Mercedes-Benz Mercedes-Benz W123 300D

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Depois de vários anos a conduzir um W123 230CE, e conhecendo bem este 300D, em Outubro de 2016 decidi adquiri-lo ao anterior proprietário depois de um logo namoro...

A história deste carro era conhecida desde o Km "0" e, sabendo eu bem os cuidados que o anterior dono tinha com ele, decidi avançar e comprá-lo.

Com caixa automática e um motor que respira saúde, fiquei impressionado pela qualidade do carro desde o primeiro dia que andei nele (em 2009, à boleia do antigo dono).

Em 2011, ainda na mãos do anterior proprietário, foi alvo de um artigo da Motor Clássico:

1.jpg 2.jpg

Depois do negócio feito, fui busca-lo no dia 1 de Novembro de 2016, sendo esta a primeira foto na minha posse:

3.JPG

Depois da primeira viagem nas minhas mãos, já em Lisboa:

4.JPG

E aqui na Feira da Moita, em representação do Clube W123 Portugal:

5.JPG

A suavidade de condução deste carro e o seu conforto fizeram com que passasse a ser o preferido nos meus passeios:

6.JPG
Gostei tanto de o conduzir que, pela primeira vez utilizei um clássico como carro de dia-a-dia...

Trouxe-o para o escritório, ficando estacionado ao lado do veículo de um colega que gosta mais de carregar no acelerador.

7a.JPG

E, durante a gravidez da minha mulher, foi o meu fiel companheiro nas inúmeras idas ao Hospital de Santa Maria onde ela esteve internada várias semanas e eu religiosamente ia todos os dias à hora de almoço e ao final da tarde.

7.JPG

8.JPG

Depois de muitas horas estacionado nos parques do Santa Maria, eis que chegou o grande dia (24 de Maio de 2017), em que nasceu a minha pequena Maria e, obviamente, o 300D teve que estar presente.

Aqui na chegada ao hospital:

9.JPG

E aqui depois do nascimento da pequerrucha... :p

9a.JPG

Esta foto merece uma explicação... :cool:

Eu decidi acompanhar todas as limitações que a minha co-piloto teve durante a gravidez, o que incluiu não beber álcool durante 9 meses... :blink:

Andava com uma garrafa de "Vinha Maria Ana" (Maria é a minha filha e Ana a minha mulher) no porta-bagagens do 300D e assim que a pequerrucha nasceu toca de emborcar um trago do belo do tintol... :p

Obviamente que o autocolante (ao estilo vintage) não podia faltar...

10.JPG

E foi deste modo que o 300D passou a ser mais do que um carro construído com níveis de excelência e entrou de forma inesquecível na história da minha Família e nas nossas memórias...
 

Anexos

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Parabéns!

Relato espetacular!

Tenho um 240d e so tenho a apontar ser um bocado arrastão. Principalmente em trajetos com para arranca e subidas...

De resto, nada a apontar.

Já tinha tido dois. Dos quais, infelizmente, tive que me desfazer. O primeiro mais parecia saído de um filme dos Flintstones, tamanha era a corrosão nos fundos. Mas de mecânica era impecável.

Um classicl para estimar, independentemente do tipo de combustível que bebe.

Queremos mais relatos!
 

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Entretanto, o 300D continuou a ser o meu companheiro diário (ou quase) durante alguns meses...

É um carro que se adapta de forma simples ao trânsito do dia-a-dia e que em estrada transmite uma sensação de segurança e conforto verdadeiramente ímpar.

Nas viagens em família passou também a ser a primeira opção...

Aqui numa ida à Figueira da Foz:

12.JPG

13.JPG

14.JPG

Eis que chegam as férias e qual o carro escolhido para ir até Tavira?

16.JPG

Tinha que ser...

E não foi só o porta-bagagens que foi carregado.

17.JPG

Compramos umas proteções contra mosquitos para colocar nas janelas do apartamento e o 300D lá foi todo satisfeito com elas em cima do tejadilho!

Em Tavira aproveitei alguns dos locais para tirar mais umas fotos do 300D...

18.JPG

19.JPG

20.JPG

21.JPG

24.JPG

22.JPG

23.JPG

Ao longo do último ano (2018) a utilização do 300D tem sido mais esporádica.

Deixei de o utilizar (quase) diariamente, porque está num estado que quero preservar e passei a conduzi-lo essencialmente em grandes deslocações, passando a ser o favorito quando tenho reuniões no Porto e para os encontros de classicos em que participei.

Aqui na Rota dos Cafés Delta, em Campo Maior:

24a.JPG
24b.JPG

E aqui no encontro do Clube W123 Portugal que decorreu em Vila Viçosa:

25.JPG

26.JPG

Já são mais de 2 anos nas minhas mãos e bastantes Kms por essas estradas fora.

Um W123 é um grande carro; um W123 bem mantido ao longo da sua vida é um carro fantástico...

Abraço a todos,

António
 

Anexos

Nelson C. Santos

Powered by Taunus
Membro do staff
Social Media Team
Premium
Portalista
Depois de vários anos a conduzir um W123 230CE, e conhecendo bem este 300D, em Outubro de 2016 decidi adquiri-lo ao anterior proprietário depois de um logo namoro...

A história deste carro era conhecida desde o Km "0" e, sabendo eu bem os cuidados que o anterior dono tinha com ele, decidi avançar e comprá-lo.

Com caixa automática e um motor que respira saúde, fiquei impressionado pela qualidade do carro desde o primeiro dia que andei nele (em 2009, à boleia do antigo dono).

Em 2011, ainda na mãos do anterior proprietário, foi alvo de um artigo da Motor Clássico:

Ver anexo 1131057 Ver anexo 1131063

Depois do negócio feito, fui busca-lo no dia 1 de Novembro de 2016, sendo esta a primeira foto na minha posse:

Ver anexo 1131064

Depois da primeira viagem nas minhas mãos, já em Lisboa:

Ver anexo 1131065

E aqui na Feira da Moita, em representação do Clube W123 Portugal:

Ver anexo 1131066

A suavidade de condução deste carro e o seu conforto fizeram com que passasse a ser o preferido nos meus passeios:

Ver anexo 1131067
Gostei tanto de o conduzir que, pela primeira vez utilizei um clássico como carro de dia-a-dia...

Trouxe-o para o escritório, ficando estacionado ao lado do veículo de um colega que gosta mais de carregar no acelerador.

Ver anexo 1131068

E, durante a gravidez da minha mulher, foi o meu fiel companheiro nas inúmeras idas ao Hospital de Santa Maria onde ela esteve internada várias semanas e eu religiosamente ia todos os dias à hora de almoço e ao final da tarde.

Ver anexo 1131069

Ver anexo 1131070

Depois de muitas horas estacionado nos parques do Santa Maria, eis que chegou o grande dia (24 de Maio de 2017), em que nasceu a minha pequena Maria e, obviamente, o 300D teve que estar presente.

Aqui na chegada ao hospital:

Ver anexo 1131075

E aqui depois do nascimento da pequerrucha... :p

Ver anexo 1131080

Esta foto merece uma explicação... :cool:

Eu decidi acompanhar todas as limitações que a minha co-piloto teve durante a gravidez, o que incluiu não beber álcool durante 9 meses... :blink:

Andava com uma garrafa de "Vinha Maria Ana" (Maria é a minha filha e Ana a minha mulher) no porta-bagagens do 300D e assim que a pequerrucha nasceu toca de emborcar um trago do belo do tintol... :p

Obviamente que o autocolante (ao estilo vintage) não podia faltar...

Ver anexo 1131081

E foi deste modo que o 300D passou a ser mais do que um carro construído com níveis de excelência e entrou de forma inesquecível na história da minha Família e nas nossas memórias...
Adorei todos os pormenores! E já estamos em 2019 e o 300D sempre a acompanhar ;)
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
António adorei!

O 300D tem uma cor bonita e que lhe fica muito bem, provocando distinção e estatuto corroborado pelo estado em que se encontra.
O 230CE é mais bonito, mas gosto mais da cor do 300;)

Bons Km, acompanhado dos que mais amas!

Um abraço,
 

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Espetacular!
Gosto bastante do W123, principalmente a T (carrinha).
Se pudesse, comparava uma 300TD laranja que anda por aqui ;)
Bons passeios!
Obrigado, Rafael!

Também gosto muito da carrinha e depois de comprar este pensei que seria interessante completar a coleção (sedan, coupe e touring)...

Mas neste momento estou em fase de reflexão para me virar para algo que os Monty Python definiriam como: "and now for something completely different..." :cool:
 

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Parabéns!

Relato espetacular!

Tenho um 240d e so tenho a apontar ser um bocado arrastão. Principalmente em trajetos com para arranca e subidas...

De resto, nada a apontar.

Já tinha tido dois. Dos quais, infelizmente, tive que me desfazer. O primeiro mais parecia saído de um filme dos Flintstones, tamanha era a corrosão nos fundos. Mas de mecânica era impecável.

Um classicl para estimar, independentemente do tipo de combustível que bebe.

Queremos mais relatos!
Obrigado, Abílio!

Já conduzi um 240D durante bastantes Kms e gostei muito.

Tem menos "força" que o 300D sendo isso particularmente notório em estrada (o motor também é mais barulhento acima de certa velocidade), mas em cidade dá uma sensação de maior "leveza".

Conduzi um em 2010 numa ida até Estugarda, para visitar o museu da Mercedes-Benz.

27.JPG

O azul é um 300D e o preto é o 240D.

Guardo excelentes recordações desta viagem...

Bons Kms no seu 240D!
 

Anexos

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Parabéns! Adoro esse modelo.
E este especificamente, está muito bonito!
Ao longo da minha infância, cheguei a andar em alguns, de familiares. Belas recordações.
Obrigado, Marco.

Os W123 deixam sempre boas recordações.

No fundo, os automóveis daquela época, independentemente da marca, deixam-nos boas recordações...
 

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
António adorei!

O 300D tem uma cor bonita e que lhe fica muito bem, provocando distinção e estatuto corroborado pelo estado em que se encontra.
O 230CE é mais bonito, mas gosto mais da cor do 300;)

Bons Km, acompanhado dos que mais amas!

Um abraço,
Obrigado, António.

Os gostos vão evoluindo...

Quando comprei o 230CE não me imaginava com um 300D.

A boleia de 2009 neste carro (que refiro acima) mudou a minha opinião. Este é um carro feito (e muito bem feito) para quem vai dentro dele... Só quem o conduz é que o sabe apreciar.

O 230CE e o 300D são como dois irmãos que de cara até parecem gémeos, mas depois verificas que, fisicamente, um é mais ágil e o outro é mais corpulento e quando os conheces ainda melhor vês que em termos de personalidade um é mais nervoso e o outro é mais calmo e que ambos são capazes de te transmitir essas características e levam-te a interagir com eles na exacta medida dos traços das suas (bem diferentes) personalidades.

São dois carros com o mesmo ADN, mas muito diferentes (até na posição de condução), tal como acontece tantas vezes com dois irmãos...

Um abraço,

António
 

António Vieira Rodrigues

Leceiro
Premium
Portalista
Parabéns!

Por tudo, pelo relato, pelo Mercedes e pelo nascimento. Deve ser um dos Mercedes mais bonitos de sempre ( não gosto dos mais modernos, são gostos ).
Isso dos 9 meses sem tintol, foi de homem :D
Muito obrigado, Jorge!

Estes 9 meses mudaram a minha vida de diversas formas... Prometi à minha co-piloto que perdia 9 kgs (1 por mês de gravidez). No final da gestação foram 20 Kgs... :p

Muitos Kms a correr de manhãzinha e muita moderação alimentar... Ao menos já consigo sair do MGB sem ser a rebolar... :D

Também gosto mais desta geração de Mercedes do que dos mais modernos e não é só na parte estética... Tenho uma carrinha Mercedes bastante mais jovem do que este 300D e no último ano e meio já gastei com ela quase tanto quanto me custou este W123... (apetece-me dizer um palavrão... :ph34r:)
 

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Obrigado, Abílio!

Já conduzi um 240D durante bastantes Kms e gostei muito.

Tem menos "força" que o 300D sendo isso particularmente notório em estrada (o motor também é mais barulhento acima de certa velocidade), mas em cidade dá uma sensação de maior "leveza".

Conduzi um em 2010 numa ida até Estugarda, para visitar o museu da Mercedes-Benz.

Ver anexo 1131108

O azul é um 300D e o preto é o 240D.

Guardo excelentes recordações desta viagem...

Bons Kms no seu 240D!
Obrigado!
Por enquanto ainda são aventuras pequenas. O máximo que fiz foram cerca de 450km num dia.

Notei que em estrada, sem grandes subidas, o carro é muito interessante numa velocidade entre 70 e 90 km/h.
Mas se elevar a velocidade e muito barulhento.
Consumos? Quem tem estes carros não se importa com isso.

O meu esta muito original. A única coisa que lá tem é um auto rádio. Gosto muito de uma boa banda sonora nas viagens
 
Topo