Património Histórico Rodoviário Português

Muitas décadas antes dos GPS eram os marcos como o da foto que nos indicavam as distâncias e outras informações, cada vez vão sendo menos vistos e não se vai dando manutenção.

Tal como os anúncios e distância dos Km feitos de azulejos como as do "Licor Beirão", "Mabor", "Adubai com Nitrato do Chile", etc.

Um Património Histórico Rodoviário Português que vai desaparecendo fisicamente e da memória colectiva.


DSC04601 - Cópia.jpg
 
Muitas décadas antes dos GPS eram os marcos como o da foto que nos indicavam as distâncias e outras informações, cada vez vão sendo menos vistos e não se vai dando manutenção.

Tal como os anúncios e distância dos Km feitos de azulejos como as do "Licor Beirão", "Mabor", "Adubai com Nitrato do Chile", etc.

Um Património Histórico Rodoviário Português que vai desaparecendo fisicamente e da memória colectiva.


Ver anexo 1157684

Pelo interior do país ainda se vem alguns marcos. Uns ainda bem sinalizados, outros nem tanto.
É uma pena haver tanto desleixo com o nosso património :(
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
Muitas décadas antes dos GPS eram os marcos como o da foto que nos indicavam as distâncias e outras informações, cada vez vão sendo menos vistos e não se vai dando manutenção.

Tal como os anúncios e distância dos Km feitos de azulejos como as do "Licor Beirão", "Mabor", "Adubai com Nitrato do Chile", etc.

Um Património Histórico Rodoviário Português que vai desaparecendo fisicamente e da memória colectiva.


Ver anexo 1157684

Em algumas provas de regularidade (poucas felizmente) estes marcos belíssimos, já foram substituídos pelas placas em alumínio. Uma pena.
 

Samuel

Veterano
Muitas décadas antes dos GPS eram os marcos como o da foto que nos indicavam as distâncias e outras informações, cada vez vão sendo menos vistos e não se vai dando manutenção.

Tal como os anúncios e distância dos Km feitos de azulejos como as do "Licor Beirão", "Mabor", "Adubai com Nitrato do Chile", etc.

Um Património Histórico Rodoviário Português que vai desaparecendo fisicamente e da memória colectiva.


Ver anexo 1157684

Pois, infelizmente.

Não foi assim há muitos anos que eu ainda usava muito esses marcos. Em conjugação com um mapa das estradas (do ACP, por exemplo), não havia como me perder. Muitos quilómetros fiz assim.

Muitos foram substituídos apenas pelo número da estrada e, claro, muitos, desapareceram. Nuns distritos nota-se mais a preservação do que noutros.

Este tópico pode muito bem "armazenar" e chamar a atenção para estes tesouros, sobretudo os que ainda se podem salvar.

Por exemplo, os das toponímias

Ainda outro dia passei novamente aqui e vi que ainda não se perdeu a placa. (esta imagem foi da net):
VilarDeMouros.jpg
 

Artur Dinnis

Clássico
Este suposto Português não conheço!
Quem sabe mais sobre?

Parece que sim e por aqui já se falou nisso
 

José_Braga

Pre-War
Premium
Portalista
Neste mês de Agosto, vem cá passar férias muita gente daVer anexo 1178765

Outros vão lá... :)

Li há dias no JN que há milhares de emigrantes portugueses que este ano não vêm de férias a Portugal, devido à pandemia. A maioria fá-lo por receio do contacto com os mais velhos, mas há outras motivações: a perda de rendimento ou a pressão dos patrões para a eventualidade de uma quarentena no regresso. Só de imaginar que não podiam abraçar os seus pais, a sua família, os seus amigos, isso fez tomar a difícil decisão de não virem a Portugal este verão.
Enfim

Quando os portugueses passavam a salto a fronteira para emigrar para o dito país, contam-se histórias de passadores que deixavam a clientela junto a essa placa.

Felizmente já não há essas fronteiras entre países, mas existem outras "barreiras".

Um abraço
 
Última edição:
Topo