Honda Civic 1200 SB1

Pedro Seixas Palma

Veterano
Premium
Portalista
Interessante...
Primeiro que tudo, só para despistar o mais simples, está a rodar o motor no sentido de funcionamento rodando a cambota?
As correias de transmissão são dentadas, logo não interessa ( relativamente falando) a distância entre as polias.
O que parece acontecer é a correia estar a relaxar ou a esticar após umas voltas. O desfazamento tem de ser constante e independente do número de voltas ( só poderia ser diferente se os dentes das polias estivessem errados, e eu contei-os: 16/32).
A minha sugestão é ver quantos dentes precisa saltar para ficar alinhado, marcar com uma caneta a posição na correia e montar na posição certa.
 
OP
OP
Diogo Manuel

Diogo Manuel

Clássico
Interessante...
Primeiro que tudo, só para despistar o mais simples, está a rodar o motor no sentido de funcionamento rodando a cambota?
As correias de transmissão são dentadas, logo não interessa ( relativamente falando) a distância entre as polias.
O que parece acontecer é a correia estar a relaxar ou a esticar após umas voltas. O desfazamento tem de ser constante e independente do número de voltas ( só poderia ser diferente se os dentes das polias estivessem errados, e eu contei-os: 16/32).
A minha sugestão é ver quantos dentes precisa saltar para ficar alinhado, marcar com uma caneta a posição na correia e montar na posição certa.

Sim correto, estou a rodar a cambota no sentido anti-horário, o motor roda nesse sentido
Exactamente, daí eu ter feito esse exercício, dando um desconto, para quando rodar a correia fica-se esticada e no ponto.
Também já tive a oportunidade de poder fazer dessa forma, marcando a correia, avançado um dente para ver se ficava na posição certa.
 

Pedro Seixas Palma

Veterano
Premium
Portalista
Isto não está a fazer sentido. Porque é que escreve sempre que a cambota não fica no ponto certo? A cambota é que manda, as voltas são dadas na cambota, se der 4 voltas na cambota, ela fica alinhada (ou não deu 4 voltas). Quantos dentes estão desfazados na polia da árvore de cames?
 
OP
OP
Diogo Manuel

Diogo Manuel

Clássico
Isto não está a fazer sentido. Porque é que escreve sempre que a cambota não fica no ponto certo? A cambota é que manda, as voltas são dadas na cambota, se der 4 voltas na cambota, ela fica alinhada (ou não deu 4 voltas). Quantos dentes estão desfazados na polia da árvore de cames?
Quando dou 4 voltas à cambota, ela fica alinhada, mas a poli da árvore de cames não, ora fica mais atrasada ou mais adiantada relativamente às marcas.
Normalmente fica entre um a dois dentes desfazados na árvore de cames
 

Rafael S Marques

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Quando dou 4 voltas à cambota, ela fica alinhada, mas a poli da árvore de cames não, ora fica mais atrasada ou mais adiantada relativamente às marcas.
Normalmente fica entre um a dois dentes desfazados na árvore de cames

Isso é porque a correia não está bem esticada.
 

luiscabrita

YoungTimer
A meu ver é o seguinte: após colocar a correia deverá trancar o tensor, isto porque a mola do tensor dá o aperto estático, ou seja quando o motor está parado.
Quando assentar a correia (passados alguns km) deverá colocar o motor no ponto, desapertar o tensor e reaperta-lo novamente.
Foi isto que fiz ao meu...
Cumprimentos.
 
OP
OP
Diogo Manuel

Diogo Manuel

Clássico
A meu ver é o seguinte: após colocar a correia deverá trancar o tensor, isto porque a mola do tensor dá o aperto estático, ou seja quando o motor está parado.
Quando assentar a correia (passados alguns km) deverá colocar o motor no ponto, desapertar o tensor e reaperta-lo novamente.
Foi isto que fiz ao meu...
Cumprimentos.
Obrigado desde já pela ajuda.
Sim poderá fazer sentido dessa forma, então o correto será "tentar" colocar o motor o mais aproximado possivel do ponto e passado alguns km's voltar a verificar e desta vez já irá ser possivel colocar correctamente o motor no ponto?
Após mais umas tentativas falhadas de colocar o motor no ponto (perfeitamente alinhado com as marcas) decidi levar o motor à oficina aonde o motor foi rectificado, verificaram e puderam comprovar que também não conseguiram colocar o motor exactamente no ponto, sendo que ficou na segunda marca do poli, terei que jogar com o avanço e recuo do distribuidor para minimizar esta situação.
Em alternativa tenho todo o processo de fabrico e modificação da poli da árvore de cames para a tornar ajustável, de modo a conseguir avançar ou recuar para ficar exactamente no ponto.
 

luiscabrita

YoungTimer
Estranho... Então quando colocava a correia de distribuição, não conseguia fazer coincidir as marcas na poli da cambota e na poli da arvore de cames ?
Se for isso e a correia for a correcta, a altura da cabeça mudou em relação á cambota.
Fez algum rebaixamento (faceou a cabeça) ou colocou alguma junta nova?
No meu post anterior assumi que as marcas desacertavam quando rodava o motor (à mão).
Cumprimentos.
 

luiscabrita

YoungTimer
Ah, e o tensor que aparece na imagem não me parece o correcto. O tensor desses motores não é dinâmico, ou seja, só é afinável com o motor parado.
 

Pedro Seixas Palma

Veterano
Premium
Portalista
...aonde o motor foi rectificado, verificaram e puderam comprovar que também não conseguiram colocar o motor exactamente no ponto, sendo que ficou na segunda marca do poli, terei que jogar com o avanço e recuo do distribuidor para minimizar esta situação.
Gostaria de chamar a atenção para o facto de a distribuição não ter nada a ver com o distribuidor. E continuo sem perceber, se a polia está desfazada um ou dois dentes, porque é que não a rodam um ou dois dentes para ficar alinhada.
Se esse motor fosse de interferência, colocá-lo a funcionar com um desfazamento de mais de 20° (2/32) na came seria suicídio.
 

luiscabrita

YoungTimer
Gostaria de chamar a atenção para o facto de a distribuição não ter nada a ver com o distribuidor. E continuo sem perceber, se a polia está desfazada um ou dois dentes, porque é que não a rodam um ou dois dentes para ficar alinhada.
Se esse motor fosse de interferência, colocá-lo a funcionar com um desfazamento de mais de 20° (2/32) na came seria suicídio.
Exacto...:excl:
 

Pedro Seixas Palma

Veterano
Premium
Portalista
Para variar, um contributo mais construtivo: em alguns motores ( estou a pensar ingleses...) a polia/ cremalheira pode ser montada em várias posições para acertar a distribuição. Será possível tirar a polia e virá-la ao contrário? Reparei que as marcas não estão distribuídas de forma simétrica relativamente aos dentes. É possível que a outra face da polia também tenha marcas?
 

Rafael S Marques

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Tira a poli da cames e tira uma foto dos 2 lados e posta aqui sff.

Normalmente, essas polis dizem TOP num dos lados e nessa não se vê...
 
OP
OP
Diogo Manuel

Diogo Manuel

Clássico
Estranho... Então quando colocava a correia de distribuição, não conseguia fazer coincidir as marcas na poli da cambota e na poli da arvore de cames ?
Se for isso e a correia for a correcta, a altura da cabeça mudou em relação á cambota.
Fez algum rebaixamento (faceou a cabeça) ou colocou alguma junta nova?
No meu post anterior assumi que as marcas desacertavam quando rodava o motor (à mão).
Cumprimentos.

Sim conseguir conseguia, só que ao rodar para dar a tensão na correia, ficava fora do ponto.
Sim tanto a cabeça, como o bloco foram faceados, referi isso quando estive na oficina que fez a rectificação, sendo essa hipótese foi excluída uma vez que são milésimos de material que foram retirados de ambas as partes, ainda assim eu acredito que poderá ser aí o problema, a aproximação da cabeça em relação à cambota.
Coloquei uma junta nova como seria o mais correto.
 
Topo