Gostos, ícones e reflexões...

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
Ora bem... nos últimos tempos tenho pensado um bocado em qual seria mesmo o carro que mais gostaria de ter ou, em ultima instância qual o carro de que mais gosto.
Eu sei que tal como o @Pedro Pereira Marques já o referiu sou uma espécie de Cicciolina com muito "amor" para dar a muitos tipos de carro, desde que sirvam para "dar calor" e mesmo assim, se não servirem eu ainda sou do género que advoga sempre um "upgradezinho" de motor para resolver a coisa.
Na verdade gosto (e sempre foi assim) acima de tudo de carros e de os conduzir e por isso nunca fiz a distinção entre o clássico e o "plástico".
De uns e de outros há carros pelos quais quase mataria e há outros que nem perto deles quero ser visto, quanto mais lá dentro.
Não quero colocar-me em "bicos de pés" mas também não vou assumir uma falsa modéstia (fica tão mal uma coisa como outra) e portanto assumo que terei uma cultura automóvel vasta e muito heterogénea o que acaba por contribuir para essa minha dispersão e para a "necessidade" de ter que ter 30 carros para não ter que fazer escolhas (sim, eu sei que tenho "queda para rico", lamentavelmente não tenho é onde cair) e mesmo esta lista de 30 carros acaba por ser dinâmica e ter sempre entradas e saídas.
Durante a maior parte da minha vida automobilística tive uma clara preferência pelos carros italianos com especial preponderância para os Alfa Romeo.
O desenho, a alma das mecânicas e até durante muito tempo o avanço tecnológico destes carros face á grande maioria dos seus rivais colocaram-nos num patamar elevado das minhas preferências. Em paralelo sempre tive uma paixoneta pelos pequenos hot hatch dos anos 80 e 90 especialmente os franceses. Lembro que neste meio tempo acompanhei sempre o que a industria andava a fazer pois continuo a gostar de alguns "plásticos" e a tendência que a industria automóvel teve para o uso de gasóleo (combustível do demo) levou-me a desenvolver alguma animosidade em relação aos produtos alemães, isso e uma certa falta de "alma" associada á estes carros.
Por outro lado hoje sou apreciador de alguns produtos (passados e mais actuais) provenientes do "país do sol nascente" ainda que considere que estes são alvo de um certo snobismo nos meios clássicos europeus. Afinal, com tantos e tão variados gostos (que até nem se esgotam no que foi descrito atrás) que carros ou carro considero eu que sempre povoaram o meu imaginário?
Francamente e depois de tanto reflectir o meu grande carro de sonho não é italiano, não é japonês, nem tampouco é um "hot hatch" francês. O carro em questão por curioso que possa ser é efectivamente produto da industria alemã!

(continua)
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
Ui o que aí vem!
Quando acertarmos temos de marcar uma data para um almoço para os lados da costa vicentina! Comemos todos, bebemos todos, rimos muito e vamos recordar ainda mais!
Eu indico já um mês para o repasto Maio.

Quanto ao carro, pelo texto não me parece que seja algo de um valor monetário astronómico, assim acho que,...

..., quantas hipóteses tenho?

BMW M3 E36
Volkswagen Golf II GTI 16v

Se for mesmo um plástico, VW Golf V GTI

E...




... falhei :)
 

Rafael Isento

Alfa Romeo
Membro do staff
Premium
Portalista

Carlos Vaz

Portalista
Portalista
Ahahahah isto anda divertido!
Vamos só fazer render o "peixe" mais um pouco e já lá chegamos.
Na verdade todos os carros aqui referidos cabem bem naquela minha vertente Cicciolina e até dava para acrescentar mais uns quantos... ainda antes de entrar pelos alemães, posso dizer que não tinha ainda referido o Reiono Unido de onde há muita coisa que aprecio verdadeiramente. Quase tudo o que é Lotus, boa parte da produção da Aston Martim desde o inicio até aos dias de hoje, tanto uma como outra... há Jaguares que são incontornáveis... o E e o Mk2... de Itália nem vamos falar... Alfa Romeo, Lancia, Maserati, gosto mesmo de quase tudo... curiosamente Ferrari e Lamborghini não me puxam tanto.

Vamos então falar um pouco dos alemães... apesar da ideia generalizada de que são desprovidos de Alma, não será verdade.
Quase tremo de cada vez que vejo um 02 (farolim redondo) numa qualquer série ou filme americano (foi o caso ainda ontem)... gosto deles com o visual de origem, apenas um pouco rebaixados e com jantes de época... são fantásticos, desde que tenham um motor á altura... a minha tendência para a "porcaria" faz-me sonhar com um que tenha mecânica M3 e30...
Mas não... ainda não é este!

Isso leva-me imediatamente para o M3 e30 "himself"... que sonho poder ter uma máquina destas á minha disposição tenho memória de viagens de Expresso em que fechava os olhos e me imaginava na faixa da esquerda com o pisca ligado e a voar para além dos 200... isto nos anos 80 quando estes carros eram novos e uma rara visão em Portugal... tem todo o pedigree desportivo e milhares de corridas que o transformam numa lenda, Tem tudo o que eu gosto num carro. Podia ser este, mas... não, ainda não é este!

Ainda na marca, temos os grandes coupés, nomeadamente o M635 CSI que chegou por algum tempo a ser o meu carro preferido... fantástico na época e hoje mas... não, ainda não é este!

Bmw M1, tem o carisma, a história o aspecto, a performance e o palmarés desportivo para efectivamente ser o tal... hum... mas, contudo vá-se lá saber porquê (é que nem mesmo eu sei porquê) não é este o tal!

Há alguns outros produtos M que eu adoraria ter na minha garagem Os M5 e28, e34 e e39 estão entre os meus carros preferidos, bem como o novo M2 Performance... pois sim, mas o coração não bate daquela forma perante nenhum deles... caberiam todos numa garagem á minha escolha mas... nenhum deles é o primeiro!

E que dizer (já que falamos de BMW) de algumas das produções Alpina? São a meu ver o pináculo daquilo que um preparador que se guindou á posição de construtor (sim, a Alpina é considerado construtor com marca própria) pode e sabe fazer. Mais subtis que os produtos M da marca e com um "savoir faire" extraordinário... acho que cabiam quase todos na minha garagem mas... ainda não é aqui que vamos encontrar aquele que no fim de contas é o meu carro preferido!

(continua)
 
Topo