Especulação Sobre Clássicos

Carlos Antunes

Fordmaníaco
Re: Está tudo drogado????

Boas, eu já fiz uma intervenção neste tópico, mas continuo a ler as opiniões nele descritas. E resumidamente vem dar razão a triste conclusão a que já tinha chegado ou seja, há pessoas que gostam realmente de clássicos e outros que vivem destes. Ok! Ok! negócio sempre houve, pois sim, mas ir buscar um "ferrugento" por ex.: 75€ (desculpe lá é ao peso) e depois vendê-lo por 1000 € ou mais, para mim é oportunismo. Felizmente para mim, até agora ainda só me cruzei com pessoas com "amantes" de clássicos, pois dos outros desvio-me. Cumps.
 

Miguel Lobo*

Miguel Lobo
Re: Está tudo drogado????

Mike Silva disse:
A malta quer é carros com mais cavalos? Sim, os putos do Tuning, talvez. Um admirador de classicos genuino sabe que a verdadeira rebeldia nos tempos que correm,onde tudo é imediato e stressante, é querer andar devagar...

nao tem NADA a ver com isso.

sou TOTALMENTE contra tuning, e uma vergonha o q eles fazem!!!

agora diga.me uma coisa, eu sou fanatico pelos fantasticos BMW M POWER, porsche, etc. se a coisa q dou valor e fazer uma serra sempre a fundo, dar umas valentes atravessadelas, etc.

agora diga.me uma coisa.

o que q e q isto impede q eu seja um admirador de classicos genuino ????

o M3 e30 e um classico, o gt turbo e um classico, o mustang e um classico e por ai fora. Estes carros q acabei d falr foram feitos para assapar e pronto. quem e que tanto agora cmo antigamente comprava um M3 para andar de vagar a comprir os 50???

eu so quero q fique claro q podemos amar potencia(nao xuning) e gostarmos tanto de classicos como os outros.

desculpem se fui arrogante ou mal educado.
 
Re: Está tudo drogado????

Drogado não está quem vende. Drogado está quem compra!:p

Desculpem se o meu comentário choca alguém, mas eu explico, e estou à vontade para explicar pois sou comerciante de automóveis e também de clássicos, e está aqui no portal quem já fez negócios comigo.

Não adiantam lamentações! Se uma pessoa tem um clássico e quer vendê-lo,tem todo o direito de pedir por ele o que lhe der na cabeça!

Quem quer comprar é que tem de ter juizo e ver bem o que lhe interessa e quais são as suas prioridades.

O mercado faz-se de negócios efectivos,reais,e não de hipotéticos vendedores e compradores.

Se é assim em todos os sectores, porque não há-de ser assim nos clássicos?

O mercado encarrega-se de separar o trigo do joio, como sempre!;)

Nota: Um abraço a todos os "apaixonados" por clássicos, que sob a "capa" dessa "paixão" andam por aí a negociar uns carritos e umas peças...:p:DD
 
Re: Está tudo drogado????

Alfredo Rodrigues disse:
..agora vamos fazer contas... esse mgb 660 contos, volante a dta, possivelmente a precisar de uma intervenção de chapa com pintura...e mecanica nas lonas....+ legalização...

MTO POR ALTO
chapa---num bom chapeiro( se não comprar material novo)-300 contos
pintura---500 contos
mecanica--travoes, caixa, motor etc---400 contos
troca de volante--não se esqueçam que o tablier lhd custa uma pipa---200 contos
cosmetica-- frisos, borrachas, assentos, tapetes , laterais das portas-200 contos
partindo do principio que não precisa de vidros novos (riscados)

já vai em 2260 contos

se o valor dele comercial é de 3000 contos não fica mto para a legalização...

atenção que não estou a falar em mão de obra de montagem de cosmetica...

se calhar o portuga que o vende cá por 3000 contos até não compra outro por esse preço....

amigos o problema é que não guardamos as facturas..pra mulher não ver.....isto de classicos é um vicio...

AR

Acho que é a opinião mais sensata do forun!!!
É que uma coisa é conseguir comprar um carrinho, que até pode estar num estado razoável, e andar com ele sem grandes preocupações, outra é comprar um em mau estado para recuperar e ainda outra é comprar um impecavel, dos que não há nada para fazer.
Aí, nos primeiros, é comprar pelo melhor preço que aparecer, tendo calma e alguma sorte.
No caso dos segundos, como no exemplo atrás citado, a coisa é muito mais complicada. Eu nunca restaurei nenhum, mas segundo o que ouço dos meus amigos, alguns aqui do forun, o dinheiro que se gasta, assim por alto para pôr a viatura num estado excelente faz sempre com que o mesmo passe a valer muitissimo mais do que ao principio!!! E sempre acima dos valores médios do mercado.
Essa coisa do MG impecavel por 600 e tal Euros, acho, como foi algures dito, é uma granda treta. Tenho visto alguns desses, de facto a andar e completos, dos vindos de Inglaterra... mas que até ficarem impecáveis ou perto disso, tinha que se gastar imenso dinheiro (é claro que também tem que se ter em conta que o que é bom para uns nem sequer é razoável para outros...). Aliás, gostava mesmo de ver as continhas ao pormenor de alguns restauros de carros aqui do Portal, e muitas vezes a mão de obra nem está contabilizada!!!
E o exemplo do MG até é curioso porque talvez seja dos verdadeiros clássicos com melhores preços em peças para restauro, e muito fáceis de encontrar. Experimentem outros carrinhos e vão ver... Os preços e a dificuldade para arranjar peças, com a consequente perda de tempo e paciência.
Há quem diga que até gosta disso, da procura e tal... ok, PORREIRO PÁ!!!!
Claro que hà casos de pura especulação mas isso vai ser sempre assim... É como no imobiliário, por exemplo.
Uma coisa é certa: só compra quem quer, e quem tem para vender, se o produto for bom, só tem a ganhar.
 
Re: Está tudo drogado????

[
A malta quer é carros com mais cavalos? Sim, os putos do Tuning, talvez. Um admirador de classicos genuino sabe que a verdadeira rebeldia nos tempos que correm,onde tudo é imediato e stressante, é querer andar devagar...[/QUOTE]

Mas afinal quem e que tem a regua? Qual e a escala usada para separar o verdadeiro amante de classicos do foleiro? Epa, o meu escort tem os retrovisores horriveis que tem, mas como por enquanto nao ha dinheiro para tudo vao servindo... Ja para nao falar das jantes... Mas se o meu sonho e fazer um RS apartir de um 1100 acho que ninguem tem nada com isso... Parte de ter um classico e realizar um sonho (ou TUDO mesmo) por isso, cada um "faz" o carro que quer, a seu gosto e nao e menos apaixonado que os outros... A meu ver claro. Ja se sabe que luzes neon e esquizitisses do genero sao um pouco ao lado, mas modificar os classicos a epoca, ao gosto de cada um... Acho que ninguem tem nada com isso. Ja basta o elitismo do ACP no que respeita a originalidade. Deixemos cada um viver o seu sonho descontraidamente. Abraco
 
Re: Está tudo drogado????

A régua é mostrada em regra, pelos puristas. Depois há os outros que a chegam mais para o lado dando maior tolerância para as modificações, o tunig. Não se esqueçam que tanto é tunig o Punto rebaixado e pintado de uma qualquer cor berrante, como o MG rabaixado com variadíssimos acessórios de época. A diferença é o gosto de cada um e a época.
Pessoalmente sou adepto do tuning, do antigamente claro, e o meu BMW já foi alvo de algumas coisitas como podem ver na minha garagem, não escondo nada disso e estou-me a borrifar para o que os outros pensam, eu gosto! No entanto assumidamente tuning, nem me passa pela cabeça pintar e colocar asas no meu Honda Concerto... è só uma questão de gosto e mais nada.
Acho até engraçado nas concentrações, observar os entusiastas dos clássicos que se babam a ver o carro do João caldas enquanto ignoram completamente outro igual só que original. Mas isso são outros quinhentos... Giro também, são os que transformam os seus velhinhos viverem constantemente em pânico para não serem identificados como adeptos do tuning.
Quanto jovens também não percebo a duvida, pois falo dos mais jovens por comparação com os velhinhos, portanto não falo de putos falo da geração 35/45anos.
Em relação aos mais cavalos é só olhar para o que as pessoas gostam, comparem o desejo das pessoas em ter um 2002 ou um 1602, ou escort 1100 com um 1300. Só dando dois exemplos em que a diferença é basicamente o motor.
Quanto aos preços acho que o António F. Carvalho é que disse tudo: "Drogado não está quem vende. Drogado está quem compra!"
Muito cómicos são os que acham que a melhor compra é o barato, vivendo frustrados porque os baratos que encontram estão em muito mau estado e não conseguem encontrar a pechincha com que sonham.
Lembrem-se que o comerciante não é a Santa Casa,vive do negocio e tanta ganhar o máximo, se aparecer um parvo melhor.... Vocês não fariam o mesmo?
O que precisa de vender o carro pede o que acha justo, se ninguém compra, ou desiste ou baixa o preço é o mercado a funcionar.
 

José Sabino

Clássico
Parabéns a todos!
Quem fala assim não é gago e é pena que esta reportagem,não seja vista pelos anunciantes das publicidades caricatas que põem a circular.
A revista Topos Clássicos e outras com a classe que fazem questão de ostentar,deveriam nos seus gabinetes de marketing,ter também conselheiro para minimizarem esta tão indesejada publicidade que irrita aqueles que se prezam de conhecer,ter e possuir clássicos.

Um abraço.
J.S.
 
foi o que eu ja tive oportunidade de dizer atras. nao se pode condenar alguem que queira obter lucro mas sim os patos que caem nesses truques e alimentam essa especulaçao.
eu gosto de carros sejam antigos ou sejam modernos ainda antes de me conhecer, segundo testemunhos veridicos lolol, mas nao vou tao longe que perca a cabeça com tudo e mais alguma coisa. nao tenho mais olhos que barriga.

Isto no fundo é tudo uma questao de utilidades. Utilidades que representam para nos ter este ou aquele classico, ou mero carro antigo. Cada um dispoe do seu dinheiro conforme a utilidade que lhe atribui e claro está vai haver sempre quem aproveite!
 

ze miguel silva

Zé Miguel Silva
Re: Está tudo drogado????

Antonio F Carvalho disse:
Drogado não está quem vende. Drogado está quem compra!:p

Desculpem se o meu comentário choca alguém, mas eu explico, e estou à vontade para explicar pois sou comerciante de automóveis e também de clássicos, e está aqui no portal quem já fez negócios comigo.

Não adiantam lamentações! Se uma pessoa tem um clássico e quer vendê-lo,tem todo o direito de pedir por ele o que lhe der na cabeça!

Quem quer comprar é que tem de ter juizo e ver bem o que lhe interessa e quais são as suas prioridades.

O mercado faz-se de negócios efectivos,reais,e não de hipotéticos vendedores e compradores.

Se é assim em todos os sectores, porque não há-de ser assim nos clássicos?

O mercado encarrega-se de separar o trigo do joio, como sempre!;)

Nota: Um abraço a todos os "apaixonados" por clássicos, que sob a "capa" dessa "paixão" andam por aí a negociar uns carritos e umas peças...:p:DD



de certa forma percebo, vender uns para poder ter os outros em excelente estado!
 

Carlos Antunes

Fordmaníaco
Boas, cá estou eu de novo pois continuo atento ao que se vai escrevendo neste tópico. O tema é bom para expressar-mos as nossas opiniões acerca deste "mundo". Em uma coisa estamos todos de acordo ou seja gostamos de automóveis (sejam clássicos ou não). Mas voltando ao tema há quem goste de clássicos e há quem go$$$$t€€€€ de clássicos. Não estou contra quem ganhe com o negócio (pois é uma área como outra qualquer) mas condeno tanto nesta como nas outras os oportunistas. Quanto ao tema "tuning" que também aqui já foi abordado, não sendo purista, mas claro gostos não se discutem, as alterações do antigamente eram bem mais sóbrias que as de hoje em dia, salvo raras excepções. Cumps.
 

Diogo Lisboa

Veterano
Eu ainda hoje penso, por ter gasto 1250€ na Borgward sabendo que poderia ter gasto menos que issoo_O...

A camioneta é rara e está boa, eu sei:feliz:, mas não justifica os 1250€ só porque é antiga e tem valor histórico...

Sei que poderia tê-la comprado por 700€ ou menos se tivesse utilizado outra técnica, mas pronto o que está feito está feito:huh:...

É o que dá negociar com sucateiros:wacko:...
 
bem, eu nao queria chegar a individualizar caso nenhum mas acho este exemplo gritante. ja nem falo dos minis, pois nesse caso estamos mesmo perante abusos, assaltos, extorsoes. Mas é como disse, só é abusado, assaltado e extorquido quem quer... hoje vim um mini a ser vendido a mais de 20000€. tudo bem que era um Cooper S e tava restaurado, aparentemente em boa condiçao, mas nao passava disso... ora vinte mil euros sao quatro mil contos... Perdeu-se o juizo?

O vendedor que nao se ofenda... mas vou ter que referir aqui um caso q vi no forum que acho um exagero. Vi um Fiat 600 da primeira série, podre e incompleto a 1500€. tudo bem que o carro é belissimo, mas sao trezentos contos e o carro continuará ali até que alguem lhe pegue.

Sugiro uma coisa que nao quis fazer, com o aval dos moderadores:
denunciar os escandalos que se passam na secçao de mercado deste forum... podiamos comerçar por aqui. que dizem?
 

Paulo Cesar

Clássico
não querendo "abrir guerras" entre marcas e modelos como aqui o Ricardo... acho como muitos já disseram os preços só andam LOUCOS porque existe quem compre.... mas ao fim de algum tempo os preços normalizam como está a acontecer com os carochas e já começa a acontecer nos MINIS depois de alguma loucura...(não considero 20.000€ por um Cooper S uma insanidade.... mas....) quando comprei os meus minis tive sempre o cuidado de procurar bem... sobretudo porque os €€€ não nascem no meu quintal...e vi muita loucura e não comprei... como em tudo é preciso é bom senso .... e chá de cidreira!:D
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
Diogo Lisboa disse:
Eu ainda hoje penso, por ter gasto 1250€ na Borgward sabendo que poderia ter gasto menos que issoo_O...

A camioneta é rara e está boa, eu sei:feliz:, mas não justifica os 1250€ só porque é antiga e tem valor histórico...

Sei que poderia tê-la comprado por 700€ ou menos se tivesse utilizado outra técnica, mas pronto o que está feito está feito:huh:...

É o que dá negociar com sucateiros:wacko:...

HI
Com sucateiros e nem só.
No passado fim de semana fui ver dois classicos com ferrugem (sem estarem restaurados).
Interessei-me por um de 1951, o outro era de 1957.
No fim o homem pediu 300 contos. OK 1500 "aereos" tudo bem eu pago, já, mas pago em cheque.
Em cheque não, sabe como é ... bancos. Somos pessoas de palavra .....
Tudo bem. Segunda feira levo-lhe o dinheiro e assina a declaração de venda para registar o carro.
Fim de semana nunca mais passava, até que chega o dia aprasado. Pelas onze da matina lá estou eu preparadinho para pagar em nota.
Oh senhor mil desculpas, sabe .... a família não quer vender o carro, os filhos etc.... e tal.
Prontos "já anda mouro na costa" pensei. Como não havia nada assinado, nada feito. O erro dos outros não justifica o nosso e por isso amigos na mesma não adianta ser mal educado.
Mais um aqui pelos meus lados que pensa que a ferrugem são pepitas de ouro.
Há seis meses soube de um "auto union" como o homem fez questão de chamar, qual dkw??!!
"estacionado" numa garagem.
Feita a aproximação através do dono da garagem. Este alertou logo "olhe que o carro vale muito dinheiro". Quanto é isso de muito dinheiro??
Não foi de modas (sete mil contos).
OH amigo desculpe o incomodo mas por esse dinheiro desculpe .... tentei despachar para canto
"Espere aí que o carro não é meu, vou telefonar ao dono e já passamos pela oficina"
"Olhe por esse preço nem pensar"
Depois de mirar o carro, que segundo o homem estava completo mas desmanchado, perguntei quanto queria. "Não ofereça o senhor" Tá bem 2500 euros.
"Sabe o carro está completo mais "daqui pra li""
Tampões ?
"Falta um mas eu dou outro motor"
Frisos?
"Sabe ...."
Bem comecei a rezar pelos meus 2500 aereos (eram mesmo aereos e cá com uma pinta)
O que vale é que o sujeito amarrou nos 6000 euros e eu "pirei-me" que se faz tarde.
Ainda me divirto a pensar no velho, muito sério:
"Sabe aqui há uns anos quando este carro passava na Figueira o transito parava todo."
E a minha cara de estupido.
"O carro andava assim tão pouco??!!"
Moral da história:
As pessoas já interiorizaram que ter um carro velho, que por vezes nem é classico, é como ter um bau de dinheiro.
 

Paulo Baião

Clássico
O problema é que nós temos um "grande calcanhar de Aquiles", ou seja, temos esta paixão e temos de saber viver com ela.
Quantos de nós não demos um "monte" de dinheiro por um carro ou peças sabendo que estamos a pagar mais do que aquilo vale, e mesmo assim continuamos a sorrir?

Eu quando comprei o meu MX-5 no ano 2002, andei quase quatro meses à procura de um que estivesse em condições, vi tanto lixo, carros todos babados, amolgados, sei lá. Acabei por o ir comprar à Póvoa do Varzim, reparem que eu sou da Charneca de Caparica, dei em 2002 oito mil euros por um carro de 90 a precisar de pintura, pneus e capota nova.:rolleyes:

Só uma pequena nota, eu fui vendedor de automóveis novos durante dez anos até 2003, portanto não se podia dizer que ia de olhos fechados ou que era um anjinho, tinha a perfeita consciência que estava a pagar mais do que o carro valia, mas o que é que vocês querem? Eu estava com um sorriso maior que o vendedor, e esse é que devia ter motivos para se rir, pois devia estar a ganhar um balúrdio.:D

Mas é assim, passado 6 anos eu ainda continuo a sorrir.

São situações que temos de aprender a viver com elas, mas acima de tudo, temos de saber defender-nos.

Quando fazemos as coisas por paixão, temos sempre mais hipóteses de sermos "comidos".

Não levem a mal, mas é a minha opinião.
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
Paulo Baião disse:
Mas é assim, passado 6 anos eu ainda continuo a sorrir.

São situações que temos de aprender a viver com elas, mas acima de tudo, temos de saber defender-nos.

Quando fazemos as coisas por paixão, temos sempre mais hipóteses de sermos "comidos".

Não levem a mal, mas é a minha opinião.

HI
"Off topic"`
É, ... a ser comidos que seja com paixão.
:))
 

Miguel Lobo*

Miguel Lobo
quem tem paixao tem paixao!!!

aqui a uns anos o meu pai andava atras de uma audi.

chegou ao stand da audi, viu la uma matriculada, ao outro dia foi la buscala:DD:D
 

Paulo Baião

Clássico
Guilherme Bugalho disse:
HI
"Off topic"`
É, ... a ser comidos que seja com paixão.
:))


Tem mesmo de ser com paixão, pois garanto-vos que a compra de um carro clássico para manter, é uma maneira de empobrecer alegremente.
 
OP
OP
Eduardo Relvas

Eduardo Relvas

fiat124sport
Guilherme Bugalho disse:
(...)
"Sabe aqui há uns anos quando este carro passava na Figueira o transito parava todo."
E a minha cara de estupido.
"O carro andava assim tão pouco??!!"
(...)

:D :D :D :D

O que eu me ri a ler isto!

Quanto aos argumentos do Paulo, também é verdade, só pagamos se quisermos e podemos querer mesmo pagar.

O que lixa isto tudo é que os valores de um carro usado nunca são tabelados, e mesmo em clássicos os valores que encontramos nas revistas são muito relativos. Mesmo assim, poderia argumentar-se que malucos já nos somos por andar a pagar dinheiro a sério por uma coisa que para a maior parte da população já não serve de nada e basicamente é "comida para reciclagem".

O meu Spider custou-me em Itália muito mais do que teria custado na Alemanha ou Holanda nas mesmas condições, mas eu não hesitei em dar o valor porque além de ser a combinação que eu queria (côr e modelo), era uma versão rara e o facto de ser de itália para mim já era um seguro quanto às condições da carroçaria. Hoje, mesmo após uma extensa recuperação a nível mecânico (que ainda tem uns toquezitos pra fazer mas nada de grave), verifico que de facto podia ter comprado mais barato mas definitivamente seria difícil ter arranjado uma base tão boa para pôr o carro como está.

Na minha curta vida de coleccionador já vendi e comprei muita coisa, e por algumas vezes já consegui ter lucro, o que por si é um termo discutível porque há sempre que ter em conta as horas de trabalho minhas que não são pagas mas que podia estar a ganhar noutros empreendimentos, mas vejo esse lucro como sustento para o meu vício, que comprei com o meu trabalho.

Em termos gerais, vale sempre usar de bom senso. Quem não o tem, amole-se. Mas é pena (e é isso que pessoalmente me enfurece) ver idiotas a julgar que têm ouro nas mãos e afastarem potenciais salvadores para ao fim de uns tempos mandarem os carros para enfardar sem lhe dar hipótese de salvação. Será mesmo preferível vender o carro ao quilo em vez de vender barato e saber que se salvou algo da prensa e se fez alguém feliz?

Que ninguém vai ter um dia tipo acertar no Euromilhões já se sabe, porquê teimar numa de "ou vendo por X mil ou vai para empacotar"? Nós somos todos pobres (e cada vez mais), mais valia sermos uns para os outros...

Um abraço a todos!
 
Topo