Futuro nos jovens

AndreVaz

YoungTimer
Boa noite,
Chamo-me André Vaz possuo como clássicos uma xf 17 e uma casal 4 turbina.
O meu título é "Futuro nos jovens" pois cada vez mais se vê jovens com clássicos e eu sou um deles, amo a pura mecânica, o puro aço, o trabalhar...tudo ... vocês sabem do que falo.
Dai também estar a estudar Engenharia Mecânica porque a paixão fala mais slto e temos que também lutar pelos nossos objectivos.
Felicidades amigos
 
Bem-vindo ao Portal. ;)

É assim mesmo que se quer, a malta jovem a apreciar e a preservar o bom do material antigo que era feito para durar e não descartar como tudo o que existe hoje em dia.

E a nível das 4 rodas, aprecias ou tencionas ter algum clássico também, ou és mais para o lado das 2 rodas?

Abraço e boa estadia por cá.:thumbs up:
 
OP
OP
A

AndreVaz

YoungTimer
Eu tenho um Datsun Bluebird, foi isso tambem que me fez inscrever no forum para ver se alguem me podia ajudar.
Está na casa da minha mae há mais de 20 anos, foi oferecido pelo meu pai á minha mãe, mas sabes que antigamente era tudo de boca, e nunca se chegou a fazer a passagem de nome pelo que eu sei.
Contudo, fui a Conservatória do Registo Automóvel e não aparecem dados nenhuns do carro (proprietário, modelo, cilindrada etc), e dizeram que tinha que ir a conservatória do registo automóvel de Lisboa porque como é um carro muito antigo deve de estar em arquivos os dados do veiculo.
Desta forma vinha aqui saber se alguem já teve uma situação como a minha, têm o carro, sabem que é vosso, mas não têm a documentação....
 

João Luís Soares

Pre-War
Membro do staff
Premium
Delegado Regional
Portalista
Eu tenho um Datsun Bluebird, foi isso tambem que me fez inscrever no forum para ver se alguem me podia ajudar.
Está na casa da minha mae há mais de 20 anos, foi oferecido pelo meu pai á minha mãe, mas sabes que antigamente era tudo de boca, e nunca se chegou a fazer a passagem de nome pelo que eu sei.
Contudo, fui a Conservatória do Registo Automóvel e não aparecem dados nenhuns do carro (proprietário, modelo, cilindrada etc), e dizeram que tinha que ir a conservatória do registo automóvel de Lisboa porque como é um carro muito antigo deve de estar em arquivos os dados do veiculo.
Desta forma vinha aqui saber se alguem já teve uma situação como a minha, têm o carro, sabem que é vosso, mas não têm a documentação....

@afonsopatrao , anda cá ajudar o André.
 

afonsopatrao

Pre-War
Mas isso foi numa conservatória do registo automóvel? Estranho...
Não estando informatizado, supostamente, quando se pede uma informação sobre certo veículo eles procedem logo à informatização da informação. De todo o modo, se n\ao cooperarem com isso, duas vias possíveis:
- E-mail para a conservatória do registo automóvel de Lisboa ou do Porto a expor o problema. Em princípio eles informatizam logo a informação e depois podes consultá-la ao balcão de qualquer outra conservatória;
- Pedido de uma certidão (pode ser on-line, uma certidão permanente). Paga-se, mas força os serviços a proceder à informatização.

Boa sorte!
 
OP
OP
A

AndreVaz

YoungTimer
Mas isso foi numa conservatória do registo automóvel? Estranho...
Não estando informatizado, supostamente, quando se pede uma informação sobre certo veículo eles procedem logo à informatização da informação. De todo o modo, se n\ao cooperarem com isso, duas vias possíveis:
- E-mail para a conservatória do registo automóvel de Lisboa ou do Porto a expor o problema. Em princípio eles informatizam logo a informação e depois podes consultá-la ao balcão de qualquer outra conservatória;
- Pedido de uma certidão (pode ser on-line, uma certidão permanente). Paga-se, mas força os serviços a proceder à informatização.

Boa sorte!

A senhora disse mesmo isso, mas tinha que fazer o pedido para Lisboa para se poder proceder à informatização da informação.
Depois de ter a informação tenho que pedir uma certidão? Já agora para que serve essa certidão e o que é?
Abraço
 

afonsopatrao

Pre-War
Aguardo uma resposta.
Abraço
Não precisas da certidão! A certidão é uma informação oficial das informações registais do automóvel (quem é proprietário e quem tem outros direitos sobre ele). Pode ser em papel ou uma certidão permanente (que é uma password que permite aceder directamente ao registo daquele automóvel).

Eu falei na certidão porque se pedires uma certidão eles vão necessariamente ter de informatizar. Mas eu só faria isso se o contacto com a conservatória do registo de automóveis de Lisboa ou do Porto não resultar.
Se eles, como é provável, informatizarem sem ter de se pedir certidão, a partir daí podem dar a informação ao balcão sem emitir certidão.
 
OP
OP
A

AndreVaz

YoungTimer
Não precisas da certidão! A certidão é uma informação oficial das informações registais do automóvel (quem é proprietário e quem tem outros direitos sobre ele). Pode ser em papel ou uma certidão permanente (que é uma password que permite aceder directamente ao registo daquele automóvel).

Eu falei na certidão porque se pedires uma certidão eles vão necessariamente ter de informatizar. Mas eu só faria isso se o contacto com a conservatória do registo de automóveis de Lisboa ou do Porto não resultar.
Se eles, como é provável, informatizarem sem ter de se pedir certidão, a partir daí podem dar a informação ao balcão sem emitir certidão.

Boa noite,
Depois de ter a informação toda certinha qual será o próximo passo?
A senhora da conservatória do registo automóvel falou me em ir ao notário para efectuar o registo como "usocampeao" ?
Confirmas?
Muito muito obrigado.
Abraço
 

afonsopatrao

Pre-War
Boa noite,
Depois de ter a informação toda certinha qual será o próximo passo?
A senhora da conservatória do registo automóvel falou me em ir ao notário para efectuar o registo como "usocampeao" ?
Confirmas?
Muito muito obrigado.
Abraço
Se estiver em nome do teu pai, sai mais barato que ele te ceda a propriedades, não precisas da usucapião.
Se for necessário invocar a usucapião (um modo de aquisição em que a propriedade passa para quem tem posse pública e pacífica da coisa por X anos), faz-se na conservatória, não precisas de ir a um cartório. É rápido e imediato.
 
OP
OP
A

AndreVaz

YoungTimer
Se estiver em nome do teu pai, sai mais barato que ele te ceda a propriedades, não precisas da usucapião.
Se for necessário invocar a usucapião (um modo de aquisição em que a propriedade passa para quem tem posse pública e pacífica da coisa por X anos), faz-se na conservatória, não precisas de ir a um cartório. É rápido e imediato.

O meu pai comprava e vendia muitos carros antigos,
Tinha mais de 100 viaturas em armazém, mas assim que faleceu levaram tudo e só deixaram este (Datsun 411), contudo todos os carros que levaram sou eu que tenho os documentos de todos ( mas não tenho as viaturas ), só esse.
E mesmo esse está registado em nome de outra pessoa, porque o meu pai só fazia a passagem do nome ao vender a outra pessoa e deixava sempre no nome da antiga pessoa até vender.
Espero que seja assim tão fácil :)
 

Francisco Vicente

YoungTimer
O meu pai comprava e vendia muitos carros antigos,
Tinha mais de 100 viaturas em armazém, mas assim que faleceu levaram tudo e só deixaram este (Datsun 411), contudo todos os carros que levaram sou eu que tenho os documentos de todos ( mas não tenho as viaturas ), só esse.
E mesmo esse está registado em nome de outra pessoa, porque o meu pai só fazia a passagem do nome ao vender a outra pessoa e deixava sempre no nome da antiga pessoa até vender.
Espero que seja assim tão fácil :)
Companheiro...
Não te convenças muito de que é assim tão fácil.
A forma de legalizar por usucapião tem de ser feita através de escritura pública (conservatória/notário) e não é assim tão fácil.
Se os docs estiverem em nome dele, podes (em colaboração com o cabeça de casal) mandar apreender esses veículos através das autoridades.
Ou para outras situações pedirem as segundas vias dos documentos.
Reune a documentação toda e informa-te bem.
 
Topo