Honda Prelude 2.0 16i 4ws - Restauro

David Salgado

Clássico
Boas Sr. Frederico. Dou-lhe os meus parabéns pelo trabalho que realizou no seu Honda Prelude .Se não é indiscrição, quantos Km tinha o seu Honda quando o comprou? Já agora deixe-me dizer-lhe que tenho dois Preludes um da 4ª G de 1992 e outro da 5ª G de 1999 e há um sujeito aqui de Guimarães que me quer vender um igual ao seu, mas já tem 178.000 Km. O carro parece mesmo estar em bom estado, mas não acha que são demasiados Km? Dará para arriscar? Faço-lhe estas perguntas por causa da sua forte experiência que tem nestes Hondas. Gostava mesmo, quando for possível claro está, de ter também os Preludes de 1ª e 3ª Gerações. Desculpe eu pedir ajuda neste sítio, mas como sou novato aqui no Portal… ainda preciso de alguma experiência para falar diretamente com os meus amigos.
Muito Obrigado - David Salgado
 

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
Um carro com 178mil? se foi minimamente bem tratado, está novo. Tratando-se de um Honda ainda melhor.
 

David Salgado

Clássico
Boa noite Sr. Carlos Vaz. Obrigado por reagir à pergunta que fiz ao Sr. Frederico Nina, pois parece que ele deve andar ocupado com outros assuntos e se calhar não tem tido tempo para aparecer aqui no Portal. Em relação ao Honda Prelude de 3ª G. que ando com intenções de comprar estou de facto um pouco receoso porque não é só o motor que andou cerca de 178.000 Km, mas como deve calcular um carro com aquela Kilometragem tudo anda, desde os piscas, rolamentos, bem como todo o desgaste em geral e sabendo-se que o carro já tem mais de 30 anos. poderá ser muito dispendiosa a recuperação apesar de me parecer que o carro está relativamente bem conservado. O Sr. diz que 178.000 Km, não é nada para um Honda, julgo que é pela experiência que tem destes carros e de os conhecer bem, não é verdade? Pedia agradecidamente o seu sincero conselho. Obrigado - David Salgado
 

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
Boa noite Sr. Carlos Vaz. Obrigado por reagir à pergunta que fiz ao Sr. Frederico Nina, pois parece que ele deve andar ocupado com outros assuntos e se calhar não tem tido tempo para aparecer aqui no Portal. Em relação ao Honda Prelude de 3ª G. que ando com intenções de comprar estou de facto um pouco receoso porque não é só o motor que andou cerca de 178.000 Km, mas como deve calcular um carro com aquela Kilometragem tudo anda, desde os piscas, rolamentos, bem como todo o desgaste em geral e sabendo-se que o carro já tem mais de 30 anos. poderá ser muito dispendiosa a recuperação apesar de me parecer que o carro está relativamente bem conservado. O Sr. diz que 178.000 Km, não é nada para um Honda, julgo que é pela experiência que tem destes carros e de os conhecer bem, não é verdade? Pedia agradecidamente o seu sincero conselho. Obrigado - David Salgado
Antes de mais não me trates por Sr.
Eu sei que sou de antes do diluvio mas não me faças sentir ainda mais velho.
Quanto aos kms, bom, a realidade é só uma, qualquer carro com essa idade e com menos de 300mil é logo de desconfiar.
Depois os kms realmente desde que o carro tenha sido bem mantido não assustam e 180mil para qualquer carro e para um japonês em especial não é muito
O meu Primera está quase a chegar lá. O meu Bora soma 100mil em cima dessa marca. O 106 que tive comprei-o com mais do que isso, salvo erro 189mil... morreu com 258mil mas todos os dias ia ao corte!
Vai ver o carro, experimenta-o e caga nos kms. até porque num carro, os kms são aqueles que o dono quiser, "if tou know what I mean"!
 

David Salgado

Clássico
Ok Carlos, vou seguir o seu conselho e quando experimentar bem o carro logo decidirei e se comprar o carro digo-lhe alguma coisa. quanto à idade aviso-o que já tive 60 anos. Até breve. Abraço
 
  • Autor do Tópico
  • Autor do Tópico
  • #209
Bom dia a todos.
Desculpem a quem provoquei a ressaca.
Por aqui está tudo bem. Apesar de não ter aqui colocado nada, o nosso Prelude tem andado devagarinho,mas está quase pronto.
Já organizei as fotos por datas, para começar a postar.
Apesar de não estar de quarentena, prevejo que dentro em breve o estarei.
Vou aproveitar esse tempo para começar a postar aqui aos poucos os trabalhos todos.
Queria informar a todos que apesar de aqui não ter respondido ao David Salgado, temos comunicado por mensagem privada, dando a minha opinião.

Com saudades vossas, um abraço a todos.
Mantenham-se saudáveis.

Cumprimentos
Frederico Nina
 

David Salgado

Clássico
Boas Fred. Já que se lembrou de regressar ao Portal e se lembrou também de mim, aproveito para lhe dar conhecimento que apesar de todos os problemas e contrassensos que lhe falei sobre o Honda Prelude 2.0 16i 4ws, o dono garantiu-me que o carro está impecável e que a tal inspeção extraordinária se deveu realmente a um acidente, mas que o acidente não foi nada de maior e não afectou a estrutura do carro nem coisa que o pareça. Posto isto fiquei de ir ver o carro pessoalmente e marquei na Honda um rigoroso Check-up e só depois do resultado poderei avaliar a credibilidade desse exame ( que pedi que fosse minucioso ). Em função desse exame e depois de experimentar o carro juntamente com o técnico da Honda, tomarei a respetiva decisão. Veja algumas fotos abaixo. Aparentemente e pela sua experiência diga-me a sua opinião do que vê ( claro está com reservas ).

Cump. e ao dispor

David Salgao
 

Anexos

David Salgado

Clássico
Desculpe só mais uma coisa Frederico, se quiser e por qualquer motivo precisar de alguma coisa, telefone para o nº 926 825 103 - David Salgado de Guimarães
 
  • Autor do Tópico
  • Autor do Tópico
  • #213
Boas David.
O carro tem bom aspecto. Penso que é a versão Americana ou Canadiana, pois tem cruise control num braço do volante. As versões europeias não tinham.
Deve também já ter sonda lambda e catalisador, pois nessa altura as leis europeias não eram muito exigentes com a poluição, mas os americanos já eram exigentes.
O lip do pára-choques traseiro vale "ouro", no Prelude 3º geração, fase 1, esse lip era um opcional e é raríssimo. Cada vez que aparece um à venda em 2º mão, normalmente é na América, pedem em média 250 dólares, e ao fim de 10 minutos está vendido.
Por acaso à pouco tempo consegui um cá em Portugal, por menos de 1/3 desse valor, mas está em mau estado, tenho que o recuperar. Andava atrás de um à 5 anos.
As jantes também são um opcional do carro. De origem vinham com jantes de ferro e uns tampões com chave muito bonitos a imitar umas jantes especiais.
Se tiver em bom estado, desejo-lhe uma boa compra.
Atenção ao preço. Por exemplo no OLX tem aparecido uns que pedem uma fortuna por eles em comparação ao valor que eu dei pelo meu.

Tudo de bom.
Cumprimentos
Frederico Nina
 
  • Autor do Tópico
  • Autor do Tópico
  • #214
Boa noite a todos.
Ora vamos lá recomeçar.
Neste post queria-vos falar dos espelhos retrovisores.
Não são pintados, são pretos da cor do plástico, muito baços e marcados talvez por pedras.
20181111_110717[Retrovisores Arranjo].jpg
Aqui está o estado de um retrovisor.
Vou tentar polir-los, mas não tenho muita convicção, pois as marcas que têm são muito profundas e não devem desaparecer.

20181111_110637[Retrovisores Arranjo].jpg
Depois de polidos ficam assim. Como previa não me agrada o resultado. Por isso mesmo mandei-os pintar. Mas existiu mais uma peripécia.
Infelizmente, não sei se é mal do nosso país, ou meu, mas cada vez que preciso do serviço de terceiros, benzo-me sempre.

20190728_120818[Retrovisores Arranjo].jpg 20190728_120856[Retrovisores Arranjo].jpg
Aqui já podemos ver os retrovisores pintados. Ficaram, na minha opinião mais bonitos, pena que as letras não fiquem definidas, mas é um compromisso.

Agora vou contar a peripécia, para quem tiver curioso.
Fui a uma oficina de pintura com um certo nome, aqui para os meus lados, Sintra.
Pedi para os pintar em preto brilhante e expliquei como os haviam de os desmontar, porque são eléctricos ( maldito o dia que não os desmontei eu ).
Quando os fui buscar, voçês já devem ter adivinhado o que encontrei. Isso, isso mesmo estavam pintados de preto baço, queriam-me entregar desmontados, mas pior de tudo, estavam desmontados de toda a maneira menos a que eu disse.
Tive falar com o dono da oficina para pôr os pontos nos Is.
Fiquei de os ir buscar na semana seguinte.
Fui para casa com medo de já não conseguir montá-los como deve ser. Ia ficar sem retrovisores eléctricos. Mesmo que quisesse comprar outros não havia na Honda em todo o Mundo.
Fui para a Internet à procura de um par de retrovisores, pois não tinha fé nenhuma que os meus ficassem bons.
Encontrei um na Alemanha e outro em Braga.
Encomendei-os logo, não fosse depois não encontrar e arrepender-me até ao fim da vida.
A semana passou e fui buscar os espelhos. Estavam bons e montados. Só faltava ver se funcionavam.
Levei o esquema de funcionamento e antes de pagar, pedi uma bateria e testámos o funcionamento dos 2. Para cima, para baixo, para a esquerda e para a direita.
Ok. Mais um "cagaço" terminado. Agora tenho 2 retrovisores suplentes, um da Alemanha e outro de Braga.

Por hoje, não vos quero maçar mais.
Continuação de bom fim de semana.
Fiquem em casa e recuperem o vosso clássico.

Cumprimentos
Frederico Nina
 
  • Autor do Tópico
  • Autor do Tópico
  • #218
Boa Tarde a todos.

Hoje vou mostrar um trabalho que se devia intitular "Como não fazer".
As costas do meu banco traseiro são de chapa.
Não sei que tipo de tratamento que a chapa tem, dá-me a sensação de ser zincada ??!!
O que sei é que cria uma oxidação superficial, dando aspecto de essa oxidação não conseguir penetrar na chapa de forma a apodrecê-la, mas dando um aspecto desagradável.

Porque é que eu digo "Como não fazer" ?
Porque eu tenho a noção que para se fazer o trabalho bem feito, teria que desmanchar as costas do banco, desforrá-la e tratar toda a chapa separadamente.
Não foi o que fiz. Como julgo que a oxidação não consegue penetrar na chapa devido ao seu tratamento, usei essa premissa para me desculpar a mim mesmo, poupando-me desse trabalho, que nunca fiz e estou um pouco receoso de o fazer.

Em jeito de brincadeira, "Tenho de deixar alguma coisa para a manutenção, senão fico sem nada para fazer". ( desculpas )....

IMG_20190708_212127.jpg
O estado inicial das costas do banco.

IMG_20190714_111814.jpg
Aspecto, já com a oxidação superficial retirada com um escovilhão e berbequim com muito cuidado de forma a não escapar para o tecido.

IMG_20190714_132153.jpg
Já pintado com spray de cinzento metalizado de altas-temperaturas. Sei que não precisava de ser de altas-temperaturas, mas tinha uma sobra e dá-me a sensação
que a tinta de alta-temperatura é mais resistente que a normal.

IMG_20190714_132222.jpg
Até ficou bonito...e só voçês sabem que não está perfeito.

Fiquem todos bem.
Mantenham-se saudáveis, protejam-se a voçês e aos outros.

Cumprimentos
Frederico Nina
 
Topo