos nacionais de 75 montados na Somave, mantiveram o look normal da 2ª serie, mas os velocimetros tambem passaram a vir com nº impares, assim como um unico comando para a iluminação exterior e interior.

Como curiosidade, quando a VW chamou o Giugiaro para desenhar o substituto do Carocha, a base mecanica que lhe foi apresentada para vestir era um 128.
 

Anexos

Paulo Almeida

Portalista
Portalista
Luis fernando Silva disse:
:D
Lançado em Maio de 1969 para substituir o já antiquado 1100 que já ia na sua quarta série com cerca de 20 anos de produção.
Esta pequena Berlina, bebeu as suas formas ao já bem testado FIAT 124, Com o dedo de Dante Giocosa a trazer com este pequeno familiar o primeiro tudo á frente da FIAT.
As soluções por ele introduzidas, são na maioria dos carros actuais ainda hoje utilizadas.
Destacava-se por um conforto apreciável proporcionado pela ausência do túnel central que lhe conferia um espaço interior invejável em relação á concorrência.
O motor de 1116 cc e 55cv ás 4900rpm mostrou uma grande elasticidade e fez dele um dos veículos familiares e citadinos de maior sucesso de sempre.
Disponível em três versões: duas portas, quatro portas e familiar de três portas.
Em 1972 são introduzidas, muito subtis, as primeiras alterações. O 128 recebe um servo freio de assistência á travagem, um alternador em vez do dínamo, são embutidos os reflectores traseiros nos farolins e uma nova grelha em plástico preto é colocada á frente. Os batentes dos pára-choques, são também retirados sendo substituídos por uma tira em plástico flexível ao longo de todo o metal.
Esta 2ª série é muitas vezes confundida com a 1ª de tão subtis que são as alterações.
São conhecidas neste ano também as versões Coupê e Rally.
O FIAT 128 está então no seu máximo com vendas mundiais extremamente lucrativas. A sua tecnologia é utilizada em Seats, Lada, jastava e outros.
É lançado também na mesma plataforma a versão Spider com o X19. Adoptando o mesmo motor com 1270cc mas de colocação central chegando mesmo a ser designado de pequeno Ferrari da FIAT.
O modelo conhece poucas alterações até 1977. É neste ano que é apresentada a 3ª série do projecto 128.
Surge o FIAT 128; FIAT 128 L, 128CL e Panorama que designava a versão familiar.
São visíveis traços de maior requinte e de influencias dos já próximos anos 80 com os plásticos a fazerem-se notar.
É colocado um friso em toda a lateral dos veículos e os pára-choques surgem em plástico/ Fibra de cor cinza.
Os interiores mais envolventes são também mais diversificados com os estofos a darem um requinte final a este modelo.
Existem agora dois motores disponíveis para animar estas carroçarias. O velhinho 1116cc de 55cv e o já conhecido 1270cc de 60cv das versões Rally e Coupê.
O FIAT 128 é produzido até Meados dos anos 80 sendo continuado fora da Europa com outras designações até aos anos 90.
Tornou-se um conceito que raramente se voltou a utilizar. Três volumes, familiar e Citadino. Foi substituído pelo FIAT Ritmo que esteve longe de alcançar o mesmo sucesso do seu antecessor
É neste momento um clássico barato, de fácil restauro, e de extrema fiabilidade, podendo inclusive ser utilizado no dia a dia sem grandes limitações, apesar dos seus quase 40 anos de existência.
Só hoje dei conta deste tópico.:wacko:
Faltam duas informações importantissimas à cerca desta berlina fantástica:
- Foi o 1º tracção à frente da Fiat
- Foi eleito carro do ano em 1970
Como curiosidade ainda há a referir que foi escolhido por Enzo Ferrari como o seu carro do dia a dia :p
 

Paulo Almeida

Portalista
Portalista
Aqui está uma foto de época da 1ª série. Reparem nos escudetes do pára choques que foram retirados na série seguinte, bem como na grelha que seria substituida por uma identica mas em plástico ...
 

Anexos

Paulo Almeida

Portalista
Portalista
Por vários problemas com a instalação eléctrica que foi "petisco" para uns ratinhos está tudo muito atrasado. :wacko::p:(
Mas quando estiver pronto ... vai ser sempre a abrir :cool:
 
:feliz:
O meu agora está emprestado,para ajudar no restauro de outro mk1
O dono quer manter a originalidade até ao reabilitar do dinamo que tinha sido substituido.
Apreciadores de 128 e que tal para o ano juntarmos as nossas maquinas na comemoração dos 40 anos da criação do Fiat 128?
Penso que não será um modelo de menor importancia que um 500 ou 600...
 

Paulo Almeida

Portalista
Portalista
Luis fernando Silva disse:
:feliz:
Apreciadores de 128 e que tal para o ano juntarmos as nossas maquinas na comemoração dos 40 anos da criação do Fiat 128?
Penso que não será um modelo de menor importancia que um 500 ou 600...
Acompanho-o desde já nesse projecto. O restauro do meu 128 está atrasado mas conto tê-lo pronto, na pior das hipóteses, no fim deste ano.
 
Topo