Opiniões: Oficinas Especializadas, Diários de Bordo e Clássicos Modernos

Pedro Pereira Marques

Pre-War
Premium
Portalista
Autor
Vou dar a minha opinião acerca dos "clássicos modernos":

- isso não existe, é um mito. PONTO FINAL, PARÁGRAFO.

Clássico é tudo aquilo que marcou, é a directiva, o modelo, intemporal, etc... acho que não estou a dizer nada de novo, todos nós sabemos e temos estes atributos ligados ao nosso conceito de "clássico".

Agora vêm as perguntas:

- Como é que pode ser marcante se não passou tempo suficiente para o ser?
- Como pode ser a directiva se não vingou temporalmente?
- Como pode ser o modelo se não tem uma linha cronológica a seguir?
- Como pode ser intemporal se... não tem tempo?

O tempo meus amigos, o tempo. Eu sei que muitos querem vingar as suas opiniões ao tempo, mas o tempo não se deixa vergar, as vossas opiniões ainda não são clássicas, ainda não são o modelo, ainda não são a directiva e... ainda não são intemporais, são apenas meras opiniões da moda, ou do presente, ou opiniões que deixam transparecer uma inquietude quando referem que o "meu carro X deve ser um clássico"... e meus amigos, se fosse o carro do outro? Será que o carro do outro (apesar de ser de 2007) também deveria ser um clássico ou é só o vosso?

Também sei que até pode dar jeito ao Portal alargar os"horizontes" e com isso ter mais users, mas o alargar também pode ser feito á qualidade e não á quantidade. É uma questão para reflexão séria, muito séria.... mesmo! -_-

Portal como está: "Boa noite, sou o Alexandre e tenho os seguintes clássicos:"

Portal alargado a clássicos modernos (mesma coisa do que dizer cocó que cheira bem): "Boas! Daqui o Alex, Seat Leon Tdi 325 cvs repro Brandoa no Zé Manel Facadas, quero comprar 225X17 usados com bom piso"

O Segundo tem mais letras!

Pois bem, sei que vêm aí muitos a dizer que até têm um Clio Williams único porque foi feito no dia 29 de Fevereiro de um ano qualquer bissexto ou até têm, imagine-se, o primeiro Jaguar a Diesel! Na verdade, na verdade... muito sinceramente e HONESTAMENTE:

Moderno poderá ou não ser clássico (o tempo o dirá)

Clássico nunca pode ser moderno (é intemporal, nem o tempo dirá coisa nenhuma)
 

Pedro Pereira Marques

Pre-War
Premium
Portalista
Autor
Para quem ainda tem dúvidas:

Os Humanos têm uma grande tendência para idolatrar os ganhadores. Nós, os Humanos, até fazemos campeonatos disto e daquilo para ver quem é o melhor. Quem é o melhor em quê? A ganhar pois está claro. Ou a ganhar pontos, ou votos, dinheiro, gajas, torneios, jogos... ganhar, o que interessa é GANHAR.

Porque é que isto tem a ver com clássicos? Porque também nós, os Humanos, idolatramos certos carros que ganharam. Ganharam o quê? Corridas? Sim. A atenção do público em geral? Sim. O troféu carro do ano? Sim. Outra coisa qualquer? Sim. Isto faz de um carro clássico? Não, apenas acrescenta algo ao estatutuo de clássico. E como se ganha o estatuto de clássico?





  • VENCENDO O TEMPO.




 
Última edição:

nuno granja

petrolhead
Portalista
Autor
Vou dar a minha opinião acerca dos "clássicos modernos":

- isso não existe, é um mito. PONTO FINAL, PARÁGRAFO.

Clássico é tudo aquilo que marcou, é a directiva, o modelo, intemporal, etc... acho que não estou a dizer nada de novo, todos nós sabemos e temos estes atributos ligados ao nosso conceito de "clássico".

Agora vêm as perguntas:

- Como é que pode ser marcante se não passou tempo suficiente para o ser?
- Como pode ser a directiva se não vingou temporalmente?
- Como pode ser o modelo se não tem uma linha cronológica a seguir?
- Como pode ser intemporal se... não tem tempo?

O tempo meus amigos, o tempo. Eu sei que muitos querem vingar as suas opiniões ao tempo, mas o tempo não se deixa vergar, as vossas opiniões ainda não são clássicas, ainda não são o modelo, ainda não são a directiva e... ainda não são intemporais, são apenas meras opiniões da moda, ou do presente, ou opiniões que deixam transparecer uma inquietude quando referem que o "meu carro X deve ser um clássico"... e meus amigos, se fosse o carro do outro? Será que o carro do outro (apesar de ser de 2007) também deveria ser um clássico ou é só o vosso?

Também sei que até pode dar jeito ao Portal alargar os"horizontes" e com isso ter mais users, mas o alargar também pode ser feito á qualidade e não á quantidade. É uma questão para reflexão séria, muito séria.... mesmo! -_-

Portal como está: "Boa noite, sou o Alexandre e tenho os seguintes clássicos:"

Portal alargado a clássicos modernos (mesma coisa do que dizer cocó que cheira bem): "Boas! Daqui o Alex, Seat Leon Tdi 325 cvs repro Brandoa no Zé Manel Facadas, quero comprar 225X17 usados com bom piso"

O Segundo tem mais letras!

Pois bem, sei que vêm aí muitos a dizer que até têm um Clio Williams único porque foi feito no dia 29 de Fevereiro de um ano qualquer bissexto ou até têm, imagine-se, o primeiro Jaguar a Diesel! Na verdade, na verdade... muito sinceramente e HONESTAMENTE:

Moderno poderá ou não ser clássico (o tempo o dirá)

Clássico nunca pode ser moderno (é intemporal, nem o tempo dirá coisa nenhuma)
Subscrevo. Ponto.




nuno granja
 

JP Vasconcelos

Raio de Sol
Premium
Portalista
Oficinas especializadas - Fazem sentido porque são mesmo usadas como tal. A divisão por marcas também faz sentido porque é útil para fanáticos como eu. :D

Diários de Bordo - Gosto imenso da secção e penso que é de manter. Temos é de ser certeiros nisto. Não se abre um diário de bordo para meter lá três fotos de 6 em 6 meses... Mas também não se abre um diário de bordo para relatar todos os dias que fomos no clássico comprar comida para o gato e comer no McDonalds.

Para mim não faz sentido juntar estas duas secções. Nas Oficinas será sempre um tópico a prazo e tem sentido que seja assim. Nos Diários de Bordo, o tópico pode ter origem num tópico das Oficinas cujo carro ficou pronto (exemplo: o Ford Escort do Nuno Andrade ou o Fiat do João Bento). Ou pode ser totalmente novo, caso compremos um carro e lhe façamos os arranjos enquanto andamos com ele (ex: o Uno do Afonso ou o Taunus do Nelson).

Clássicos Modernos - É de manter. Eu gosto da fronteira nos 25 anos, mas sou só um a achar.
Temos é de ter muito cuidado para não encher o Portal de Subarus (Scooby é um cão, caraças!) e Civics com bufadeiras e coilovers e afins. Youngtimers ou neo-clássicos é outra coisa e tem lugar cá. Cabe lá um Peugeot 306 S16 e também cabe lá um Lancia Y10 que está estimado e na mesma família há muitos anos.
Concordo com o João Luis relativamente às oficinas e diários de bordo.

As oficinas tipicamente são utilizadas para restauros e grandes obras (também detalhadas, que não é o meu caso nas recentes obras no motor) e mesmo eu, que não percebo nada, gosto de acompanhar os restauros, sendo que já houve alguns apaixonantes (lembro-me do mercedes rabo de peixe, de um bm 2002 tii e até do 1500 do João Luís que periodicamente visito a ver se houve alguma evolução).
Portanto nas oficinas especializadas deixava tudo igual e quem quiser abre um bd (que até pode ter uma referência cruzda com o respectivo restauro).
Quanto aos db sou um apaixonado e aí, para mim, conta mais o autor, pelo que escreve, do que a marca, embora por exemplo num encontro reconheça mais facilmente o carro que o dono, sendo que os db já identificam as marcas dos carros, o que é uma mais valia, mas não concordo com uma separação por marcas. Admito que as garagens possam ser uma porta de entrada para os db, mas não vejo vantagem em fundir os dois. Para uma pesquisa rápida as garagens são porreiras, mas os db são coisas bastante diferentes (é um carro parado e um carro a andar).
Os db para mim e para muitos é um repositório, registo, de memórias, histórias e experiências e, à semelhança dos restauros, são os temas mais diferenciadores do portal.
Se nas garagens faz todo o sentido a arrumação por marcas, acho que nos db a mistura é uma riqueza que se não deve perder..., sem prejuízo de fazer sentido uma busca fácil por marca.
A ideia do @afonsopatrao para a passagem à categoria de clássico é brilhante e podia também aplicar-se aos restauros finalizados ou quando o carro volta à estrada.
Quanto aos pré-clássicos acho que se devem manter separados (ainda não têm estatuto e a juventude é uma limitação que se resolve com o tempo).
Ponto importante, a malta dos clássicos não é muito apreciadora de modernices pelo que faz sentido mudar pouco e devagar, que o pessoal é avesso a mudanças, pricipalmente técnicas, por natureza.
Entretanto gostei muito das recentes mudanças e registei o cuidado na ajuda à compreensão das novidades
A facilidade com que agora se vê as novas públicacoes ajuda imenso, pricipalmente para quem usa o telemóvel, como eu, desde as últimas alterações.
Por último Vitor, como só cheguei ao portal em 2009, esqueço-me que és a alma mater, e também me vou sentindo como um usufrutuario desta casa que também sinto como minha. Ainda bem que há portalistas que nunca esquecem.
Por último aproveito para te felicitar pelas excelentes escolhas que fizeste para reforçar a equipa, foi na mouche.

Obrigado Vitor, também por teres o cuidado de ires consultando o povo, mas deve ser um enorme orgulho ver este filho crescer e ganhar asas.
Não conheço muitos foruns, mas este deve see uma referência de consistência, quantidade q.b. e qualidade, técnica e humana.

... já sabem que há dias assim, escrevo como o carago, perdão.

JP
 
Última edição:
Topo