BMW E21 320/6 e o seu leitor de cassetes

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
Afinar válvulas?

Trocar Cams?

Estava a ouvir um barulho excessivo da parte das válvulas. Eu sei que estes motores são algo ruidosos nesse sentido, mas como foi mudar a distribuição, bomba de água, óleo e etc, aproveito e afino as válvulas para a folga prevista nos manuais que é de 0,25 tanto para as de escape como as de admissão. Até porque cheira-me que não é a folga que lá está!
 

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
E eis que a traseira está levantada , a distribuição mudada, valvulas afinadas, e muita coisa feita!

No entanto após ter sido ligado um tubo de vácuo e terem sido mudadas as velas, o carro basicamente falha e não tem força.... Não sabemos se terá sido afinado para as velas de platina que tinha e para a entrada "suplementar de ar" pelo que ainda vai ser revisto amanhã... bahhh

Seguem umas fotos já com a traseira alinhada com a frente! Assim sim!!!:wub:

D686A79E-1CDE-4CD1-9D6D-BF8E5755D8C0.jpeg F9DA9FB5-FA82-4243-B3D2-A4800264301B.jpeg D600F285-9107-4F5A-9AC6-CAC083422ED8.jpeg F98A47E3-D5C4-4471-B203-DBCD44A6AD39.jpeg C1F99F96-021C-4E54-B348-7168B06A69EC.jpeg
 

Miguel Gomes Dinis

Portalista
Portalista
O Bruno qualquer dia dá-me guia de marcha do seu canto que já usei e volto a usar para os meus dislates. A verdade é que escolhi este canto com um propósito, que desmerece a espuma dos nossos dias tanto quanto valoriza o significado dos dias que foram.

Nos momentos mortos fora de casa numa espera de qualquer compromisso de natureza profissional os aparelhos e a tecnologia são socorro de ocasião, e lá vamos com eles acompanhando as notícias, O Covid, o Centeno, e demais maleitas da nossa vida...

Eis se não quando, e no meio do caos aleatório de informação, aparece uma grelha descomunal com um carro atrás.



(sim, desculpa ter posto isto aqui no mesmo espaço onde habita o teu E21... justifico-me já)

Ora... isto foi das coisas mais horrendas sobre as quais pousaram os meus olhos ultimamente. Sou sensível a essas coisas. Nem sequer me interesso muito pelo automóvel à luz dos cânones dos dias de hoje, mas quanto mais não seja, por mero exercício de comparação com os anos dourados, acabo sempre por olhar para objectos desenhados com apreciação crítica.

O Hoffmeister Kink foi-se, a linha de cintura também, a frente não é alta, mas parece (normalmente é o contrário que se pretende) e esta tentativa de "gritar" bmw pelo excesso de escala da grelha não faz mais do que exagerar um elemento perdendo para o conjunto. Para mim, como sabem, o 156 é o paradigma do desenho industrial de massas do século XX/XXI. Não tem nenhum elemento fora de escala, não precisa de exagerar um sobre os outros e tem até um conjunto de "easter eggs" que ficam só para os conhecedores da marca. Não se impõe uma imagem pelo excesso de um símbolo. Conquista-se uma pela conjugação harmónica dos vários elementos. Este carro perdeu todos os elementos de carácter fazendo de um só elemento de força. Nunca tive a BMW como paradigma do espectro criativo, mas sempre lhe reconheci dentro do padrão de austeridade de um carro alemão, um mínimo de fantasia dentro de um alinhamento críptico, uma elegância apurada e um equilíbrio dinâmico de formas agradável.

Ninguém consegue reinventar a forma sem perder a identidade e o traço como os italianos. Conseguem sucessivamente criar (e a Alfa Romeo nisto é o vértice da espada) rupturas em algo completamente novo, mas sem perder os elementos e a conjugação dos mesmos, num equilíbrio dinâmico da forma sem perder a proporção. Pelo contrário os alemães esgotam a forma 911 desde o início até hoje. Pior, usam-na em tudo que é carro, desde aqueles mastodônticas criaturas de jogador de futebol , passando por spiders e acabando em berlinas executivas. Um desastre. Quando o fazem mais parcimoniosamente fazem o mesmo carro em escalas diferentes. A BMW fê-lo durante anos, mas não é que o fizesse mal.

Neste caso conseguiu-se o impensável. Como tudo que era registo característico da marca desapareceu, e a falta de identidade é de tal forma gritante que isto poderia ser de facto qualquer outra marca oriental (normalmente as mais anónimas em referências), usa-se da hipérbole da escala do elemento mais característico.

E é aqui que chego ao E21 (vale para o E30 e por aí fora até há 20 anos atrás). Não tem a fantasia de um Alfa Romeo da mesma época. Não tem sequer o argumento conceptual cujo portentado do grupo hoje pretende exibir. Mas tem uma harmonia de formas, e um conjunto de diálogos sóbrios de identidade na forma como comunicam os elementos que foram o móbil do crescimento de simpatias da marca durante os 30 anos seguintes.

Trabalho preguiçoso este, mau e pouco edificante de uma equipa de desenho. Pena. Uma marca pela qual nutro a simpatia que me permite o pouco que sobra na minha praia, que se vem arrastando na vulgaridade ao longo dos últimos 15/20 anos. Dito isto, vai vender. E isso diz tudo sobre os nossos dias...
 
Última edição:

Pedro MS Pereira

Portalista
Premium
Portalista
Bruno! Parabéns :thumbs up:

Com esse material e esse setup tens aí uma gema ;)
Não vale a pena pensares muito num carro "demasiado" original porque esse está "corretamente" tunado :) E mantém o motor original, o que é quase uma raridade nos E21 dos dias de hoje...
Tem O interior que qualquer E21 deveria ter! E tem suspensão e travagem melhorados, que é aquilo que os 320/6 mais precisam de melhorar.

Vê bem o estado do carburador. São bons, mas sensíveis e difíceis de afinar.
 

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
olááááááá´... assim, sim parece estar mesmo no ponto.
Uma das vantagens dos coilovers... o carro está visualmente brutal... e isto pese embora eu até gostar das jantes que tinha mas, estas realmente são mais de acordo com o modelo em si.
Pena que as afinações não tenham resultado. A ver se isso se resolve rápido.
Agora até já tenho a direção com outra sensibilidade.
De tão baixo que estava atrás , a direção estava um pouco estranha !

Ficou bonito! :wub:
Obrigado !! Concordo que está bem melhor agora !

Assim sim. Mas se calhar ainda subia um dedo. Preciosismo meu se calhar mas quando te sentas lá dentro deve arrear.

Mas está muito melhor :thumbs up:
hahaha eu não sou assim tão pesado !!

Simplesmente fantástico, é um dos modelos da Bm que adoro (quer dizer adoro todos) está muito bonito as jantes são mesmo essas não trocava por outras, parabens.
Sempre adorei os bmw desta altura , com a frente de tubarão e todo o charme que têm. A meu ver as jantes mudaram muito o aspecto , para melhor !

O Bruno qualquer dia dá-me guia de marcha do seu canto que já usei e volto a usar para os meus dislates. A verdade é que escolhi este canto com um propósito, que desmerece a espuma dos nossos dias tanto quanto valoriza o significado dos dias que foram.

Nos momentos mortos fora de casa numa espera de qualquer compromisso de natureza profissional os aparelhos e a tecnologia são socorro de ocasião, e lá vamos com eles acompanhando as notícias, O Covid, o Centeno, e demais maleitas da nossa vida...

Eis se não quando, e no meio do caos aleatório de informação, aparece uma grelha descomunal com um carro atrás.



(sim, desculpa ter posto isto aqui no mesmo espaço onde habita o teu E21... justifico-me já)

Ora... isto foi das coisas mais horrendas sobre as quais pousaram os meus olhos ultimamente. Sou sensível a essas coisas. Nem sequer me interesso muito pelo automóvel à luz dos cânones dos dias de hoje, mas quanto mais não seja, por mero exercício de comparação com os anos dourados, acabo sempre por olhar para objectos desenhados com apreciação crítica.

O Hoffmeister Kink foi-se, a linha de cintura também, a frente não é alta, mas parece (normalmente é o contrário que se pretende) e esta tentativa de "gritar" bmw pelo excesso de escala da grelha não faz mais do que exagerar um elemento perdendo para o conjunto. Para mim, como sabem, o 156 é o paradigma do desenho industrial de massas do século XX/XXI. Não tem nenhum elemento fora de escala, não precisa de exagerar um sobre os outros e tem até um conjunto de "easter eggs" que ficam só para os conhecedores da marca. Não se impõe uma imagem pelo excesso de um símbolo. Conquista-se uma pela conjugação harmónica dos vários elementos. Este carro perdeu todos os elementos de carácter fazendo de um só elemento de força. Nunca tive a BMW como paradigma do espectro criativo, mas sempre lhe reconheci dentro do padrão de austeridade de um carro alemão, um mínimo de fantasia dentro de um alinhamento críptico, uma elegância apurada e um equilíbrio dinâmico de formas agradável.

Ninguém consegue reinventar a forma sem perder a identidade e o traço como os italianos. Conseguem sucessivamente criar (e a Alfa Romeo nisto é o vértice da espada) rupturas em algo completamente novo, mas sem perder os elementos e a conjugação dos mesmos, num equilíbrio dinâmico da forma sem perder a proporção. Pelo contrário os alemães esgotam a forma 911 desde o início até hoje. Pior, usam-na em tudo que é carro, desde aqueles mastodônticas criaturas de jogador de futebol , passando por spiders e acabando em berlinas executivas. Um desastre. Quando o fazem mais parcimoniosamente fazem o mesmo carro em escalas diferentes. A BMW fê-lo durante anos, mas não é que o fizesse mal.

Neste caso conseguiu-se o impensável. Como tudo que era registo característico da marca desapareceu, e a falta de identidade é de tal forma gritante que isto poderia ser de facto qualquer outra marca oriental (normalmente as mais anónimas em referências), usa-se da hipérbole da escala do elemento mais característico.

E é aqui que chego ao E21 (vale para o E30 e por aí fora até há 20 anos atrás). Não tem a fantasia de um Alfa Romeo da mesma época. Não tem sequer o argumento conceptual cujo portentado do grupo hoje pretende exibir. Mas tem uma harmonia de formas, e um conjunto de diálogos sóbrios de identidade na forma como comunicam os elementos que foram o móbil do crescimento de simpatias da marca durante os 30 anos seguintes.

Trabalho preguiçoso este, mau e pouco edificante de uma equipa de desenho. Pena. Uma marca pela qual nutro a simpatia que me permite o pouco que sobra na minha praia, que se vem arrastando na vulgaridade ao longo dos últimos 15/20 anos. Dito isto, vai vender. E isso diz tudo sobre os nossos dias...
Não dou nada guia de marcha ! Até agradeço a atenção !
Infelizmente a bmw hoje em dia está a perder muitas qualidades em termos de design. Os carros são muito bons de conduzir , mas estão a perder a identidade .
Alem das grelhas horrendas , para mim o pior foi mesmo a perda do Hoffmeister Kink. Quando comentei com um amigo vendedor na bmw sobre esse facto , a resposta dele foi que ainda la estava mas que tinha sido invertido !
Respondi-lhe que invertido devia estar ele mais o “chairman of the board quando deu o ok para se passar à produção !

Bruno! Parabéns :thumbs up:

Com esse material e esse setup tens aí uma gema ;)
Não vale a pena pensares muito num carro "demasiado" original porque esse está "corretamente" tunado :) E mantém o motor original, o que é quase uma raridade nos E21 dos dias de hoje...
Tem O interior que qualquer E21 deveria ter! E tem suspensão e travagem melhorados, que é aquilo que os 320/6 mais precisam de melhorar.

Vê bem o estado do carburador. São bons, mas sensíveis e difíceis de afinar.
obrigado !
sim eu não sou muito de carros totalmente originais e este não será excepção ! Quero no entanto não desvirtuar o modelo, mantendo o seu charme inabalável sempre presente . O carburador já foi afinado e está bem melhor , embora continue a cortar as 5500, levando-me a pensar se não estará ali nada no distribuidor ou no rotor, precisamente para fazer esse corte !

isso existe ou é apenas um devaneio da minha cabeça ?!

ora seguem mais umas fotos para adoçar a vista !

A chegada a casa e ao lado do trineto!

F43F8096-276C-4064-9A9C-DF3DCC79247B.jpeg 48FD89EB-6BC8-4A81-B23A-4D8D614F6F90.jpeg B9D542C0-80F6-4F4B-B6C9-789F5CF40FF3.jpeg 7D63EABB-8E92-436E-B25B-A050777EDFAD.jpeg C8B758B7-491C-48AB-861E-68AE26E8F020.jpeg
 

joao p vasconcelos

Portalista
Portalista
Ficou bem melhor!
Duas dúvidas:
- na última foto, aparenta ter um apoio de escape demasiado grande. É mesmo assim, ou é efeito da foto?;
- o camber no eixo de trás continua a estar demasiado pronunciado, ao subir a suspensão não deveria ter ficado mais positivo?
 

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
Ficou bem melhor!
Duas dúvidas:
- na última foto, aparenta ter um apoio de escape demasiado grande. É mesmo assim, ou é efeito da foto?;
- o camber no eixo de trás continua a estar demasiado pronunciado, ao subir a suspensão não deveria ter ficado mais positivo?
Não sei se o apoio de escape original será este. Vou ter mudar o escape pois tenho a panela final com um pequeno buraco e depois vejo essa situação .
O camber já alterou bastante , tendo ficado bem mais positivo . Claro que estando mais baixo que o original , ficará sempre com camber negativo . Existem no entanto umas “camber plates” que ajudam nestas situações . É outra das coisas a analisar . Por agora urge tratar da bomba de travões !

Entretanto hoje foi dia de dar um passeio higiénico logo pela manhã ! Não há nada como viver no campo !
22C93716-CB7A-4DD7-9DE4-B8A34A011E50.jpeg EA3EBFCD-B7D9-44DF-88BE-3E27AA456374.jpeg 2BF75E1F-D8EA-47C6-A375-E40205A01367.jpeg AB42AD25-3354-4EC8-B31B-CBC1E6C50B3B.jpeg A6561DCC-1E69-4323-86FF-849E65D91DE8.jpeg 2343B724-06C4-487B-B550-406EC2B03751.jpeg 2F4EFE54-7988-4C44-B8CF-8C3BF971924D.jpeg ED2FA2D2-E72E-4867-A8D4-532BCF74EF7E.jpeg
 

luis sousa

Veterano
De facto ficou ainda com melhor aspeto depois da afinação da suspensão traseira..e com os piscas laranjas! Parabéns pela máquina!
Por acaso hoje o E21 não passou em frente aos pasteis de belém? Passou por mim um E21 ia jurar que era este.
 

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
De facto ficou ainda com melhor aspeto depois da afinação da suspensão traseira..e com os piscas laranjas! Parabéns pela máquina!
Por acaso hoje o E21 não passou em frente aos pasteis de belém? Passou por mim um E21 ia jurar que era este.
Muito obrigado Luis!

Não era eu não senhor!
Andei com o carro de manhã mas aqui pela zona saloia.
 

Bruno Guedes da Silva

Portalista
Portalista
Vamos a novidades ?

- tubagens da gasolina novas,
- bomba principal de travões nova,
- filtro de gasolina novo,
- rotor do distribuidor novo,
- isolamento de algumas cablagens que estavam com mau aspecto,
- reaperto dos cubos das rodas,
- alguns plásticos e borrachas substituídos por novos ,
- reafinação do carburador,
- vaso de expansão mudado também pois este tinha uma pequena fuga.
- foram mudados também alguns tubos da água,
- inspeccão feita.

o resultado ? Já faz 6600 rpms, já trava , já não se engasga, a vida é boa !

Foto feita pelo @André Pedro
CAE82927-0171-4D05-919B-2B9A6F42DEC5.jpeg C3F1B3A2-3A44-435A-9556-2360E565B2FD.jpeg CAE82927-0171-4D05-919B-2B9A6F42DEC5.jpeg C3F1B3A2-3A44-435A-9556-2360E565B2FD.jpeg E28D6043-3392-4DBD-9D37-2FE21CAA9032.jpeg 60FCDF8E-2A0B-4E8C-98C1-E12F0C2F22A8.jpeg 88DB3412-1C28-431F-A052-ED26A38E6D4F.jpeg 39E2ED2B-8D18-464F-B3FC-D1C9DDA68F56.jpeg 781256C1-F72A-4F5C-ACB6-A52D0DF02BB9.jpeg


Sim sim, montei os cintos para experimentar!:xD::xD:

Falta agora chegar uma matricula nova.

Próximos trabalhos:

- Colocar dois depositos de gasolina novos que tenho em casa,
- colocar os tubos de acesso ao depósito de combustivel novos que tenho também cá em casa,
- arranjar o alternador que embora carregue está ali com uma intermitência que faz com que a luz acenda, embora já não tantas vezes.
 

Anexos

Última edição:
Topo