Legalização de veículo (opiniões e ajuda)

Immanuel Abreu

Clássico
Ola novamente.

Tenho uma ideia e penso que será mais vantagosa isto se resultar, claro. O que acham se eu for a uma sucata e arranjar o livrete de um carro com as caracterisricas identicas a este e trocar o numero do chassi, do motor e depois so preciso de dizer que alterei o carro do tipo como fazem nos "beach-buggies" ou kit car.

O que pensam disto? Será arriscado, impossivel ou até não?

Cumprimentos.
 

Pedro Pires

pedrompires
Tenho um amigo que há cerca de 1 ano e pouco importou um Puma GT proveniente do Brasil. A legalização do carro foi feito pela Eurodoc. Porque não contactar uma empresa expert na matéria antes de retirarmos qualquer conclusão?

Ficam aqui os contactos da Eurodoc:

Eurodoc-Agência de Documentação e Serviços Unipessoal Lda Vila Franca de Xira - Forte da Casa
R Fernando Pessoa 37
2625-416 FORTE DA CASA
219 531 190
219 531 191
 

Heitor Fagundes

YoungTimer
Resido no Brasil e vi que existe um Bianco S em Portugal.Somente para constar, gostaria de colocar alguns sites onde o Bianco aparece.Gosto muito do estilo do carro e meu sonho é ter o meu aqui também.No Brasil temos dificuldades algumas vezes para documentar carros antigos.No caso do Bianco o nº do chassi sume com o passar dos anos e temos todo um longo caminho para remarcar o chassi e documenta-lo novamente.Segue ai varias materias sobre o Bianco.
http://www.portalclassicos.com/forum/showthread.php?t=7382&highlight=Bianco
http://br.geocities.com/biancosite/
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=3527698
http://www2.uol.com.br/bestcars/classicos/bianco-1.htm
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=1254726
 

Hugo LR Tavares

YoungTimer
Viva

Parabens pelo carro.

Ha uns tempos também tive para trazer um healey dos EUA e arrependi-me... por mto barato q podesse arranjar la fora os custos q tinha com a legalização eram mais caros q o próprio custo do carro+transporte pelo facto de ser 3000cc...

Espero que tenhas sorte... eu tb ando á procura fora de Portugal, mas de pref dentro da UE... qd o tiver n sei o q irei fazer mas pedires uma cotação à Eurodoc e também ao ACP (n sei se precisas ser sócio o n) podes sempre ver os custos q podes ter ;)

Abraço
 
Fernando Sampaio disse:
Bem Vindo

O teu primeiro problema é conseguir uma homologação para esse carro.

Se ela , nem vale a pena fazer qualquer conta ...... o_O

Mas as contas são faceis » isv de um carro 1.600 + CO2 que for encontrado - redução por mais de 10 anos (80%)

Fiz as contas e pressupondo um CO2 de 500 :oo:oo ( isso é certinho ser um motor tipo VW carocha de 1.598 cc ) e deu-me .......... :oo:oo

4.761,00 euros

Ups


Cumps

FS
Amigo Fernando Sampaio estou em vias de comprar um Clássico Americano de 1968 com 3500cc,
Informei-me junto de um amigo que tem um conhecido que de dedica a legalizações de automóveis e que me informou que esse carro ao ser clássico não pagava nada de impostos, que só tinha que pagar qualquer coisa no ACP umas papeladas.
Por acaso o amigo sabe dar-me mais alguma informação sobre isso, e que alguém ligado aos clássicos também já me disse que a lei tinha sido alterada e agora esses carros ficavam por uma fortuna legaliza-los por causa das remições de CO2.
Quem fala verdade??????
:huh::huh::huh:
 
Boa noite, quanto aos carros com mais de 30 anos , para nao serem taxados precisam de ser considerados de interesse nacional (ou uma coisa assim), que é atestado acho eu pelo o acp ou outra instituiçao. Por isso penso que pode tentar isso.
Quando nao há homolgaçao do carro pela marca, quando era no tempo da dgv, era a DGV que fazia a inspecçao e homolgava o carro e tinha um custo na altura de 150 euros.

Ass;
Daniel
 

Immanuel Abreu

Clássico
Caro amigo!!
No UK as coisas resolvem-se em minutos mas infelizmente em Portugal resolvem-se em anos!!! Por isso estamos na situação em que estamos... Obrigado pelo coment!!
 

A Cardoso

Portalista
Portalista
Porque não começas pelo princípio, isto é, vai ao IMTT e informa-te de todos os passos a dar, impressos a preencher, etc...
Depois abre a carteira, pois tudo é possível.
Uma vez meti na cabeça que era capaz de legalizar um comercial, gastei horas na DGV, horas na alfândega, muitos km, no final consegui, mas se fosse hoje contratava uma agencia.
Penso que são duas vias a seguir, ou metes mãos à obra, ou contratas uma agencia, no final pode compensar, pois vais ter de abrir a carteira de qualquer maneira.
Já agora penso que deves fazer tudo pela forma legal, dada a exclusividade do carro.
 
Caros amigos desta "guerra"
Antes de mais refiro que isto se trata pura e simplesmente de um ponto de vista, não sendo portanto para levar à letra, sendo por conta e risco de quem o fizer ;)
Eu também ando interessado em trazer um carro da UE e por isso andei a pesquisar. Fui a um centro de inspecções tipo B e o que me disseram é que os passos a dar são estes : primeiro fazer a inspecção, onde medem e analisam tudo e mais alguma coisa, nomeadamente nº chassis e do motor. Medem também o CO e se estiver tudo em ordem dão-me os papéis. Com esses documentos dirijo-me a outro local ( agora fiquei na dúvida do nome o_O) onde então me atribuem a matrícula e me indicam o valor a pagar do imposto e me fixam o IUC. Bem e aqui é que a porca torce o rabo : o famoso IUC. Ora para carros antigos, na altura as marcas não faziam registos do CO, portanto o valor do IUC vai depender dos testes que façam no centro de inspecções. Bem com este cenário pura e simplesmente não há hipóteses de trazer a partir de agora nenhum veículo do estrangeiro. Não me estou a ver a pagar 300 € de IUC ( mais do que um bom carro novo ) só para ter o prazer de conduzir o meu boguinhas de 1000 de cilindrada, apenas porque o mesmo teve o azar de nascer em 1988 ou antes. A única hipótese de o fazer são apenas três : pagar tudo e mais alguma coisa e ficar depenado; subornar alguém ( o que não me parece muito correcto ) ou então fazer como alguns andam a fazer : apertar o " gasganete " de tal maneira ao bicho que ele nem consegue "respirar". Resultado, só anda em 1ª e não dá mais de 20 km/h e o CO é baixiiiiinho. Saindo de lá "abre-se" a torneira e a coisa fica resolvida. Além disso existe no mercado um aditivo, que ainda não sei o nome, que misturado ao combustível baixa drasticamente os valores do CO:p;)
E isto resulta porque os centros pura e simplesmente não têm registos do CO antes de 1997, baseando-se unicamente nos resultados aquando da inspecção.
Acrescento 3 sites ( que pertencem ao mesmo autor ) muito bem feitos e com informações relevantes em como são feitos todos estes cálculos, bem como informação legislativa sobre o assunto, nomeadamente um possível pequeno truque sobre como pagar menos impostos :huh:

http://impostosobreveiculos.info/tabela-imposto-unico-de-circulacao/tabela-imposto-unico-circulacao-20072008/

http://impostosobreveiculos.info/simuladores-para-download/calcular-o-valor-de-impostos-a-pagar-por-um-automovel-importado-usado/

http://impostosobreveiculos.info/inicio/importacao-e-legalizacao-de-automoveis-usados-pelo-metodo-alternativo/

Espero que esta informação seja útil. Quem tiver mais informações diga de sua justiça.
Um abraço

Nuno
 
Almeida Cardoso disse:
Porque não começas pelo princípio, isto é, vai ao IMTT e informa-te de todos os passos a dar, impressos a preencher, etc...
Depois abre a carteira, pois tudo é possível.
Uma vez meti na cabeça que era capaz de legalizar um comercial, gastei horas na DGV, horas na alfândega, muitos km, no final consegui, mas se fosse hoje contratava uma agencia.
Penso que são duas vias a seguir, ou metes mãos à obra, ou contratas uma agencia, no final pode compensar, pois vais ter de abrir a carteira de qualquer maneira.
Já agora penso que deves fazer tudo pela forma legal, dada a exclusividade do carro.
Eu nao, legalizei o meu mini , e se fosse hoje tornava-o a fazer eu mesmo, apenas perdi uma ou duas noites a pesquisar as coisas e no futuro se precisar novamente legalizo-o num dia, tipo, carro chega hoje de manha e amanha já tenho matricula portuguesa e documentos provisorios.
dia 1-inspecçao e entregados documento (dav, antigo registo e ivrete, 1902 da DGV e outras pequenas tretas)na alfandega e pagar o IA
dia 2-ir à alfandega buscar a papelada e de seguida ir À dgv pedir o livrete.

P.S. Tambem tive sorte, na altura apanhei uma senhora de uma agencia que estava atras de mim e tinha pressa pq estava com umas poucas de legalizaçoes a fazer e lá me ajudou e me explicou tudo.
 

João Maria Morais

Hong Kong Syndicate
Estão a falar de modelos de carros que já forem legalizados em Pt, e não de kit-car! Por isto não sei se será assim tão simples no caso do Ismael sobretudo no caso de um kit-car vindo de um espaço fora da EU e sem equivalência na Europa.
 

João Maria Morais

Hong Kong Syndicate
Bruno salvador disse:
eu legalizava esse carro em 5 minutos aqui no U.K. lol
Mouais, ja vi tanta bostas legalizadas "made in UK" sobre kit-cars (e tenho uma lista com pormenores deliciosos de soldas, fixações de bancos e cintos em carros UK), que eu acho que seria bom que o ingleses fizesses algumas alterações as ditas homologações para apertar os critérios, e pensar mais em segurança.
Nota: as inspecções tipo B em Pt também.... Mais uma bela trampa (eixo encurtado e soldado a eléctrodo, com cordoes bem visiveis nem sequer rebarbados e ninguém não disse nada :/)
 

Immanuel Abreu

Clássico
Neste caso não se trata de um kit-car. Este carro foi contruido como marca na epoca mas infelizmente a marca ja faliu tendo assim mais dificuldade agora em encontrar uma ficha tecnica para homologação. APesar de não se tratar de um kit-car eu poderia dar uso a esse criterio devido a exclusividade do carro mas não sei se iria ter mais dores de cabeça!! projectos, engenheiros, aprovações e afins...
 

João Maria Morais

Hong Kong Syndicate
Kit car, automobile that is available in kit form
Não é porque não o compraste ja montado que não continua um kit car na sua essência. Um speedster 550 sobre base VW com um kit de fibra da PGO mesmo montado pelas marcas continua um kit car sobre base VW, isto vale para dune buggies, Asteck, Gazelle, etc... e "é o caso do teu carro", é a explicação a dar ao IMTT para eles não te complicar a vida
 
adorei o carro. acho que deverá ser o brasileiro mais bonito. engraçado que o rogério ferraseri nas suas cronicas da T&C ainda não falou dele..

Adorei essa cor branca, fiquei impressionado com as linhas do carro..
 

Immanuel Abreu

Clássico
Obrigado Sergio. Parabens tambem por possuir um veiculo deste tipo que hoje é uma raridade.. Em Portugal penso que será o unico e estou a encontrar dificuldades em legalizar... burocracia em Portugal é um TOP!! Não tenho ficha técnica do Bianco. Será possivel enviar uma copia do manual ou ficha do seu Bianco. Assim facilita a minha vida aqui devido a papelada..

Obrigado mais uma vez. Abraço.
 
Topo