Entrevista Gentleman Driver de Outubro e Novembro de 2019 - Pedro Teixeira

Pedro Teixeira4

Portalista
Portalista
Vamos lá ver se consigo responder a todos.
Obrigado pelas respostas ;)

Parabéns ao Entrevistado e ao Entrevistador.

Porquê?

Porque é muito bom ver a relação saudável dos dois sempre a trocarem farpas. As duas perguntas finais são geniais e que história bonita a do casamento. Muito mas muito porreira mesmo. São coisas que ficam para a vida. Isso e o facto de o @Pedro Teixeira4 ter um FIAT 500. Pronto, o que se há-de fazer.... Ao menos não é branco.... Ah espera...:rolleyes:

Obrigado pela partilha @Pedro Teixeira4. Confirmou algumas das suspeitas que tinha de que és um gajo porreiro, descomplicado e de bem com a vida. E isso é sempre bom de se ver.

Adorei a escolha do Mercury Coupé 1949 com o Rat Rod look. Impecável.



O @Pedro Teixeira4 encarna muito aqui que eu gosto aqui no Portal: O gosto pelos carros simples e utilitários que envelheceram e que ganharam por direito próprio a designação de clássicos. O Portal tem-me aberto muito os olhos para determinados modelos e o 127 do Pedro é um deles. Gostava de ver esse carro a andar mal seja possível. Não vou pedir uma volta porque já tens fila de espera e porque alguém tem de tirar as fotos a registar o momento para a posteridade.

Em relação à nomeação agradeço-a mas deixava-te aqui um emoji pouco agradável se o Portal o tivesse disponível. Parece-me muito mais acertada e meritória a escolha do @João Pedras ou do @João P Silva. Aliás, de qualquer um dos outros se for a pensar bem.

Obrigado Nuno!
O Mercury Coupé tem pra mim uma pinta do caraças, era mesmo aquele da foto que eu queria.

:thumbs up::thumbs up:
Mais um portalista que se deu a conhecer
Gosto do espirito de simplicidade com que te apresentas.
Curiosamente também gostei do Mercury.
A história do casamento é deliciosa.
Obrigado Carlos.
Tento viver bem com o que tenho,e fazer um esforçito quando quero mais.

Bom das melhores entrevistas de sempre, no primeiro post mijei-me a rir e tive de parar para me controlar.
Mais tarde iniciei a leitura do 2º post, e já me estava a soltar uma pinguinha, mas principalmente adorei a simplicidade que transmites com que olhas para o mundo seja ele de clássicos ou não, e com muito pragmatismo.
Para quem não tinha uma história caricata com clássicos, as duas ultimas perguntas tem respostas de leitura sublime.
Eu quero o 127 a andar na Primavera! Lês-te bem, vou ai de propósito para dar uma voltinha que ao que parece me prometeste e já não me lembrava (sou um estouvado), num encontro Mensal do Portal, está prometido (vai ser lixado organizar-me mas cá nos arranjaremos), só não tenhas comida no carro, eu devoro tudo, ou quase tudo pronto.
Obrigado pela partilha!
Obrigado Antônio,
Ainda bem que deu pra entreter :)
E mais uma vez obrigado pela bateria, és um gajo 5 estrelas!

Parabéns @Pedro Teixeira4 ! Não raras vezes passo na N13, e lá esta o 600 pendurado! muito obrigado pelas tuas histórias simples !
Acho que é a primeira vez que consigo identificar os 5 nominees. :oops::oops::oops: !!! grandes escolhas:thumbs up:
Obrigado Luís,
Volta e meia lá passo na N13, olho para o 600 e fico a pensar na primeira vez que o vi..
Agora estou mortinho pra mostra-lo ao meu filho :D

Se a escrever o rapaz é uma comédia, imaginem ao vivo! :xD:



Também me lembro de um carro em cima de um poleiro na N1 em Mozelos. Era na extinta Auto-Vergada. Já não me recordo se não seria até um 126.
Obrigado Jorge :D
Vais aparecer domingo para o encontro?
Há fotos desse carro no poleiro?

Fantástica entrevista. As respostas são súblimes e confirmam a tua à vontade com os clássicos e como eles estão presentes na tua vida. A história do casamento, nem tenho palavras, @João Luís Soares 6* (sim não me enganei).
Obrigado Nelson,
A história do casamento tornou-se memorável pela forma como o primo conseguiu salvar o dia,vou ver se arranjo uma foto do Kadett dele, estava muito fixe também.

Já conheço o @Pedro Teixeira4 à uns bons anos. Ia meter gasolina na bomba onde ele trabalhava e ele de facto foi sempre muito conversador. :lol:
Obrigado João,
É verdade sim senhor,eu metia sempre conversa por causa do Panda e do 600 :)
Lembraste que eu tratava-te por você?
Sempre muito educado :D

Das entrevistas que mais apreciei. Alguém que pede 2000€ de rendimento pessoal mostra que não está a ser desmesurado nem ganancioso. Deves ser um tipo mesmo porreiro Pedro. Quanto ao João Luis Soares também concordo com o quer se diz dele. Na fase inicial da minha participação no Portal armei-me um bocado em parvo e mesmo assim o João tentou sempre mostrar-me, com tolerância, que não era esse o caminho. Um grande e sincero cumprimento a ambos.
Obrigado Ricardo,
Com 2000€ por mês a mulher já podia ficar em casa e passar mais tempo com o filho, e eu arranjava um part-time e já vivíamos muito bem.

Mais uma vez parabéns aos 2, grande entrevista,:thumbs up::thumbs up::thumbs up: só é mesmo pena a tua falta de gosto quanto a carros, mas ninguém é perfeito...:p:(

Também te posso dizer que tanto tu como a tua mulher são 2 pessoas cheias de sorte... Por não terem chegado os 2 ao casamento de reboque:p:lol::lol:...
Obrigado Rafael,
O meu gosto por carros é altamente,gosto de quase tudo...
Reboque?! Filho da mãe :lol::lol:

Uma boa leitura sem dúvida!

Gostei do promenor do Mercury entre Italianos e um alemão, e dos clássicos no casamento, espetáculo!

Parabéns, grande entrevista!

Obrigado Francisco!
Eram carros que gostaria de ter/conduzir..
Reconheço beleza/qualidade em todos.
Depois do casamento lá fomos embora de Fiat claro está.
Grande Pedro!
Excelente entrevista, parabéns! :thumbs up:
Obrigado Edgar!
Grande abraço
 

Pedro Teixeira4

Portalista
Portalista
Se me permitem vou contar uma história que já partilhei com portalistas no encontro da senhora da hora, mas não contei na entrevista porque não é minha.

É do artista do meu pai.

O meu avô paterno nunca teve carta de condução,mas não o impediu de ser a primeira pessoa do bairro São João de Deus (antes de ser com muita má fama) a ter um carro.

Um Fiat 850 Especial que segundo o meu pai era conduzido pelos filhos que levavam os pais onde fosse preciso e também servia para o meu pai e os irmãos irem dar as suas voltas...
O carro era muito bem tratado ao ponto de à noite ser-lhe colocada uma manta no motor.
Devia ser pra ele não constipar...

O Sr meu pai ,de quem eu herdei a grande capacidade de ser despassarado, um dia de manhã tem a brilhante ideia de o colocar a trabalhar sem se lembrar de ir tirar a manta...

Conclusão.

Ainda hoje conta a história a rir e acaba com um : "Oblá o teu avô ficou podre comigo!"
@Pedro Teixeira4, depois de ler a tua entrevista só tenho uma pergunta a fazer:
Trabalhas na próxima semana?
Preciso de ajuda com o 33 :p
:lol: tou de férias
Bota!!
 

NunoCouto

Veterano
Premium
Recordo-me perfeitamente de o meu pai por jornais nos dias mais húmidos no motor do Peugeot 104. E de ir com ele ver como estavam as velas. Hoje em dia sei que o conhecimento de mecânico resumia-se a estes dois procedimentos :lol:
 

pintodealmeida

GT Abarth
Portalista
Oh Recoba, para ires para a Maia sempre houve uma carreira, a "10", de Pedrouços à Maia centro uma meia hora pá.
Conheço o Recoba desde os tempos do seu primeiro Cinquecento.

Gostei de ler a entrevista.
Não sabia os carros que tinham ido ao teu casamento.
 

Pedro Teixeira4

Portalista
Portalista
Oh Recoba, para ires para a Maia sempre houve uma carreira, a "10", de Pedrouços à Maia centro uma meia hora pá.
Conheço o Recoba desde os tempos do seu primeiro Cinquecento.

Gostei de ler a entrevista.
Não sabia os carros que tinham ido ao teu casamento.
Sim mas o problema é que eu ia à Maia pra ver sapatilhas pra jogar futebol,ou seja eram 45 min até a Maia porque o autocarro dava muitas voltas,e depois ainda tinha que ir do centro da Maia ao jumbo a pé..
Daí a coisa ser demorada.

Os carros do casamento,o meu já estava certo por causa do João,o outro foi em cima do joelho mas correu bem..
Abre um tópico do Uno pah!:cool:
Um gajo que tem como passatempo jogar CM 01/02 só pode ser boa pessoa! :cool:
Olha que eu votei em ti :lol:
 
Topo