EN 2

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Bom dia!

Estou a abrir este tópico sobre a "nossa Route 66".

Este ano estou a pensar passar as minhas férias "on the road" e fazer este percurso que sempre ambicionei fazer...

Já andei a ver alguns apoios e instrumentos, como o Passaporte da EN 2, mas parece-me parca a informação para um dos nossos patrimónios rodoviários.

Já alguém fez este percurso? Ou parte dele? alguém tem algumas dicas que me possa fornecer?

Estou a pensar fazê-lo no W123 240d (um dos motivos para ter alterado o diferencial e o "rapor" de 3.69 para 3.46 foi fazer viagens mais longas e cómodas)...
 
Última edição:
Após uma rápida pesquisa encontrei isto, talvez ajude:
 

Samuel

Veterano
Eu também já tive ideia de fazer isso, ainda antes desta publicidade toda. Agora, com esta "turistificação" do percurso, perdi um bocado o interesse. Quando tiver possibilidades, vou optar por outras hipóteses como a 222 (que também já está a atacar na divulgação), a N15, ou a N206.

Quem já fez a EN2, criticou um pouco o facto de o Passaporte, às vezes levar a desviar um bocado da estrada.

Comentário que ouvi de um motociclista presente nos habituais ajuntamentos nas manhãs de domingo em Vila do Conde "Este verão, a Nacional 2 vai estar impossível" referindo-se ao facto de as pessoas optarem por alternativas às praias.

Ainda estes dias descobri que é a 3ª maior do mundo (como é que é possível? o_O)

Depois queremos muitas fotos :)
 
Boas.
A "turistificação" até e´bom para um interior do país esquecido que tem paisagens lindíssimas. Alias o nosso país é espectacular pena é que só agora com esta pandemia é que as pessoas se lembrem que Portugal é muito mais que praias .
E sim, venham de lá as fotos.
 
Última edição:
OP
OP
Abílio Quintas

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Após uma rápida pesquisa encontrei isto, talvez ajude:
São sites que já andei a ver. Instalei uma aplicação da En2, mas desiludiu-me. Se fosse boa, ia apoiar-me nela durante a viagem...

Achei este site bastante interessante

 
OP
OP
Abílio Quintas

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Eu também já tive ideia de fazer isso, ainda antes desta publicidade toda. Agora, com esta "turistificação" do percurso, perdi um bocado o interesse. Quando tiver possibilidades, vou optar por outras hipóteses como a 222 (que também já está a atacar na divulgação), a N15, ou a N206.

Quem já fez a EN2, criticou um pouco o facto de o Passaporte, às vezes levar a desviar um bocado da estrada.

Comentário que ouvi de um motociclista presente nos habituais ajuntamentos nas manhãs de domingo em Vila do Conde "Este verão, a Nacional 2 vai estar impossível" referindo-se ao facto de as pessoas optarem por alternativas às praias.

Ainda estes dias descobri que é a 3ª maior do mundo (como é que é possível? o_O)

Depois queremos muitas fotos :)
Não a pretendo fazer no verão. Demasiada gente e muito calor. Pretendo fazer num w123 240d, preto e sem a/c...
Relativamente a fotos, será o departamento da mulher. Depois copio dela... :ph34r:

A N222 é muito bonita, numa viagem da Covilhã para o Norte fiz um desvio por ela. Curiosamente, também no w123. Gostei bastante do percurso. No entanto, creio que ainda está mais turística que a EN2 deve estar... Quando a fiz, no ano passado, havia muita gente a circular nela, principalmente na zona do Pinhão e da Régua.
Não fiz o percurso completo já que na Régua desviei caminho, mas pretendo repetir.

A EN 2 é para ser feita em vários dias. Estou a atirar para 6/7.
 

Samuel

Veterano
Boas.
A "turistificação" até e´bom para um interior do país esquecido que tem paisagens lindíssimas. Alias o nosso país é espectacular pena é que só agora com esta pandemia é que as pessoas se lembrem que Portugal é muito mais que parias.
E sim, venham de lá as fotos.

Sim, claro, e existem muitas outras estradas lindíssimas que podiam servir de motivações turísticas, nada contra. Mas nestas fases iniciais também há muito oportunismo e isso nem sempre é bom.
Às vezes também há coisas muito interessantes para se ver mas como não há quem as promova ficam esquecidas ou relegadas para segundo plano em relação a outras (que se calhar não teriam tanto interesse) mas que são amplamente divulgadas por quem interessa a sua promoção.

Não a pretendo fazer no verão. Demasiada gente e muito calor. Pretendo fazer num w123 240d, preto e sem a/c...
Relativamente a fotos, será o departamento da mulher. Depois copio dela... :ph34r:

A N222 é muito bonita, numa viagem da Covilhã para o Norte fiz um desvio por ela. Curiosamente, também no w123. Gostei bastante do percurso. No entanto, creio que ainda está mais turística que a EN2 deve estar... Quando a fiz, no ano passado, havia muita gente a circular nela, principalmente na zona do Pinhão e da Régua.
Não fiz o percurso completo já que na Régua desviei caminho, mas pretendo repetir.

Sim, mas é um turismo mais consolidado, ligado ao vale do Douro e não tanto à estrada. Quem vai já sabe mais ou menos para o que vai, só tem de adicionar o factor viagem/condução.
Esse troço é o que está "classificado" mas a nacional toda tem muito mais para ver e apreciar.
 

Samuel

Veterano
São sites que já andei a ver. Instalei uma aplicação da En2, mas desiludiu-me. Se fosse boa, ia apoiar-me nela durante a viagem...

Achei este site bastante interessante


Eu sugeria um trabalho mais aprofundado de pesquisa pelas cidades, vilas,... em que passa a N2 juntando as sugestões que vão aparecendo. Confiar só numa coisa parece-me criar um desperdício de oportunidade. A ser que seja memorável :)
O Portal, tendo tantos membros, certamente de zonas que são abrangidas pelo percurso, bem que pode contribuir com sugestões :rolleyes:

Fiz uma vez o troço entre Vila Real e a Régua de Saxo 1.5D e quando cheguei à Régua o que disse foi: "Outra Vez!!!!" :D
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
Em fim de Agosto do ano de 1973 … fiz uma viagem, à boleia, da Fontela até Lamego … em camião carregado de garrafas para a Sogrape em Vila Real.
Nunca mais me esqueço do trajecto; Fontela, Tocha, Cantanhede, Mealhada, Santa Comba Dão, Tondela, Viseu, Castro Daire, Lamego.
Para acabar em beleza e depois de deixar a mala da roupa no destino ainda fui dar uma volta no circuito de Vila Real … de camião :wub::wub:.
Depois o regresso novamente a Lamego ..

A maior parte da viagem foi pela EN2; isto a partir de Santa Comba, zona com subidas e descidas difíceis … ainda não existia a barragem da Aguieira.
Nesta zona, o pessoal ía a descer e depois via a subida do outro lado … "Olha vamos lá abaixo e depois passamos por ali … " Lá em baixo era uma "pontezita" que atravessava o Mondego.

E passar o Douro na ponte da Régua … :wub::wub:

Há coisas que nunca esquecem ….

Já pensei em fazer este itinerário (sem ser em clássico), o meu problema é ter de andar a procurar os troços o_Oo_O
 
OP
OP
Abílio Quintas

Abílio Quintas

Portalista
Portalista
Em fim de Agosto do ano de 1973 … fiz uma viagem, à boleia, da Fontela até Lamego … em camião carregado de garrafas para a Sogrape em Vila Real.
Nunca mais me esqueço do trajecto; Fontela, Tocha, Cantanhede, Mealhada, Santa Comba Dão, Tondela, Viseu, Castro Daire, Lamego.
Para acabar em beleza e depois de deixar a mala da roupa no destino ainda fui dar uma volta no circuito de Vila Real … de camião :wub::wub:.
Depois o regresso novamente a Lamego ..

A maior parte da viagem foi pela EN2; isto a partir de Santa Comba, zona com subidas e descidas difíceis … ainda não existia a barragem da Aguieira.
Nesta zona, o pessoal ía a descer e depois via a subida do outro lado … "Olha vamos lá abaixo e depois passamos por ali … " Lá em baixo era uma "pontezita" que atravessava o Mondego.

E passar o Douro na ponte da Régua … :wub::wub:

Há coisas que nunca esquecem ….

Já pensei em fazer este itinerário (sem ser em clássico), o meu problema é ter de andar a procurar os troços o_Oo_O
Esse é um dos principais problemas apontados nos diversos blogs que visitei.
Trata-se de um itenerario que poderia ser exponenciado para o turismo do interior...
 

António José Costa

Regularidade=Navegação, condução e cálculo?
Portalista
Caro @Abílio Quintas acho que a fazer-se deverá ser uma coisa com calma, uma semana será o ideal até porque mesmo assim ainda se fazem mais de 100km dia e com as voltinhas a volta é capaz de não ser difícil 200km e umas 3 a 4 horas ao volante por dia.
Já fiz praticamente todas N2 mas em épocas distintas e nunca seguida.
Em fim de Agosto do ano de 1973 … fiz uma viagem, à boleia, da Fontela até Lamego … em camião carregado de garrafas para a Sogrape em Vila Real.
Nunca mais me esqueço do trajecto; Fontela, Tocha, Cantanhede, Mealhada, Santa Comba Dão, Tondela, Viseu, Castro Daire, Lamego.
Para acabar em beleza e depois de deixar a mala da roupa no destino ainda fui dar uma volta no circuito de Vila Real … de camião :wub::wub:.
Depois o regresso novamente a Lamego ..

A maior parte da viagem foi pela EN2; isto a partir de Santa Comba, zona com subidas e descidas difíceis … ainda não existia a barragem da Aguieira.
Nesta zona, o pessoal ía a descer e depois via a subida do outro lado … "Olha vamos lá abaixo e depois passamos por ali … " Lá em baixo era uma "pontezita" que atravessava o Mondego.

E passar o Douro na ponte da Régua … :wub::wub:

Há coisas que nunca esquecem ….

Já pensei em fazer este itinerário (sem ser em clássico), o meu problema é ter de andar a procurar os troços o_Oo_O


A minha Mãe é de uma aldeia perto de Marta de Penaguião, quando tirei a carta e lá ia saia do IP3 ou quando este acabava Já não me recordo bem e era sempre a “bombar” o meu tio que me acompanhava várias vezes sabia o caminho de cor mas não tinha nem nunca teve carta, para ultrapassar um camião era antes de Castro Daire ou vais comer com ele até Lamego ou mesmo á Régua, estradas incríveis, paisagens ainda melhores, só era pena alguma da degradação existente. Tenho de voltar a fazer. E a rampa da Régua? Ok já estou a divagar a rampa penso que não era na N2.
 

Antonio Godinho

Veterano
Premium
Fiz a N2 há 2 anos atrás e durante o mês de Maio. Viagem muito tranquila e com a duração de 5 dias, sendo que o 5° dia foi dedicado ao regresso. Podia ter demorado mais alguns dias a explorar melhor algumas regiões, mas 5 dias são q.b. O Google maps é imprescindível se pretendermos passar em toda a N2 já que alguns troços são muito difíceis de identificar. Esta viagem está descrita no DB do Porreiro... PA!
 
Última edição:

Marco Vale

Veterano
Premium
Bom tópico!
Também vou fazer, no meu velhote, mas tem que ser feita fora do período de calor :)
Vinha referir a viagem do 205 GTI do António Godinho, já se antecipou, porque na altura me pareceu semelhante ao que pretendo fazer.
Principalmente usufruir da condução pela estrada e das suas paisagens, e menos pela visita a cidades/vilas por onde passa.
 

Guilherme Bugalho

BUGAS03
Portalista
O problema é que alguns troços desses mapas foram sobrepostos por IP`s e IC´s. Também levei mapas antigos que acabei por não utilizar... o_O


Sim nessas situações não há nada a fazer … também não vamos exigir a estrada em paralelo … que era quase toda … lá para o norte (principalmente nas zonas de "serra") ...

Nunca mais vou esquece-la dos "Tanques de Penude" até Lamego, passando nas curvas da Raposeira (hoje com outro nome :ph34r::ph34r:) ...
 
Já fiz a N2 há 2 anos atrás também.
É muito porreiro de se fazer mas aconselho pelo menos 5/6 dias para se fazer nas calmas e ir-se parando para conhecer todas as zonas, coisa que infelizmente não consegui fazer porque estava limitado de tempo e foi tudo feito à pressa em 3 dias (não recomendo).
Esse livro que foi recomendado é um bom companheiro. Além do livro, existem 3 ou 4 grupos nas redes sociais que também têm diversa informação acerca do roteiro e pontos de interesse( chamam-se EN2 ou Estrada nacional 2 acho eu...).

Quanto ao trajecto em si é espectacular porque a paisagem está sempre a mudar e conhecemos Portugal de Norte a Sul pela espinha dorsal. Na zona norte e centro é quase sempre curva contra-curva e só em Vila de Rei é que começam a desaparecer.
A unica zona que é difícil de seguir a N2 e que precisei de consultar o GPS foi na zona do IP3 que a estrada original da N2 desaparece e entramos no IP3 no distrito de Coimbra. Ainda tentei procurar a N2 original mas desisti( foram também poucos km no IP3).

Chegado a Faro, optei por seguir até Sagres e subir a costa alentejana toda até Sines, que recomendo muito(foi um dos pontos altos da viagem) onde apanhei a autoestrada e voltei ao Porto.

Espero no futuro poder fazer com mais calma e poder apreciar o que Portugal tem para nos oferecer.
 
Topo